A QUEM VOCÊ ADORA?

DR CARLOS LAVRADO

A VERDADEIRA ADORAÇÃO É A MAIOR QUESTÃO DO UNIVERSO EM TODOS OS TEMPOS.
A QUEM VOCÊ ADORA?
“E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. João 8:32.

OUÇA O ÁUDIO CLICANDO AQUI.

Em todos os tempos, a verdadeira adoração, a quem adoramos, é a ação de maior importância para os seres criados por Deus. A quem você adora? A quem eu adoro?
Jesus afirmou à mulher samaritana junto ao poço de Jacó: “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. João 4:23.
Na madrugada de hoje, um querido amigo, servo do Senhor Deus, conceituado médico dermatologista em Foz do Iguaçu, Dr. Carlos Lavrado, há quase 50 anos, 3ª. geração de adventistas monoteístas, sob a inspiração de Deus, escreveu e nos enviou belíssimo testemunho, intitulado:

“É O MONOTEÍSMO TRINITARIANO O MONOTEÍSMO DA BÍBLIA???”
E prossegue: “A doutrina trinitariana foi criada com a finalidade de, supostamente, conciliar a proposição bíblica da existência de um só e único Deus( Deut. 6:4; Is.44:6-8;Mar.12:29) com a ideia não bíblica de três Deuses…É uma doutrina extremamente paradoxal e contraditória, pois ao mesmo tempo em que afirma que o Pai é Deus, que o Filho também é Deus e o Espirito Santo é igualmente Deus, para ficar em harmonia e consonância com o monoteísmo nega então veementemente que sejam três Deuses. A unicidade é a qualidade ou característica do ser ou coisa que é único, ímpar, exclusivo. Assim, evidentemente, é Deus. Ninguém é tão único, tão impar e tão exclusivo como Deus. Assim, consequentemente, ninguém tem maior unicidade do que Deus. Na bíblia, ninguém tem maior exclusividade do que Deus, o Pai. “Há um só Deus e Pai de todos.” Efésios 4:6. A estas características nos referimos como sendo a unicidade de Deus, um só Deus, e este é o Pai, confirmado em I Cor. 8:6. A doutrina da Trindade desloca a unicidade de Deus, o Pai para uma suposta consubstancialidade (mesma natureza) existente nas três pessoas da Divindade, mesmo que ” a natureza do Espirito Deus não tenha revelado.” Assim. a unicidade do Deus único – o Pai, é deslocada para a natureza supostamente única das trindades.
Pior ainda na Igreja que aprendemos a amar e respeitar, a Igreja Adventista do Sétimo Dia que nos traiu deslocando a unicidade de Deus para suposta unicidade de tarefa criadora e redentora realizada pelas supostas três pessoas supostas três pessoas, já que o Espírito Santo não é uma terceira pessoa, mas o representante do Pai e do Filho como onipresentes.
O próprio Canale, teólogo mor da IASD na doutrina de Deus, adverte seus seguidores do perigo de triteísmo que há nesta Trindade.
Desta forma, enquanto católicos romanos e seus seguidores adoram como Deus único a suposta consubstancialidade das supostas três pessoas de uma trindade fictícia, adventistas do sétimo dia, lamentavelmente, ao adorar um suposto Deus único, fragilizado pela frágil unidade de tarefas, na verdade estão adorando três deuses mesmo. É deveras triste constatar que com a recente adoração mais enfática ao Espírito Santo, não autorizada pelas Escrituras, a Igreja Adventista tem se constituído numa Igreja triteísta mesmo.
Assim que o monoteísmo trinitariano não é, definitivamente, o monoteísmo bíblico.
Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeços e para vos apresentar com exultação, imaculados diante da sua glória, ao único Deus, nosso Salvador, mediante Jesus Cristo, Senhor nosso, glória, majestade, império e soberania, antes de todas as eras, e agora, e por todos os séculos. Amem! Judas 24 e 25. Que Deus e seu amado Filho e nosso salvador nos guiem em toda a verdade.

 

OUÇA TAMBÉM ESSE BELÍSSIMO E EDIFICANTE TESTEMUNHO DE UM PRECIOSO SERVO DE DEUS:

2 comentários

Deixe uma resposta para Leonídio Gomes de Arruda Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Traduzir Site »