Header
Header
Header
Header
Header

QUEM RESSUSCITOU A JESUS?

maio 3rd, 2012 | Posted by Paulo Pinto in Artigos

Em certa revista denominacional um leitor fez a pergunta que está em epigrafe, e citava como fonte para sua dúvida o seguinte: “Passagens do Novo Testamento afirmam que Deus, o Pai, ressuscitou Jesus (Gl 1:1). Pedro afirma que Ele foi “vivificado no espírito” (1Pe 3:18). E o próprio Jesus disse que tinha autoridade para entregar a vida e também para reavê-la( Jo 10:17,18). Afinal quem o ressuscitou?”

Pelo que eu entendi, o eminente consultor teológico, com base em seus conhecimentos, passou a “demonstrar” que a ressurreição de Jesus não foi obra de uma única pessoa, mas uma ação coordenada, provavelmente, de forma harmônica e interdependente, de uma entidade coletiva denominada TRINDADE!

Um dos pontos positivos em sua resposta foi reconhecer que Deus, o Pai(de nosso Senhor Jesus) teve participação direta no solene ato. (Gálatas 1.1)

Que o grande teólogo me perdoe à franqueza, mas suas afirmações de que o próprio Jesus participou de sua auto ressurreição, não faz sentido, pelas seguintes razões:

A) “Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento. Também o seu amor, o seu ódio, e a sua inveja já pereceram, e já não têm parte alguma para sempre, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol”. (Eclesiastes 9:5-6)

B) Se Jesus, ou parte Dele não estava morto, que necessidade haveria para a ressurreição. A ressurreição não é o remédio para a morte? Logo somente necessita ressuscitar quem está verdadeiramente e totalmente morto! “Pois estive morto, e eis-me de novo vivo pelos séculos dos séculos; tenho as chaves da morte e da região dos mortos.” (Apocalipse 1:18)

C) Percebe-se, claramente, na versão a seguir que a vida de Jesus era um direito que fora outorgado pelo Pai, e o Pai se regozijava no Filho pela sua disposição em dar a vida e reassumi-la, logo o Pai era o único capacitado para ressuscitá-lo “Por isso o Pai me ama, porque eu dou a minha vida para a reassumir”. João 10:17 Ninguém a tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou. Tenho direito de a dar, e tenho direito de a reassumir; este mandamento recebi de meu Pai. João 10:18

Este assunto é tão importante que a palavra de Deus relaciona diretamente a maneira como cremos, com a nossa salvação: “A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo”.( Romanos 10:9)

Não pretendo transcrever todos os versos bíblicos que literalmente atestam que foi DEUS, O PAI quem ressucitou a Jesus, mas para o interessado favor ver:

1) Atos 2:24; Atos 2:32; Atos 3:15; Atos 4:10; Atos 5:30; Atos 10:40; Atos 13:37
2) 1 Coríntios 6:14; 1 Coríntios 15:15;
3) 2 Coríntios 4:14;
4) Colossenses 2:12;
5) 1 Tessalonicenses 1:10;
6) 1 Pedro 1:21;
7) Gálatas 1:1

“O SENHOR TE ABENÇOE E TE GUARDE”

Fraternalmente,
Heráclito Fernandes da Mota

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.

One Response

  • Marcos Chagas says:

    Quando alguém afirma que o Deus Filho morreu, este não pode ser Eterno! E mais, sequer os homens morrem, pois para Deus (Pai, Filho e Espírito Santo) todos vivem, visto que não é Deus de mortos mas de vivos – Lucas 20.38.

    O problema está no conceito ocidental de “morte” que tem a ver com extinção do ser. Se o homem que é menor que Deus é imortal, mesmo no estado em que a alma está separada do corpo estando este em decomposição, que dirá o Deus-Filho que venceu a morte!!! Seu corpo humano foi sim sepultado, mas ele permanecia vivo e provou sua vitória sobre a morte ao reassumir o corpo no terceiro dia!!!

    No prisma humano a morte é exatamente a extinção do ser, mas no prisma divino, é apenas uma separação! Deus.

    Busquemos mais conhecer o uso contextual e semântico das palavras nas escrituras. Voltemos às línguas originais das escrituras. Existe muita “teologia” fundamentada apenas em textos traduzidos.



Deixe uma resposta