Header
Header
Header
Header
Header

PAPA DIZ SE CONFESSAR A CADA 15 DIAS, POR SER PECADOR

novembro 21st, 2013 | Posted by Paulo Pinto in Artigos

papa francisco
O papa Francisco disse a fiéis em Roma que se confessa pelo menos a cada 15 dias admitindo ser, também, um “pecador”.
Segundo o jornal do Vaticano L’Osservatore Romano, o pontífice fez a declaração em sua audiência aberta semanal na Praça de São Pedro.
“Padres também precisam da confissão, até bispos. Somos todos pecadores. Até o papa se confessa a cada duas semanas, pois o papa também é um pecador”, disse Francisco.
“Meu confessor escuta o que falo, me aconselha e me perdoa”, acrescentou.
O jornal afirmou que o papa Francisco, que lidera os 1,2 bilhão de católicos do mundo todo, queria reforçar para os fiéis a importância do sacramento da confissão e o papel do padre que o administra.
O L’Osservatore Romano não informa quem é o confessor do papa e nem qual teria sido a penitência dada ao pontífice.
FONTE: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/11/131121_papa_confissoes_fn.shtml

Durante centenas de anos o Papado tem se declarado infalível.

“A infalibilidade papal é o dogma da teologia católica, a que afirma que o Papa em comunhão com o Sagrado Magistério, quando delibera e define (clarifica) solenemente algo em matéria de fé ou moral (os costumes), ex cathedra,1 está sempre correcto. Isto porque, na clarificação solene e definitiva destas matérias, o Papa goza de assistência sobrenatural do Espírito Santo, que o preserva de todo o erro.
O uso da infalibilidade é restrito somente às questões e verdades relativas à fé e à moral (costumes), que são divinamente reveladas ou que estão em íntima conexão com a Revelação divina. Uma vez proclamadas e definidas solenemente, estas matérias de fé e de moral transformam-se em dogmas, ou seja, em verdades imutáveis e infalíveis que qualquer católico deve aderir, aceitar e acreditar de uma maneira irrevogável.2 Logo, a consequência da infalibilidade é que a definição ex catedra dos Papas não pode ser revogada e é por si mesma irreformável.
As declarações de um Papa em ex cathedra não devem ser confundidas com ensinamentos que são falíveis, como uma bula. A infalibilidade papal foi longamente discutida e ensinada como doutrina católica, tendo sido declarada um dogma na Constituição Dogmática Pastor Aeternus, sobre o primado e infalibilidade do Papa, promulgada pelo Concílio Vaticano I. A Constituição foi promulgada na Quarta Sessão do Concílio, em 18 de julho de 1870, pelo Papa Pio IX”.http://pt.wikipedia.org/wiki/Infalibilidade_papal

QUE DIZEM AS ESCRITURAS SAGRADAS?
Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Romanos 3:23

Como está escrito:Não há um justo, nem um sequer. Romanos 3:10

Na verdade que não há homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque. Eclesiastes 7:20.

ENTÃO, O QUE O ATUAL PAPA AFIRMOU, ISSO É VERDADE.
ESPERAMOS QUE TODOS OS CATÓLICOS SE VOLTEM PARA AS ESCRITURAS SAGRADAS E DEIXEM DE LADO OS DOGMAS, OS CATECISMOS E MANUAIS ESCRITOS SOB A INSPIRAÇÃO NÃO DIVINA.
QUANTO AO SEU CONFESSOR, SE ESSE FOR DEUS, OU SEU DIVINO FILHO, ESSES PODEM, DE FATO, LHE PERDOAR. OUTRO HUMANO, JAMAIS, A MENOS QUE SE TRATE DE OFENSA CONTRA O MESMO.
SÓ DEUS PODE PERDOAR PECADOS.
CRISTO QUANDO AQUI ESTEVE, PERDOOU PECADOS PORQUE O PAI HABITAVA NELE.
Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. 1 João 1:9

Ora, para que saibais que o Filho do homem tem na terra poder para perdoar pecados (disse ao paralítico), Marcos 2:10

E os escribas e os fariseus começaram a arrazoar, dizendo: Quem é este que diz blasfêmias? Quem pode perdoar pecados, senão só Deus? Lucas 5:21

Ora, para que saibais que o Filho do homem tem na terra autoridade para perdoar pecados (disse então ao paralítico): Levanta-te, toma a tua cama, e vai para tua casa. Mateus 9:6

Ora, para que saibais que o Filho do homem tem sobre a terra poder de perdoar pecados (disse ao paralítico), a ti te digo: Levanta-te, toma a tua cama, e vai para tua casa. Lucas 5:24

O PAI HABITAVA EM CRISTO E PODE HABITAR EM NÓS.
Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras. João 14:10

Mas, se as faço, e não credes em mim, crede nas obras; para que conheçais e acrediteis que o Pai está em mim e eu nele. João 10:38

Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras. João 14:11

Homens israelitas, escutai estas palavras: A Jesus Nazareno, homem aprovado por Deus entre vós com maravilhas, prodígios e sinais, que Deus por ele fez no meio de vós, como vós mesmos bem sabeis; Atos 2:22

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.

Deixe uma resposta