Header
Header
Header
Header
Header

“O ESPÍRITO E SEUS ATRIBUTOS E AÇÕES PESSOAIS”

julho 28th, 2014 | Posted by Paulo Pinto in Artigos

No livro “Eu e o Pai Somos Um” de autoria de Ricardo Nicotra, lemos:

“Algumas pessoas defendem que o Espírito Santo é uma pessoa pois alguns adjetivos (atributos) e verbos (ações) relacionados ao Espírito são típicos de seres pessoais. Por exemplo:

“Não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção.” – Efésios 4:30.

“Do mesmo modo também o Espírito nos ajuda na fraqueza; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inexprimíveis.” – Romanos 8:26.

“Porque não sois vós que falais, mas o Espírito de vosso Pai é que fala em vós.” – Mateus 10:20

“Apenas uma pessoa pode se entristecer”, alegam os trinitarianos. “Só uma pessoa pode ajudar, interceder e falar”. Os defensores da trindade afirmam que se o Espírito de Deus se entristece, ajuda, intercede e fala, então ele é uma pessoa divina! Este argumento faz sentido?

A Bíblia emprega diversas figuras de linguagem, inclusive atribuindo ao Espírito qualidades e ações típicas do seu possuidor (um ser pessoal). Isto não significa que o Espírito seja uma outra pessoa. A prova deste fato são os muitos exemplos de atributos e ações pessoais atribuídos também a espíritos de seres humanos.

O espírito do apóstolo Paulo orava: O meu espírito ora de fato.” (I Cor. 14:14). Como um espírito (pneuma) de um homem pode orar se esta é uma ação pessoal? Seria, porventura, o espírito de Paulo uma segunda pessoa, além de Paulo? O verso seguinte explica: “Orarei com o meu espírito… Cantarei com o espírito.” (I Cor. 14:15). É claro que quem orava e cantava era o próprio Paulo.

Lucas, autor do livro dos Atos, relatou que o espírito de Paulo se revoltou (Atos 17:16): “Enquanto Paulo os esperava em Atenas, o seu espírito se revoltava em face da idolatria dominante na cidade”. Ora, revoltar-se é uma ação pessoal. Só um ser com autonomia e percepção pode se revoltar, mas a Bíblia diz que o espírito de Paulo se revoltou. Seria, porventura, o espírito de Paulo uma entidade pessoal independente do seu possuidor (Paulo)? Absolutamente não! Novamente aqui temos uma figura de linguagem. Quem se revoltou com a idolatria da cidade foi o próprio Paulo.

Há muitos outros exemplos na Bíblia onde espíritos de seres humanos são descritos com atributos pessoais ou realizando (ativa ou passivamente) ações típicas de seres pessoais. Veja alguns na tabela a seguir.

Texto Sujeito Ação / Atributo Pessoal
Gênesis 41:8 Espírito de Faraó Perturbado
Esdras 1:1 Espírito de Ciro Foi Despertado
Jó 6:4 Espírito de Jó Sorver (Sugar) o Veneno
Jó 20:3 Espírito de Jó Responde por Ele
Salmo 73:21 Espírito de Asafe Amargurado
Salmo 77:3 Espírito de Asafe Desfalece
Salmo 143:7 Espírito de Davi Desfalece
Isaías 26:9 Espírito de Isaías Buscou a Deus
Ezequiel 3:14 Espírito de Ezequiel Excitou-se
Daniel 2:1-3 Espírito de Nabucodonosor Perturbou-se
Atos 17:16 Espírito de Paulo Revoltou-se
I Coríntios 14:14 e 15 Espírito de Paulo Ora e Canta
I Coríntios 16:18 Espírito de Paulo Recreou-se
II Coríntios 7:13 Espírito de Tito Recreou-se

Obs: Dependendo da tradução utilizada os atributos / ações podem sofrer alguma alteração.

Concluímos que quando a Bíblia diz que o espírito de alguém se entristeceu, então trata-se de uma figura de linguagem. Literalmente, quem se entristeceu foi a pessoa, o possuidor do espírito, não o seu espírito. Quando o salmista diz que o seu espírito estava amargurado, na realidade quem estava amargurado era o próprio salmista.

Isso vale também para o Espírito de Deus. Quando a Bíblia diz que alguém mentiu para o Espírito de Deus, na verdade isso significa que mentiram para o próprio Deus. Quando diz que o Espírito intercede, certamente está se referindo a Cristo, nosso único intercessor e mediador:

“É Cristo Jesus quem morreu, ou antes, quem ressuscitou, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós.” – Romanos 8:34.

“Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem.” – I Timóteo 2:5.”

FONTE p. 61 em diante.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.

Deixe uma resposta