Header
Header
Header
Header
Header

É UMA PROFECIA E É SUA ALMA QUE ESTÁ EM JOGO

janeiro 10th, 2018 | Posted by Paulo Pinto in Artigos

CLIQUE AQUI E OUÇA O ÁUDIO, 1A PARTE. 

2A PARTE     3A PARTE

E sete mulheres naquele dia lançarão mão de um homem, dizendo: Nós comeremos do nosso pão, e nos vestiremos do que é nosso; tão-somente queremos ser chamadas pelo teu nome; tira o nosso opróbrio. Isaías 4:1.

Que o único Deus verdadeiro e o seu filho amado te abençoe hoje sempre.

E sete mulheres naquele dia lançarão mão de um homem, dizendo: Nós comeremos do nosso pão, e nos vestiremos do que é nosso; tão-somente queremos ser chamadas pelo teu nome; tira o nosso opróbrio. Isaías 4:1

Vivemos uma época sem precedentes.

Se já houve um tempo em que as igrejas aproximavam as pessoas de Deus, de Cristo, e da verdadeira palavra de Deus, este tempo com certeza passou.

Um falso Deus e um falso Cristo tem sido apresentado às pessoas, e não é mais necessário inclusive que as pessoas estejam no mundo para ser mundanas, já que o mundo invadiu a igreja, e, no final a desculpa é: Melhor dentro da igreja que no mundo.

Na realidade “estar” na “igreja” é pior, porque o mundano sempre sabe que está mal e que precisa se converter, mas o que está na “igreja” imagina estar seguro quando em realidade está em condição muito pior do que o que está no mundo declaradamente.

Diz a palavra de Deus: Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque ÉS MORNO, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Apocalipse 3:15-18.

Quem dera fosse do mundo (frio) lá fora, ou quente, decidida-mente cristão), assim, porque és morno (mundano dentro da igreja), vomitar-te-ei da minha boca.

Mas como as igrejas chegaram a este ponto? A profecia indicava o problema e o tempo que vivemos hoje.

Permita-me traduzir o texto abaixo proféticamente: E sete (a plenitude, todas) mulheres (igrejas) naquele dia lançarão mão de um homem (Cristo), dizendo:

Nós comeremos do nosso pão (nos alimentaremos de nossas próprias doutrinas), e nos vestiremos do que é nosso; (nos vestiremos de nossa própria justiça) tão-somente queremos ser chamadas pelo teu nome; (somente usaremos o título de igrejas cristãs), tira o nosso opróbrio. Isaías 4:1.

E assim é:

As igrejas hoje, TODAS, preferem pregar suas próprias doutrinas do que a verdade bíblica.

Unidas no ecumenismo cada vez mais se aproximam de Babilônia e se embriagam com o vinho dela.

Se alguém lhes apresenta algo bíblico, porém, contrário ao que crêem, imediatamente se enfurecem e passam a agredir, (respeite minha fé, respeite minha religião, é o brado) como se o erro pudesse ser chamado de fé.

Doutrina do arrebatamento secreto, inferno católico, domingo como dia de guarda, Trindade, Unicismo e outras doutrinas puramente humanas são defendidas com unhas e dentes, por professos cristãos que, enganados ou não, preferem comer do próprio pão da igreja que alimentar-se do pão da vida.

Como os católicos que recebem na boca a hóstia, como a dizer, queremos ser alimentados como crianças, na boca, que buscar por nós mesmos e aprender com Deus, também estes recebem o pão mastigado pelo Pastor, como doutrinas de homens contra os preceitos de Deus.

Repete-se o brado.

“Moisés, fala tú conosco e te ouviremos, e não fale Deus conosco para que não morramos”.

Aprenderam desde criança sobre um “deus” que castiga somente, não entendem que Deus é amor, e preferem a palavra do pastor, que aprender com Deus e sua palavra.

Ao ouvir algo da palavra que difere com o que aprendeu, arremata: Deixa eu consultar o “meu” pastor.

“Medo” de um “deus” inventado pelos sacerdotes romanos e babilônicos que vai deixá-los a queimar por toda a eternidade caso não se comportem bem, e preferem o pastor que Deus.

Triste realidade das igrejas e crentes de hoje, que, não obstante preferir suas doutrinas próprias, ainda se acham justos.

“Nos vestiremos do que é nosso”… vestidos com sua própria justiça, acham-se bons e portanto no direito de julgar aos que bebem ou fumam, como se estes pecados fossem piores que o pecado da justiça própria.

Diz a palavra de Deus sobre dois homens que foram ao templo orar: O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano.

Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo.

O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador! Lucas 18:11-13.

O “crente” justo aos seus próprios olhos, batizado na igreja, diz: sou bom, não mato, não roubo, etc, etc, etc é o fariseu, e o fumante, o bêbado é o que reconhece seu pecado e sua condição.

Qual dos dois desceu justificado?

É tempo de escolher.

TENHO MINHA RELIGIÃO DIZ O MEMBRO DA IGREJA, como se houvessem várias religiões.

Religião existe uma só. UMA SÓ. Vem do termo RE-LIGAR.

O homem peca em Adão, separa-se de Deus, e em Cristo o homem irá novamente se re-ligar a Deus.

Um membro que irá novamente fazer parte do corpo de Cristo.

Existe um só Cristo, um só religar portanto, ou religião.

As igrejas institucionais de hoje, TODAS, com seus líderes e pastores, não querem membros, PORQUE O MEMBRO PENSA, O MEMBRO ESTUDA, O MEMBRO QUESTIONA, O MEMBRO DETECTA O FALSO PASTOR E A FALSA DOUTRINA, os pastores e as igrejas querem prosélitos, e quando o encontram, o que fazem?

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis DUAS VEZES MAIS FILHOS DO INFERNO DO QUE VÓS. Mateus 23:15.

Duras palavras, mas verdadeiras.

Ai de vós, pastores e líderes, e ai de vós membros que se fiam neles.

É hora de decidir e agir.

Nosso Mestre foi para a cruz porque teve a coragem de questionar a instituição eclesiástica, o sistema, os sacerdotes, fariseus e saduceus, lideres da “igreja”.

Ele é o nosso exemplo.

E você? Pense nisso.

É sua alma que está em jogo.

Comente, compartilhe, CURTA!

FONTE: MINISTÉRIO 4 ANJOS.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.