Header
Header
Header
Header
Header

OS SOFRIMENTOS DO APÓSTOLO PAULO E A VISÃO DAS IGREJAS HOJE.

fevereiro 20th, 2014 | Posted by Paulo Pinto in Artigos

sofrimentos de paulo

Escreveu o apóstolo Paulo:
“São hebreus? também eu. São israelitas? também eu. São descendência de Abraão? também eu.
São ministros de Cristo? (falo como fora de mim) eu ainda mais: em trabalhos, muito mais; em açoites, mais do que eles; em prisões, muito mais; em perigo de morte, muitas vezes.
Recebi dos judeus cinco quarentenas de açoites menos um.
Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo;
Em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos;
Em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejum muitas vezes, em frio e nudez.
Além das coisas exteriores, me oprime cada dia o cuidado de todas as igrejas.
Quem enfraquece, que eu também não enfraqueça? Quem se escandaliza, que eu me não abrase?
Se convém gloriar-me, gloriar-me-ei no que diz respeito à minha fraqueza.
O Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que é eternamente bendito, sabe que não minto.
Em Damasco, o que governava sob o rei Aretas pôs guardas às portas da cidade dos damascenos, para me prenderem.
E fui descido num cesto por uma janela da muralha; e assim escapei das suas mãos”.

2 Coríntios 11:22-33.
Na visão moderna dos pastores das empresas da “religião” como eles explicam quando um irmão adoece ou sofre alguma provação?
O que varia entre as empresas “religiosas” é a tática. Algumas são escandalosas, escancaradas ao meterem a mão no bolso dos membros.
Outras são discretas, mas usam de subterfúgios e mentiras para que os fiéis vendam até os órgãos do corpo para lhes enriquecerem e ficarem “livres” dos problemas que lhes afligem.
Como o apóstolo Paulo seria visto hoje nas igrejas?
Você sabia que a profetisa Ellen G. White escreveu no livro Healthful living, pág. 237, § 4 que antes de se orar por um enfermo, deve-se verificar se ele está com o dízimo em dia ou se causou algum problema na igreja? Isso é bíblico?
Confirmando os ânimos dos discípulos, exortando-os a permanecer na fé, pois que por muitas tribulações nos importa entrar no reino de Deus. Atos 14:22

Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas. Salmos 34:19

Para que ninguém se comova por estas tribulações; porque vós mesmos sabeis que para isto fomos ordenados, 1 Tessalonicenses 3:3

Portanto, vos peço que não desfaleçais nas minhas tribulações por vós, que são a vossa glória. Efésios 3:13

E livrou-o de todas as suas tribulações, e lhe deu graça e sabedoria ante Faraó, rei do Egito, que o constituiu governador sobre o Egito e toda a sua casa. Atos 7:10

Senão o que o Espírito Santo de cidade em cidade me revela, dizendo que me esperam prisões e tribulações. Atos 20:23

Em parte fostes feitos espetáculo com vitupérios e tribulações, e em parte fostes participantes com os que assim foram tratados. Hebreus 10:33

Que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus. 2 Coríntios 1:4
“E CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ”. JESUS, EM JOÃO 8:32. NUNCA SE ESQUEÇA DISSO.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.

3 Responses



Deixe uma resposta