ELLEN G. WHITE E A FORMA DE POMBA QUE DESCEU SOBRE JESUS EM SEU BATISMO

(*Nome do autor retirado a seu próprio pedido.)

Ao estudarmos a “trindade” percebemos alguns versos que parecem não ter uma outra interpretação. Como por exemplo posso citar o batismo de Jesus: “Batizado Jesus, saiu logo da água , e eis que lhe abriram os céus, e viu o  Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre ele.” Mt 3:16

Mas todavia, percebemos ao longo do tempo alguns possíveis erros de tradução da Bíblia tais como “hoje estarás comigo no paraíso” (Lc 23:43), e também expressões que foram acrescentadas como: [onde o verme não morre e nem seu fogo se apaga] (Mc 9:44;46;48) e o que foi muito bem citado pelo grupo de estudos [no céu: o Pai, a Palavra e o Espírito Santo; e estes três são um. E três os que testificam na terra]. Ambos as duas últimas citações não estão no original.

Diante desse fato pergunta-se: Mateus 3:16 pode conter erros de tradução e/ou expressão acrescentada?

Não gosto muito de usar o Espírito de Profecia como fundamento de doutrina, todavia não desconsidero os escritos , pois os mesmos são luzes menores que nos conduzem à luz maior.

A Trindade não estava na Criação

Pai e Filho empenharam-se na grandiosa, poderosa obra que tinham planejado – a criação do mundo. Depois que a Terra foi criada, com sua vida animal, o Pai e o Filho levaram a cabo Seu Propósito, planejado antes da queda de Satanás, de fazer o homem à Sua própria imagem. Eles tinham operado juntos na criação da Terra e de cada ser vivente sobre ela. E Agora disse Deus a Seu Filho: Façamos o homem a nossa imagem.” (História da Redenção, Cap. 2, pág. 20,21)

“O Soberano do universo não estava só em Sua obra de beneficência. Tinha um companheiro – um cooperador que poderia apreciar Seus propósitos, e participar de Sua alegria ao dar felicidades aos seres criados.” (Patriarcas e Profetas, Cap. 1, págs. 33 e 34.)

Santo, 3 ou 10 deuses?

Santo é um adjetivo, ou seja, é uma palavra que expressa qualidade ou características de alguma coisa. Mas na Bíblia está na maioria dos casos relacionados com Deus. Uma terra é santa, quando Deus está nessa terra, ou seja, a presença de Deus. Se Deus soprou seu fôlego, logo o fôlego de vida é santo. Com base nesse raciocínio pergunta-se quantas formas de espíritos a Bíblia relaciona como vindos de Deus? Por que divinizarmos todos os espíritos, tão logo não teremos uma trindade e sim DEZ Deuses (Trindade + 7 Espíritos).

“Então, vi, no meio do trono e dos quatro seres viventes e entre os anciãos, de pé, um Cordeiro como tendo sido morto. Ele tinha sete chifres, bem como sete olhos, que são os sete espíritos de Deus enviados por toda a terra.” (Apoc. 4:6)

Minha intenção é mostrar um possível interpretação católica na hora de traduzir, a seguir você verá a mesma cena do batismo na visão de E.G. White:

Desejado de Todas as Nações, Capítulo 11, O Batismo, Pág. 111:

Ao pedir Jesus, o batismo, João recusou, exclamando: “Eu careço de ser batizado por Ti, e vens Tu a mim?” Com firme, se bem que branda autoridade, Jesus respondeu: “Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça”. E João, cedendo, desceu com o Salvador ao Jordão, sepultando-o nas águas. “E logo que saiu da água” Jesus “viu os céus abertos, e o Espírito, que como pomba descia sobre Ele” Mat. 3:14 e 15.

Jesus não recebeu o batismo como confissão de pecado de Sua própria parte. Identificou-se com os pecadores, dando os passos que nos cumpre dar. A vida de sofrimento e paciente perseverança que viveu depois do batismo, foi também um exemplo para nós.

Ao sair da água, Jesus Se inclinou em oração à margem do rio. Nova e importante fase abria-se diante dEle. Entrava agora, em mais amplo círculo, no conflito de Sua vida. Conquanto fosse o Príncipe da Paz, Sua vida devia ser como o desembainhar de uma espada. O reino que viera estabelecer, era oposto daquilo que os judeus desejavam. Aquele que era o fundamento do ritual e da organização de Israel, seria considerado seu inimigo e destruidor. Aquele que proclamara a lei sobre o Sinai, seria condenado como transgressor. O que viera derribar o poder de Satanás, seria acusado como Belzebu.

Ninguém na Terra O compreendera, e ainda em Seu ministério devia andar sozinho. Durante Sua existência, nem a mãe nem os irmãos Lhe tinham compreendido a missão. Os próprios discípulos não O entendiam. Habitara na eterna luz, sendo um com Deus, mas Sua vida na Terra devia ser vivida em solidão.

Como um conosco, cumpria-lhe suportar o fardo de nossa culpa e aflição. O Inocente devia sentir a vergonha do pecado. O Amigo da paz tinha que habitar entre a luta, a verdade com a mentira, a pureza com a vileza. Todo pecado, toda discórdia, toda contaminadora concupiscência trazida pela transgressão, Lhe era uma tortura para o espírito.

Sozinho devia trilhar a vereda; sozinho carregaria o fardo. Sobre Aquele que abrira mão de Sua glória, e aceitara a fraqueza da humanidade, devia repousar a redenção do mundo. Viu e sentiu tudo isso; firme, porém, permaneceu o Seu desígnio. De Seu braço dependia a salvação da raça caída, e Ele estendeu a mão para agarrar a do Onipotente Amor.

O olhar do Salvador parece penetrar o Céu, ao derramar a alma em oração. Bem sabe como o pecado endureceu o coração (Pág. 112) dos homens, e como lhes será difícil discernir Sua missão, e aceitar o dom da salvação eterna. Suplica ao Pai poder para vencer a incredulidade deles, quebrar as cadeias com que Satanás os escravizou, a derrotar, em seu benefício, o destruidor. Pede o testemunho de que Deus aceita a humanidade na pessoa de Seu Filho.

Nunca dantes haviam os anjos ouvido tal oração. Anseiam trazer a Seu amado Capitão uma mensagem de certeza e conforto. Mas não; o próprio Pai respondera à petição do Filho. Diretamente do trono são enviados os raios de Sua glória. Abrem-se os céus, e sobre a cabeça do Salvador desce a forma de uma pomba da mais pura luz – fiel emblema dEle, o Manso e Humilde.

Dentre a multidão à beira do Jordão, poucos, além do Batista, divisaram essa visão celeste. Entretanto, a solenidade da divina presença repousou sobre a assembleia. O povo ficou silencioso, a contemplar a Cristo. Seu vulto achava-se banhado pela luz que circunda sem cessar o trono de Deus. Seu rosto erguido estava glorificado como nunca dantes tinham visto um rosto de homem. Dos céus abertos, ouviu-se uma voz, dizendo: “Este é o Meu Filho amado, em quem Me comprazo”. Mat. 3:17.

Estas palavras de confirmação foram proferidas para inspirar a fé naqueles que testemunhavam a cena, e fortalecer o Salvador para Sua missão. Não obstante os pecados de um mundo criminoso serem postos sobre Cristo, não obstante a humilhação de tomar sobre Si nossa natureza decaída, a voz declarou ser Ele o Filho do Eterno.

Portanto, como podemos ver, a Sra. White, como fonte secundária, não pode contradizer a primária (Bíblia). Diante disso, uma coisa é certa, na Nova Jerusalém existem apenas dois tronos, o trono de Deus e de Seu Filho. Cadê o terceiro trono?

“Então, me mostrou o rio da água da vida, brilhante como cristal, que sai do trono de Deus e do Cordeiro. Nunca mais haverá qualquer maldição. Nela, estará o trono de Deus e do Cordeiro. Os seus servos o servirão” (Apc. 22:1 e 3)

Que Deus inspire aos sinceros tomarem a decisão certa ao lado da verdade, deixando para trás toda idolatria e dogmas pagãos infiltrados no cristianismo.

Amem, aleluia.

Ouça A VOZ E A VERDADE PELA RÁDIO JUAZEIRO DE 2A A 6A, 6:50H, SÁB E DOM. 14 H RÁDIO JUAZEIRO, OU PELA WEB; http://www.radiojuazeiro.com.br

 

A VERGONHA DE CRISTO NA CRUZ E A VERGONHA DOS SEUS FIÉIS HOJE_2ª. Parte

calvário (2)

“E CONHECEREIS A  VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ” PALAVRAS LIBERTADORAS DE CRISTO, O DIVINO FILHO ÚNICO DO DEUS ÚNICO E VERDADEIRO, O PAI, EM JOÃO 8:32.

Já lhes escrevi sobre a falsa impressão que alguém sem o Espírito de Deus poderia ter ao ver Cristo morrendo na cruz do calvário tendo diante de si meia dúzia de seguidores, uns gatos pingados, a maior parte mulheres, sua mãe e outras igualmente discriminadas como muitas vezes até em nossos dias, e um único discípulo, João, ao pé da cruz, dando a falsa impressão de que essa minoria estava errada e que Jesus Cristo tinha sido um dos pregadores mais fracassados de toda a história.

Lemos no capítulo 27 do evangelho de Mateus que de maneira zombadora a multidão e os príncipes dos sacerdotes, com os escribas, e anciãos, e fariseus, escarneciam dele, dizendo: Se és Filho de Deus, desce da cruz.

Percebemos que a afirmativa de Cristo de que era o Filho de Deus incomodou muito à elite religiosa do povo judeu para o qual Deus enviou seu Filho, fato que hoje se repete, como dizem: a história se repete, na medida em que as denominações que embora criticando a Igreja Católica Romana passaram a seguir seus dogmas papais, ensinando aos seus membros que Filho de Deus é apenas um título, quando, segundo eles,  Jesus é o próprio Deus, cometendo o mesmo crime que aqueles que estiveram no Gólgota crucificando a Cristo há dois mil anos atrás.

Mas, o Deus único e verdadeiro, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo interveio ao ver Seu Filho morrendo na cruz para salvar a todos quantos o aceitarem como salvador e Senhor.

Mat. 27: 45 a 56 fala de grandes manifestações de Deus na natureza e no santuário do Templo de Jerusalém:

– Trevas em toda a terra, da hora 6ª. Até à hora 9ª.

– Perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?

– E Jesus, clamando rendeu o espírito.

– O véu do templo se rasgou em dois;

– Tremeu a terra, e fenderam-se as pedras;

– Abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados; E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa – onde estive há poucos dias com minha esposa –  e apareceram a muitos.

– O centurião e os que com ele guardavam a Jesus, vendo o terremoto, e as coisas que haviam sucedido, tiveram grande temor, e disseram: Verdadeiramente este era Filho de Deus.

Esta é a conclusão normal para quem estiver perto de Cristo.

Cristo não foi um pregador fracassado. Minoria quase sempre não é quem está sem razão, não. O divino filho de Deus atrai hoje ao cristianismo, que embora paganizado, alcança 2,3 bilhões de adeptos.

Assim, não tenha medo de pertencer a uma minoria inclusive em termos de fé, se essa minoria estiver seguindo os mandamentos de Deus e a fé de Jesus que não concorda com:

imortalidade da alma antes da ressurreição por Cristo,

adoração à trindade (fere o primeiro mandamento do Decálogo),

cobrança infiel de dízimos em dinheiro (dízimo nunca foi dinheiro, ouro ou prata http://aodeusunico.com.br/?p=1249   http://aodeusunico.com.br/?p=1192  http://aodeusunico.com.br/?p=1192),

guarda do domingo (ou mesmo respeito também a o domingo,   ou clique aqui)

falsos milagres e falsas curas,

ecumenismo e outros paganismos.

Amém, aleluia.

Paulo Augusto da Costa Pinto

OUÇA A VOZ E A VERDADE, 2A A 6A, 6:50H, SÁB E DOM. 14 H RÁDIO JUAZEIRO, OU PELA WEB; http://www.radiojuazeiro.com.br

 

 

 

A VERGONHA DE CRISTO NA CRUZ E A VERGONHA DOS SEUS FIÉIS HOJE_1ª parte

calvário

“E CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ” PALAVRAS LIBERTADORAS DE CRISTO, O DIVINO FILHO ÚNICO DO DEUS ÚNICO E VERDADEIRO, O PAI, EM JOÃO 8:32.

Lemos no evangelho de Mateus capítulo 27, a partir do verso 33:

“E, chegando ao lugar chamado Gólgota, que se diz: Lugar da Caveira,
Deram-lhe (a Jesus) a beber vinagre misturado com fel; mas ele, provando-o, não quis beber.
E, havendo-o crucificado, repartiram as suas vestes, lançando sortes, para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta: Repartiram entre si as minhas vestes, e sobre a minha túnica lançaram sortes.

E, assentados, o guardavam ali.

E por cima da sua cabeça puseram escrita a sua acusação: ESTE É JESUS, O REI DOS JUDEUS.
E foram crucificados com ele dois salteadores, um à direita, e outro à esquerda.
E os que passavam blasfemavam dele, meneando as cabeças,
E dizendo: Tu, que destróis o templo, e em três dias o reedificas, salva-te a ti mesmo. Se és Filho de Deus, desce da cruz.

E da mesma maneira também os príncipes dos sacerdotes, com os escribas, e anciãos, e fariseus, escarnecendo, diziam:

Salvou os outros, e a si mesmo não pode salvar-se. Se é o Rei de Israel, desça agora da cruz, e crê-lo-emos.
Confiou em Deus; livre-o agora, se o ama; porque disse: Sou Filho de Deus.
E o mesmo lhe lançaram também em rosto os salteadores que com ele estavam crucificados.
E desde a hora sexta houve trevas sobre toda a terra, até à hora nona.
E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?

E alguns dos que ali estavam, ouvindo isto, diziam: Este chama por Elias,
E logo um deles, correndo, tomou uma esponja, e embebeu-a em vinagre, e, pondo-a numa cana, dava-lhe de beber.

Os outros, porém, diziam: Deixa, vejamos se Elias vem livrá-lo.
E Jesus, clamando outra vez com grande voz, rendeu o espírito.
E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras; E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados;
E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.

E o centurião e os que com ele guardavam a Jesus, vendo o terremoto, e as coisas que haviam sucedido, tiveram grande temor, e disseram: Verdadeiramente este era Filho de Deus.
E estavam ali, olhando de longe, muitas mulheres que tinham seguido Jesus desde a Galiléia, para o servir; Mateus 27:33-55.

“E junto à cruz de Jesus estava sua mãe, e a irmã de sua mãe, Maria mulher de Clopas, e Maria Madalena.

Ora Jesus, vendo ali sua mãe, e que o discípulo a quem ele amava estava presente, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho.

Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa. João 19:25-27.

Amados, qualquer um que sem o espírito de Deus assistisse a cena da crucifixão de Cristo, até o momento de sua morte altamente torturante e humilhante, afirmaria que Jesus teria sido o mais fracassado pregador do evangelho, pois, após 33 anos e meio de idade nessa terra, com 3 anos e meio de evangelismo público sempre afirmando ser o Filho de Deus, agora, na hora mais probante de sua vida, hora mais difícil, em que ele precisava de apoio dos seus amigos, daqueles para quem multiplicou pães e peixes, daqueles que curou, que salvou da morte eterna, achava-se quase só, a despeito da multidão repleta de ímpios, de inimigos seus e de seu pai, o único Deus verdadeiro, a que veio representar nesta terra, contando apenas com sua mãe, Maria, algumas poucas mulheres amigas – sempre discriminadas na sociedade daquela época e muitas vezes hoje – dos 12 discípulos, apenas João, o discípulo amado, título bem merecido, pois era o que mais perto de Jesus ficava, com a cabeça ao peito para não perder uma só palavra e que agora, com o risco de morrer morte até pior que a de Cristo, estava ali para o que acorresse, leal, fiel, amigo, discípulo até ao fim.

Hoje, também, os seguidores de Cristo, também sofrem muitas humilhações, sobretudo quando em pequeno número, são humilhados, ridicularizados, tratados como membros de seita, como que não candidatos à Pátria Celeste pelos méritos sacrossantos de Cristo que por nós morreu.

As denominações constroem grandes templos, cada uma querendo ser melhor e maior que a outra, como prova de força, de poder, quando no reino do céu não é assim.

O critério divino é bem diferente. Cristo disse:  “…qualquer que entre vós quiser ser grande, será vosso serviçal” Marcos 10:43.

No texto lemos (Mat. 27:33-55) que os principais líderes judeus – o povo para o qual Cristo veio – os príncipes dos sacerdotes, com os escribas, e anciãos, e fariseus, escarnecendo, diziam: Salvou os outros, e a si mesmo não pode salvar-se. Se é o Rei de Israel, desça agora da cruz, e crê-lo-emos.

Será que se Jesus aparecesse hoje no mundo humilde como ele veio na primeira vez, longe dos políticos, dos altos dirigentes da religião dominante, condenando o pecado como Ele sempre fez, defendendo o Deus único e verdadeiro, seu Pai, explicando que o precioso Espírito santo é o Espírito de Deus, mostrando que guardar verdadeiramente o santo Sábado não é apenas deixar de ir para o trabalho e frequentar uma denominação, que acha que fariam com Ele? Os anciãos de igreja que zelam tanto dos líderes, como eu, no passado, enganado, sempre fiz, até que Deus abriu meus olhos, que fariam os anciãos, os presbíteros, os líderes,…a Cristo?

Em todo o texto vemos que ninguém afirmou que Jesus era o próprio Deus ou um Deus igual ao Pai, mas sempre o acusaram por Ele dizer que era Filho de Deus, perceberam?

Hoje as denominações oferecem aos fiéis muitas opções. Os templos e as denominações viraram um grande supermercado ou um shopping, onde o fiel pode comprar quase tudo para sua “vida espiritual”. livros, alimentos, artigos em geral.

Assim, amados, não se enganem com o que é visível, apresentável, suntuoso. O verdadeiro templo é você e sou eu. Os verdadeiros adoradores não adora em Jerusalém nem no monte Gerizim. Viria o tempo em que os verdadeiros adoradores adorariam não a uma trindade, mas ao Pai, em espírito e em verdade (João 4: 23).

Não tenha medo de fazer parte de uma pequena comunidade de crentes, se estes estiverem seguindo a Cristo e à Palavra de Deus, andando conforme seus santos mandamentos.

Em Atos 9:2 e 24:5 lemos que os crentes em Cristo, depois o apóstolo Paulo foram acusados de fazer parte da seita dos nazarenos, mas continuaram na fé, sem medo, firmes até à morte.

Em Hebreus 11:27 lemos acerca de Moisés: “Pela fé deixou o Egito, não temendo a ira do rei; porque ficou firme, como vendo o invisível”.

Que esta seja a nossa fé.

Paulo Augusto da Costa Pinto

PLANETA TERRA CONTINUA DANDO SINAIS DE CANSAÇO. ONDA GIGANTE FERE 30 NA CHINA

china-onda

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2013/08/onda-gigante-fere-30-no-leste-da-china-e-causa-panico-em-cidade.html

Está perto o grande Dia do SENHOR; está perto e muito se apressa.  

Atenção! O Dia do SENHOR é amargo, e nele clama até o homem poderoso.  

Aquele dia é dia de indignação, dia de angústia e dia de alvoroço e desolação…  

Trarei angústia sobre os homens, e eles andarão como cegos, porque pecaram contra o SENHOR; e o sangue deles se derramará como pó, e a sua carne será atirada como esterco…. (Sofonias 1:14-17)  

Ai dos que habitam no litoral…  

A palavra do SENHOR será contra vós outros (Sofonias 2:5)  

Como Deus afirma em Sua Palavra, o tsunami ocorrido na Ásia é um sinal dado por Ele de que o dia profético do juízo, no qual todos os pensamentos, palavras e ações dos homens serão julgados segundo o padrão da sagrada lei do Universo, está muito próximo. Todos os que habitam na terra serão julgados. Está você preparado para este dia? Qual será a sentença pronunciada sobre seu nome quando a sua vida for investigada?  

Deus nos ama e deseja o nosso bem. Criou os seres humanos com o propósito de que eles fossem sempre felizes. Para garantir sua felicidade, Deus colocou-os sob o domínio da lei dos Dez Mandamentos. Enquanto ela fosse obedecida por eles, haveria ordem paz e alegria perfeitas. Na obediência perfeita à lei de Deus reside o segredo da felicidade de cada ser humano que habite o planeta Terra. Deus mesmo afirma em Sua Palavra:  

“aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.” (Tia. 1:25)  

Mas os homens transgrediram a lei de Deus – pecaram. “Pecado é a transgressão da lei” (I Jo. 3:4). Por isso têm colhido por séculos os resultados da contínua desobediência à lei de Deus, descritos em Sua Palavra: “não prosperarás nos teus caminhos; …serás oprimido e roubado todos os teus dias; e ninguém haverá que te salve…. O mais mimoso dos homens e o mais delicado do teu meio será mesquinho para com seu irmão, e para com a mulher do seu amor”… “porquanto não ouviste a voz do Senhor, teu Deus, para guardares os mandamentos e os estatutos que te ordenou” (Deut. 28:29, 54).  

Não é difícil percebermos que as palavras da Escritura que lemos acima descrevem a nossa realidade atual. Vemos que, a medida em que os anos se passam, os homens mais e mais se deleitam em pecar, tornando-se mais e tendo menos amor por Deus e uns pelos outros. Como conseqüência da transgressão da lei de Deus, vemos que aproximamo-nos rapidamente de um caos social, de tal maneira que se faz necessária a intervenção de um poder superior para não só re-estabelecer a ordem como mesmo preservar a existência da raça humana. Se os homens mesmos são capazes hoje de perceber isto, muito mais Deus. E Ele afirma em Sua Palavra que em breve julgará os pensamentos e ações de todos os habitantes do mundo, segundo o padrão da santa lei de Deus:  

“Naquele tempo, esquadrinharei a Jerusalém com lanternas e castigarei os homens”; “Farei do juízo a régua e da justiça, o prumo” (Sof. 1:12; Isa. 28:17). O prumo que Deus usará no juízo para julgar os homens são os mandamentos da Sua lei, conforme Ele mesmo afirma em Sua Palavra: “todos os teus mandamentos são justiça.”  

“Ora, não levou Deus em conta os tempos da ignorância; agora, porém, notifica aos homens que todos, em toda parte, se arrependam; porquanto estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio de um varão que destinou e acreditou diante de todos, ressuscitando-o dentre os mortos.” Atos 17:24-31  

A mensagem de Deus para você hoje é: “Concentra-te e examina-te, ó nação que não tens pudor, antes que saia o decreto, pois o dia se vai como a palha; antes que venha sobre ti o furor da ira do SENHOR, sim, antes que venha sobre ti o dia da ira do SENHOR. Buscai o SENHOR, vós todos os mansos da terra, que cumpris o seu juízo; buscai a justiça, buscai a mansidão; porventura, lograreis esconder-vos no dia da ira do SENHOR.” A palavra de Deus nos diz qual é a justiça que devemos buscar para sermos escondidos no dia da ira do Senhor: “todos os teus mandamentos são justiça.” (Sof. 2:1-3; Sal. 119:172). “Falai de tal maneira e de tal maneira procedei como aqueles que hão de ser julgados pela lei da liberdade.” (Tia. 1:12)  

Deus promete salvar, proteger e abençoar a todos que se arrependerem sinceramente de seus pecados e buscarem Sua justiça para se tornarem obedientes à Sua lei. E a justiça de Deus está em Jesus Cristo de Nazaré, filho de Davi – que veio ao mundo, sofreu por nossa causa e morreu para nos oferecer o perdão pelos nossos pecados, a fim de que nós não tenhamos que morrer por eles: “Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que levantarei a Davi um Renovo justo; e, Rei que É, reinará, e agirá sabiamente, e executará o juízo e a justiça na terra. Nos seus dias, Judá será salvo, e Israel habitará seguro; será este o seu nome, com que será chamado: SENHOR, Justiça Nossa.” (Jer. 23:5, 6)  

“Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16) Deus apela a você que aceite a Jesus – Sua justiça, hoje mesmo. Entregue sua vida de pecados a Jesus, entregue sua vontade a Ele, escolha serví-Lo, para não mais pecar, porque Ele o amou de tal maneira que morreu por você. E pela fé nEle, que é a nossa Justiça, poderemos “nascer de novo”, receber do céu força e disposição para vencer o mundo, abandonando para sempre nossa vida de pecados e vivendo uma vida de Justiça – de obediência a lei de Deus. “porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” (I Jo. 5:4). Assim, estaremos felizes, seremos salvos e escondidos no dia do Senhor.  

“Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo… para que o mundo fosse salvo por Ele. Quem nEle crê não é julgado; o que não crê já está julgado… O julgamento é este: que a Luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a Luz; porque as suas obras eram más. Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a Luz e não se chega para a Luz… Quem pratica a verdade aproxima-se da Luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus.” (Jo. 3:17-21) E Jesus disse: “Eu Sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida.”  

Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus.” (Jo. 3:36)  

Esperamos que você se entregue a Jesus, a Luz do mundo, arrependendo-se de seus pecados e abandonando-os para sempre e, mediante a fé nEle, viva uma vida de luz, de obediência aos Dez mandamentos da santa lei de Deus apresentados em Êxodo 20:1-17, sendo assim salvo e escondido pelo Senhor no dia profético do juízo que começará dentro em breve.  

Que Deus o(a) abençoe, MINISTÉRIO 4 ANJOS

FONTE

“Segundo dados de 2010 da Global Footprint Network, a pegada ecológica da humanidade atingiu a marca de 2,7 hectares globais (gha) por pessoa, em 2007, para uma população mundial de 6,7 bilhões de habitantes na mesma data (segundo a ONU). Isso significa que para sustentar essa população seriam necessários 18,1 bilhões de gha. Ou seja, já ultrapassamos a capacidade de regeneração do planeta. No nível médio de consumo mundial atual, com pegada ecológica de 2,7 gha, a população mundial sustentável seria de no máximo 5 bilhões de habitantes (veja a tabela abaixo)”.

Leia mais em http://aodeusunico.com.br/?p=2991

 

 

O OUTRO CONSOLADOR. QUEM SERIA?

tempo do fim

Muitos Cristãos defendem hoje que quando o Senhor Jesus se referiu ao Outro Consolador, (João 14:16) estava se referindo à terceira pessoa do dogma da Santíssima Trindade.  Estaria mesmo Jesus se referindo a uma outra Deidade como ensina o dogma da trindade? Estaria Jesus ensinando a existência de um terceiro ser Divino?  Deixemos que a própria palavra de Deus responda a estas perguntas e tire você mesmos suas conclusões.

Nosso Salvador deixou-nos um exemplo bem claro de como devemos estudar as Escritura Sagradas, quando após sua ressurreição encontrou-se com dois discípulos á caminhos da aldeia de Emaús: E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras. (Lucas 24:27). É exatamente isso que iremos fazer agora, deixar a Palavra se explicar.

 

O texto que iremos discorrer é: João 14: v16 E eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre. Observe que no verso seguinte Jesus inicia sua explicação do verso 16, referindo-se ao que seria enviado Ele diz: O Espírito de verdade. Agora reflita: quem é o caminho a verdade e a vida? Continuemos em nosso estudo, observe que em seguida Jesus diz: v18 Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.

De que volta Jesus está aqui se referindo? Seria quando Ele voltar a este mundo para buscar Seu povo? Ou estaria se referindo a promessa que Ele faria em Mateus 28:20 … E eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Continuemos explicando, ou melhor, que Jesus mesmo continue explicando, observe novamente no verso v23 Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.

Como poderia Jesus e o Pai vim fazer morada no coração do crente e de que forma se daria isso? Então Jesus responde no v28 Ouvistes que eu vos disse: Vou, e volto para vós. Se me amásseis, certamente exultaríeis porque eu disse: Vou para O Pai; porque meu Pai é maior do que eu.

Bem, já podemos ver pelo próprio capítulo que Jesus se referia a ele mesmo, mas, teria a Palavra de Deus mais informações as quais poderíamos confirmar que Jesus se referia a Ele mesmo?

Continuemos: Todos nós Cristãos cremos que os profetas foram inspirados pelo Espírito Santo e isso é verdade,

 

porém, o apóstolo Pedro em sua primeira carta nos revela quem foi quem inspirou os profetas, vejamos:

 

1º Pedro v11 “Procurando atentamente saber o tempo e as circunstancias oportunas, indicada pelo Espírito de Cristo que neles estava, (neles quem? Os Profetas) ao predizer os sofrimentos de Cristo e as glórias que O seguiria.

Mas, esse raciocínio de que o Espírito Santo é o Espírito de Cristo, é também partilhado por outros escritores bíblicos? Vejamos: O apostolo Paulo na 2ª carta aos Coríntios cp 3 faz uma alusão aos judeus que estava vivendo ainda na aplicação da lei cerimonial de Moisés, do v14, Paulo diz que o entendimento deles estava endurecido, pois ao continuar sacrificando o cordeiro, um véu era posto sobre o coração deles, e isso ainda é assim até os dias de hoje, mas, 2º Coríntios 3 v16 diz: Porém, quando um deles se converte para o Senhor (Jesus), então é retirado o véu.

Quem o converte? Paulo da a resposta no v17 O Senhor (Jesus), é o Espírito. E onde está o Espírito do Senhor (Jesus) aí há liberdade.

 

Lembre-se é Jesus quem nos liberta da opressão do pecado. Esse ensino do apóstolo aos coríntios é ainda hoje o mesmo para nós, Paulo revela esse maravilhoso fato em Gálatas cp 4, v4 Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, v5 Para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos. Quando somos convertidos as doutrinas de Cristo, diz Paulo v6 E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai.

 

Que maravilhoso é saber que é Jesus o amado Filho do Pai quem  está em nosso coração  !

 

Agora fica mais fácil entender quando Jesus diz: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

 

Ainda há muitas outras passagens esclarecedoras sobre o assunto você pode ler:

Atos 16: 6 e 7 “E, passando pela Frígia e pela província da Galácia, foram impedidos pelo Espírito Santo de anunciar a palavra na Ásia. v7 E, quando chegaram a Mísia, intentavam ir para Bitínia, mas o Espírito de Jesus não o permitiu.;

Atos 20: 28  Cuidai de vós mesmo e de  todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos colocou como bispos, para pastoreardes a igreja de Deus, que ele comprou com seu próprio sangue; Quem comprou com o seu próprio sangue a igreja de Deus, Jesus ou outro?

Romanos 8: 9 “ Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.

Veja também:  Apocalipse 3: 1,5 e 6. (Quem é que estava falando as igrejas?)

 

A grande questão de incorrer em graves erros doutrinários é nos afastarmos da verdade salvadora, e que quando adotamos ensinos que vão além do que estar escrito na bíblica, fechamos assim as possibilidades de permitimos que o Espírito Santo nos convença da justiça, do juízo e do pecado.

 

Outro agravo e que passam a defender, é ao afirmar-se que o Outro Consolador é uma terceira Deidade, roubando assim do Único Deus e Senhor a soberania do universo, além de estarmos diretamente transgredindo o primeiro mandamento que diz:

Êxodo 20 v3 “Não terás outros deuses diante de mim.” ( Mim ) Pronome pessoal no singular. Por intermédio do profeta Isaias o Deus único e verdadeiro nos deixa bem claro que, Isaias cp 42 v8 Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura. Queridos amigos, finalizamos com uma abordagem do apóstolo Paulo 1º Coríntios cp 8 v5 Porque, ainda que haja também alguns que se chamem deuses, quer no céu quer na terra (como há muitos deuses e muitos senhores), v6 Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por Ele.

 

Se o amigo(a) ficou interessado em estudar mais sobre esse ou outros assuntos bíblicos, estaremos a sua disposição, entre em contato conosco e solicite mais informações.

Oliveiros Montenegro

Fone: (83) 8706 4266

 

 

MEMORANDUM DO INFERNO

BÍBLIA

Se você decidir compartilhar a sua fé em Cristo com alguém, esteja pronto a escutar esta frase: “Sai pra lá com esse memorandum do inferno!”

A palavra “memorandum” é usada para nos lembrar de alguma coisa que não devemos esquecer.

Quando eu era secretária executiva numa firma inglesa, meu chefe (Mr. Scarles)  sempre me entregava um memorandum das obrigações diárias, após ter ditado os textos em  Inglês, para serem traduzidos.

Quando você aceita Jesus Cristo como o único e suficiente Salvador, uma nova jornada começa em sua vida e a Bíblia é o seu memorandum.  Ela o informa de tudo que Cristo espera de você. Ela o ensina a abandonar o prazer no pecado e a se deleitar na vontade do Senhor.  Antes, você pecava e era escravo do pecado. Mas, agora, tendo descoberto que “o salário do pecado é a morte” (Romanos 6:23), você vai sentir um tremendo alívio por saber que “passou da morte para a vida”. Isso porque um enorme pagamento foi feito pelos seus pecados e os de toda a humanidade, o qual se encontra disponível a todos os que reconhecem e aceitam Jesus Cristo como Salvador.

Infelizmente, o seu chefe antigo – o Diabo – não gosta de perder aqueles que ele julgava lhe pertencerem. Então, o “pai da mentira e deus deste século” começa a persegui-lo, tentando leva-lo de volta ao pecado e à apostasia da fé em Cristo.

Só existe um meio de você continuar firme e forte na fé em Jesus: é ler, diariamente a Sua Palavra, em espírito de oração, pedindo que Deus o faça cada dia mais conhecedor dos Seus ensinos e fiel na prática dos mesmos.

Aja sempre com decência e honestidade, dando um bom testemunho cristão. E, cada vez que você, por alguma obrigação social ou de trabalho, entrar em um lugar mundano, procure mostrar a beleza da vida cristã e de como uma pessoa pode ser realmente feliz, livrando-se das ilusões do mundo e se apegando com amor à Palavra e Deus.

O mundo jaz no maligno e não pode oferecer felicidade permanente a pessoa alguma. Mas, a Palavra de Deus, que “é viva permanece para sempre”, pode nos sustentar em todos os embates da vida, conservando-nos fortes e preparados para toda boa obra e para suportar todo tipo de provação.

Deixe que os incrédulos o condenem como sendo um portador do “Memorandum do Inferno”, porque, na verdade, você é um portador do “Memorandum do Céu” e eles o ignoram, exatamente, por desconhecerem a verdade que liberta do engodo religioso e secular.

Leia a Bíblia, amigo. Pois, segundo Paulo ensina ao seu jovem discípulo (Timóteo), “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra” (2 Timóteo 3:16-17).

Mary Schultze,  22/08/2013 – inspirado em um texto de Ray Comfort

O PECADO CONTRA O ESPÍRITO SANTO CONFORME A BÍBLIA E CONFORME OS QUE PASSARAM A ADORAR À UMA TRINDADE

Olá, “E CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ”, PALAVRAS CHEIAS DE SIGNIFICADO DITAS PELO DIVINO FILHO ÚNICO DO DEUS ÚNICO E VERDADEIRO, O PAI, EM JOÃO 8:32.

Leiamos Mateus 12:22-32:

22Trouxeram-lhe, então, um endemoninhado cego e mudo; e, de tal modo o curou, que o cego e mudo falava e via.
24Mas os fariseus, ouvindo isto, diziam: Este não expulsa os demônios senão por Belzebu, príncipe dos demônios.
25Jesus, porém, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda a cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá.
26E, se Satanás expulsa a Satanás, está dividido contra si mesmo; como subsistirá, pois, o seu reino?
27E, se eu expulso os demônios por Belzebu, por quem os expulsam então vossos filhos? Portanto, eles mesmos serão os vossos juízes.
28Mas, se eu expulso os demônios pelo Espírito de Deus, logo é chegado a vós o reino de Deus.
30Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha.
31Portanto, eu vos digo: Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens.
32E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro
Mateus 12:22-32.

Os que deixaram a adoração ao Deus único e verdadeiro que sempre foi adorado pelo povo de Deus em todos os tempos, e passaram a adorar a uma trindade, fruto do politeísmo infiltrado no cristianismo nos dias de Constantino, ensinam que o pecado contra o Espírito santo, que eles chamam de 3ª pessoa da trindade, é rejeitar os apelos que Deus faz à humanidade.

Mas o texto mostra que o pecado contra o Espírito, do que Cristo foi cheio pelo Pai (Lucas 4:18) consiste em ATRIBUIR A SATANÁS A OBRA DE DEUS MEDIANTE CRISTO, quando ele curou um endemoninhado cego e mudo, que ao ser expulso o demônio, passou a enxergar e a falar.

Nós cremos sim no Espírito Santo, pois pelas Escrituras sagradas é o precioso Espírito de Deus, mas não cremos num deus de 3 cabeças como o criaram no século IV.

Então, o que é o pecado contra o Espírito Santo? Pela Bíblia é atribuir a Satanás a obra do Espírito de Deus que estava em Cristo. Pelos pastores que deixaram a verdade é REJEITAR A 3ª PESSOA DA TRINDADE, INVENTADA EM ROMA NO SÉCULO 4º DC.

O dilema que está diante de você e de mim é: Crer no que a Bíblia diz ou no que os pastores que deixaram a verdade, para defenderem seu salário e corporação religiosa dizem. Amém aleluia.

Paulo A. da C. Pinto

OUÇA A VOZ E A VERDADE, 2A A 6A, 6:50H, SÁB E DOM. 14 H RÁDIO JUAZEIRO, AM 1190 OU PELA WEB; http://www.radiojuazeiro.com.br

VÍDEO COM ALBERTO RIVERA CONFIRMA A INFILTRAÇÃO DE JESUÍTAS NA IGREJA ADVENTISTA

Entrevista em inglês, mas você pode ativar as legendas automáticas para entendê-lo melhor.

ASSISTA O VÍDEO EM: http://www.youtube.com/watch?v=B6NiSk9lAFE#at=27

Quem foi Alberto Rivera?

Alberto Rivera nasceu em 19 de Setembro de 1935, na cidade de Las Palmas, na Espanha. Faleceu em 20 de junho 1997, provavelmente vítima de envenenamento, segundo acredita sua esposa. Foi levado para um colégio interno católico bem cedo, aos 7 anos de idade. Dois anos mais tarde, soube que sua mãe estava à morte. Ao se despedir dela, percebeu que era vítima de grandes tormentos por demônios que a torturavam à beira da morte. Assim, percebeu que a doutrina católica não assegurava paz e certeza da salvação, diante da morte. Alberto continuou seus estudos até que se tornou sacerdote jesuíta, tendo sido preparado para agir como agente infiltrado em igrejas e denominações protestantes. Sua ação foi decisiva para a implosão espiritual de igrejas e instituições evangélicas. Sensibilizado pelo Espírito de Deus, porém, decidiu confessar seu terrível pecado a um grupo de 50 mil pessoas que se reuniram num encontro ecumênico. Nem é preciso dizer que foi tirado imediatamente de cena, dopado e levado para Roma, onde foi torturado e quase morto para que se retratasse. Felizmente, conseguiu escapar e trabalhar para Deus e contra Roma até 1997. Detalhe importante: A conversão de Alberto Rivera ao protestantismo se deu na década de 70, mas ele nunca se tornou adventista do sétimo-dia. Portanto, Rivera desconhecia a questão do sábado, imortalidade da alma, santuário e nosso esquema de interpretação profética. Revelações de Alberto Rivera Os jesuítas são mais poderosos do que imaginamos. Eles comandaram a Inquisição a partir do século XVI, embora oficialmente fossem os dominicanos que mandassem. De fato, são os jesuítas que dirigem o Vaticano, através do general que é chamado de “papa negro”. Não é negro, mas se veste com roupa preta. Esse homem possui ligações com a Maçonaria e com o grupo dos Iluminados. Os jesuítas são treinados para agir como espiões e infiltrarem-se nas igrejas protestantes, como membros e dirigentes. Alberto Rivera começou a ser treinado aos 14 anos, através do curso “Os Protestantes e Suas Heresias”. Foi no ano de 1950, que os jesuítas começaram a se infiltrar em todas denominações. Eles estudaram as doutrinas, liturgia, vocabulário, modo de fingir que estavam aceitando a Jesus Cristo, tudo… Até como  brincar com os filhos de crentes, como fazer-lhes perguntas, como ser gentis com as senhoras e puxar conversa… O objetivo era destruir a igreja ou instituição, desacreditando os pastores que diziam que a Igreja Católica não é cristã. O primeiro grupo invadido foi o dos Adventistas. Todos os seminários, universidades e colégio foram alcançados. Como saber se uma denominação está sob o controle deles? O grupo já não fala contra a Igreja de Roma e a vê como uma igreja cristã. Pastores têm medo de falar contra o Vaticano, porque serão combatidos pelos infiltrados. Não admitem que o católico praticante precise ser convertido. Nos sermões, nota-se ênfase na doutrina do amor, que se refere a apenas uma parte dos ensinos de Cristo. Dizem que é tempo de união, de paz, não de revolta e acusações. Que Deus aceita a todos do modo como eles estão… Ilude-se o pecador com o falso amor, de um Deus que já não lhe diz a verdade… Quando os jesuítas querem destruir um pastor fiel, procuram: 1.      Desacreditá-lo – Mentir sobre ele, distorcer suas palavras, denunciá-lo às autoridades, inventar caso extra-conjugal, seduzir, preparar armadilhas para denunciá-lo como adúltero, acusar (vendedor de drogas, sonegador, caloteiro), usar um sósia em seu lugar, criar problemas em casa (telefonemas anônimos, por exemplo). 2.      Deixá-lo sozinho – Dizer que é problemático, encrenqueiro, que não demonstra o amor de Deus, que tem doutrinas e crenças estranhas, que é louco, “tem problema”, não deve ser levado a sério, etc… O pastor cede e desiste do ministério. 3.      Tentar matá-lo de várias maneiras – Atropelamento, acidente no hospital, ou consultório odontológico, alimento envenenado, drogas para enlouquecê-lo, briga inesperada, assalto, pistolagem pura e simples. Os jesuítas detém informações sobre cada igreja, nome do pastor, nome e endereço dos membros, a atitude desses membros para com a Igreja Católica… O Vaticano quer todas as igrejas sob seu controle. Aqueles que se colocarem contra a super igreja mundial que Roma está organizando serão perseguidos e destruídos. Os jesuítas infiltrados insistem em dizer que possuem parentes na Igreja Católica e que eles estão salvos porque esta seria uma igreja cristã, tão evangélica quanto as protestantes.Para eles, quem não acredita nisso está causando divisão no corpo de Cristo. Afirmam ainda que os católicos são destruídos na fé, quando os pastores lhes recriminam. A verdade é que o catolicismo não é cristão, porque priva Cristo de Seus méritos e bondade na intercessão, exalta Maria à condição de deusa, condiciona o perdão à penitência, repete o sacrifício desnecessário e blasfemo da missa diariamente, ensinam a salvação pela filiação à igreja… Para ser salvo, o católico precisa deixar tudo isso. Os jesuítas planejam envolver os não-crentes no projeto de um novo governo mundial e unir todas as denominações em um Igreja Mundial. Segundo Alberto Rivera afirmou pouco antes de sua morte, os jesuítas alegam possuir todas as organizações religiosas sob seu controle. Conclusão Há evidências de infiltração jesuíta na IASD? Sim, especialmente a partir de 1950, quando nossas doutrinas começaram a ser questionadas e modificadas para atender às sugestões dos jesuítas infiltrados. Eles nos fizeram pensar que era importante deixarmos de ser considerados uma seita, que precisávamos deixar de lado nossa mania de querer ser diferentes e explorar os pontos de fé em comum, repensar nossas doutrinas, nossos hinos, nossos cultos, nosso jeito “agressivo” de ser adventista… O resultado é o que temos denunciado nos últimos anos aqui neste site… – Trecho de sermão pregado por Robson Ramos, no sábado 6 de março de 2002, em Campo Grande, MS. FONTE: http://www.adventistas.com/2013/08/17/alberto-rivera-confirma-a-infiltracao-de-jesuitas-na-igreja-adventista/ Leia também: Conheça o Papa Negro, dos Jesuítas Você pode também clicar neste link para conhecer toda a incrível história de Alberto Rivera, ex-jesuíta.

 

VÍDEO COM ALBERTO RIVERA CONFIRMA A INFILTRAÇÃO DE JESUÍTAS NA IGREJA ADVENTISTA

Entrevista em inglês, mas você pode ativar as legendas automáticas para entendê-lo melhor.

<iframe width=”420″ height=”315″ src=”//www.youtube.com/embed/B6NiSk9lAFE” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Quem foi Alberto Rivera?

Alberto Rivera nasceu em 19 de Setembro de 1935, na cidade de Las Palmas, na Espanha. Faleceu em 20 de junho 1997, provavelmente vítima de envenenamento, segundo acredita sua esposa. Foi levado para um colégio interno católico bem cedo, aos 7 anos de idade. Dois anos mais tarde, soube que sua mãe estava à morte. Ao se despedir dela, percebeu que era vítima de grandes tormentos por demônios que a torturavam à beira da morte. Assim, percebeu que a doutrina católica não assegurava paz e certeza da salvação, diante da morte. Alberto continuou seus estudos até que se tornou sacerdote jesuíta, tendo sido preparado para agir como agente infiltrado em igrejas e denominações protestantes. Sua ação foi decisiva para a implosão espiritual de igrejas e instituições evangélicas. Sensibilizado pelo Espírito de Deus, porém, decidiu confessar seu terrível pecado a um grupo de 50 mil pessoas que se reuniram num encontro ecumênico. Nem é preciso dizer que foi tirado imediatamente de cena, dopado e levado para Roma, onde foi torturado e quase morto para que se retratasse. Felizmente, conseguiu escapar e trabalhar para Deus e contra Roma até 1997. Detalhe importante: A conversão de Alberto Rivera ao protestantismo se deu na década de 70, mas ele nunca se tornou adventista do sétimo-dia. Portanto, Rivera desconhecia a questão do sábado, imortalidade da alma, santuário e nosso esquema de interpretação profética. Revelações de Alberto Rivera Os jesuítas são mais poderosos do que imaginamos. Eles comandaram a Inquisição a partir do século XVI, embora oficialmente fossem os dominicanos que mandassem. De fato, são os jesuítas que dirigem o Vaticano, através do general que é chamado de “papa negro”. Não é negro, mas se veste com roupa preta. Esse homem possui ligações com a Maçonaria e com o grupo dos Iluminados. Os jesuítas são treinados para agir como espiões e infiltrarem-se nas igrejas protestantes, como membros e dirigentes. Alberto Rivera começou a ser treinado aos 14 anos, através do curso “Os Protestantes e Suas Heresias”. Foi no ano de 1950, que os jesuítas começaram a se infiltrar em todas denominações. Eles estudaram as doutrinas, liturgia, vocabulário, modo de fingir que estavam aceitando a Jesus Cristo, tudo… Até como  brincar com os filhos de crentes, como fazer-lhes perguntas, como ser gentis com as senhoras e puxar conversa… O objetivo era destruir a igreja ou instituição, desacreditando os pastores que diziam que a Igreja Católica não é cristã. O primeiro grupo invadido foi o dos Adventistas. Todos os seminários, universidades e colégio foram alcançados. Como saber se uma denominação está sob o controle deles? O grupo já não fala contra a Igreja de Roma e a vê como uma igreja cristã. Pastores têm medo de falar contra o Vaticano, porque serão combatidos pelos infiltrados. Não admitem que o católico praticante precise ser convertido. Nos sermões, nota-se ênfase na doutrina do amor, que se refere a apenas uma parte dos ensinos de Cristo. Dizem que é tempo de união, de paz, não de revolta e acusações. Que Deus aceita a todos do modo como eles estão… Ilude-se o pecador com o falso amor, de um Deus que já não lhe diz a verdade… Quando os jesuítas querem destruir um pastor fiel, procuram: 1.      Desacreditá-lo – Mentir sobre ele, distorcer suas palavras, denunciá-lo às autoridades, inventar caso extra-conjugal, seduzir, preparar armadilhas para denunciá-lo como adúltero, acusar (vendedor de drogas, sonegador, caloteiro), usar um sósia em seu lugar, criar problemas em casa (telefonemas anônimos, por exemplo). 2.      Deixá-lo sozinho – Dizer que é problemático, encrenqueiro, que não demonstra o amor de Deus, que tem doutrinas e crenças estranhas, que é louco, “tem problema”, não deve ser levado a sério, etc… O pastor cede e desiste do ministério. 3.      Tentar matá-lo de várias maneiras – Atropelamento, acidente no hospital, ou consultório odontológico, alimento envenenado, drogas para enlouquecê-lo, briga inesperada, assalto, pistolagem pura e simples. Os jesuítas detém informações sobre cada igreja, nome do pastor, nome e endereço dos membros, a atitude desses membros para com a Igreja Católica… O Vaticano quer todas as igrejas sob seu controle. Aqueles que se colocarem contra a super igreja mundial que Roma está organizando serão perseguidos e destruídos. Os jesuítas infiltrados insistem em dizer que possuem parentes na Igreja Católica e que eles estão salvos porque esta seria uma igreja cristã, tão evangélica quanto as protestantes.Para eles, quem não acredita nisso está causando divisão no corpo de Cristo. Afirmam ainda que os católicos são destruídos na fé, quando os pastores lhes recriminam. A verdade é que o catolicismo não é cristão, porque priva Cristo de Seus méritos e bondade na intercessão, exalta Maria à condição de deusa, condiciona o perdão à penitência, repete o sacrifício desnecessário e blasfemo da missa diariamente, ensinam a salvação pela filiação à igreja… Para ser salvo, o católico precisa deixar tudo isso. Os jesuítas planejam envolver os não-crentes no projeto de um novo governo mundial e unir todas as denominações em um Igreja Mundial. Segundo Alberto Rivera afirmou pouco antes de sua morte, os jesuítas alegam possuir todas as organizações religiosas sob seu controle. Conclusão Há evidências de infiltração jesuíta na IASD? Sim, especialmente a partir de 1950, quando nossas doutrinas começaram a ser questionadas e modificadas para atender às sugestões dos jesuítas infiltrados. Eles nos fizeram pensar que era importante deixarmos de ser considerados uma seita, que precisávamos deixar de lado nossa mania de querer ser diferentes e explorar os pontos de fé em comum, repensar nossas doutrinas, nossos hinos, nossos cultos, nosso jeito “agressivo” de ser adventista… O resultado é o que temos denunciado nos últimos anos aqui neste site… – Trecho de sermão pregado por Robson Ramos, no sábado 6 de março de 2002, em Campo Grande, MS. FONTE: http://www.adventistas.com/2013/08/17/alberto-rivera-confirma-a-infiltracao-de-jesuitas-na-igreja-adventista/ Leia também: Conheça o Papa Negro, dos Jesuítas Você pode também clicar neste link para conhecer toda a incrível história de Alberto Rivera, ex-jesuíta.

FUNDADOR DE COLÉGIO NO AMAZONAS NÃO CRÊ MAIS NA TRINDADE

FONTE: http://www.adventistas.com/trindade/carta_trindade_26.htm

Caro irmão Robson, peço-te encarecidamente que não retires do ar a discussão a respeito da trindade. No último mês, recebi um estudo a respeito da trindade pelo Pr. Robert Habenicht.

Esse pastor foi pioneiro do adventismo no Amazonas, fundou no meio da selva o Instituto Adventista Agro-Industrial (Único internato até hoje no Amazonas – 1966). Retornou para sua pátria (USA) e, após muitos anos, ao vir para o Amazonas para batizar seu neto, foi impedido pela administração local pelo fato dele crer nas doutrinas dos pioneiros e numa reunião com a Associação Central Amazonas ele foi tratado como se fosse um velho louco, que não sabe o que fala.

A administração do nosso campus, que proibiu a pregação do pastor, assim que ele voltou pros States, começou a tentar desmoralizá-lo. Enquanto o pastor estava aqui, não apareceu um para o Debate promovido por mim e mais alguns outros irmãos. Trouxemos na marra um pastor-mestre em Teologia, que está fazendo doutorado, mas para nossa vergonha, não soube defender a trindade e foi mentiroso em alguns aspectos que não vale a pena entrar em detalhe. Agora em Manaus todos os pastores estão anunciando para não dar crédito nos mensageiros que falam que não existe a trindade.

O Pastor Robert Habenicht voltará ainda esse ano para Manaus e eu estou traduzindo aos poucos 2 livros e a confissão dele de arrependimento (publicada no Old Paths). Pedirei a ele para entrar em contato com o vosso Ministério o mais rápido possível.

Em relação aos estudos do pastor, enviarei assim que puder receber os originais dos Estados Unidos, muito mais fundamentados na bíblia e nos originais do White Estate.

Graça e Paz para toda a sua família.

Leia também:

A TRINDADE E A BÍBLIA. (ALGUMA RELAÇÃO?)

LIVRO A TRINDADELIVRO TRINITY

Quase todos os que creem na Trindade¹ afirmam ser monoteístas, ou seja, que adoram a um só Deus. Porém, isto se mostra bastante confuso, pois todo trinitáriano adora não só ao “Deus-Pai”, mas também ao “Deus Filho” e ao “Deus Espírito Santo”. Quantos deuses estão adorando os que creem nesta crença? Leia o Estudo Bíblico completo clicando aqui: A trindade e a Bíblia

 

“O inimigo das almas tem buscado introduzir a suposição de que uma grande reforma deveria ter lugar entre os adventistas do sétimo dia, e que essa reforma consistiria em renunciar às doutrinas que permanecem como pilares de nossa fé, e engajar-se num processo de reorganização. Caso essa reforma tivesse acontecido, o que resultaria? Os princípios da verdade que Deus em Sua sabedoria tem concedido à igreja remanescente seriam descartados. Nossa religião seria mudada. Os princípios fundamentais que têm sustentado a obra durante os últimos cinqüenta anos seriam considerados como erro. Uma nova organização seria estabelecida. Livros de uma nova ordem seriam escritos. Um sistema de filosofia intelectual seria introduzido. Os fundadores desse sistema iriam às cidades e realizariam uma maravilhosa obra. O sábado, logicamente, seria considerado levianamente, bem como o Deus que o criou. Nada seria permitido permanecer no caminho do novo movimento. Os líderes ensinariam que a virtude é melhor do que o vício, mas Deus sendo removido, eles depositariam sua dependência no poder humano, o qual, sem Deus, é sem valor. O seu fundamento seria edificado sobre a areia, e a tempestade e a tormenta levariam de roldão a estrutura “. Special Testimonies, Série B, # 7, págs. 39-40 (outubro de 1903). Mensagens Escolhidas, Vol. 1, ppág. 204-205. Grifos supridos.

SAÍRAM DE NÓS, MAS NÃO ERAM DE NÓS!

Às vezes nos é difícil entender porque alguns daqueles que foram chamados, após aceitarem, passarem algum tempo aprendendo, praticando e vivendo os ensinos da Palavra de Yahuh caem, tornando-se novamente mundanos. Isso nos constrange, entristece e nos faz pensar onde foi que erramos, mas na verdade assim seria, e tem sido, o apóstolo Yahuhanam nos demonstra isso ao escrever:Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem de nós, ficariam conosco; mas isto é para que se manifestasse que não são todos de nós. [? ?????Yahuchanan Alef (1 João) 2: 19]

     Observamos nesse versículo que muitos estariam em nosso meio, mas não seriam escolhidos (eleitos), ou não fariam a entrega, permanecendo por um tempo, mas logo se perderiam (sairiam de nosso meio). Yahushua demonstra isso em sua parábola da semente:

     “Ouvi: Eis que saiu o semeador a semear. E aconteceu que semeando ele, uma parte da semente caiu junto do caminho, e vieram as aves do semeador

céu, e a comeram; E outra caiu sobre pedregais, onde não havia muita terra, e nasceu logo, porque não tinha terra profunda; Mas, saindo o sol, queimou-se; e, porque não tinha raiz, secou-se. E outra caiu entre espinhos e, crescendo os espinhos, a sufocaram e não deu fruto. E outra caiu em boa terra e deu fruto, que vingou e cresceu; e um produziu trinta, outro sessenta, e outro cem. E disse-lhes: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça. E, quando se achou só, os que estavam junto dele com os doze interrogaram-no acerca da parábola. E ele disse-lhes: A vós vos é dado saber os mistérios do reino de UL, mas aos que estão de fora todas estas coisas se dizem por parábolas, Para que, vendo, vejam, e não percebam; e, ouvindo, ouçam, e não entendam; para que não se convertam, e lhes sejam perdoados os pecados. E disse-lhes: Não percebeis esta parábola? Como, pois, entendereis todas as parábolas? O que semeia, semeia a palavra; E, os que estão junto do caminho são aqueles em quem a palavra é semeada; mas, tendo-a eles ouvido, vem logo Hasatam e tira a palavra que foi semeada nos seus corações. E da mesma forma os que recebem a semente sobre pedregais; os quais, ouvindo a palavra, logo com prazer a recebem; Mas não têm raiz em si mesmos, antes são temporãos; depois, sobrevindo tribulação ou perseguição, por causa da palavra, logo se escandalizam. E outros são os que recebem a semente entre espinhos, os quais ouvem a palavra; Mas os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas, entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera. E os que recebem a semente em boa terra são os que ouvem a palavra e a recebem, e dão fruto, um a trinta, outro a sessenta, outro a cem, por um”. [???–????? – Yochanan Moshe (Marcos) 4: 3-20]

     Vemos ainda que Yahushua nos diz que o joio seria plantado no meio do trigo “E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente, é o filho do homem; O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno; O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim desse sistema de coisas mundano; e os ceifeiros são os anjos. Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste sistema. Mandará o filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo [observem: o joio é que será extirpado da terra, os justos a herdarão], e os que cometem iniquidade. E lançá-los-ão na fornalha de fogo[lago de fogo após a segunda ressurreição]; ali haverá pranto e ranger de dentes”. [??????? – Mattityahu (Mateus) 13: 37-42]

     Mas por que isso ocorre? Na prática como nos diz o Mashiach “Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos”. [??????? – Mattityahu (Mateus) 22: 14]. Nosso UL quer que todos sejam salvos, e, portanto a todos chama, mas nem todos os que atendem ao chamado se entregam. Para entendermos devemos nos lembrar do que o apóstolo Kefa respondeu àqueles que creram em Yahushua e queriam ser salvos: “E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Kefa e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos? E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja imerso … e recebereis o dom do espírito de santidade de Yahuh”; [?????? ???? – Maaseh Shlichim (Atos 37, 38]. Perceberam? Kefa diz: “arrependei-vos e sejam imersos”. Ai está a chave, o arrependimento, sem o qual, mesmo que sejam imersos [para purificação] não receberão o espírito de santidade de Yahuh, e assim sendo não terão a aprovação de UL, é como se não tivessem atendido ao chamado, estarão se enganando, e acharão que descobriram o amor de UL e que receberam a salvação, mas ai quando após a imersão começam então a querer fazer parte do povo Yashurum, querendo ser membro do Yashuru de Yahuh, logo deparam-se com as ordenanças de Yahushua e com a Lei, Torá de nosso Pai e UL, inicialmente os observando com alegria mas logo em seguida tornando-se um fardo pesado ao invés de leve e libertador, então surgem as tentações e caem pois assim como nosso Mashiach nos falou: “Disse então Yahushua aos seus discípulos: Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no reino dos céus. E, outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de YHWH. Os seus discípulos, ouvindo isto, admiraram-se muito, dizendo: Quem poderá pois salvar-se? E Yahushua, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é isso impossível, mas a UL tudo é possível“. [??????? – Mattityahu (Mateus) 19:23-26].

     Nunca homem algum conseguirá alcançar a salvação por si mesmo, sem ser chamado por Yahuh, eleito por Yahushua, então se arrepender de toda a sua vida, para que possa com ajuda do espírito de santidade iniciar o seu renascimento, o que nos ajudará a entender, compreender e aplicar toda a doutrina e ensinamentos da Palavra de Yahuh, tornando assim possível a cada discípulo genuíno o praticar passar pela porta estreita e caminhar pelo caminho tortuoso que nos leva a vida “E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem”. [??????? – Mattityahu (Mateus) 7: 14] 

Presbítero Sérgio

Boletim Caminho de Luz [084/2013] [ano 9]

A CONGREGAÇÃO

www.acongregacao.org.br

DEUS É UM OU UMA TRINDADE?

TRINDTRIND2

Sobre este assunto já existem vários estudos realizados, dos mais simples aos mais complexos. Procuraremos apresentar a seguir um estudo bastante simples e sobretudo lógico.

SEGUNDO A IASD:

http://www.adventistas.com/outubro2002/quadros_trindade.htm

SEGUND A ICAR:

Os defensores da Doutrina da Trindade afirmam que não são politeístas, uma vez que acreditam em um só Deus, o qual é formado por três pessoas distintas e co-eternas, o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Diante desta afirmativa, surge a seguinte pergunta:

Se o Deus único, apresentado na Bíblia é um grupo de três pessoas divinas (e não três deuses), como afirmam os trinitarianos, é correto chamar cada um deles, individualmente, de Deus? Por exemplo: “Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo”? Cada um deles é Deus, ou Deus é apenas o conjunto dos três? Se chamamos cada um deles de Deus, como podemos sustentar que não são três deuses?

Para chegarmos a uma conclusão sobre esta questão, façamos um estudo bastante simples, usando apenas o dicionário como fonte de interpretação.

Para iniciarmos, vejamos o que afirma o manual da IASD sobre Deus:

Há um só Deus: Pai, Filho e Espírito Santo, uma unidade de três Pessoas coeternas. Deus é imortal, onipotente, onisciente, acima de tudo, e sempre presente. Ele é infinito e está além da compreensão humana. mas é conhecido por meio de Sua auto-revelação. Para sempre é digno de culto, adoração e de serviço por parte de toda a Criação. (Manual da Igreja pág. 9 e 10).

O texto acima afirma que há um só Deus: Pai, Filho e Espírito Santo, uma unidade de três pessoas co-eternas, ou seja, que Deus é o resultado da união de três pessoas da divindade.

Vejamos agora o que diz a Bíblia:

“Ouve, Israel, o SENHOR, nosso Deus, é o único SENHOR. Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força”. (Deuteronômio 6:4-5).

“E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste”. (João 17:3).

A Bíblia diz que Deus é único. Para sabermos o que significa o vocábulo único, recorreremos ao Dicionário Michaelis:

único

adj. 1. Que é um só; que não tem igual em sua espécie ou gênero. 2. Excepcional. 3. Sem semelhante. 4. Superior aos demais; o melhor; a que nada se compara.

O dicionário define o vocábulo “único” como sendo “um só” e “que não tem igual em sua espécie e gênero”.

Uma vez que a Bíblia afirma que Deus é único, concluímos com a ajuda do dicionário que Deus não é dois nem três, mas um só.

A partir deste entendimento, procuraremos na Bíblia uma passagem que confirme esta descrição de Deus, ou seja, que afirme claramente que o “Deus único” é um só.

No livro de Tiago encontramos o que procuramos:

“Crês, tu que Deus é um só? Fazes bem. Até os demônios crêem, e tremem.” (Tiago 2:19).

A passagem acima afirma claramente que Deus é um só. Salienta ainda que até mesmo os demônios crêem nisso e tremem.

Mas, o que é ser “Um só”?

Recorreremos novamente ao dicionário Michaelis, para sabermos o que significa a expressão “um só”.

um
art. indef. Individualiza, de modo indeterminado, o substantivo: Um aluno do Pedro. Adj. Uno, único, só. Num. 1. Cardinal. Designativo da unidade. 2. Ordinal. Designativo do primeiro de uma série ou ordem. S. m. Algarismo representativo do primeiro dos números inteiros. O número um: o melhor, o máximo; o mais excelente.

só.1

adj. m. e f. 1. Que está sem companhia; sozinho: Homem só. 2. Considerado com exclusão de outros; único: Teve só um voto. 3. Que vive afastado da sociedade; solitário: Vive só. 4. Privado de apoio de outrem; desajudado.

Pela análise das descrições acima, fica claro que quando a Bíblia afirma que Deus é “um só” ela esta afirmando que Ele é único, ou seja, que nesta posição Ele está sozinho, não existindo outro igual, o que concorda com as duas primeiras passagens apresentadas (Deuteronômio 6:4-5 e João 17:3), as quais afirmam que Deus é único.

Conclusão:

Deus é único, pois é um só, não existindo outro igual em espécie e gênero.

A esta altura do estudo, alguém poderia dizer: Então o manual da igreja Adventista esta correto, pois afirma que Deus é um só, sendo uma unidade de três pessoas co-eternas, o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Procuraremos então na Bíblia um texto que possa definir se esse Deus, que é um só e que é único, é realmente uma unidade de três pessoas co-eternas, como afirma o manual da IASD, ou se Ele é uma única pessoa.

Para tanto, recorreremos à primeira carta de Paulo aos Corintios:

“Todavia, para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem existimos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós também, por ele.” (I Corintios 8:6).

O texto acima reafirma o que já constatamos nos textos anteriores, ou seja, que Deus é um só.

Mas o texto não diz apenas isto, na seqüência há uma revelação que põe fim à qualquer dúvida com referência a esta questão. O Deus único apresentado neste texto não é uma unidade de três pessoas co-eternas como defendem os trinitarianos, mas sim uma só pessoa, o Pai.

Se o texto acima afirmasse apenas que, para nós há um só Deus, de quem são todas as coisas e para quem existimos…, poderíamos concordar com o Manual da IASD, pois seria admissível entender esse Deus que é um só como sendo uma unidade de três pessoas co-eternas. No entanto, o texto é claro e objetivo ao especificar que esse Deus que é único é o Pai, e não uma unidade de três pessoas co-eternas, Pai, Filho e Espírito Santo.

Dizer que Deus é uma unidade de três pessoas co-eternas, é contrariar o que está claro na Bíblia, ou seja, é negar a Bíblia.

O Apóstolo Paulo confirma o que foi exposto acima, ao afirmar que os verdadeiros adoradores, adorarão não uma trindade, nem uma unidade de três pessoas co-eternas, mas o Pai.

“Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores. Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.” (João 4:23-24).

Vale repetir. O texto não afirma que os verdadeiros adoradores adorarão uma trindade, o texto afirma que a adoração será a uma única e específica pessoa, o Pai.

No livro de Isaías, o próprio Deus afirma que não há outro além dEle:

“Eu sou o SENHOR, e não há outro; além de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que não me conheces.” (Isaias 45:5).

Se mesmo após este estudo optarmos pelo ensinamento da Doutrina da Trindade, o qual ensina que Deus é uma unidade de três pessoas co-eternas, e não apenas o Pai, estaremos contrariando o claro ensinamento bíblico, colocando em risco a vida eterna, pois segundo a Bíblia a vida eterna esta em conhecermos o Pai, “o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem Ele enviou”, pois “para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem existimos, e um só Senhor, Jesus Cristo”.

O apelo que chega até nós hoje é o mesmo feito ao antigo Israel:

“Ouve, Israel, o SENHOR, nosso Deus, é o único SENHOR. Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força,” pois esta é a hora em que “os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores.”

O Pai esta a procura dos verdadeiros adoradores. A quem vamos adorar, a uma trindade, ou ao Pai, o Deus único e verdadeiro?

A decisão cabe a cada um de nós individualmente.

Que o Altíssimo nos abençoe e nos dê sabedoria para tomarmos a decisão correta.

Adilson de Souza
Florianópolis – SC

 

PASTOR DA IASD É EXCLUÍDO POR DISCORDAR DAS MUDANÇAS DO ADVENTISMO

MUNHOZ2

Eu, Pr. Osvair Munhoz, fui desligado do ministério adventista em abril de 2002 e excluído da IASD –- Central de Americana, SP — no último dia 26/02/2004 por discordar das mudanças do Adventismo.

A liderança mundial da IASD está advogando que a expiação foi completa na cruz, que a natureza humana de Cristo foi igual à de Adão antes da queda, que devemos adorar a Deus em uma Trindade e que também é impossível viver sem praticar o pecado. Por não concordar com tudo isso, fui removido do ministério e do rol de membros da igreja.

 

Expiação também no santuário da alma:

Argumentei que devemos preservar o adventismo histórico, ensinando que precisamos entrar pela fé no Santíssimo, onde Cristo Nosso Grande Sumo Sacerdote faz expiação com o Seu sangue pelos nossos pecados. Ou seja: Deus nos exige e possibilita uma erradicação dos pecados, uma obra cabal de extinção para dar fim aos pecados, extinguir o pecado na vida dos cristãos do advento. creio nisto, baseando-me nos textos relacionados abaixo:

“A fim de apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.” Ef. 5:27

“O remanescente de Israel não cometerá iniqüidade, nem proferirá mentira, nem na sua boca se achará língua enganosa.”  Sof. 3:13

“Na sua boca não se achou engano, são irrepreensíveis.” Ap. 7:1-8

“Respondi-lhe Senhor, tu o sabes. Disse-me ele: Estes são os que vieram da grande tribulação, e lavaram suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro.” Ap. 7:14

Quem comete pecado é do diabo, porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do diabo. Aquele que é nascido de Deus não vive na prática do pecado, porque a semente de Deus permanece nele; não pode continuar pecando, porque é nascido de Deus. Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo: quem não pratica a justiça não é de Deus, nem aquele que não ama a seu irmão.” I Jo. 38-10.

“Quem subirá ao monte do Senhor? Quem estará no seu lugar santo? Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma a vaidade, nem jura enganosamente. Este receberá do Senhor a bênção e a justiça do Deus da sua salvação.” Sl. 24:3-5.

“Bem-aventurados os puros de coração, porque eles verão a Deus” Mt 5:8.

“Sede vós, pois, perfeitos, como perfeito é o vosso Pai que está nos céus” Mt. 5:48.

“Portanto santificai-vos, e sede santos, porque eu sou o Senhor vosso Deus” Lv. 20:7.

“Pois está escrito: Sede santos, porque eu sou santo” I Pe. 1:16.

Se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados.” Hb. 10:26

“Segui a paz com todos, e a santificação; sem a santificação ninguém verá o Senhor.” Hb. 12:14

Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências. Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniqüidade, mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre os mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de Justiça. Pois o pecado não terá domínio sobre vós, porque não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça” Rm 6: 12-14.

“…Mas onde o pecado abundou, superabundou a graça.” Rm 5:20

Porque a lei do espírito de vida, em Cristo Jesus, livrou-me da lei do pecado e da morte” Rm 8:2.

“Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. Vós porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.

“Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor” Rm 6:11.

“Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados, mas os ímpios procederão impiamente. Nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão.” Dn 12:10

Textos do Espírito de Profecia:

“Os homens são pesados na balança e achados em falta, quando estão vivendo na prática de qualquer pecado conhecido” TM, p. 438-440.

“Deus terá um povo separado e distinto do mundo, e tão logo alguém tenha o desejo de imitar … o mundo, por não imediatamente vencê-lo, Deus com igual presteza deixa de reconhecê-lo como seu filho. Tais são filhos do mundo e das trevas” Testimonies, vol. 01 pp. 127-137.

‘‘Aquele que não tem fé suficiente em Cristo para crer que Ele pode guardá-lo de pecar, não tem a fé que lhe dará entrada no reino de Deus.” R.H. vol. 05, p. 24

Uma religião pura, uma vida santa e reta, são as evidências de que um homem é cristão” TW, p. 280

“Não te enganes. Deus não se deixa escarnecer. Nada senão a santidade te prepará para o Céu … O caráter celestial deve ser adquirido na terra, ou jamais poderá ser adquirido.” TS, vol 01, p. 245.

“De Gênesis a Apocalipse, as condições sobre as quais a vida eterna é permitida, são claras. Deus requer que aqueles que irão entrar no céu, sejam sem mancha e sem mácula ou qualquer outra coisa. Guardai os meus mandamentos e vivei, é o requerimento de Deus.” R.H. 03 Setembro 1901.

“Por meio dos defeitos do caráter, satanás trabalha para obter o domínio da mente toda, e sabe que, se esses defeitos forem acariciados, será bem sucedido. Portanto, está constantemente procurando enganar os seguidores de Cristo com o seu fatal sofisma de que lhes é impossível vencer” GC p. 489.

No livro da Sra. White – Cristo em seu Santuário – ela expõe de um modo claro que Jesus continua a fazer expiação pelos nossos pecados e fará até que o último remido esteja perfeitamente sem mancha, sem defeito, sem mácula e sem pecado e assim concluído seu ministério no santíssimo, fechará a porta da graça.

A liderança atual da IASD defende a idéia de que a expiação foi completa na cruz, anulando toda a plataforma pela qual o adventismo foi montado. Tiraram os três anjos da logomarca da IASD, fazendo da cruz a imagem central da fé adventista. Desse modo, a religião adventista foi alterada.

“O inimigo das almas tem procurado introduzir a suposição de que uma grande reforma devia efetuar-se entre os adventistas do sétimo dia, e que essa reforma consistiria em renunciar às doutrinas que se erguem como pilares de nossa fé, e empenhar-se num processo de reorganização. Se tal reforma se efetuasse, qual seria o resultado? Seriam rejeitados os princípios da verdade, que Deus em sua sabedoria concedeu à igreja remanescente. Nossa religião seria alterada. Os princípios fundamentais que têm sustido a obra nestes últimos cinqüenta anos, seriam tidos na conta de erros. Estabelecer-se-ia uma nova organização. Escrever-se-iam livros de ordem diferente. Introduzir-se-ia um sistema de filosofia intelectual…. Os fundadores deste sistema iriam às cidades, realizando uma obra maravilhosa. O sábado seria, naturalmente, menosprezado, como também o Deus que o criou. Coisa alguma se permitiria opor-se ao novo movimento… Seus alicerces se fundariam na areia, e os vendavais e tempestades derribariam a estrutura.” 1ME, 205.

Os católicos e protestantes centralizam todas as suas esperanças na cruz, por ignorarem a doutrina do santuário; mas a liderança adventista enfatiza sua fé na cruz, com o objetivo de negar parte da fé no santuário; pois se Jesus faz expiação (extinguir o pecado) e eles querem continuar pecando, é melhor ensinar que a expiação foi completa na cruz, omitindo da sua crença a necessidade do abandono completo do pecado.

Assim ensinando que Jesus fez expiação completa na cruz, levam-nos a aceitar um Cristo apenas Substituto, que morreu uma morte vicária, mas hoje não vive em nós. Defendem a idéia de que Jesus apenas aplica sobre o crente o manto da Sua Justiça, isto é, os benefícios de uma expiação já feita. Uma justicação pela fé meramente forense, em que o crente é declarado justo diante de Deus, pelos méritos da Justiça de Cristo. E aí termina a salvação para o adventismo moderno.

O que está faltando nessa nova teologia para que o adventista possa de fato ser salvo? Está faltando o ensinamento do adventismo histórico: Cristo na encarnação foi o nosso exemplo, na cruz o nosso sacrifício e no Santuário Celestial é a nossa expiação.

A salvação oferecida por Cristo não é simplesmente nos declarar justos diante do Pai. Vai além, realçando a necessidade do novo nascimento, o nascer do espírito, de tornar-nos crentes espirituais e de vencer o pecado, sob o governo do Espírito na carne (Gl 5:16). Assim, nos é possível vencer o pecado sob qualquer disfarce, permanecermos impolutos diante de Deus, sermos redimidos de cada pecado… Enfim, não viver na prática de nenhum pecado conhecido. Para nos declarar justos, é imprescindível que Deus primeiro nos torne justos!

 

Natureza Humana de Cristo

Por que a liderança atual está enfatizando que Jesus Cristo veio na natureza do Adão antes da queda? Resp: Justamente para se unir a Babilônia e suas filhas. Eles estão na mesma condição espiritual da Babilônia. Estão embriagados com o seu vinho.

No íntimo de suas vidas, eles acariciam o pecado e rejeitam terminantemente o Jesus que veio numa natureza caída, passando por cima de 1200 citações publicadas oficialmente pela IASD entre 1852 e 1952, das quais 400 procedentes da pena da Sra. White.

Cristo veio na semelhança da carne do pecado e pelo pecado condenou o pecado na carne, Rm. 8:3.

Eles não querem o Jesus do apóstolo Paulo: “Sede meus imitadores como também eu sou de Cristo” I Co 11:1.

Eles afirmam que a semelhança de Cristo ninguém consegue viver, ou seja, que ninguém consegue viver sem praticar o pecado.

“Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou” I Jo 2:6.

Eles não aceitam o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Eles  escolheram o cordeiro (falso cristo) que simplesmemte desculpa os pecados do mundo, sem tirá-los. Mas Deus é fiel e justo para nos PERDOAR OS PECADOS e PURIFICAR DE TODA INJUSTIÇA.

“De acordo com a nova teologia que nossos líderes têm aceito e estão agora ensinando, os 144.000 serão sujeitos a uma tentação imensuravelmente mais forte do que Cristo jamais experimentou. Pois enquanto a última geração portará as fraquezas e as paixões de seus antepassados, nossos líderes reivindicam que Cristo foi isento [imune] de todas elas. Cristo, é nos dito, não herdou nenhuma das paixões “que corrompem os descendentes naturais de Adão” Questions on Doctrine, p. 383.

Com esse falso ensino sobre a natureza de Cristo , Jesus viveu quando na terra num nível mais elevado e completamente diferente do homem que tem de lutar com paixões herdadas, e assim Cristo não conhece e não experimentou o real poder do pecado. Mas esse não é tipo de salvador que eu preciso. Preciso de um Salvador que foi “tentado em todos os pontos como nós somos” Hb 4:15. O “cristo substituto” que nossos líderes nos apresentam, devo rejeitá-lo e o rejeito. Graças a Deus, “Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.” Ibidem, Sete Cartas do Pr. M.L. Andrasen.

 

Trindade:

Os apóstolos batizavam em nome do Senhor Jesus (conf. Atos 2:38; 8:12,16; 10:47,48; 19:5; 22:16: Ef. 4:5; Rm. 6:3,4; Gl. 3:27; Cl. 2:11,12; 3:17). Por que então o texto de Mat. 28:19 pede o Batismo em nome das três pessoas. De duas uma, ou este texto, não faz parte do original, ou os apóstolos cheios do Espírito Santo desobedeceram a ordem expressa em Mt.28:19. Começaram a igreja primitiva, ensinando a passarmos por alto as ordens e a vontade de Deus!

Não, de modo nenhum os apóstolos foram fraudulentos. Vamos deixar que os fatos digam a verdade sobre Mt. 28:19.

Enciclopédia Britânica, 11 Edição, vol. 03 pp. 365-366:

“A fórmula batismal foi mudada do nome de Jesus Cristo para as palavras Pai, Filho e Espírito Santo pela igreja Católica no segundo século” Vl.3 p. 82 “ Sempre nas fontes antigas menciona que o batismo era em nome de Jesus Cristo.”

Enc. Da Religião – Canney, p. 53: “A religião primitiva sempre batizava em nome do Senhor Jesus até o desenvolvimento da doutrina da trindade no segundo século.”

Na última edição da Bíblia de Jerusalém, há uma nota de rodapé, no texto de Mat. 28:19, explicando a mudança, uma vez que em Atos registra-se o batismo apenas em nome de Jesus. É dito que, embora os discípulos batizassem apenas rm nome de Jesus, mais tarde a Igreja estabeleceu o batizado em nome das três pessoas da Trindade.

Enc. Católica de 1913 -, vol. 02 p. 365, “…Aqui o católico reconhece que o batismo foi mudado pela igreja católica.”

 

Textos Bíblicos que confirmam, a não existência de um deus-em-trindade: I Co. 8:6; 11:3: Jo.14:28; 15:26; 17:3; 20:17;Tg. 2:19; Ef. 4:6; 1Jo 1:3; 2:24; 4:9,15; 1Co 1:24; 15:27,28; 1Tim. 2:5; Ap. 3:12.

“Que uma pessoa seja três pessoas, e que três pessoas sejam uma só pessoa, é uma doutrina que nós podemos proclamar ser uma doutrina contrária à razão e ao senso comum.” Thiago White, 06 de julho de 1869.

“O eterno Pai, Aquele que é imutável, deu seu único filho, nascido dEle, retirado do seu seio, aquele que foi feito a expressa imagem de sua pessoa e enviando a terra para revelar o quanto Ele amou a raça humana.” Advent Review and Sabbath Herald – 07-09-1895.

“Deus é o Pai de Cristo, Cristo é o filho de Deus. Para Cristo foi dada uma posição exaltada. Ele tinha sido feito igual com o Pai. Todos os conselhos de Deus são abertos para o Filho” Testimonies for the Church, vo. 08, p. 268.

“Antes que a fundação do mundo fosse estabelecida, O único nascido de Deus ofereceu-se para tornar-se o redentor da raça humana.” Selected Messages, vol. 01, p. 226,227.

“Cristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era um com o eterno Pai – um na natureza, no caráter e no propósito – o único Ser em todo o Universo que poderia entrar nos conselhos e propósitos de Deus” GC, p. 493

A liderança da IASD atual está ensinando que alguns pioneiros adventistas eram arianos e que essas idéias de uns poucos teriam dificultado a igreja de ter uma unanimidade sobre este assunto. Se de fato estes argumentos fossem verídicos e agora temos uma luz maravilhosa sobre o assunto, se de fato o que dizem fosse uma grande verdade, por que a IASD se esforçou o máximo que pôde para “limpar” e consertar a literatura e as publicações na década de 1940, conforme relatado no livro do Pr. George R. Knight, Search Identity, p. 152?

Por que trocaram as expressões personalidade e personificação por pessoa, e até mesmo divindade por trindade nos livros da Sra. White? Se descobrimos uma grande verdade, por que usar de mentiras e adulterações dos textos? Por que essa “verdade” está  acompanhada do príncipe das trevas, que é o pai da mentira?

Em 1930, começaram a insinuar que o Espírito Santo era uma pessoa, distinta do Pai e do Filho. Guilherme C. White, o filho da Sra. White, que foi secretário de EGW, protestou escrevendo uma carta 30 de abril de 1935, na qual afirmava que o Espírito Santo era sem individualidade, representante do Pai e do Filho através do universo.

Os fatos são mais importantes dos que as mentiras que a liderança da IASD conta! Em 1894, por exemplo, a liderança da IASD composta de 1521 representantes, subescreveu por unanimidade um resumo dos principais traços de nossa fé religiosa, os quais posteriormente foram publicadas no Yearbook:

1 – Que existe um só Deus, pessoal, um Ser Espiritual, o Criador  de Todas as coisas , Onipotente, Onisciente, e eterno; Infinito em conhecimento, santidade, justiça, bondade, verdade e misericórdia; imutável, e presente em todos os lugares por Seu representante, o Espírito Santo.

2 – Que existe um Senhor, Jesus Cristo, o Filho do Eterno Pai, o único por quem foram criadas todas as coisas…

Em 1930, quatro administradores liderados por LM Wilcox (Diretor da Review & Herald) decidiram publicar as doutrinas da Igreja no “Year Book 1931”. A desculpa apresentada foi que isso facilitaria a entrada dos adventistas em países africanos. E, desde então, neste Yearbook aparece a crença de que os adventistas eram trinitarianos.

Em 1946, os opositores da doutrina da Trindade conseguiram interpor na Assembéia da Conferência Geral, uma decisão impedindo qualquer “mudança de portas fechadas”, como foi em 1931. Qualquer mudança na doutrina só poderia ser feita em Assembléia da Conferência Geral. Assim, legalmente essa decisão anulava a publicação do Year Book de 1931 e posteriores – R.H, 14 Junho 1946.

A administração da IASD, desde 1931, sempre favorável a doutrina da Trindade, temeu uma ampla discussão sobre o assunto e a doutrina permanecia indefinida.

Foi então que ocorreu uma idéia ao Presidente da Conferência Geral, Neil Wilson fazer aprovar um Livro com 27 Doutrinas na Conferência Geral de Dallas, Texas, em 1980 (cavalo de tróia). Sem que a quase totalidade dos votantes soubesse o que estava dentro desse livro (27 Doutrinas) num levantar de mãos, o deus da Igreja católica entrou na Igreja Adventista.

Desta forma, está provada a forma inescrupulosa com que a administração manipulou a literatura adventista e incluíram também os livros de EGW nessa “limpeza”, como eles chamam, com a finalidade de mudar a doutrina adventista.

“A doutrina da Trindade foi estabelecida na igreja pelo concílio de Nicea 325 AD. Essa doutrina destrói a personalidade de Deus e seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor. A forma infame como foi imposta ‘a igreja, aparece nas páginas da história eclesiástica, que causa aos que acreditam na doutrina corar de vergonha.” J.N. Andrews – R.H. 06 março 1855.

A ponta pequena de Daniel 7, abateu três reinos para ter a supremacia. Desta forma, foram destruídos os Hérulos, Vândalos e Ostrogodos. A partir de então houve o período da supremacia papal. Estes reinos eram compostos de cristãos antitrinitarianos, chamados arianos, e por isto foram eliminados.

A doutrina da Trindade é a principal doutrina da Igreja Católica, segundo os ensinos do catecismo; e de acordo com EGW a Igreja Católica é a obra prima de Satanás de enganar os crentes.

Os católicos perseguiram e procuraram eliminaram todos os cristãos antitrinitarianos, para ser imposta a doutrina maravilhosa da Trindade, e a IASD está excluindo e envenenando a cabeça dos irmãos contra os antitrinitarianos adventistas. Ou seja, o mesmo poder (deus) que domina os católicos, domina também agora a liderança mundial da IASD. Como está escrito:

“Haverá, mesmo entre nós, mercenários e lobos disfarçados em ovelhas que persuadirão [alguns do] rebanho de Deus a sacrificar a outros deuses diante do Senhor. …

Jovens que não se acham estabelecidos, arraigados e firmados na verdade serão corrompidos e desencaminhados pelos condutores cegos dos cegos; e os ímpios, os desdenhadores que duvidam e perecem, que desprezam a soberania do Ancião de Dias e colocam um falso deus sobre o trono, um ser de sua própria invenção, um ser completamente tal qual eles mesmos – estes instrumentos estarão nas mãos de Satanás para corromper a fé dos incautos.” ME, vol 03 p. 398

 

Eu conheço muito bem estes homens, “…apascentam a si mesmos. São nuvens sem água, levadas pelo vento; árvores em plena estação de frutos, destes desprovidas e desarraigadas, duplamente mortas. São ondas furiosas do mar, espumando as suas próprias sujidades; estrelas errantes, para as quais tem sido eternamente reservada a escuridão das trevas” Judas 12,13.

De acordo com a profecia de Ezequiel 9, onde EGW diz que se cumprirá literalmente na IASD, seis anjos irão fazer o juízo contra a liderança mundial da IASD, que mudou a verdade de Deus em mentira. São acusados perante o Rei do universo da maior de todas as traições cometidas na igreja cristã.

“Aqui vemos que a Igreja – o santuário do Senhor – foi a primeira a sentir o golpe da ira de Deus. Os homens velhos, aqueles a quem Deus concedera grande luz, e que foram postos por guardiões dos interesses espirituais do povo, traíram-lhe a confiança. … “ R.H. EGW, 11.01.1887.

 

“Saí dela povo meu!” Ap. 18:4

Desejo fazer um apelo sincero aos irmãos e ministros da IASD. Como demonstrei aqui, a verdade de Deus foi traída. Diante disso, assumir uma posição passiva é se tornar cúmplices de todas estas mudanças.

Você pode argumentar: será que realmente houve estas mudanças? Pesquise! Ore a Deus. Ele colocará em suas mãos todos os documentos da própria IASD. E tudo então será esclarecido. Muitos têm olhos para ver e não vêem, ouvidos para ouvir e não ouvem!

Portanto, irmão, deixe o seu pecado, confesse a Deus, o Senhor Jesus mediará em seu favor e serão cancelados os vossos pecados. E então, com os olhos espirituais abertos, você verá toda está traição, de forma nítida e clara. Pois as coisas espirituais se discernem espiritualmente!

“Que ligação há entre o santuário de Deus e os ídolos? Porque nós somos santuário do Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles, separai-vos, diz o Senhor; não toqueis em coisas impuras; e eu vos receberei, sereis vosso Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo Poderoso” II Co 6:15-18.

 

Para onde vamos?

Como foi no passado, a história se repete, vamos sair dos templos e freqüentar os lares. A igreja que está em tua casa! Formem pequenos grupos, reúnam-se nos horários dos cultos, coloquem obreiros para propagar as verdades do adventismo histórico. Ou seja, a verdade presente, a Justificação pela Fé, a mensagem do Terceiro Anjo: O caráter de Jesus gerado, formado na experiência do ser humano. Cristo presente em cada fibra do seu ser, preenchendo todas as suas faculdades, uma nova criatura, tudo  novo!

“Disse Jesus; Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado…Se, pois o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” Jo 8: 34,36. Esta foi a fé dos apóstolos, as alegres novas proclamadas por eles. Podemos ficar livres do pecado, podemos ficar livres do cativeiro de Satanás, e sermos filhos e filhas de Deus. Amém!

“Deus possui uma igreja. Não é uma grande catedral, nem uma igreja oficialmente estabelecida, nem as diversas denominações, mas, sim, o povo que ama a Deus e guarda seus mandamentos. Porque onde estão dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles. (Mat. 18:20) Ainda que Cristo esteja entre poucos humildes, esta é sua igreja, pois somente a presença do Alto e Sublime que habita a eternidade pode constituir uma igreja.” E.G. White. Manuscript Releases, 17, p. 81,82.

“Vi que Deus tem filhos honestos entre os adventistas nominais e as igrejas caídas, e antes que as pragas sejam derramadas, ministros e povo serão chamados a sair dessas igrejas e alegremente receberão a verdade. Satanás sabe disto, e antes que o alto clamor da terceira mensagem Angélica seja ouvido, ele suscitará um excitamento nessas corporações religiosas, a fim de que os que rejeitaram a verdade pensem que Deus está com eles. Ele espera enganar os honestos e levá-los a pensar que Deus ainda está trabalhando pelas igrejas. Mas a luz brilhará, e todos os homens deixarão as igrejas caídas, e tomarão posição ao lado dos remanescentes.” PE, p. 261.

 

A IASD não é Babilônia, mas a liderança mundial da IASD está na mesma condição espiritual de Babilônia.

“O povo judaico acariciava a idéia de que eles eram os favoritos do céu, e que sempre deveriam ser exaltados como igreja de Deus…  Mas por suas vidas de infidelidade estava se preparando para a condenação do céu e para a separação de Deus.”

“Eles rejeitaram a Luz do mundo, e daí em diante a vida deles foi cercada por trevas como as trevas da meia-noite. A destruição predita veio sobre a nação judaica. … Jerusalém foi destruída, o templo ficou em ruínas e o seu sítio arado como um campo” – PJ, pp. 276-296.

“Vagarosa e tristemente, Cristo, com os Seus discípulos, deixou para sempre o recinto do Templo. Spirit of Prophecy, vol. 04, p. 46.2.

Jerusalém é uma representação do que a igreja será se recusar caminhar na luz que Deus tem dado” Testimonies, vol. 08, p.67.

“O mundo não deve ser introduzido na igreja, e com ela casar-se, formando um laço de união. Por esse meio tornar-se-á a igreja verdadeiramente corrupta, e, como foi declarado em Apocalipse: covil de toda ave imunda e aborrecível” – TM, p. 265.

 

Eles são políticos!

Fazem política num pequeno grupo, na Igreja, na Associação, nos Concílios, na Quadrienal e em todos os níveis da hierarquia da Organização Adventista, e o espírito de profecia diz que quem faz política é um profeta de Baal.

“A honestidade e a política não podem operar juntas na mesma mente. Com o tempo, ou a política será expulsa, e a verdade e a honestidade reinarão supremas, ou, se a política for acariciada, a honestidade será esquecida. Elas nunca estarão de acordo; nada têm em comum. Uma é o profeta de baal, a outra é o verdadeiro profeta de Deus” Testimonies vol. 05, p. 96.

 

Eles rejeitam a idéia de abandonar o pecado, justamente porque querem no íntimo continuar praticando pecados…

São ministros do pecado, só querem a lã da ovelha. “Requererei de vós as minha ovelhas, e, elas não mais te servirão de pasto, diz o Senhor…” Ez. 34. – Quando uma pessoa acaricia o pecado e deseja viver em pecado, estabelece-se nesta pessoa uma base de operação maligna, e os espíritos maus se alojam nestes indivíduos sem que eles percebam.

Deus não pode fazer nada então, pois eles no íntimo preferem o pecado (Satanás) e adotam um falso cristo para adoração. São os maus espíritos que alimentam a espiritualidade desses indivíduos. E, quando estes são ministros na igreja, estes então, sem que se apercebam, tornam-se ministros de satanás dentro da IASD.

“Pois tais são falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é de admirar, pois o próprio Satanás se transforma em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transformem em ministros da justiça. O fim deles será conforme as suas obras.” II Co 11:13-15.

“Satanás se esforça constantemente por atrair a atenção para o homem, em lugar de Deus. Induz o povo a olhar para os bispos, pastores, professores de teologia, como seus guias, em vez de examinarem as Escrituras a fim de, por si mesmos, aprenderem seu dever. Então, dominando o espírito desses dirigentes, pode influenciar as multidões de acordo com sua vontade.” GC, p. 595.

Eles comem carne! Dá para acreditar? EGW diz: “Nenhuma carne será usada por Seu povo.” CSRA p. 82. Se nenhuma carne será usada por seu povo e eles comem carne, é evidente de que: ou EGW é uma falsa profetiza, ou eles são falsos pastores. Como individualmente creio que EGW é uma profetisa de Deus, eles são indubitavelmente falsos pastores…

Até a próxima!

FONTE: http://www.adventistas.com/marco2004/posicao_prosvair.htm

Leia também:

“HERESIA ANTITRINITARIANA, JARGÃO, ABERRAÇÃO TEOLÓGICA” OU VERDADE BÍBLICA INSOFISMÁVEL?

Ouvi na Rádio Novo Tempo, 91.5 de Petrolina, PE, o pastor Valdeci Júnior, falando sobre o tema “Porção dobrada” do Espírito Santo?
O pastor afirmou que “2 Reis 2-3 é uma leitura bem gostosa de se fazer. No entanto, há um verso que precisa ser explicado, pois há pessoas que o interpretam de forma errada. Essa interpretação termina apoiando a heresia antitrinitariana, o que acaba atrapalhando a fé de muitas pessoas sinceras, como se o Espírito Santo – Deus – fosse uma coisa”. E acrescentou: “Você já ouviu o jargão “porção dobrada do Espírito Santo”? Sabia que isso é uma aberração teológica?”

Diante de tal pregação feita por um pastor adventista, vamos examinar o que está escrito na Bíblia em II Reis 2:9 a 15: “Sucedeu que, havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que te faça, antes que seja tomado de ti. E disse Eliseu: Peço-te que haja porção dobrada de Teu espírito sobre mim. 10 E disse: Coisa difícil pediste; se me vires quando for tomado de ti, assim se te fará, porém, se não, não se fará.
11 E sucedeu que, indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho. 12 O que vendo Eliseu, clamou: Meu pai, meu pai, carros de Israel, e seus cavaleiros! E nunca mais o viu; e, pegando as suas vestes, rasgou-as em duas partes.13 Também levantou a capa de Elias, que dele caíra; e, voltando-se, parou à margem do Jordão. 14 E tomou a capa de Elias, que dele caíra, e feriu as águas, e disse: Onde está o SENHOR Deus de Elias? Quando feriu as águas elas se dividiram de um ao outro lado; e Eliseu passou. 15 Vendo-o, pois, os filhos dos profetas que estavam defronte em Jericó, disseram: O espírito de Elias repousa sobre Eliseu. E vieram-lhe ao encontro, e se prostraram diante dele em terra”.
Então o pastor acrescentou: “Os crentes aprenderam isso e saíram falando por aí o que está escrito em 2 Reis 2:9, quando Eliseu pediu para Elias: “Peço-te que haja porção dobrada de teu espírito sobre mim.” Daí você pode questionar: “Mas a Bíblia não diz exatamente isso?” Ela fala sim, mas note que ela se refere à porção dobrada do espírito de Elias e não do Espírito Santo. Perceba o que Eliseu falou para Elias: “Eu quero o dobro do teu espírito.”E o que era o “espírito de Elias”? É uma expressão da língua para falar de algum traço de caráter da pessoa, por exemplo, o “espírito aventureiro” de Tiradentes, de quem lembramos ontem, 21 de abril. Dizer que Tiradentes tinha um “espírito ativista” significa apenas dizer que ele tinha uma forte inclinação para o ativismo político. Então, o pedido era: “Elias, quero ter essa mesma disposição que você. Quero ter esse seu mesmo jeito, essa mesma vocação sua, mas de maneira muito mais intensa, pelo menos, em dobro.” É isso! Eliseu recebeu, pois quando pedimos um dom, Deus dá. Portanto, quando você orar, sentindo saudade da companhia do Espírito Santo, não peça o dobro dEle próprio. Peça Sua presença, e também uma boa porção do poder que Ele pode lhe conceder. Que Ele lhe conceda uma porção dobrada de amor, carinho e poder”.

O pastor afirmou que o espírito de Elias se tratava apenas de “traço de caráter, jeito ou vocação” de Elias, e não do Espírito Santo de Deus em Elias. Vejamos como EGW explica esse texto de II Reis 2:9: “Nossa união com o Espírito Santo significa êxito. – O êxito do ministério de Elias não se deveu a nenhuma qualidade inerente que possuísse, senão a sua submissão ao Espírito Santo, o qual se lhe deu como se lhe dará a todo que ponha em exercício uma fé vivente em Deus. Em sua imperfeição o homem tem o privilégio de unir-se com Deus por meio de Jesus Cristo (MS 148, 1899).
Sobre II Reis 2:15, tratando sobre Poder unido com terna compaixão, EGW escreveu: “Eliseu recebeu uma porção dobrada do espírito que havia descansado sobre Elias. Nele, o poder do espírito de Elias se uniu com a doçura, a misericórdia e a terna compaixão do Espírito de Cristo (Carta 93, 1902). SDABC, tomo 2, p.1031. Destaques acrescentados.
Como pode observar, EGW explica exatamente ao contrário do que o pastor explica no seu texto levado ao ar pela Rádio Novo Tempo e pela web. Perceba que EGW é enfática ao escrever que o “espírito de Elias” não era meramente “traço de caráter, jeito ou vocação” como o pastor ensinou ao povo através da Rádio e pela web, mas a submissão de Elias ao Espírito Santo, que por toda a Bíblia entendemos ser o espírito de Deus que mediante Jesus Cristo é dado a Elias e a “todo que ponha em exercício uma fé vivente em Deus”.
Assim, quando EGW escreveu “Eliseu recebeu uma porção dobrada do espírito que havia descansado sobre Elias, ela estava falando que Eliseu recebeu o Espírito Santo, ou o Espírito de Deus, sim. Logo, não é jargão coisa nenhuma – como explicou o pastor adventista – pedir uma porção dobrada do espírito santo, uma vez que pela Bíblia o Espírito Santo ou Espírito de Deus não é, absolutamente, uma 3ª pessoa da santíssima trindade – dogma católico de 325 e 381 a.C. em Nicéia e em Constantinopla, respectivamente – mas Sua glória, virtude e dom precioso que vem de Deus a nós por meio unicamente de Cristo.
“A Igreja estudou este mistério com grande solicitude e, depois de quatro séculos de investigações, decidiu expressar a doutrina deste modo: Na unidade da Divindade há três pessoas – o Pai, o Filho e o Espírito Santo – realmente distintas uma da outra. Assim nas palavras do Credo de Atanásio: ‘O Pai é Deus, o Filho é Deus, e o Espírito Santo é Deus, e, no entanto, não são três deuses, mas um só Deus” (O Catecismo do Católico de Hoje, Número 1248, da Editora Santuário, Edição 28, 2002.) A iasd, mesmo considerando: “É adequado que o adventista do sétimo dia avance em direção contrária ao pensamento da ampla maioria dos pioneiros, que eram claramente antitrinitarianos? Sobre quais bases podemos oficialmente prosseguir abraçando e professando um ensinamento que possui uma ampla história de apoio e desenvolvimento na ORTODOXIA ORIENTAL, NO CATOLICISMO ROMANO e no PROTESTANTISMO? Não seria isso o equivalente a aceitar as tradições que formam a grande apostasia identificada como ‘Babilônia’? Não seria melhor seguirmos a direção indicada por nossos corajosos pioneiros, que sempre eram dirigidos pela busca da verdade? (A Trindade, CPB, pág. 12). Mesmo admitindo que no livro de Apocalipse as evidências de personalidade do Espírito Santo ‘não sejam tão convincentes’ (a expressão Espírito Santo não aparece nem uma só vez nos 22 capítulos) ainda assim são sugestivas’(A Trindade, CPB, pág. 92) (?????); Mesmo E. G. White escrevendo que “Cristo era o ÚNICO ser em todo o Universo que poderia entrar nos conselhos e propósitos de Deus” (O Grande Conflito[1888], pág. 493; Patriarcas e Profetas [1890] pág. 34). (destaque acrescentado) “O Soberano do Universo não estava só em Sua obra de beneficência. Tinha UM companheiro – UM cooperador… – o ÚNICO ser que poderia penetrar em todos os conselhos e propósitos de Deus. ” E o Filho de Deus declara a respeito de Si mesmo: “O Senhor Me possuiu no princípio de Seus caminhos, e antes de Suas obras mais antigas. … Quando compunha os fundamentos da Terra, então Eu estava com Ele e era Seu aluno; e era cada dia as Suas delícias, folgando perante Ele em todo o tempo”. Prov. 8:22-30. Tristemente, por fim a iasd conclui: “OS PONTOS DE VISTA DA IGREJA FINALMENTE MUDARAM PORQUE OS ADVENTISTAS CHEGARAM A UMA COMPREENSÃO DIFERENTE DA EVIDÊNCIA BÍBLICA” (A Trindade, pág. 221).  Nos meus 47 anos (agora 50 anos) de adventista do 7º dia (os últimos nove anos como adventista bereano, não outra denominação, mas o adventista que estuda, examina, não vai pela cabeça dos pastores que deixaram a verdade para manter seu muito bom emprego), é a 1ª vez que ouço ser jargão pedir uma porção dobrada do espírito de Elias. É, de fato, uma nova teologia, na realidade, uma aberração, mas, antes de tudo, um cumprimento de profecia feita pela própria EGW: “O inimigo das almas está tentando trazer a idéia de que uma grande reforma devia tomar lugar entre os Adventistas do Sétimo Dia, e que esta reforma deveria consistir em desistir das doutrinas que se firmaram como os pilares da nossa fé, e se engajar em um processo de reorganização. Se esta reforma fosse feita, qual seria o resultado? Os princípios da verdade que Deus, em Sua sabedoria, deu à igreja remanescente seriam descartados. Nossa religião seria mudada. Os princípios fundamentais que sustentaram a obra pelos últimos 50 anos, seriam considerados como erro. Uma nova organização seria estabelecida. Livros de uma nova linha seriam escritos. Um sistema de filosofia intelectual seria introduzido. Os fundadores desse sistema iriam pelas cidades, e fariam um trabalho incrível. O sábado, logicamente, seria levianamente observado, como também o Deus que o criou. Nada seria permitido opor-se ao novo movimento. Os líderes ensinariam que a virtude é melhor do que o vício, mas com Deus sendo removido, eles colocariam suas dependências no poder humano, que, sem Deus, não tem valor. O fundamento deles seria construído na areia e os ataques e as tormentas varreriam a estrutura.” Ellen G. White – Mensagens Escolhidas, vol.1, pág. 204 e 205.
No escrito e pregação do pastor Valdeci “se cumpre a Escritura que acabais de ouvir” Lucas 4:21.
Teria o pastor Valdeci esquecido de ler a Bíblia no devido espírito? Teria ele se esquecido de ler os livros de EGW ou propositalmente deixado de lado esses livros após o pacto de amizade que a IASD assinou com a Igreja Católica na Polônia no ano 2000, quando ficou acertado que a ICAR não consideraria mais a IASD como uma seita – então sua igreja teria de deixar a fonte paralela de crença ao lado da Bíblia Sagrada? ou estaria ele defendendo seu salário perante uma liderança que deixou a verdade para seguir Roma e merecer seus favores?
Observe o que escreveu EGW no DTN: “Nunca dantes haviam os anjos ouvido tal oração. Anseiam trazer a Seu amado Capitão uma mensagem de certeza e conforto. Mas não; o próprio Pai responderá à petição do Filho. Diretamente do trono são enviados os raios de Sua glória. Abrem-se os céus, e sobre a cabeça do Salvador desce a forma de uma pomba da mais pura luz – fiel emblema dEle, o Manso e Humilde.” DTN, pág. 112.
Percebe que o que o Pai enviou do céu foram RAIOS DE SUA GLÓRIA E NUNCA UMA 3ª PESSOA DA SANTÍSSIMA TRINDADE? ENVIOU SUA VOZ E RAIOS DE GLÓRIA QUE FORMARAM COMO UMA POMBA, “FIEL EMBLEMA DELE, O MANSO E HUMILDE (MAT. 11:28 A 30)????. PERCEBE QUE A INTERPRETAÇÃO ROMANA QUE PASSOU PARA TODAS AS IGREJAS QUE, CONSCIENTE OU INCONSCIENTEMENTE, LHE SEGUIRAM É COMPLETAMENTE EQUIVOCADA? A FORMA DE POMBA DESCRITA EM MAT. 3:16 É SÍMBOLO DE CRISTO E NUNCA DE UMA 3ª PESSOA DA TRINDADE. LEMBRE-SE QUE NO ANTIGO TESTAMENTO A POMBA, ALÉM DO CORDEIRO, ERA SÍMBOLO DE CRISTO, O QUE JOAO E TODOS OS JUDEUS, SOBRETUDO OS MAIS POBRES, CONHECIAM MUITO BEM. QUEM NÃO PODIA OFERECER UM CORDEIRO, OFERECIA UMA POMBA, O MESMO QUE OS PAIS DE JESUS OFERECERAM (LUC. 2:24).
LOUVAMOS A DEUS POR ELE NOS GUIAR EM TODA A VERDADE.
Na Escritura Sagrada vemos muitas vezes Deus derramando do Seu espírito sobre seu povo. Na iasd, de 1980 para cá, após a aprovação, pela 1ª vez numa reunião da Conferência Geral, do dogma romano da trindade, passou-se a adorar a uma trindade, ainda que sob o disfarce de ser de 3 em 1, um politeísmo de um “deus” só. Confira na Bíblia algumas das muitas passagens mostrando a fé dos patriarcas e profetas:
Num. 11:17 Então descerei e ali falarei contigo, e tirarei do espírito que está sobre ti, e o porei sobre eles; e contigo levarão eles o peso do povo para que tu não o leves só.
25 Então o Senhor desceu: na nuvem, e lhe falou; e, tirando do espírito que estava sobre ele, pô-lo sobre aqueles setenta anciãos; e aconteceu que, quando o espírito repousou sobre eles profetizaram, mas depois nunca mais o fizeram.
29 Moisés, porém, lhe disse: Tens tu ciúmes por mim? Oxalá que do povo do Senhor todos fossem profetas, QUE O SENHOR PUSESSE O SEU ESPÍRITO SOBRE ELES!

Prov. 1:23: “Convertei-vos pela minha repreensão; eis que derramarei sobre vós o meu espírito e vos farei saber as minhas palavras”.
Ez. 39:29 “nem lhes esconderei mais o meu rosto; pois derramei o MEU Espírito sobre a casa de Israel, diz o Senhor Deus”.
Joel 2:28 e 29 “Acontecerá depois que DERRAMAREI O MEU ESPÍRITO sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos anciãos terão sonhos, os vossos mancebos terão visões; e também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito”.
E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito. Joel 2:29
E também DO MEU Espírito derramarei sobre os meus servos e as minhas servas naqueles dias, e profetizarão; Atos 2:18
Porque derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes. Isaías 44:3
E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões. Joel 2:28
E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos terão sonhos; Atos 2:17
Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos derramarei abundantemente DO MEU ESPÍRITO e vos farei saber as minhas palavras. Provérbios 1:23
Nem lhes esconderei mais a minha face, pois derramarei o meu Espírito sobre a casa de Israel, diz o Senhor DEUS. Ezequiel 39:29
“Os pontos fundamentais de nossa fé da forma como cremos hoje foram firmemente estabelecidos” E.G.W. Manuscrito 135, 1903.

“… Nenhum alfinete deve ser removido no que o Senhor estabeleceu” E.G.W. Review and Herald, May 5. 1905.

“Aqui está a perseverança dos santos, daqueles que guardam os mandamentos de Deus (NÃO PERMITEM UM deus TRIÚNO) e a fé em Jesus.” Apoc. 14:12.

“E olhei, e eis que estava o Cordeiro em pé sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, tendo na fronte escrito o seu nome e o de seu Pai”. Apoc. 14:1. (PAI E FILHO, apenas)

Que Deus nos ilumine ao Lhe sermos fiéis até ao fim.

Paulo Augusto da Costa Pinto

Traduzir Site »