Header
Header
Header
Header
Header

dizimo

Por Aristóteles Pereira de Oliveira

Parte I

Quando o povo de Israel estava no deserto, Deus deu a eles algumas leis. Muitas dessas leis iniciaram o seu cumprimento ali mesmo no deserto. Outras foram para quando eles estivessem na terra prometida. Uma dessas leis que os Israelitas praticariam quando entrasse na terra de Canaã seria o dízimo.

De acordo com a Bíblia os levitas  sustentavam-se com os dízimos dados pelas demais tribos de Israel, isto porque eles não tinham herança na terra de Canaã, (mais…)

dízimo  do Velho Testamento, versus o dadivar do Novo Testamento

 


Introdução

“Credo do Dizimista — “O dízimo é do Senhor. Em a verdade, o aprendemos. Em a fé, o cremos. Em a alegria, o damos. O dízimo!”  Outros [muitos] pregadores têm clamado que qualquer crente que não dá o dízimo para o trabalho do Senhor está roubando Deus e está sob maldição, de acordo com Malaquias 3:8-10.

1 – O dízimo, antes da Lei

Há duas passagens Bíblicas que falam de um dízimo sendo dado antes que a Lei fosse instituída no Sinai. As passagens envolvem Abraão e Jacó, dois dos patriarcas de Israel.

Gênesis 14:17-20: “E o rei de Sodoma saiu-lhe ao encontro (depois que voltou de ferir a Quedorlaomer e aos reis que estavam com ele) até ao Vale de Savé, que é o vale do rei. 18 E Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; e era este sacerdote do Deus Altíssimo. 19 E abençoou-o, e disse: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra; 20 E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo. [Todas as citações são da Almeida Corrigida Fiel]”
– Ademais, este é o único dízimo que as Escrituras mencionam que Abraão jamais deu [em toda a sua vida]. Não temos nenhuma evidência de que dizimar era sua prática geral [habitual, constante].

Gênesis 28:20-22
Jacó fez um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta viagem que faço, e me der pão para comer, e vestes para vestir; 21 E eu em paz tornar à casa de meu pai, o SENHOR me será por Deus; 22 E esta pedra que tenho posto por coluna será casa de Deus; e de tudo quanto me deres, certamente te darei o dízimo.

 2 – Dizimando, sob a Lei Mosaica

Que ensina a Bíblia sobre o dízimo sob a Lei Mosaica? Nesta seção do nosso estudo, examinaremos todas as passagens significantes que descrevam o dízimo sob a Lei, nas Escrituras.

Levítico 27:30-33Também todas as dízimas do campo, da semente do campo, do fruto das árvores, são do SENHOR; santas são ao SENHOR. 31 Porém, se alguém das suas dízimas resgatar alguma coisa, acrescentará a sua quinta parte sobre ela. 32 No tocante a todas as dízimas do gado e do rebanho, tudo o que passar debaixo da vara, o dízimo será santo ao SENHOR. 33 Não se investigará entre o bom e o mau, nem o trocará; mas, se de alguma maneira o trocar, tanto um como o outro será santo; não serão resgatados.”
Números 18:21-24 [“O Dízimo para os Levitas”]: E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo ministério que executam, o ministério da tenda da congregação.22 E nunca mais os filhos de Israel se chegarão à tenda da congregação, para que não levem sobre si o pecado e morram. 23 Mas os levitas executarão o ministério da tenda da congregação, e eles levarão sobre si a sua iniqüidade; pelas vossas gerações estatuto perpétuo será; e no meio dos filhos de Israel nenhuma herança terão, 24 Porque os dízimos dos filhos de Israel, que oferecerem ao SENHOR em oferta alçada, tenho dado por herança aos levitas; porquanto eu lhes disse: No meio dos filhos de Israel nenhuma herança terão. 


Deuteronômio 14:22-27 [“O Dízimo para o Festival“]: 
Certamente darás os dízimos de todo o fruto da tua semente, que cada ano se recolher do campo. 23 E, perante o SENHOR teu Deus, no lugar que escolher para ali fazer habitar o seu nome, comerás os dízimos do teu grão, do teu mosto e do teu azeite, e os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas; para que aprendas a temer ao SENHOR teu Deus todos os dias. 24 E quando o caminho te for tão comprido que os não possas levar, por estar longe de ti o lugar que escolher o SENHOR teu Deus para ali pôr o seu nome, quando o SENHOR teu Deus te tiver abençoado; 25 Então vende-os, e ata o dinheiro na tua mão, e vai ao lugar que escolher o SENHOR teu Deus; 26 E aquele dinheiro darás por tudo o que deseja a tua alma, por vacas, e por ovelhas, e por vinho, e por bebida forte, e por tudo o que te pedir a tua alma; come-o ali perante o SENHOR teu Deus, e alegra-te, tu e a tua casa; 27 Porém não desampararás o levita que está dentro das tuas portas; pois não tem parte nem herança contigo.

 

Deuteronômio 14:28-29 [“O Dízimo para os Pobres“]: Ao fim de três anos tirarás todos os dízimos da tua colheita no mesmo ano, e os recolherás dentro das tuas portas; 29 Então virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão; para que o SENHOR teu Deus te abençoe em toda a obra que as tuas mãos fizerem. 


Neemias 12:44:
 
Também no mesmo dia se nomearam homens sobre as câmaras, dos tesouros, das ofertas alçadas, das primícias, dos dízimos, para ajuntarem nelas, dos campos das cidades, as partes da lei para os sacerdotes e para os levitas; porque Judá estava alegre por causa dos sacerdotes e dos levitas que assistiam ali. Note que o texto diz que os dízimos eram exigências “da Lei”.

E que as primícias da nossa massa, as nossas ofertas alçadas, o fruto de toda a árvore, o mosto e o azeite, traríamos aos sacerdotes, às câmaras da casa do nosso Deus; e os dízimos da nossa terra aos levitas; e que OS LEVITAS RECEBERIAM OS DÍZIMOS EM TODAS AS CIDADES, DA NOSSA LAVOURA. Neemias 10:37-38


Malaquias 3:8-12:
 
Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos?Nos dízimos e nas ofertas. 9 Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação. 10 Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. 11 E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos. 12 E todas as nações vos chamarão bem-aventurados; porque vós sereis uma terra deleitosa, diz o SENHOR dos Exércitos.

Examinemos esta passagem verso por verso, para que dela possamos extrair algumas importantes verdades.

Deuteronômio 28:18Maldito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e as crias das tuas vacas, e das tuas ovelhas. 23 E os teus céus, que estão sobre a cabeça, serão de bronze; e a terra que está debaixo de ti, será de ferro. 24 O SENHOR dará por chuva sobre a tua terra, pó e poeira; dos céus descerá sobre ti, até que pereças. 38 Lançarás muita semente ao campo; porém colherás pouco, porque o gafanhoto a consumirá. 39 Plantarás vinhas, e cultivarás; porém não beberás vinho, nem colherás as uvas; porque o bicho as colherá. 40 Em todos os termos terás oliveiras; porém não te ungirás com azeite; porque a azeitona cairá da tua oliveira. E todas estas maldições virão sobre ti, e te perseguirão, e te alcançarão, até que sejas destruído; porquanto não ouviste à voz do SENHOR teu Deus, para guardares os seus mandamentos, e os seus estatutos, que te tem ordenado;” (Dt 28:18, 23-24, 38-40, 45).

1 ¶ E será que, se ouvires a voz do SENHOR teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o SENHOR teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra. 2 E todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, quando ouvires a voz do SENHOR teu Deus; (Dt 28:1-2). 4 Bendito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e o fruto dos teus animais; e as crias das tuas vacas e das tuas ovelhas. 8 O SENHOR mandará que a bênção [esteja] contigo nos teus celeiros, e em tudo o que puseres a tua mão; e te abençoará na terra que te der o SENHOR teu Deus. 11 E o SENHOR te dará abundância de bens no fruto do teu ventre, e no fruto dos teus animais, e no fruto do teu solo, sobre a terra que o SENHOR jurou a teus pais te dar. 12 O SENHOR te abrirá o seu bom tesouro, o céu, para dar chuva à tua terra no seu tempo, e para abençoar toda a obra das tuas mãos; e emprestarás a muitas nações, porém tu não tomarás emprestado.” (Dt 28:1-2, 4, 8, 11-12).

O dízimo foi o sistema de impostos e taxas ordenado por Deus sob o sistema teocrático do Velho Testamento.

Se alguém deseja dizimar realmente [literalmente] de acordo com as Escrituras, teria que fazer o seguinte:
1) Deixar seu trabalho e comprar uma terrinha, de modo que possa criar seu gado e plantar e colher [grãos, verduras e frutas].
2) Encontrar algum descendente de Leví, para sustentá-lo [e este a um descendente do levita Arão (que realmente seja sacerdote, no Templo, em Jerusalém)].
3) Usar suas colheitas para observar as festas religiosos do Velho Testamento (tais como Páscoa, Pães Asmos, Pentecostes, Tabernáculos) [quando, como e onde Deus ordenou. Literalmente];
4) Começar por dar pelo menos 20 por cento de todas as suas colheitas e rebanhos a Deus; e
5) Esperar que [com toda certeza] Deus amaldiçoe sua nação [em oposição ao próprio crente] com [grande] insuficiência material, se ela for infiel, ou a abençoe com [grande] abundância material, se for fiel.

3 – Dizimando, no Novo Testamento

A coisa mais interessante sobre o conceito de dizimar, debaixo do Novo Testamento, é que é quase que virtualmente ausente . No NT há [somente] quatro diferentes passagens  que fazem alguma menção ao dízimo. [Examinemo-las.]

Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. Mateus 6:21

Porque, onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração. Lucas 12:34

Mateus 23:23: “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas.”
Lucas 18:12: Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo.

Hebreus 7:1-10: “1 ¶ Porque este Melquisedeque, que era rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, e que saiu ao encontro de Abraão quando ele regressava da matança dos reis, e o abençoou; 2 A quem também Abraão deu o dízimo de tudo, e primeiramente é, por interpretação, rei de justiça, e depois também rei de Salém, que é rei de paz; 3 Sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias nem fim de vida, mas sendo feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre. 4 Considerai, pois, quão grande era este, a quem até o patriarca Abraão deu os dízimos dos despojos. 5 E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão. 6 Mas aquele, cuja genealogia não é contada entre eles, tomou dízimos de Abraão, e abençoou o que tinha as promessas. 7 Ora, sem contradição alguma, o menor é abençoado pelo maior. 8 E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se testifica que vive. 9 E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos. 10 Porque ainda ele estava nos lombos de seu pai quando Melquisedeque lhe saiu ao encontro.”
O Novo Testamento nunca estipula um certo valor percentual como um padrão obrigatório e exigido para nossas contribuições. Ao contrário, as Escrituras declaram: “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” (2Cor 9:7).

 

Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis.” (2Co 8:9).

 

(Mar 7:1-13) [… 7 Em vão, porém, me honram, Ensinando doutrinas que são mandamentos de homens. 8 Porque, deixando o mandamento de Deus, retendes a tradição dos homens; como o lavar dos jarros e dos copos; … 9 E dizia-lhes: Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição. … 13 Invalidando assim a palavra de Deus pela vossa tradição, que vós ordenastes. …]. Olhai para Jesus como o padrão e exemplo do vosso contribuir. Procurai a Deus diligentemente, sede generosos e prontos a compartilhar, para que entesoureis para vós mesmos o tesouro de uma boa fundação para o futuro, de modo que alcanceis aquela que é a verdadeira vida! (1 Tim 6:18-19) [18 Que façam bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente, e sejam comunicáveis; 19 Queentesourem para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar  a vida eterna].

4 – Dadivando, no Novo Testamento

Se é verdade que dizimar foi parte da adoração de Israel no Velho Testamento, e que não tem nenhuma injunção prática sobre os crentes do Novo Testamento, então vem à tona, naturalmente, a pergunta “Que é que o Novo Testamento realmente ensina sobre o dar das nossas rendas [a Deus]?” Seguramente, o local de partida para os crentes do Novo Pacto começarem a entender qual é a revelada vontade de Deus para o dadivar deles, está nas Escrituras do Novo Testamento. É exatamente para lá que eu gostaria de lhe levar, para juntos examinarmos a vontade de Deus para o dadivar do [verdadeiro] cristão.


4.1 – o quanto do nosso dadivar


1 Coríntios 16:1-2:
 “1 ¶ Ora, quanto à coleta que se faz para os santos, fazei vós também o mesmo que ordenei às igrejas da Galácia. 2 No primeiro dia da semana cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade, para que não se façam as coletas quando eu chegar.”

Atos 11:27-30: “… 29 E os discípulos determinaram mandar, cada um conforme o que pudesse, socorro aos irmãos que habitavam na Judéia. …”

2 Coríntios 9:7: Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.

 

4.2 – o propósito do nosso dadivar


1. Satisfazer as necessidades dos santos:

Este tema é como um fio que vai através de [toda] a Escritura. Consideremos alguns textos:

Atos 2:44-45 “44 E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum. 45 E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister.” 


1 João 3:17
Quem, pois, tiver bens do mundo, e, vendo o seu irmão necessitado, lhe cerrar as suas entranhas, como estará nele o amor de Deus?

Gálatas 6:9-10 “9 E não nos cansemos de fazer bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. 10 Então, enquanto temos tempo, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé.”

 

2. Satisfazer as necessidades dos obreiros cristãos:
1 Timóteo 5:17-18: “17 ¶ Os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina; 18 Porque diz a Escritura: Não ligarás a boca ao boi que debulha. E: Digno é o obreiro do seu salário.”

1 Coríntios 9:6-14 “6 Ou só eu e Barnabé não temos direito de deixar de trabalhar? 7 Quem jamais milita à sua própria custa? Quem planta a vinha e não come do seu fruto? Ou quem apascenta o gado e não se alimenta do leite do gado? 8 Digo eu isto segundo os homens? Ou não diz a lei também o mesmo? 9 Porque na lei de Moisés está escrito: Não atarás a boca ao boi que trilha o grão. Porventura tem Deus cuidado dos bois? 10 Ou não o diz certamente por nós? Certamente que por nós está escrito; porque o que lavra deve lavrar com esperança e o que debulha deve debulhar com esperança de ser participante. 11 Se nós vos semeamos as coisas espirituais, será muito que de vós recolhamos as carnais? 12 Se outros participam deste poder sobre vós, por que não, e mais justamente, nós? Mas nós não usamos deste direito; antes suportamos tudo, para não pormos impedimento algum ao evangelho de Cristo. 13 Não sabeis vós que os que administram o que é sagrado comem do que é do templo? E que os que de contínuo estão junto ao altar, participam do altar? 14 Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho.”

Filipenses 4:15-18 “15 E bem sabeis também, ó filipenses, que, no princípio do evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja comunicou comigo com respeito a dar e a receber, senão vós somente; 16 Porque também uma e outra vez me mandastes o necessário a Tessalônica. 17 Não que procure dádivas, mas procuro o fruto que cresça para a vossa conta. 18 Mas bastante tenho recebido, e tenho abundância. Cheio estou, depois que recebi de Epafrodito o que da vossa parte me foi enviado, como cheiro de suavidade e sacrifício agradável e aprazível a Deus.”

3. Satisfazer as necessidades dos pobres:  

Lucas 12:33-34 “33 Vendei o que tendes, e dai esmolas. Fazei para vós bolsas que não se envelheçam; tesouro nos céus que nunca acabe, aonde não chega ladrão e a traça não rói. 34 Porque, onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração. 

Efésios 4:28 “Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade.”

Tiago 1:27 
A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo.”
[a] satisfazer as necessidades dos santos,
[b] satisfazer as necessidades dos obreiros cristãos, e
[c] satisfazer as necessidades dos pobres.

4.3 – o modo do nosso dadivar

 1. Devemos dadivar anonimamente:

Em Mateus 6:1-4 [1 ¶ Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus. 2 Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. 3 Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita; 4 Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente.

2. Devemos dadivar voluntariamente (por nossa vontade, com amor):

2 Coríntios 8:3-4 diz “3 Porque, segundo o seu poder (o que eu mesmo testifico) e ainda acima do seu poder, deram voluntariamente. 4 Pedindo-nos com muitos rogos que aceitássemos a graça e a comunicação deste serviço, que se fazia para com os santos.

Em 2Cor 9:7 Paulo diz “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.

3. Devemos dadivar expectativamente:

Quando dadivamos, devemos esperar que Deus nos abençoe nesta presente vida. Consideremos os ensinos do apóstolo Paulo.

2 Coríntios 9:6 “E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará.”

Vejamos como Paulo expressa isto, nos versos 8-11: “8 E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, A FIM DE QUE, tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra; 9 Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; A sua justiça permanece para sempre. 10 Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça; 11 Para que em tudo enriqueçais PARA toda a beneficência, a qual faz que por nós se dêem graças a Deus.

Provérbios 19:17 “Ao SENHOR empresta o que se compadece do pobre, Ele lhe pagará o seu benefício.”

Provérbios 11:24-25 “24 ¶ Ao que distribui mais se lhe acrescenta, e ao que retém mais do que é justo, é para a sua perda. 25 ¶ A alma generosa prosperará e aquele que atende também será atendido.”

Mateus 6:19-21 19 ¶ Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; 20 Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. 21 Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.

Lucas 12:33 “Vendei o que tendes, e dai esmolas. Fazei para vós bolsas que não se envelheçam; tesouro nos céus que nunca acabe, aonde não chega ladrão e a traça não rói.”

1 Timóteo 6:18-19 “18 Que façam bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente, e sejam comunicáveis; 19 Que entesourem para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar a vida eterna.

4. Devemos dadivar animadamente (com ânimo, alegria):

Em 2Coríntios 9:7 nós aprendemos qual espírito devemos ter ao dadivarmos “Cada um contribua segundo propós no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.”

5. Devemos dadivar sacrificialmente:

Nas Escrituras temos vários exemplos onde Deus olha com aprovação para o nosso dadivar sacrificial:

2 Coríntios 8:1-5 “1 ¶ Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus dada às igrejas da Macedónia; 2 Como em muita prova de tribulação houve abundância do seu gozo, e como a sua profunda pobreza abundou em riquezas da sua generosidade. 3 Porque, segundo o seu poder (o que eu mesmo testifico) e ainda acima do seu poder, deram voluntariamente. 4 Pedindo-nos com muitos rogos que aceitássemos a graça e a comunicação deste serviço, que se fazia para com os santos. 5 E não somente fizeram como nós esperávamos, mas a si mesmos se deram primeiramente ao Senhor, e depois a nós, pela vontade de Deus.

Marcos 12:41-44 “41 ¶ E, estando Jesus assentado defronte da arca do tesouro, observava a maneira como a multidão lançava o dinheiro na arca do tesouro; e muitos ricos deitavam muito. 42 Vindo, porém, uma pobre viúva, deitou duas pequenas moedas, que valiam meio centavo. 43 E, chamando os seus discípulos, disse-lhes: Em verdade vos digo que esta pobre viúva deitou mais do que todos os que deitaram na arca do tesouro; 44 Porque todos ali deitaram do que lhes sobejava, mas esta, da sua pobreza, deitou tudo o que tinha, todo o seu sustento.”

4.4 – a motivação do nosso dadivar

1. O exemplo de Cristo:

2Cor 8:9“Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis.”

2. A ordem de Cristo:

Não apenas temos o exemplo de Cristo para nos motivar, como também temos sua ordem. Jesus expressou-se muito claramente em João 15:12-13, “12 O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. 13 Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.”. 

5 – Conclusão

As Escrituras não ensinam que o dízimo é obrigatório sobre os crentes durante [a dispensação de] o Novo Testamento. No entanto, as mesmas Escrituras [decididamente] ensinam que os crentes devem ser dadivadores generosos, sacrificiais, expectantes, e gozosamente animados! Será que isto descreve você? É minha sincera oração que o Espírito Santo use este escrito para o desafiar a repensar os seus padrões de dadivar, e para verificar se eles se alinham com a vontade de Deus, conforme expressa no Novo Testamento. Se não estiverem, vá ao Senhor em oração e peça-lhe o poder e a graça para lhe obedecer plenamente em todas as coisas”.

Brian Anderson.

http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/ComRiquezas/DizimoVT-X-DadivarNT-Anderson.htm

 

Tem-se estudado muito sobre o Dízimo do Velho Testamento, que caducou na cruz de Cristo, ao término do Sacerdócio Levítico.

Mas, como era a benevolência e o dadivar dos crentes sob a Nova Aliança, no Novo Testamento?

BENEVOLÊNCIA DOS CRENTES DO NOVO TESTAMENTO  (< Clique aqui e abra o arquivo)

Medite, partilhe.

“As Escrituras não ensinam que o dízimo é obrigatório sobre os crentes durante [a dispensação de] o Novo Testamento.

No entanto, as mesmas Escrituras [decididamente] ensinam que os crentes devem ser dadivadores generosos, sacrificiais, expectantes, e (mais…)

CLIQUE AQUI E OUÇA O ÁUDIO

VEJA MAIS, CLICANDO AQUI.

Leia mais sobre o dízimo em: http://aodeusunico.com.br/o-dizimo-no-velho-testamento-e-o-dadivar-no-novo-testamento/

http://www.adventistas.com/downloads/mitos_verdades_dizimo.doc

http://bereanospb.blogspot.com.br/2011/01/mitos-e-verdades-sobre-o-dizimo.html

 

Em resposta a gilvate

Amado irmão Gilvate,
Graça e Paz vos sejam multiplicadas.
Esclareço mais uma vez ao amado que não tenho ódio da iasd, absolutamente.
O que nos indigna é saber que a corporação é maldosa, quando esconde sua história verdadeira, especialmente dos membros mais simples, menos supridos de bens financeiros e de acesso à informação, aos quais engana, tirando-lhes boa parte do sustento.
“Por que a IASD se tornou uma igreja mais perigosa que as outras?

A doutrina da Trindade é insidiosa e traiçoeira, porque não mostra um boi Ápis, ou uma deusa pagã; mostra deuses falsos com nomes verdadeiros, e confunde a idolatria com a adoração.

A Igreja Adventista tornou-se uma igreja perigosa porque se arroga ter a verdade.

A Igreja Adventista apresenta cópias de livros comuns, dizendo tratar-se de inspiração divina.

A Igreja Adventista nega que Jesus seja o Filho de Deus, dizendo (mais…)

Fazendo uma análise nos textos do Livro de Malaquias em comparação com as palavras do “Pastor” e “Professor” da Denominação Adventista do 7º DIa, podemos encontrar um estrondosa quantidade de mentiras que são facilmente desmascaradas quando lemos o contexto dos textos bíblicos… Assista o vídeo e tire suas próprias conclusões.

Leia também http://aodeusunico.com.br/o-dizimo-no-velho-testamento-e-o-dadivar-no-novo-testamento/

DR CARLOS CARDIOLOGISTA3

Clique nos números para ver os vídeos: 1,      2.

LEIA MAIS SOBRE O DÍZIMO CLICANDO EM: http://aodeusunico.com.br/?s=D%C3%8DZIMO+NO+VELHO&op.x=35&op.y=11

 


Pr. ED RENÉ KIVITZ
No entanto, o dadivar, voluntária e generosamente para a obra de Deus – QUANDO DE DEUS, E ÚNICO E VERDADEIRO, NUNCA UMA TRINDADE, PAGÃ – é bíblico no antigo e no novo testamento, com alegria, conforme as suas posses.
O DÍZIMO foi obrigatório para o povo de Deus, desde o Sinai até à cruz do calvário. Daí para a frente e sempre, prevalece o dadivar.
Viúvas, órfãos, estrangeiros, nunca foram obrigados por Deus a Dizimar. Pelo contrário, comiam dízimo (que sempre foi alimento do campo, animal ou vegetal, Lev. 27:30 a 34) a cada 3o. ano, coisa que nenhuma denominação que cobra dízimo faz (Deuteronômio 14:28 e 29). Você conhece alguma? Pergunte ao seu pastor porque ele comete esse atentado contra as Escrituras sagradas e contra os necessitados?
LEIA MAIS SOBRE “O DÍZIMO NO VELHO TESTAMENTO E O DADIVAR NO NOVO TESTAMENTO“.

TRIUNFOS DO EVANGELHO PURO DE JESUS CRISTO E DO SEU DEUS E PAI NO VALE DO RIO SÃO FRANCISCO

Posted by Paulo Pinto in Artigos - (Comentários desativados em TRIUNFOS DO EVANGELHO PURO DE JESUS CRISTO E DO SEU DEUS E PAI NO VALE DO RIO SÃO FRANCISCO)

haras

Bem profetizou Isaías mais de setecentos anos antes de Cristo: “O povo que andava em trevas, viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz”. Isaías 9:2.

Confirmando a profecia de Isaías, “falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida”. João 8:12.

“Para que concordes, a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo”. Romanos 15:6. Os servos de Deus e Jesus Cristo, seu divino filho, temos um Deus e Pai. Louvado seja Deus, YHWH!

  1. O Despertamento

Foi pelo poder e a graça de Deus e do seu divino filho, Jesus Cristo, que o Seu povo no Submédio do Vale do Rio São Francisco no alvorecer do 3º. Milênio, quando alguns, na época ainda fazendo parte da Corporação Adventista do 7º. Dia, foi despertado para enxergar a verdade sobre o Deus único e verdadeiro, Deus e Pai de Jesus (João 17:3, I Cor. 8:6, Ef. 1:3, I Ped. 1:3, Apoc. 3: 11 e 12,…), deixando para sempre o dogma romano da trindade, esse, só aceito oficialmente pela Igreja Adventista do 7º. Dia (IASD) em uma reunião da Conferência Geral, pela primeira vez, em 1980, em Dallas, Texas, EUA.

Os sinceros também perceberam à luz das Escrituras sagradas que o Dízimo não é mais obrigatório para os crentes em Cristo, sob a Nova Aliança, assinada pelo sangue puro de Jesus. O dadivar, sim, liberal e voluntariamente, sobretudo quando se percebe que a obra é de Deus e há seriedade na administração dos recursos sagrados.

Este que escreve estas linhas, Paulo Augusto da Costa Pinto, batizado na igreja adventista do sétimo dia, iasd, em dezembro de 1963, desfraternizado dessa corporação com mais de quarenta anos de batizado, tendo atuado como 1º. ancião por muitos anos e ocupado praticamente todos os cargos na igreja local e em Projeto Pioneiro no bairro do Quidé em Juazeiro, BA desde 1980/81, vinha, há mais de vinte anos, estranhando o comportamento inadequado da corporação iasd de que fazia parte, quando foi a um Congresso de jovens em Itabuna, BA e a sua abertura na sexta feira à noite foi com muitos discursos de políticos, cantando o Hino Nacional Brasileiro (idólatra em diferentes trechos, onde o crente ou é hipócrita ao cantá-lo sem confirmar o seu conteúdo, ou idólatra ou não o cantando) e saudando os congressistas com faixas da Coca-Cola (uma bomba contra a saúde, assim considerada por médicos sérios e, até por descrentes conscientes). Em evento denominado Supermissão ocorrido em Maceió, AL, em 1995 constatou-se um escândalo em termos espirituais, irreverência de torcidas organizadas (as dos estádios eram fichinha), coreografias indecentes, aspecto de espetáculo de circo, de tal maneira, que o demônio apossou-se de uma jovem de uma das delegações, que deu tremendo trabalho ao Pr. Bullon para expulsá-lo altas horas da madrugada.

Tendo escrito várias laudas para o Presidente da Divisão Sul Americana, na época, Pr. Ruy Naguel, relatando os fatos e pedindo-lhe providências, depois de muitos meses de espera e cobranças, recebi uma breve carta, em resumo, dizendo: “vamos orar, irmão”, como se não tivéssemos cérebro.

Tudo isso nos mostrava que a denominação estava fora dos trilhos.

Com o apoio de irmãos como Rogério Rangel, agora de saudosa memória, Milton Figueiredo, do Ministério Bereano do Rio de Janeiro, irmão Heráclito Fernandes da Mota da Paraíba, Pr. Robson Ramos do site www.adventistas.com, irmão Ennis Meier, do site www.adventistas.ws, irmão Jairo Carvalho, na época, do Min. 4 Anjos, PR, hoje no Ministério quarto anjo advertência final, do irmão Aparecido, na época, da ABALEI, SP, irmão Nicotra, de SP, reestudamos as verdades bíblicas sobre a Divindade, sobre o dízimo, sobre o ecumenismo, o batismo, as adulterações nos livros de Ellen G. White,…constatando, com tristeza, que havíamos sido enganados pela IASD.

  1. A Expulsão (João 16:2 e 3)

Ao expormos nossos achados na Palavra de Deus para os anciãos e pastores, isso causou grande indignação, ao invés de nos convencerem uma vez que nos consideravam equivocados, culminando em processo de exclusão do livro da igreja, em 16 de março de 2.004, sem permitirem uma defesa perante a congregação.

Foi publicado algo da descrição do processo da nossa exclusão da iasd, o qual não difere das muitas exclusões que ocorreram em várias partes do país, até a corporação adventista mudar a estratégia para não esvaziar a organização. A defesa que não permitiram que apresentasse perante a congregação está devidamente documentada. É bíblica a “doutrina” da trindade? (Este é o título de uma breve apresentação em Power Point, também preparada na época da exclusão).

Os dois primeiros que foram excluídos do rol de membros do município de Juazeiro e Vale do Rio São Francisco fomos eu e minha esposa, Rosilene Coimbra Costa Pinto, em 16 de março de 2004. Dias depois, outros irmãos, a saber: Eudóxia, Joás, Josefa, Dailton, Madalena, Marinalva, Edgril, todos, no ano de 2.004, congregando na comunidade iasd do bairro do Quidé, em Juazeiro, BA.

Ficamos sem o templo que havíamos construído com a ajuda de poucos irmãos, numa área de seiscentos metros quadrados, agora, tendo que começar do zero, como falava o saudoso e querido irmão Moisés Lino Lopes.

  1. O Recomeço do “zero” (Palavras do saudoso irmão Moisés Lino Lopes)

Assim, “desigrejados”, desamparados momentaneamente, buscamos o poder do Altíssimo e Ele nos valeu.

Logo passamos a nos reunir na casa da irmã Josefa, que, embora muito humilde, mostrou-se rica para com Deus, disponibilizando sua casa para nos reunirmos, o que fizemos por vários meses, até depois alugarmos uma casa e, posteriormente, adquirirmos um imóvel simples, o qual, uma vez reconstruído, tornou-se mais adequado que os anteriores e permanente, onde nos reunimos até o dia de hoje.

Após as primeiras exclusões no Quidé, outras se seguiram na comunidade do Alto do Alencar, outro bairro de Juazeiro, onde os irmãos Rogério Rangel e a sua esposa Zilda Rangel, conhecedores da mensagem do Deus Único e verdadeiro e muito influentes na proclamação da mesma, pressionados pela liderança da iasd a tomar uma decisão, optaram por deixar a corporação que se desviou da verdade, para se dedicarem à causa do Deus verdadeiro, Deus e pai de nosso Senhor Jesus Cristo.

O irmão Rogério (dedicado líder da comunidade ASD e pioneiro nela no bairro Tancredo Neves ou Juazeiro III), de saudosa memória, era estudioso profundo da verdade bíblica e muito nos ajudou nos primeiros estudos que fizemos juntos sobre o Deus único, Deus e Pai de Jesus, o Cristo. Foi um baluarte, junto com o irmão Moisés Lino Lopes (dedicadíssimo líder da comunidade da IASD no bairro do Alto do Alencar, missionário valoroso e fiel servo do Senhor) também de saudosa memória e outros queridos que junto conosco militaram e militam por Cristo e Seu Deus e Pai.

Nesses doze anos de ministério leigo, sempre mantivemos com a ajuda de alguns irmãos da região e de fora, o programa de rádio A Voz e A Verdade pela Rádio Juazeiro, ZYH 459, 1190 khz, webTV, http://www.radiojuazeiro.com.br, durante a maioria desses anos aos domingos à tarde, com uma hora de duração, contendo vários quadros (um recado prá você, acreditamos nisto, família, saúde, …), durante os últimos anos também um programete de 3 a 5 minutos, este último mantido até agora.

Nos dois últimos anos temos mantido na Rádio Casa Nova FM 104,9 de 2ª a 6ª feira, localmente e pela web para o planeta, no endereço http://www.radiocasanovafm.com.br o mesmo programa A Voz e A Verdade, durante 4 a 5 minutos diários.

Também temos uma página na internet http://www.aodeusunico.com.br onde publicamos muitas matérias de fé e esperança, combatendo os erros tão difundidos no seio do cristianismo, que se tornou mais pagão do que cristão, infelizmente.

  1. As primeiras comunidades de adoradores do Deus único no Vale do Rio São Francisco

No decurso desses doze anos, algumas comunidades bereanas foram estabelecidas e conservadas, a saber: Em Juazeiro, BA: Bairro do Quidé, Av. N. Sra. De Nazaré, 70 (CEP 48.901-000); Alto do Alencar,  Av. Miguel Silva, 10 (mais tarde sem denominação); Itaberaba, na casa do irmão Valdenor; Em Carnaíba do Sertão, BA, distrito de Juazeiro, a uns 20 km, rua ; Em Juremal, BA, distrito de Juazeiro, Rua Espínola Ramos, a uns 40 km; Em Sítio Santa Rita, BA, a uns 40 km de Petrolina; Em Petrolina, PE, na casa dos irmãos Ana e Roque; Projeto Senador Nilo Coelho, PSNC, Núcleo 6, na casa das irmãs Marilene, Marinalva e de sua mãe Tereza; bairro João de Deus (denominados Adventistas Pioneiros), Av. 12, no. 1; Em Casa Nova, Bahia, Centro, Rua do Açúcar, no. 6; Na zona rural de Casa Nova: Em São Romão, BA, na casa dos irmãos Febrônio e Ilda e em Serra da Esperança, BA, nas casas dos irmãos Raimundo e de Luiz; Em Luiz Eduardo Magalhães, BA, Rua do Pequizeiro, no. 5, a quase mil km de Juazeiro, BA. Em Ibó, Bahia. Em Macapá, AP, bairro Araxá, travessa Japão, no. 40 (CEP 68.900 – 030). Mais recentemente, o casal de irmãos, Iracema e Carlos, líderes dedicados da comunidade de Casa Nova, estabeleceram um pequeno grupo, uma pequena comunidade de estudos da Palavra de Deus em Caldas Novas, Barbalha, CE. Ver mapa da região mostrando a localização de algumas dessas comunidades. Muitas comunidades têm surgido com o passar do tempo, na região e em outras localidades do país e do mundo.

Fotos de algumas das comunidades bereanas podem ser vistas na web. As fotos não são atuais, mas mostram as comunidades em algum tempo nesses doze anos da fé unitariana na região do Vale do Rio São Francisco e algo de sua influência.

Temos pregado também utilizando outdoors, dois em Juazeiro, Ba (em frente à estação ferroviária antiga) e um em Petrolina, PE (na rodovia dos Tropeiros, em frente ao Posto de Gasolina do bairro Cacheado).

  1. Congressos, Batismos em nome do Senhor Jesus, viagem a Israel, ao Egito e à Polônia.

Oito Congressos foram realizados pelo ministério leigo nesses doze anos, o primeiro, realizado em parte em Petrolina, PE e em parte em Juazeiro, BA, o terceiro, de 8 a 10.6.2007, o sexto, de 7 a 9 de setembro de 2012, o último tendo sido realizado no dia 5 de dezembro de 2015, na comunidade de Carnaíba do Sertão, BA, num ginásio de Esportes.

CONGR1R CONGR2  CONGR3 CONGR4 CONGR5 CONGR6

Alguns irmãos queridos que já nos deram a honra de suas presenças nesses Congressos foram: Aparecido, conhecido como Cido, de Poá, SP, pioneiro que prestou relevantes serviços no início do despertamento unitariano no seio da iasd no Brasil e outras partes do mundo; Milton Figueiredo, pioneiro do Ministério Bereano no RJ; Jairo Carvalho do atual Ministério quarto anjo, Advertência final, PR; Valdomiro Filho (virtualmente em Hangout); Lynford, do Ministério Esmirna, EUA; Chalegre Filho, que, tristemente, voltou à corporação que deixou a verdade;

Muitos batismos em nome do Senhor Jesus Cristo têm sido feito ao longo dos anos, havendo permanência na fé por parte da grande maioria dos batizados. Também, em 2012, realizamos batismo no Rio Jordão na Palestina. Quando estive com minha esposa e m nossa filha primogênita na Espanha durante o ano de 2.008 e parte de 2.009, tivemos a grata oportunidade de sermos amigos de um jovem de Portugal, Mário Lino, com o qual estudamos a Bíblia. Mais tarde ele veio ao Brasil, esteve conosco em nossa casa, e, em Petrolina o batizamos em nome do Senhor Jesus Cristo, mais tarde nos enviando de sua terra natal um belo testemunho escrito.

SERRA ESPERANÇA3

Em 2014, realizei com minha querida esposa, a filha primogênita e meu genro, viagem à Polônia para visitar a Igreja Luterana da “santíssima trindade” para confirmar o fato da assinatura de Pacto de Amizade entre a IASD e o Papado, no ano 2.000, bem como visitar com profunda tristeza os campos de Concentração Nazista, para onde foram levados na época da 2ª. Guerra Mundial, além dos Judeus e outros povos, os Adventistas do 7º. Dia Judeus, os quais foram expulsos do rol de suas comunidades na Áustria, Alemanha,…, para agradarem

a Hitler, cujo perdão só foi pedido pelas igrejas adventistas da Alemanha e da Áustria, sessenta longos e frios anos depois do holocausto!!!!! Há um vídeo que mostra com detalhes como esse Pacto de Amizade está tendo continuidade em nossos dias.

  1. Materiais didáticos, Retiros espirituais, Noites de Louvor,…

A lição da Escola Sabática que temos usado em todos esses doze anos é normalmente a preparada pelos irmãos da ICBA, muito bem elaborada pelos irmãos, embasada na Palavra de Deus, sem os tenebrosos comentários de “iluminados doutores em divindade”, mas fundamentada num “Assim Diz O Senhor”!

Temos sentido muita carência de material apropriado para as faixas etárias menores, as das crianças, dos jovens e dos adolescentes. Quem aceita o chamado de Deus para ajudar a produzir material para essas joias dEle?

Quanto a Retiros Espirituais durante o carnaval temos realizado alguns, mas não com frequência ao longo dos anos.

Temos realizado Noites de Louvor e de oração, além de cultos nos lares, preferencialmente às quartas-feiras à noite.

  1. Conclusão

Cremos que Deus nos confiou a tarefa de iluminar o mundo com a verdade, Cristo, Esperança nossa.

“E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo”. Apocalipse 12:17. (O testemunho de Jesus = Espírito de Profecia já existia desde os dias de João que foi exilado em Patmos! Apoc. 1:9)

O texto é claro mostrando a ira de Satanás contra a igreja de Deus, mas fazendo guerra contra o remanescente, o restante, os que guardam os mandamentos de Deus (o 1º. não admite adoração a uma trindade; o 2º. tem duas ordens, não fazer imagens de escultura ou semelhanças… e não as adorar nem lhes servir; o 4º. não permite a realização de Domingos especiais e inesquecíveis, nem apologia ao domingo,….).

O povo de Deus não está fazendo parte do sistema religioso corrompido, como nos dias de Jesus, João preferiu ir para o deserto e Jesus não frequentou as escolas dos rabinos.

A ordem de Deus é “…Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas”. Apocalipse 18:4.

“O povo judaico acariciava a ideia de que eles eram os favoritos do céu, e que sempre deveriam ser exaltados como igreja de Deus…  Mas por suas vidas de infidelidade estava se preparando para a condenação do céu e para a separação de Deus.”

“Eles rejeitaram a Luz do mundo, e daí em diante a vida deles foi cercada por trevas como as trevas da meia-noite. A destruição predita veio sobre a nação judaica. … Jerusalém foi destruída, o templo ficou em ruínas e o seu sítio arado como um campo” – Parábolas de Jesus, pp. 276-296.

“Vagarosa e tristemente, Cristo, com os Seus discípulos, deixou para sempre o recinto do Templo. Spirit of Prophecy, vol. 04, p. 46.2.

JERUS

Templo de Jerusalém

Jerusalém é uma representação do que a igreja será se recusar caminhar na luz que Deus tem dado”. Testimonies, vol. 08, p.67.

“O inimigo das almas tem buscado introduzir a suposição de que uma grande reforma deveria ter lugar entre os adventistas do sétimo dia, e que essa reforma consistiria em renunciar às doutrinas que permanecem como pilares de nossa fé, e engajar-se num processo de reorganização. Caso essa reforma tivesse lugar, o que resultaria? Os princípios da verdade que Deus em Sua sabedoria tem concedido à igreja remanescente seriam descartados. Nossa religião teria mudado. Os princípios fundamentais que têm sustentado a obra durante os últimos cinqüenta anos seriam considerados erro. Uma nova organização seria estabelecida. Livros de uma nova ordem seriam escritos. Um sistema de filosofia intelectual seria introduzido. Os fundadores desse sistema iriam às cidades e realizariam uma maravilhosa obra. O sábado, logicamente, seria considerado levianamente, bem como o Deus que o criou. Nada seria permitido permanecer no caminho do novo movimento. Os líderes ensinariam que a virtude é melhor do que o vício, mas Deus sendo removido, eles depositariam sua dependência no poder humano, o qual, sem Deus, é sem valor. O seu fundamento seria edificado sobre a areia, e a tempestade e a tormenta levariam de roldão a estrutura”. Special Testimonies, Série B, # 7, pp. 39-40 (outubro de 1903). Mensagens Escolhidas, Vol I, pág. 204. (Destaques acrescentados)

“Foi confirmado tudo quanto declarei em Mineápolis: que precisava haver uma reforma nas igrejas. Deviam ser efetuadas reformas, pois a debilidade e a cegueira espirituais se apossaram das pessoas que tinham sido agraciadas com grande luz e preciosas oportunidades e privilégios. Como reformadores, elas haviam saído das igrejas denominacionais, mas desempenham agora uma parte semelhante à que desempenharam as igrejas. TÍNHAMOS A ESPERANÇA DE QUE NÃO HAVERIA NECESSIDADE DE OUTRA SAÍDA. Embora nos esforcemos por “preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz”, não deixaremos, pela pena e pela voz, de protestar contra o fanatismo. The Ellen G. White 1888 Materials, págs. 356 e 357. (Grifos acrescentados, mostrando que EGW chegou a desencantar-se com a IASD e essa posição foi reafirmada em datas posteriores – 1889, 1893, 1898, …- no mesmo livro Eventos Finais, p. 43,44.)

Cristo diz o seguinte daqueles que se ufanam de sua luz mas não andam nela: “Por isso Eu vos digo que haverá menos rigor para Tiro e Sidom, no dia do juízo, do que para vós outros. E tu, Cafarnaum [adventistas do sétimo dia que tiveram grande luz], que te ergues até aos céus [com referência a privilégios], serás abatida até aos infernos; porque, se em Sodoma tivessem sido feitos os prodígios que em ti se operaram, teria ela permanecido até hoje.” Review and Herald, 1º de agosto de 1893. (Grifos acrescentados)

A igreja está na condição laodiceana. A presença de Deus não está no meio dela. Notebook Leaflets, vol. 1, pág. 99. Eventos Finais, pag. 49.

Muito triste essa situação profetizada e quase totalmente cumprida.

Devemos prosseguir em nosso viver cristão animados por Cristo, Yeshua Hamashia, a levar a Sua mensagem de salvação eterna, muito agradecidos a Ele e ao Seu Deus e Seu Pai, nosso Deus YHWH, pela graça de nos ter libertado do sistema religioso que deixou a verdade, para servi-Los em espírito e em verdade, cheios de seu Espírito – virtude, glória, poder do alto – e a libertarmos tantos quantos sejam sinceros e desejem o perdão dos pecados e a salvação em Cristo.

PP_SITE

Paulo Augusto da Costa Pinto

pacostapinto@hotmail.com

 

Temos um altar, de que não têm direito de comer os que servem ao tabernáculo”. Porque os corpos dos animais, cujo sangue é, pelo pecado, trazido pelo sumo sacerdote para o santuário, são queimados fora do arraial. E por isso também Jesus, para santificar o povo pelo seu próprio sangue, padeceu fora da porta. Saiamos, pois, a ele fora do arraial, levando o seu vitupério. Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura. Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome. E não vos esqueçais da beneficência e comunicação, porque com tais sacrifícios Deus se agrada. Hebreus 13:10-16.

No AT Deus estabeleceu o dízimo, sempre em alimentos do campo, manufatura de suas mãos, para sustentar o Sacerdócio levítico que cuidava dos serviços de Deus e não receberam herança em Canaã como as demais onze tribos de Israel. Mas o amor de Deus também se manifestava não exigindo nunca das viúvas, dos órfãos e dos estrangeiros o pagamento de dízimo, pelo contrário, a cada 3 anos essas pessoas humildes recebiam o dízimo do 3º. Ano e comiam o mesmo para saciar as suas necessidades, Deut. 14:28 e 29. Isso é amor de Deus prático que nada tem a ver com os dízimos que hoje são coletados nas igrejas, pior ainda quando se sabe que desde a cruz de Cristo as leis cerimoniais e o Dízimo foram extintos, acabaram.

Em todo o NT (após a cruz, evidentemente, pois não há testamento sem a morte do testador. Crsito ao derramar seu sangue na cruz, assinou o Novo Testamento, o novo Concerto ou Pacto com seu povo. Até à cruz, vivia-se sob o Velho Testamento, o Velho pacto) não há um só verso mostrando a primitiva Igreja de Cristo praticando o DÍZIMO, senão, e voluntária e generosamente as OFERTAS para o sustento da obra, sobretudo para manter os desamparados (E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.
E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos.
E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister.
E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,
Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.
Atos 2:42-47)

Em comentário Bíblico de Moody, p. 62, sobre Hebreus 13:10-17,  lemos que “Não temos nenhum sacrifício a fazer; em Cristo já foi feito um sacrifício por nós; por isso possuímos um altar.  As ordenanças do V.T. (referindo-se às leis cerimoniais), conforme aqui descritas já não têm mais valor. Quando Cristo sofreu a morte fora do arraial sobre a cruz, uma das coisas realizadas foi o descartar-se dos costumes levíticos. Agora eles são supérfluos. A identificação do crente é com Cristo fora do arraial. … Para esses cristãos hebreus, esse era o vitupério que tinham de levar.

Tendo Cristo morrido como oferta pelos pecados, os crentes deviam demonstrar, por meio de Jesus, uma conduta adequada aos redimidos (vs. 14-17). 1) Deviam fixar sua esperança não nas ordenanças do V.T., mas na cidade celestial e na perspectiva celestial; 2) deviam louvar e agradecer a Deus, uma vez que o fruto dos lábios devia ser o transbordamento de um coração cheio; 3) deviam mostrar benevolência de todo o tipo, pois Deus não se esquece disto; e 4) deviam ser obedientes e submissos. Agradar a Deus poderia finalmente ser reduzido a três práticas ou atitudes fundamentais, todas mencionadas nesta passagem – louvor, obediência e submissão.

Que o Eterno e seu divino Filho o abençoem, a abençoem e nos firmemos na verdade Bíblica, nunca mais no sistema religioso caído, corrompido que cobra dízimo e em dinheiro, até de órfãos e viúvas.

OUÇA O ÁUDIO LEVADO AO AR PELA RÁDIO JUAZEIRO EM 17.8.2015 PARA O PLANETA

dízimo

E MAIS: POR QUE AS DENOMINAÇÕES QUE COBRAM DÍZIMO AOS SEUS FIÉIS (NÃO AOS FIÉIS DE DEUS) NÃO RECOMENDAM FAZER TUDO QUE EXISTIA QUANDO O DÍZIMO ESTAVA EM VIGOR NOS DIAS DO ANTIGO TESTAMENTO? LER DEUTERONÔMIO 14: 28 E 29 E DE 22 A 27?????

POR QUE TAMBÉM OS LÍDERES “RELIGIOSOS” NÃO RECOMENDAM AOS SEUS FIÉIS (NÃO AOS FIÉIS DE DEUS) O SEGUINTE:

“Se alguém deseja dizimar realmente [literalmente] de acordo com as Escrituras, teria que fazer o seguinte:
1) Deixar seu trabalho e comprar uma terrinha, de modo que possa criar seu gado e plantar e colher [grãos, verduras e frutas].
2) Encontrar algum descendente de Leví, para sustentá-lo [e este a um descendente do levita Arão (que realmente seja sacerdote, no Templo, em Jerusalém)].
3) Usar suas colheitas para observar as festas religiosos do Velho Testamento (tais como Páscoa, Pães Asmos, Pentecostes, Tabernáculos) [quando, como e onde Deus ordenou. Literalmente];
4) Começar por dar pelo menos 20 por cento de todas as suas colheitas e rebanhos a Deus; e
5) Esperar que [com toda certeza] Deus amaldiçoe sua nação [em oposição ao próprio crente] com [grande] insuficiência material, se ela for infiel, ou a abençoe com [grande] abundância material, se for fiel”.http://aodeusunico.com.br/?p=565

FONTE:

“E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” João 8:32.

UM ENGANO DUPLO LEVA MEMBROS DE IGREJAS A CONTRIBUÍREM COM R$20 BILHÕES EM UM SÓ ANO NO BRASIL

E o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo. Marcos 15:38.

Desde que fiz parte de uma denominação, sempre pensei que os líderes religiosos falassem a verdade sobre a Bíblia Sagrada.

Sempre me ensinaram que o Dízimo era um dever de todo o crente e que quem não pagava ou devolvia o dízimo era ladrão, pois assim está no livro do profeta Malaquias. Deixam de ensinar que este texto refere-se à Antiga Aliança.

ENGANO DUPLO LEVA MEMBROS DE IGREJAS A CONTRIBUÍREM COM R$20 BILHÕES EM UM SÓ ANO NO BRASIL, algo correspondente a metade do orçamento da cidade de SP, ou a 90 % do disponível para o bolsa família deste ano, conforme está publicado na Folha de SP, de 18 de fevereiro de 2015.

Primeiro engano: Os líderes “religiosos” ensinam aos membros que o Dízimo ainda está em vigor para os crentes sob a nova aliança. Na realidade, o sacerdócio levítico acabou na cruz de Cristo. Não há mais sacerdócio levítico, não há mais dízimo. Não existe um só verso no Novo Testamento, após a cruz, onde a primitiva igreja de Cristo e dos apóstolos pratique o dízimo. Nem um só verso.

Segundo grande engano: Os líderes “religiosos” ensinam que o Dízimo é em dinheiro. O Dízimo na Bíblia, nos tempos do Antigo Testamento, sob a velha aliança, sempre foi em alimentos do campo, manufatura de Deus, vegetais ou animais do campo, NUNCA dinheiro, ouro ou prata, mesmo nos tempos primitivos quando havia moeda corrente (Alguns líderes maliciosos enganam os irmãos humildes e de pouca leitura dizendo que o dízimo era em dinheiro porque naquele tempo o dinheiro era sempre alimentos do campo. MENTIRA DESLAVADA. Confira em Gen. 23:16.

Os líderes são muito espertos, astutos; ensinam que não é preciso mais fazer circuncisão, sacrifícios de animais, etc. mas, o dízimo do levita está em vigor, menos o dízimo que era usado para os pobres, os estrangeiros, os órfãos e viúvas, conforme Deuteronômio 14:28 e 29, que sempre incluía o levita.

Por não estudar as Escrituras sagradas como faziam os bereanos de Atos 17:11 e os bereanos dos dias modernos, milhões continuam sendo enganados pelo sistema religioso que deixou a verdade, enquanto milhares, pouco a pouco estão sendo despertados pelo Espírito Santo de Deus e buscando servir a Deus e a Jesus em espírito e em verdade, em liberdade.

NÃO É À TOA QUE A RELIGIÃO SE TORNOU REPUGNANTE JÁ NOS DIAS DE CRISTO.

E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas; Mateus 21:12

E achou no templo os que vendiam bois, e ovelhas, e pombos, e os cambiadores assentados. João 2:14

E vieram a Jerusalém; e Jesus, entrando no templo, começou a expulsar os que vendiam e compravam no templo; e derrubou as mesas dos cambiadores e as cadeiras dos que vendiam pombas. Marcos 11:15

E tendo feito um azorrague de cordéis, lançou todos fora do templo, também os bois e ovelhas; e espalhou o dinheiro dos cambiadores, e derribou as mesas; João 2:15

DEUS ABRA OS OLHOS DE TODOS OS SINCEROS.

Veja a reportagem da FOLHA DE SÃO PAULO

LEIA TAMBÉM: O DÍZIMO NO VELHO TESTAMENTO E O DADIVAR NO NOVO TESTAMENTO

Igreja Mórmon arrecada US$ 7 bilhões de dízimo por ano nos EUA

JOÃO 8:32 E 36. DEPOIS DE SER ESCRAVO DA IASD POR 41 ANOS, HÁ 12 ANOS DEUS ME LIBERTOU, À MINHA FAMÍLIA E A MILHARES NO MUNDO INTEIRO.

casal_habenicht1
Amados irmãos,
Em visita recente ao Amazonas, em Manaus fomos informados, por ex-alunos do Pr. Robert Habenicht, que o mesmo, após seu retorno aos EUA, veio ao Brasil e, encontrando-se com ex-alunos, pediu-lhes desculpas por – por desconhecimento na época – ter ensinado o dogma romano da trindade, algo que não é bíblico e, por isso, nunca foi crença dos adventistas Pioneiros.
Assim, o Pr. Habenicht os ensinou sobre a divindade como as Escrituras sagradas mostram, e os batizou em nome do Senhor Jesus Cristo, como a Primitiva Igreja de Jesus e dos Apóstolos faziam.
Em visita recente que fizemos a Macapá, a convite de irmãos adventistas sinceros foram despertados para a verdade bíblica sobre o Deus único e verdadeiro, sobre o verdadeiro batismo bíblico, sobre a não obrigatoriedade do dízimo sobre os crentes sob a nova Aliança, prosseguimos os estudos bíblicos e, em 31 de agosto de 2014, seguindo a ordem do Mestre, em um abençoado final de tarde e início da noite, oficiamos o batismo de oito preciosas almas nas águas do rio Amazonas.
Soubemos, por parte de ex-alunos do saudoso Pastor, que “fundou no meio da selva o Instituto Adventista Agro-Industrial (Único internato até hoje no Amazonas – 1966)”, que a liderança da IASD o tratou como “se fosse um velho louco, que não sabe o que fala”.
“Um administração do nosso campus, que proibiu a pregação do pastor, assim que ele voltou pros States, começou a tentar desmoralizá-lo”.
Um irmão iniciou a tradução de “2 livros e a confissão dele (Pr Habenicht) de arrependimento (publicada no Old Paths).
Na visita que fizemos a Manaus entre 1 e 4 de setembro de 2014, tivemos a grata satisfação de ser visitado por dezenas de irmãos, muitos deles, fruto do trabalho abnegado do pastor Habenicht.
No final da tarde e início da noite de 3 de setembro, tivemos a grata satisfação de oficiar o batismo – em nome do Senhor Jesus – de um casal de queridos irmãos em Iranduba.
Louvado seja Deus porque Ele tem despertado almas sinceras a sair do sistema religioso que deixou a verdade e hoje homenageia o papado.

https://drive.google.com/file/d/0B6DRRLZ2ZXJOdEZBUW4zQndLY1U/edit?usp=sharing

EMBORA O NOVO TESTAMENTO (OU SEJA, APÓS A CRUZ DE CRISTO) REAFIRME O DADIVAR, O OFERTAR PARA AJUDAR PESSOAS CARENTES E PARA MANTER A OBRA DE DEUS (QUANDO DE DEUS), VOCÊ CONHECE UM SÓ VERSO MOSTRANDO A COMUNIDADE DA PRIMITIVA IGREJA DOS APÓSTOLOS E DE CRISTO PRATICANDO O DÍZIMO?

ENTÃO, POR QUE OS “PASTORES” COBRAM DÍZIMOS ATÉ DE ÓRFÃOS E VIÚVAS QUE MESMO NO VELHO TESTAMENTO, VELHO CONCERTO, NUNCA FORAM OBRIGADOS A PAGAR DÍZIMO?

OUÇA: http://aodeusunico.com.br/?p=4386

VEJA MAIS EM http://aodeusunico.com.br/?s=D%C3%8DZIMO