Header
Header
Header
Header
Header

VOCÊ CONHECE MESMO A DEUS E A JESUS?

Fevereiro 21st, 2018 | Posted by Paulo Pinto in Artigos

João 17:3.

Clique aqui, ouça,medite e partilhe o áudio. 

Olá, Graça e Paz vos sejam multiplicadas.

Em seu livro O Evangelho Maltrapilho, Brennan Manning, escreveu nas página 114 e 115 que “a Bíblia é a história de amor de Deus com seu povo. Deus chama, …perdoa e cura. Mesmo nossa resposta a seu amor é dádiva dele”. Faz a suposição de “que você tenha me adiantado um milhão de dólares para minhas necessidades pessoais. Um ano depois, você requer que eu comece a fazer pagamentos de dez mil dólares mensais, livres de juros, para cobrir o seu débito. No primeiro dia de cada mês, exatamente quando sento para preencher o cheque, chega o correio da manhã. Você mandou-me um cheque de dez mil dólares para cobrir o meu pagamento. Você continua a fazê-lo até que todo o meu débito esteja quitado. Fico atordoado e protesto: “Está tudo às avessas!” Deus está enamorado do seu povo e tão determinado a ser retribuído que provê até mesmo a graça de retribuir: “iluminados os olhos do vosso coração, para saberdes qual é a esperança do seu chamamento, qual a riqueza da glória da sua herança nos santos e qual a suprema grandeza do seu poder para com os que cremos, segundo a eficácia da força do seu poder” (Ef 1:18,19). O amor de Deus é simplesmente inimaginável: “e, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor, a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus” (Ef 3:17-19). Será que estamos de fato ouvindo o que Paulo está dizendo? … O amor de Cristo está além de toda compreensão, além de qualquer coisa que possamos intelectualizar ou imaginar. Não se trata de uma branda benevolência, mas de um fogo consumidor. Jesus é tão … perdoador, tão infinitamente paciente e tão infindavelmente amoroso que nos provê com os recursos que carecemos para vivermos vida de graciosa retribuição. “Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós, a ele seja a glória” (Ef 3:20,21a). Isso soa para você como uma religião fácil? O amor tem suas próprias exigências. Ele não pesa e não poupa nada, mas espera tudo. Talvez isso explique nossa relutância em arriscar. Sabemos muito bem que o evangelho da graça é um irresistível chamado a amarmos da mesma forma. Não é de admirar que muitos de nós escolham entregar a alma a regulamentos em vez de viver em união com o Amor. Não há maiores pecadores do que os supostos cristãos que desfiguram a face de Deus, mutilam o evangelho da graça e intimidam os outros através do medo. Eles corrompem a natureza essencial do cristianismo. Na frase contundente de Eugene Peterson: “Eles estão dizendo mentiras sobre Deus, e malditos sejam”.

Os slogans mentirosos dos pilantras que empunham a religião como uma espada multiplicam-se com impunidade. Que os maltrapilhos em todo lugar ajuntem-se como igreja professa para clamar em protesto. Revoguem-se às licenças dos líderes religiosos que falsificam a ideia de Deus. Que sua sentença seja passar três anos na solitária tendo a Bíblia como única companhia”.

Permita-nos Deus e Jesus amá-los e segui-los.

E conhecereis a verdade – disse Jesus – e a verdade vos libertará. João 8:32, Amém, Aleluia!!!

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.

Deixe uma resposta