NOVA RESPOSTA A UM QUERIDO LEITOR DO SITE

Em resposta a gilvate

Amado irmão Gilvate,
Graça e Paz vos sejam multiplicadas.
Esclareço mais uma vez ao amado que não tenho ódio da iasd, absolutamente.
O que nos indigna é saber que a corporação é maldosa, quando esconde sua história verdadeira, especialmente dos membros mais simples, menos supridos de bens financeiros e de acesso à informação, aos quais engana, tirando-lhes boa parte do sustento.
“Por que a IASD se tornou uma igreja mais perigosa que as outras?

A doutrina da Trindade é insidiosa e traiçoeira, porque não mostra um boi Ápis, ou uma deusa pagã; mostra deuses falsos com nomes verdadeiros, e confunde a idolatria com a adoração.

A Igreja Adventista tornou-se uma igreja perigosa porque se arroga ter a verdade.

A Igreja Adventista apresenta cópias de livros comuns, dizendo tratar-se de inspiração divina.

A Igreja Adventista nega que Jesus seja o Filho de Deus, dizendo tratar-se apenas de um “título messiânico”.

A Igreja Adventista nega que Jesus realmente tenha morrido pelo pecador. Diz que morreu o Jesus homem, e não o Jesus co-eterno que estava no céu.

A Igreja Adventista se faz passar por uma igreja pobre, e chama todos de irmãos. Não obstante, tem um teatro de 15 milhões de dólares para deleitar uma elite que vive em delícias. Tem uma escola superior de aviação, com mais aviões que em todos os campos missionários do mundo!

A Igreja Adventista faz crer que todos os seus fiéis guardam os mandamentos de Deus, não obstante é uma igreja politeísta no mais puro sentido a palavra encontrada nos dicionários.

A Igreja Adventista reproduz em suas revistas, e nos corredores de sua sede da Conferência Geral, imagens do “Deus Jesus”, e não raras vezes até imagens do “Deus Pai”.

Imagens do “Deus Espírito Santo” também aparecem nos livros e revistas Adventistas.

Acima de tudo, a Igreja Adventista é perigosa, porque conhece a verdade e sabe o que precisa esconder.

Por Ennis Meier, transcrito do http://Www.Adventistas.Ws. Republicado em: http://www.adventistas.com/outubro2006/igreja_perigosa.htm

A questão do dízimo, não é uma opção de quem cria igreja ou corporação “religiosa” não.
Claro que quem cria uma empresa para ganhar dinheiro, estabelece o seu sistema ao seu bel prazer. Mas, criar uma organização dita religiosa e explora a membresia afirmando mentirosamente que tem amparo nas Escrituras sagradas, É OUTRA COISA BEM DIFERENTE, CRIME INAFIANÇÁVEL, A SER JULGADO PELAS CORTES CELESTES, QUE SÃO JUSTAS, NÃO COMO AS DAQUI.
O Dízimo não estar mais em vigor para o povo de Deus, após a cruz de Cristo, quando findou o sacerdócio levítico e o sistema cerimonial.
A iasd sabe disso muito bem e insiste em enganar os que não estudam detidamente o assunto.
Veja: “Há duas passagens Bíblicas que falam de um dízimo sendo dado antes que a Lei fosse instituída no Sinai. As passagens envolvem Abraão e Jacó, dois dos patriarcas de Israel”.
Gênesis 14:17-20: “E o rei de Sodoma saiu-lhe ao encontro (depois que voltou de ferir a Quedorlaomer e aos reis que estavam com ele) até ao Vale de Savé, que é o vale do rei. 18 E Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; e era este sacerdote do Deus Altíssimo. 19 E abençoou-o, e disse: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra; 20 E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo. [Todas as citações são da Almeida Corrigida Fiel]”
Nesta passagem, é dito que Abraão deu um dízimo a Melquisedeque, presumivelmente como uma expressão de gratidão a Deus por capacitar-lhe e conceder-lhe resgatar seu sobrinho Ló, que tinha sido levado cativo. Aqueles que creem que o dízimo é mandatório para os crentes do Novo Testamento argumentam que, uma vez que o dízimo foi praticado antes que a Lei Mosaica fosse dada, ele forçosamente também tem que ser praticado depois da Lei Mosaica (que tem sido feita obsoleta pelo estabelecimento do Novo Pacto, através do sacrifício de Cristo) (He 8:13). No entanto, antes que cheguemos a qualquer decisão dura e apressada, olhemos de mais perto o texto [acima] e façamos algumas observações pertinentes.
– Não há nenhuma evidência neste texto de que dizimar foi ordenado por Deus. De fato, tudo no texto nos leva a crer que dar o dízimo foi, completamente, uma decisão e [livre] escolha de Abraão. Como tal, foi completamente voluntária. O dízimo, na Lei, de modo algum era voluntário, mas sim obrigatório a todo o povo de Deus.
– Ademais, este é o único dízimo que as Escrituras mencionam que Abraão deu [em toda a sua vida]. Não temos nenhuma evidência de que dizimar era sua prática geral [habitual, constante]. (Mostre um só texto bíblico que mencione. E veja que foi como um imposto ao rei Melquisedeque, E COM BENS DOS OUTROS, NÃO OS DELE).
– Ainda mais, este dízimo proveio do despojo da vitória que Abraão adquiriu por poderio militar. O dízimo exigido sob a Lei Mosaica era sobre o lucro da colheita, dos frutos e dos rebanhos, e para ser dado em uma base anual — não o despojo de uma vitória militar!”
“Gênesis 28:20-22: E Jacó fez um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta viagem que faço, e me der pão para comer, e vestes para vestir; 21 E eu em paz tornar à casa de meu pai, o SENHOR me será por Deus; 22 E esta pedra que tenho posto por coluna será casa de Deus; e de tudo quanto me deres, certamente te darei o dízimo.
Jacó, nesta passagem, está fazendo um voto em resposta a uma visitação que recebeu de Deus, em um sonho. Neste sonho, Jacó viu uma escada alcançando o céu, com os anjos de Deus subindo e descendo por ela. No sonho, Deus estava de pé, acima da escada, e disse a Jacó “… Eu sou o SENHOR Deus de Abraão teu pai, e o Deus de Isaque; esta terra, em que estás deitado, darei a ti e à tua descendência; 14 E a tua descendência será como o pó da terra, e estender-se-á ao ocidente, e ao oriente, e ao norte, e ao sul, e em ti e na tua descendência serão benditas todas as famílias da terra; 15 E eis que estou contigo, e te guardarei por onde quer que fores, e te farei tornar a esta terra; porque não te deixarei, até que haja cumprido o que te tenho falado.” (v. 13-15). Em resposta, Jacó fez o voto que, se Deus guardasse Sua promessa, ele, por sua vez, daria a Deus um dízimo. Novamente, em semelhança ao exemplo de Abraão, parece que este dízimo foi voluntário da parte de Jacó. Se ele de fato começou a dizimar [a Bíblia não o registra] depois que Deus cumpriu a promessa que lhe fez, Jacó ainda adiou o dizimar por 20 anos! [até depois da volta a Canaã.](E não há qualquer registro que tenha pago e a quem?).
Estes dois são os únicos exemplos de dizimar que podem ser encontrados no Velho Testamento antes da Lei ser dada. Ambos são exemplos de algo voluntário, e nenhum desses dois dizimar foi pedido por Deus. Em nenhum dos personagens [Abraão e Jacó, que deram(?) estes dois dízimos,] vemos um exemplo de dizimar como uma prática geral [habitual, constante] das suas vida. De fato, na vida de Abraão, parece que temos um dízimo como algo que ele só deu uma única vez em sua vida, e foi [um dízimo] dos despojos de uma vitória militar, dado a um sacerdote de Deus [1]. Se nossa única evidência para obrigar crentes sob o Novo Pacto a dizimarem se apóia nestas duas passagens de Gênesis, parece-me que estamos nos apoiando em um fundamento muitíssimo inseguro!”
Fonte: BRIAN ANDERSON, O dízimo do Velho Testamento, versus o dadivar do Novo Testamento. http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/ComRiquezas/DizimoVT-X-DadivarNT-Anderson.htm
Percebe-se, que não há base bíblica para se cobrar dízimo sob a Nova Aliança, após a cruz de Cristo? Não há um só registro no NT da igreja de Cristo praticando o dízimo, SENÃO OFERTAS VOLUNTÁRIAS.
O que temos é Cristo afirmando: “…de graça recebestes, de graça dai”. Mateus 10:8.
E o apóstolo Paulo afirmando: “Temos um altar, de que não têm direito de comer os que servem ao tabernáculo”. Hebreus 13:10.
A iasd e demais cobradoras de dízimos sabem MUITO BEM DISSO, MAS INSISTEM EM ENGANAR E SE APOSSAR DOS POUCOS BENS FINANCEIROS DE MUITOS, ESPECIALMENTE DOS FRAGILIZADOS EMOCIONAL E ECONOMICAMENTE.
A IASD TAMBÉM SABE MUITO BEM QUE, SE O DÍZIMO ESTÁ EM VIGOR, COMO ELA E AS DEMAIS IGREJAS APÓSTATAS E DESONESTAS, TAMBÉM SE DEVERIA FAZER O SEGUIINTE:
Se alguém deseja dizimar realmente [literalmente] de acordo com as Escrituras, teria que fazer o seguinte:
1) Deixar seu trabalho e comprar uma terrinha, de modo que possa criar seu gado e plantar e colher [grãos, verduras e frutas].
2) Encontrar algum descendente de Leví, para sustentá-lo [e este a um descendente do levita Arão (que realmente seja sacerdote, no Templo, em Jerusalém)].
3) Usar suas colheitas para observar as festas religiosos do Velho Testamento (tais como Páscoa, Pães Asmos, Pentecostes, Tabernáculos) [quando, como e onde Deus ordenou. Literalmente];
4) Começar por dar pelo menos 20 por cento de todas as suas colheitas e rebanhos a Deus; e
5) Esperar que [com toda certeza] Deus amaldiçoe sua nação [em oposição ao próprio crente] com [grande] insuficiência material, se ela for infiel, ou a abençoe com [grande] abundância material, se for fiel”. http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/ComRiquezas/DizimoVT-X-DadivarNT-Anderson.htm
Se o sistema levítico está em vigor, por que a iasd e as demais igrejas cobradoras de dízimo (até dízimo atrasado!!!!!) NÃO SEGUEM TAMBÉM:
“Ao fim de três anos tirarás todos os dízimos da tua colheita no mesmo ano, e os recolherás dentro das tuas portas;
Então virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, E COMERÃO, E FARTAR-SE-ÃO; para que o Senhor teu Deus te abençoe em toda a obra que as tuas mãos fizerem”. Deuteronômio 14:28, 29.
ESTA É A GRANDE PARTE DA LEI DOS DÍZIMOS, FRUTO DO GRANDE CORAÇÃO DE DEUS, CUMPRINDO UM PAPEL SOCIAL, AO LADO DO FORTALECIMENTO DA VIDA ESPIRITUAL.
Por que a IASD não ensina isso aos fiéis?
Por que, já que cobra dízimos (que não são dízimos nos termos bíblicos), NÃO CUMPRE ESSA PARTE VITAL QUANDO O DÍZIMO ESTAVA EM VIGOR PARA O POVO DE DEUS?
O patrimônio bilionário explica:
EMPRESAS DE PROPRIEDADE DO VATICANO (VEJA TAMBÉM AS EMPRESAS DE PROPRIEDADE DA IASD E AS DA IASD E ICAR JUNTAS COMO SÓCIAS http://aodeusunico.com.br/empresas-de-propriedade-do-vaticano/)
Assim, meu amado irmão, temos a real situação da organização tão querida de muitos.
O que mais depõe contra a iasd, não é apenas o fato de erros gravíssimos da liderança cujo clamor chega aos céus, mas daquilo que leva a esses erros: Em 1980 trair ao Deus e Pai de Jesus e inserir no corpo doutrinário 3 deuses, uma trindade, sem falar na exploração econômica, sobretudo de pessoas simples.
Como concluiu sua dissertação de mestrado um ex-pastor adventista, Edegard Silva Pereira: “A grande ironia constatada na análise: a IASD, que deveria ser um agente da libertação em Jesus Cristo, transformou-se em uma máquina de dominação”. http://www.adventistas.com/oleviata_online.htm
Deus nos guie em toda a verdade, amado irmão e família.
“ Ao único Deus sábio, Salvador nosso, seja glória e majestade, domínio e poder, agora, e para todo o sempre. Amém”. Judas, verso 25.

Paulo Pinto

 

Em resposta a Paulo Pinto

Ok. Lí sua réplica irmão Paulo. Gostaria de lhe sugerir, que não tenha nenhum arrependimento dos dízimos e ofertas que você doou a IASD durante o período que lá militou, bem como por todo o trabalho que você também dedicou, porque você o fêz por fé. Não exatamente porque estava sendo enganado e enganando a muitos. Durante as 4 décadas que voce militou na IASD, com certeza houve muitas coisas boas, senão você não teria passado esse tempo todo. É provável que houve muito mais coisas boas do que ruíns. Você encontrou sua esposa, que Deus deu, foi na IASD, você conheceu seus sogro e sogra, que devem ter lhe apoiado como a um filho, no seu casamento, você educou seus filhos na igreja, e você teve grande parte de irmãos e amigos lá. Então veja vocÊ que não foi tão ruim assim. Cada denominação adota seus sistemas de sustentação. Não é porque alguém organizou uma denominação e optou por não adotar o dízimo, que necessariamente precisa condenar quem adotou. O dízimo tem respaldo bíblico sim, porque antes do estabelecimento do ritual levítico no templo, antes do templo, ja no tempo de Abraão, este doou dízimo a Melquizedeque. E Jaco, da vez que teve o sonho da escada, também disse que doaria dízimos. Deus reconhece a pureça do seu coração, e lhe recompençou com bênçãos espirituais e materiais a você e sua família. Veja você que família maravilhosa vocÊ tem. Esposa fiel e dedicada, filhos obedientes e bem formados. Todos com saúde excelente. Todos independentes e fiéis. Quanto a posses materiais, lembremos que tudo isso passa, porque ninguém leva nada para o reino de Deus. No tempo da igreja apostólica, eles doavam muito mais do que dízimos e ofertas, vocÊ sabe disso. Quanto aos erros cometidos por algumas lideranças da igreja, no decorrer do tempo, não tenho dúvida que infelismente, onde existe muita gente, sempre haverá erros e acertos, como mencionei antes. Você que conhece bem a história de Israel, sabe muito bem que em Israel, houve até adoradores de baal, no pátrio do templo, virados para o leste.
Sei que adoradores do Deus verdadeiro existe em muitos lugares. No tempo que Jesus nasceu, vieram os 3 reis de uma terra distante, porque eram estudiosos da escritura e conheciam a profecia da estrela, que nasceria em Belém, e vieram adorar a criança récem-nascida. Isso não deixa dúvida que Jesus, pode ser adorado, sem que quem o faça se torne idólatra.
Quanto ao que mencionei sobre a 7a igreja, Laodicéia, que surge a partir de 1844 e começa a se organizar a partir de 1863, me refiro a igreja militante, na sequência das 7 igrejas mencionadas em apocalipse. É lógico que a igreja triunfante, não é a “oitava igreja” , mas sim deverá ser composta por todos os salvos de todos os tempos, independente de qual igreja fez parte, imagino eu.
Volto a finalizar dizendo: Se for de Deus, ninguém pode impedir, e isso vale para a IASD e todos os dissidentes.
Forte abraço

Gilvate Moreira

 

2 comentários

  • gilvate

    10 de junho de 2017 at 07:00

    Prezado Irmão Paulo,
    Quem defende uma tese, sempre busca todos os argumentos possíveis para provar as ideias defendidas. Você defende a tese de que a igreja adventista se tornou parte de babilônia, então busca todos os argumentos para provar isso, até textos da sra. White (embora diz também que já não crer , o que em si é uma contradição usar textos da sra.White), enfatiza todos os prováveis erros que a liderança tenha incorrido no decorrer do tempo da existência da IASD. Não aponta e nem ressalva nenhum dos acertos e virtudes ensinadas pela igreja. Chega ao ponto de utilizar afirmativas de outros acusadores, de que “ a IASD é mais perigosa do que todas as outras igrejas”. Veja que afirmativa absurda. Até que ponto você vai estar absolutamente certo em sua interpretação, e os adventistas é que sempre estarão errados em todos as interpretações ? !! E se for você que está errado ? ! Ou isso não é possível ? Afinal todos os seres humanos são passíveis de erros .
    Veja que a maior parte do nosso conhecimento da Palavra de Deus nós aprendemos na IASD. Quando digo NÓS, me refiro a eu, você, nossas famílias e também a todos os mais de 20 grupos diferentes de dissidentes adventistas do 7ºdia, que hoje, os que ainda existem, guardam o sábado (sinal de Deus), graças ao ensino da IASD. Aprendemos também a amar e manter Jesus em nosso coração, como nosso Salvador.
    Essa ênfase que você dá ao item DÍZIMO, como sendo algo terrivelmente enganoso que a IASD adotou, por exemplo, eu não concordo. Embora acredito que a IASD poderia distribuir melhor esse dízimo arrecadado, mas vejo como uma opção que igreja adotou, em seu estatuto, ou convenção, e precisa ensinar aos seus membros a manter isso, (embora não mande cartas e boletos de cobranças para ninguém que parou de fazer essa contribuição), para poder arcar com a folha de pagamento de milhares de pessoas que trabalham de tempo integral na igreja, nos mais de 200 países em que a igreja chegou. Todas essas pessoas que trabalham na igreja, com dedicação exclusiva, são nossas irmãs em Cristo, e tem também suas famílias, que são sustentadas com esses recursos. Portanto, a IASD precisa desses recursos para continuar pagando a esses milhares de irmãos em Cristo, que dependem disso para sobreviverem, enquanto estiverem trabalhando na igreja. Deixar de arrecadar esses recursos inviabilizaria tudo. Como a igreja iria arcar com esses pagamentos ? O governo?!, ou a ICAR iria bancar, como voce gosta de dizer que a IASD recebe benesses da ICAR. O fato de existir essa estrutura, que já não é tão pequena, vejo como algo positivo, porque dá um grande suporte a pregação do evangelho no mundo inteiro, e ainda ajuda a muita gente que recebem seus salários proveniente desses recursos, portanto ajuda até a diminuir o percentual de desempregados, porque emprego está cada vez mais difícil, principalmente para quem é guardador do sábado.
    Um detalhe que gostaria de mencionar, é que o ser humano, me parece que é mais ou menos egoísta por natureza, a maioria é muito materialista e imediatista, então se a igreja ensinar que não precisa doar dízimo, pode ter certeza que 90% não vão doar nada, fica como os católicos, que vão a missa, e doam apenas moedinhas de esmola, e isso quando doam. Talvez as pessoas que foram educadas a doar um dízimo, acabem se tornando menos egoístas.
    É provável que você, que hoje é líder de uma igreja dissidente adventista, (bereanos), e ensina que não precisa ninguém doar dízimo, tenha dificuldade para desenvolver seus projetos, principalmente se seus membros tiverem origem de igrejas que não foram ensinados a doarem dízimos, porque se houver muitos membros de origem adventista, há possibilidade de serem um pouco mais liberais nas doações, mas como vocês são muito contrários a dízimos, talvez tenham mais dificuldade em conseguir recursos para desenvolver seus projetos. Pode ser que você acabe bancando muita coisa sozinho, do seu próprio bolso, por ser mais bem sucedido e ter seus filhos já independentes, além de ter se acostumado a fazer muito pela IASD, quando ali militava .
    Quanto ao embasamente bíblico, veja, um dia Jesus comentando a respeito dos doadores no templo, disse que aquela senhora pobre, que doou apenas uma moedinha, perante o Pai sua doação era maior do que a de pessoas que doavam muito mais, mais era do que lhes sobejava, enquanto aquela senhora que deu apenas uma moeda, havia doado tudo que possuía. Então não podemos achar que alguém, por ser pobre, não pode fazer doação nenhuma, porque tratar-se do seu sustento. Precisamos deixar as pessoas exercerem sua fé. Quanto a questão do dízimo em si, um percentual de 10%, acho que isso pode ser encarado como um referencial de doações. Não é porque isso não foi abordado muito no novo testamento, porque não havia necessidade, pois o povo de Deus já era educado em fazer doações de dízimos e ofertas, que os cristãos da IASD não poderiam adotar, que seria um pecado, seria contra a vontade Deus. Vamos pensar: Será que Deus se aborrece e não aprova pessoas que continuam sendo dizimistas, sistematicamente neste nosso tempo ? e porque razão Deus ficaria zangado ? Não foi orientação do próprio Pai ao seu povo no passado a doarem dízimo ao tesouro do templo ? Ora, em nosso tempo, onde já alcançamos nosso maior presente da parte do Pai, que foi o cumprimento de Sua promessa de nos dar Seu Filho como sacrifício perfeito, muito mais razão temos para demonstrar nossa gratidão, e doar dízimo e ofertas não deixa de ser uma forma de expressar nossa gratidão a Deus. Então porque razão não podemos de forma alguma adotar o dízimo na Igreja ? Eu diria que se o povo de Deus foi orientado a trazer dízimos ao templo nos velhos tempos, muito mais motivos temos hoje para adotar aquelas práticas boas que já há muito existiam entre os hebreus.
    O apóstolo Paulo disse que trabalhava para seu próprio sustento, por não querer ser pesado para a igreja, ele queria facilitar mais ainda a penetração do evangelho, entretanto disse também que tinha direito de ser sustentado, segunda as escrituras, que diz não atarás a boca do boi que carrega o arado.
    Finalizando, volto a dizer: Se for de Deus, ninguém vai destruir a IASD, estamos no tempo muito avançado. Isso vale também para os dissidentes.
    Forte abraço,
    Gilvate Moreira

    Responder
    • Paulo Pinto

      11 de junho de 2017 at 02:23

      Estimado Irmão Gilvate,
      Que a graça e a paz do nosso Senhor Jesus Cristo esteja com você e família.
      Está patente aos olhos de todos no Universo que “a igreja adventista se tornou parte de Babilônia, pelos seus frutos, por suas ações, por seus acordos de amizade com o papado,…”. Tudo sobriamente documentado. Nada etéreo. Tudo sólido, real, concreto, meu irmão.
      https://adventismoemfoco.wordpress.com/2012/07/29/ex-padre-rivera-diz-que-a-igreja-adventista-foi-a-primeira-igreja-a-ter-jesuitas-infiltrados/

      O fato de eu usar textos da sra. White (profetisa da iasd) é porque. Ninguém mais enfronhada do que ela em sua época sobre a apostasia de sua igreja.
      Por que “a IASD é mais perigosa do que todas as outras igrejas”? Porque alegando ser a única igreja certa, a igreja da profecia, prostituiu-se com o papado e as demais igrejas caídas, tornando-se como uma delas, conforme a própria profetisa da iasd: “Como reformadores, elas haviam saído das igrejas denominacionais, mas desempenham agora uma parte semelhante à que desempenharam as igrejas. Tínhamos a esperança de que não haveria necessidade de outra saída. Embora nos esforcemos por “preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz”, não deixaremos, pela pena e pela voz, de protestar contra o fanatismo”. The Ellen G. White 1888 Materials, págs. 356 e 357.

      Cristo diz o seguinte daqueles que se ufanam de sua luz mas não andam nela: “Por isso Eu vos digo que haverá menos rigor para Tiro e Sidom, no dia do juízo, do que para vós outros. E tu, Cafarnaum [adventistas do sétimo dia que tiveram grande luz], que te ergues até aos céus [com referência a privilégios], serás abatida até aos infernos; porque, se em Sodoma tivessem sido feitos os prodígios que em ti se operaram, teria ela permanecido até hoje.” Review and Herald, 1º de agosto de 1893”. EVENTOS FINAIS, pg. 48. Isso no fim do século XIX. Antes de qualquer pacto de amizade com o papado.
      Quem disse “Portanto, pelos seus frutos os conhecereis”? Jesus em Mateus 7:20.
      A ênfase que damos ao item DÍZIMO, é porque o saque que a iasd faz das parcas economias dos menos favorecidos é um escândalo e uma atrocidade que sobre até os céus.
      Provamos na resposta anterior que a iasd e nenhuma igreja cobradora de dízimos sob a Nova Aliança NÃO TEM AMPARO BÍBLICO. Se quer fazer tal exploração perversa aos menos favorecidos como empresa que é, pode fazer, sem ser dispensada do acerto de contas final com Deus.
      Se admite que o Dízimo está em vigor, por que não segue tudo que está no Velho Testamento sobre essa prática? POR QUE NÃO SEGUE ALGO TÃO SIMPLES E DE TÃO GRANDE DIMENSÃO SOCIAL, O QUE REFLETE O CORAÇÃO AMOROSO DE DEUS?
      “Ao fim de três anos tirarás todos os dízimos da tua colheita no mesmo ano, e os recolherás dentro das tuas portas;
      Então virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e COMERÃO, E FARTAR-SE-ÃO; para que o Senhor teu Deus te abençoe em toda a obra que as tuas mãos fizerem”.
      Deuteronômio 14:28,29.
      O amado irmão escreveu muito bem: “Embora acredito que a IASD poderia distribuir melhor esse dízimo arrecadado,…”. Me lembro muito bem de sua visão ampliada sobre este assunto há décadas atrás quando o irmão era oficial da iasd e, ao tratar desse assunto com a liderança, foi ameaçado e levado a comissão, “inquisição”, se não me falha a memória.
      A citada “opção que (a) igreja adotou, em seu estatuto, ou convenção, e precisa ensinar aos seus membros a manter isso, (embora não mande cartas e boletos de cobranças para ninguém que parou de fazer essa contribuição), para poder arcar com a folha de pagamento de milhares de pessoas que trabalham de tempo integral na igreja, nos mais de 200 países em que a igreja chegou”, de fato é uma opção, não uma ordem de Deus para os crentes sob a Nova Aliança – após a cruz – e isso deveria ser dito à membresia, que sendo a iasd uma empresa de interesse econômico (não filantrópica como se autodenomina para ficar isenta de impostos e outros encargos) impôs o dízimo, porque é uma excelente forma de dominação como escreveu o ex-pastor Edegard Silva Pereira onde, tem uma receita garantida, seja a liderança honesta ou corrupta como tem se mostrado historicamente (mentindo aos membros que o Dízimo sob a Nova Aliança é uma ordem de Deus, e os intimidando a pagarem ou devolverem o dízimo, sob pena de perderem a salvação, por serem ladrões – e ninguém, em são juízo, quer ir para o “inferno”, além disso, a igreja não permite cargo (remunerado ou não remunerado), às vezes nem o direito de fazer uma oração, se o membro não é dizimista….). A profetisa EGW até escreveu, ou escreveram por ela “Nós primeiro devemos procurar saber se o doente não está retendo dízimos, ou se causou algum problema na igreja.” Ellen White – Healthful Living (1897, 1898), page 237, paragraph 4. Pasmem os senhores e senhoras. E assim a igreja age e, às vezes, até pior!!!

      O amado irmão refere-se a uma “folha de pagamento de milhares de pessoas que trabalham de tempo integral na igreja, nos mais de 200 países em que a igreja chegou pessoas que trabalham na igreja, com dedicação exclusiva, são nossas irmãs em Cristo, e tem também suas famílias, que são sustentadas com esses recursos”.
      Pergunto: Qual a qualidade desse serviço da igreja? O Que ela está ensinando às pessoas? A Trindade? O Dízimo e o Dízimo atrasado? Prosperidade? Culto no Circo? Não está a iasd fazendo NEPOTISMO até pior do que fazem os políticos????? https://adventismoemfoco.wordpress.com/2013/08/19/video-adventista-vai-a-nova-semente-ver-se-e-igreja-falsa/ “Denunciemos também o nepotismo sempre presente”.
      “Que a Igreja Adventista tenha sido no passado uma janela aberta para as verdades da Bíblia, não há a menor dúvida.
      Mas, hoje o nepotismo é encontrado em todos os níveis da administração adventista e não perdem nenhuma oportunidade para ganhar dólares. (quando não diretamente, através das firmas fornecedoras, sempre pertencentes a filhos e parentes dos administradores)”. http://tempodofim3.tripod.com/QuemSomosIASD.htm
      http://www.adventistas.com/dezembro2008/carta_aberta_asd.htm
      Seria necessária uma “Lava jato” para a iasd? O juiz de toda a terra não dorme.
      Que Deus e Jesus derramem seu espírito sobre os sinceros e que você e eu estejamos entre esses.
      “E mostrou-me o rio puro da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de DEUS E DO CORDEIRO.
      No meio da sua praça, e de um e de outro lado do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a saúde das nações.
      E ali nunca mais haverá maldição contra alguém; e nela estará o trono de DEUS E DO CORDEIRO, e os seus servos o servirão.
      E verão o seu rosto, e nas suas testas estará o seu nome”.
      Apocalipse 22:1-4

      Responder

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Traduzir Site »