Header
Header
Header
Header
Header

JESUS FALOU MAIS SOBRE O INFERNO DO QUE SOBRE O CÉU! SERÁ?!

abril 20th, 2013 | Posted by Paulo Pinto in Artigos

INFERNO
Neste último domingo (03-02-2013), um conhecido líder pentecostal brasileiro foi entrevistado no programa de Marília Gabriela, e entre os assuntos abordados (homossexualidade, aborto, dízimo, etc.), ele mencionou algo extremamente “pragmático”.

“Nos Evangelhos, Jesus falou mais sobre o inferno do que sobre o Céu. Ele fez isso para mostrar às pessoas como o pecado é terrível, e como elas devem evitar irem para aquele lugar [de eterno tormento]” – disse ele.

Este negócio de acreditar na existência de um inferno eterno de fogo a queimar os “impenitentes” está mesmo arraigado na mente dos professos cristãos de nosso tempo.

Junto com a crença da santidade do domingo, a crença na existência deste lago de fogo eterno (fruto da heresia da imortalidade natural da alma) está no rol das grandes heresias semeadas pelo diabo no Cristianismo. Infelizmente muitos se deixaram enganar! (Gên. 3:4).

Certo domingo, enquanto eu aguardava o programa Pequenas Empresas, Grandes Negócios, passei por um canal onde um outro líder neo-pentecostal (que se auto-intitula de “apóstolo” e fundou sua igreja “mundial” depois de brigar com a liderança de outra igreja “universal”), usava o texto da parábola do Rico e Lázaro para defender que os que rejeitaram a Deus serão atormentados, ETERNAMENTE, no lago de fogo do inferno. Ele dizia: “todo sofrimento que vocês passarem aqui, seja o câncer, a AIDS, uma doença incurável, nada se compara aos tormentos que os perdidos passarão durante toda a eternidade no inferno”. Então, ele citava o exemplo do “rico” da parábola, que pedia um pouco de água ao mendigo que havia chegado ao Céu (clique aqui e entenda a parábola).

As pessoas ouviam aquelas heresias com um ar de medo e apavoramento estampados em suas faces, provavelmente dizendo em seus corações: “Deus me livre de ir para o inferno, sofrer desse jeito para todo o sempre!”.

Assim como este “apóstolo” e o outro pastor entrevista ontem, há muitos pregadores modernos que distorcem a Bíblia e ensinam verdadeiros absurdos doutrinários, maculando o caráter santo de Deus. Eu mesmo recebo muitos e-mails de professos cristãos INDIGNADOS porque eu coloquei aqui no blog um estudo que mostra que o inferno, como eles pregam, não existe (reveja). É uma pena que a Bíblia seja interpretada por estas pessoas sob o ponto de vista da filosofia grega, PAGÃ e, muitas vezes, DIABÓLICA.

Quero ratificar a certeza que tenho de que não haverá este tal lago de fogo e enxofre a arder eternamente (creio que ele existirá, porque a Bíblia assim o diz, mas não posso jamais crer que permanecerá queimando por toda a eternidade). E apresento algumas perguntas que os “infernistas” não têm como responder biblicamente.

1. Se a parábola do rico e Lázaro deve ser entendida literalmente (cf. Luc. 16:20-31), então o inferno e o céu são tão próximos que as pessoas (salvos e perdidos) terão contato entre si durante a eternidade?

2. Como a eternidade seria um local de gozo e paz eternas (cf. 1Cor. 2:9), se continuássemos mantendo este contato macabro com nossos parentes, filhos, pais, amigos, vizinhos, etc., que não se salvarem e que nos procurarem constantemente para lhes “molhar a língua”?

3. Se a palavra “eterno”, referindo-se ao fogo, significa que ele arderá para sempre, como fica a declaração bíblica de que Sodoma e Gomorra foram destruídas pelo “fogo eterno” (cf. Judas 1:7)? Se assim o fosse, não seria para haver um lugar na face da Terra (onde estas cidades estavam situadas) com uma tocha de fogo inextinguível?

4. Se Deus não destruirá de uma vez por todas o pecado, mantendo o diabo e seus seguidores no inferno eterno, então como podemos dizer que a morte foi vencida e “destruída” (cf. 1Cor. 15:26)? Como crer que o diabo foi vencido e destruído, se ele continuará vivo por toda a eternidade? Com esta crença herética do fogo ardendo eternamente, o diabo sairá como o grande vencedor!

5. Se as pessoas que morreram em Cristo já estão no céu (como os que defendem o inferno afirmam), então qual a necessidade da ressurreição (cf. João 5:29)? Por que elas precisariam deixar o céu, voltar para o corpo sepultado, ressuscitar e novamente retornar para o céu? Será que é por causa deste “dilema doutrinário”, impossível de ser resolvido, que não se vê muita pregação sobre a ressurreição nas igrejas cristãs que crêem no estado consciente dos mortos? Pergunte ao seu pastor pentecostal por que ele não prega sobre a ressurreição!

6. Como o Universo entenderia a justiça de Deus, se Ele condenasse um adolescente, por exemplo, a uma eternidade de tormentos infernais, como punição (ou “vingança” como recentemente me escreveu alguém inconformado com minha fé) por 13, 14, 15 ou 16 anos de pecado? Nem mesmo os tribunais humanos, enlameados por denúncias de corrupção, politicagem e outros erros, são tão implacáveis! Quanto mais um Deus que a Bíblia diz que é só amor e justiça (cf. 1Jo 4:7-16)!

7. Se já recebemos a recompensa logo por ocasião da morte, como querem os infernistas, como será que Lázaro, irmão de Marta e Maria, deve ter se sentido depois que Jesus o ressuscitou (cf. João 11)? Segundo a heresia pregada nas igrejas cristãs, ele foi chamado de volta para este mundo de pecado e sujeiras depois de ter experimentado 4 dias de “glória” no Céu. Perceberam o absurdo de se crer no paganismo grego?! Prefiro ficar com a Bíblia!

8. Se a Bíblia é claríssima em dizer que os mortos não sentem, nem sabem nada (cf. Ecles. 9:5-6), como, então, alguém pode defender que os mortos sofrerão atormentados pelos pecados dos quais não se arrependeram? Como harmonizar o que a Bíblia diz nestes versos com o que o tal “apóstolo” ensinou baseado na parábola de Lucas 16? Se os mortos não sabem mais nada, como que o “rico” da parábola estava tão preocupado com seus parentes? Mais uma vez, prefiro ficar com a Bíblia, e crer na morte como um “sono” (cf. Jo 11:11-14), afinal parábola é parábola e não se deve interpretá-la literalmente!

9. O tal “apóstolo” também ensinou que somos imortais, por isso viveremos, no céu ou no inferno, eternamente. Como harmonizar isso com a declaração de que SOMENTE DEUS é naturalmente imortal (cf. 1Tim. 6:16)? Como harmonizar esta declaração herética do cristianismo moderno, com a afirmação bíblica de que quem peca “morre” (cf. Ezeq. 18:4 e 20)?

10. Se a Bíblia sempre usa expressões do tipo: “consumirá”, “extinguirá”, etc., para se referir a este fogo eterno, como posso crer que as pessoas continuarão “vivas” para sempre? (cf. Malaq. 4:1). Se a Bíblia diz claramente que não restará “nem raiz nem ramos”, como eu posso crer que o fogo continuará ardendo? Afinal, é a “chama” do fogo que é eterna, ou suas “consequências” é que o são?

Por enquanto é só…
FONTE: GILSON MEDEIROS EM http://prgilsonmedeiros.blogspot.com.br/2009/07/cuidado-com-o-fogo-do-inferno.html
ENVIADO POR ALISSON HENRIQUE

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.

One Response

  • presbitero robson r pellegrino says:

    A PAZ CONVOSCO EM NOME DE IAUE O CLEMENTE MISERICORDIOSO MEUS IRMÃOS DA HUMANIDADE!

    CHEGA ME DÁ ASCO QUE O INFERNO DE DANTE FOI UM PROTESTO CONTRA A I.C.A.R., E OS FILHOS DA IGREJA MÃE(I.C.A.R.) ABRAÇARAM A IGREJA CATÓLICA(…)

    TRINDADE,NATAL,BATISMO,TEMPLOS,CEIA,SEMANA SANTA,CLERO E OFICIAIS,DIZIMO, NICOLAÍSMO,DOGMAS,MICRO PODER,IR AO CÉU,MORADA NO CÉU,INFERNO PURGATÓRIO(ATE OS MUÇULMANOS CREEM),JESUS NASCER DE UMA VIRGEM,PRÉ EXISTÊNCIA E OUTRAS HERESIAS,TUDO DA I.C.A.R. DADO AOS CRENTES(…)

    REFORMA RSRSRS

    OU LUTA PELO PODER QUE LUTERO E OUTROS FIZEREM, NÃO MUDARAM SEUS DOGMAS PRATICAMENTE,SÓ FIZERAM A REFORMA PARA SEREM LÍDERES E DISPUTAREM AS OVELHAS COM ROMA, QUAL DIFERENÇA DA POLITICA DOS REIS DO FEUDALISMO COM ROMA???

    NÃO VOU AQUI COLOCAR MUITOS VERSÍCULOS PARA ENCHER LINGUIÇA, O JUDAÍSMO NÃO CRÊ NO INFERNO E SIM O INFERNO É A SEPULTURA,SOMOS MORTAIS , IMORTALIDADE CONDICIONAL!!!
    O ISLÃO CRE NO INFERNO E PURGATÓRIO PORQUE, O ISLAMISMO, UMA COMPILAÇÃO COMO OS ESCRITOS DE ELLEN GOULD WHITE,O ISLÃO CRÊ PORQUE É UMA SALADA DE CREDO PERSA,ROMANO E JUDAICO !
    BABILÔNIA ESTOU FORA!

    ROBSON R PELLEGRINO ( EX ADVENTISTA 7 DIA,EX ADV DA REFORMA 1914,EX JUDEU CARAITA,EX MUÇULMANO,EX PRESBÍTERO DA IGREJA DE DEUS 7 DIA, EX OBREIRO DA IGREJ CRISTÃ BIBLICA ADVENTISTA , FORMADO NA UNIBAN CURSO HISTORIA 1º ANO ( HOJE UNITARISTA BIBLICO)



Deixe uma resposta