Header
Header
Header
Header
Header

TIREOIDE

IMPORTANTE…

?Repassando para conhecimento e ampla divulgação na rede!!!!! Olho vivo!!!!!?
É importante comentar com todas as mulheres: nossas filhas, netas, sobrinhas, mães e milhares de amigas e amigos para que eles discutam com suas respectivas esposas.
     Na quarta-feira, o Dr. Oz fez um programa mostrando o porquê do câncer da tiróide estar se expandindo rapidamente entre as mulheres. Ele afirmou que possivelmente possa ser um resultado das radiografias dentárias e das mamografias. 
No avental que protege os radiologistas odontológicos, há uma pequena pestana que pode ser levantada e encostada ao pescoço (cobrindo a glândula tireóide).
 Normalmente não é usada. Há também um “protetor de tiróide” para uso durante as mamografias… mas é necessário pedi-lo ao radiologista.

    Agora vem o comentário: “ontem, coincidentemente, fui fazer uma mamografia e perguntei ao técnico pelo protetor de tiróide e, completamente seguro de si, ele o tirou de uma gaveta. Perguntei-lhe por que não o ofereceu espontaneamente e ele respondeu:
 “Não sei, mas basta pedi-lo”. 
Agora eu me pergunto: como é que eu me lembraria de pedir, se não tivesse visto aquele programa?”
Compartilhe esta informação com os seus amigos
?(as)!
 
Abraços
JorgeCosta

OUÇA O ÁUDIO (PARTE 1 E PARTE 2), BASEADO NO TEXTO DO PRESBÍTERO ANDRÉ SANCHEZ : Você Pergunta.

Como assinante da Revista Adventista e como unitarista que sou não poderia deixar de comentar  a resposta do ilustríssimo doutor em teologia e especialista no Novo Testamento, Sr. WILSON PAROSHI, na seção BOA PERGUNTA, REVISTA ADVENTISTA DE FEVEREIRO 2015.

Não tenho capacidade para questionar a habilidade literária desse grande estudioso da Palavra de Deus. Infelizmente, quanto ao ensino teológico ali exposto, me parece deixar muito a desejar, principalmente sob o aspecto da imparcialidade na argumentação.

Verifica-se de forma gritante a intenção de a todo custo fazer com que a Bíblia ou quaisquer outros escritos deem embasamento a formula trinitária de Mateus 28:19 e quando não se consegue plenamente pela Bíblia, utiliza-se do expediente de elevar-se a credibilidade de escritos apócrifos e rejeita-se de forma descarada a inspiração das Escrituras Sagradas.

Avalie as expressões do articulista na primeira parte do inicio de suas considerações: “Em relação à fórmula batismal trinitariana de Mateus 28:19, a situação é a seguinte: (1) A fórmula está presente em todos os manuscritos gregos que contêm Mateus 28:19, pois nem todos os manuscritos sobreviveram de forma completa. Na verdade, alguns chegaram até nós em estado bastante fragmentário, mas todos os que contêm o versículo em questão registram a fórmula trinitariana, sem exceção, e isso acontece com vários manuscritos cujo texto remonta ao 2º século. (2) A fórmula também está presente em todas as antigas versões, cujo texto também data do 2º século.

A argumentação do doutor em afirmar: “pois nem todos os manuscritos sobreviveram de forma completa.”  me parece induzir o leitor a ideia de que somente as cópias (manuscritos) do novo testamento que contem a formula trinitária é que são completos, consequentemente mais confiáveis, entretanto isto pode também ser um forte argumento para comprovar o suposto acréscimo efetuado na Palavra, alias os, também, eminentes doutores em teologia da Igreja Católica Apostólica Romana dão a entender que provavelmente foi isto o que ocorreu (A Bíblia de Jerusalém – Edições Paulinas – 1991, pg. 1896, em nota de rodapé a Mt. 28.19).

Veja o que é dito na última parte do primeiro paragrafo de sua resposta:  (3) Toda a literatura patrística anterior ao 4º século que cita Mateus 28:19 inclui a fórmula trinitariana. Exemplos: a Didaquê (c. 130-150), uma espécie de manual da igreja síria; Justino Mártir (c. 150); Clemente de Alexandria (150-215); e Cipriano (3º século). Levando-se em conta o registro textual, portanto, é praticamente impossível afirmar que a fórmula trinitariana de Mateus 28:19 não seja original.”

Perceba que aqui o articulista apela para a literatura  extra bíblica para embasar sua argumentação em defesa da formula trinitária, e na minha ignorância quanto ao termo “patrística” vejam que reposta obtivemos: Patrística–Wikipédia, a enciclopédia livre pt.wikipedia.org/wiki/Patrística Patrística é o nome dado à filosofia cristã dos primeiros sete séculos, elaborada pelos Padres ou Pais da Igreja.

Gostaríamos de informar ao ilustre articulista que até mesmo a fonte extra bíblica por ele apresentada NÃO ERA TOTALMENTE TRINITÁRIA EM SUA ORIGEM, mas levou quatro séculos para assumir este dogma, senão vejamos: “A igreja  estudou este mistério com grande solicitude e, depois de quatro séculos de investigação, decidiu  expressar a doutrina deste modo: Na unidade da divindade há três pessoas – o Pai, o Filho e o Espírito Santo – realmente distintas uma das outra. Assim, nas palavras do Credo de Atanásio: “O Pai é Deus, o Filho é Deus, e o Espírito Santo é Deus, e no entanto não são três deuses, mas um só Deus” [249 – 256] CATECISMO DO CATÓLICO DE HOJE-Editora Santuário- Aparecida-São Paulo, página 12″

CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTO

“E quanto ao batismo cristão primitivo, era ele feito em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo? De acordo com o livro de Atos, a resposta é não, pois todos os batismos ali mencionados são em nome de Jesus apenas (Atos 2:38; 8:16; 10:48; 19:5; 22:16; cf. 1 Coríntios 6:11). Como entender isso? Não é fácil, como não é fácil entender que, mesmo após a ressurreição de Jesus, os apóstolos ainda achavam que ele tivesse vindo para restaurar a independência política de Israel (Atos 1:6, 7), ou que eles, de alguma forma, ainda continuavam envolvidos nas atividades cerimoniais do templo (Atos 2:46; 3:1; 21:23, 24), ou que o próprio Paulo, ao final de sua terceira viagem missionária, ainda tivesse ido ao templo oferecer sacrifício (Atos 21:26).”

Não tendo como fugir a realidade teve que admitir que não há nas Escrituras nenhum batismo realizado em nome de uma “trindade” ai apelou para sua dificuldade de entender certos assuntos das escrituras,  bem que poderíamos parafrasear o Mestre Nazareno e dizer: “Tu que és mestre na IASD e não entendes estas coisas”

O LIVRO DE ATOS DOS APÓSTOLOS, não serve como manual para a igreja?

“Seja como for, isso significa que não devemos olhar para o livro de Atos como se fosse um manual de igreja, muito menos como um manual evangelístico, como muitos o fazem. O livro de Atos apenas descreve como foram os primeiros 30 anos da igreja apostólica, seus erros e acertos, e como Deus atuou por meio deles para a consolidação e expansão da igreja. O período histórico abrangido por Atos foi de transição, em que muitos temas e práticas ainda careciam de desenvolvimento ou de uma compreensão mais clara. Foi assim com a questão da volta de Jesus, a pregação aos gentios e a própria organização da igreja.”

Que me perdoe o tão eminente doutor em teologia, mas esta é a parte de sua resposta que mais me parece deprimente, isto é, desprezar o valor teológico, missionário e inspirador de um livro das Sagradas Escrituras para substituí-lo por escritos apócrifos: Exemplos: a Didaquê (c. 130-150), uma espécie de manual da igreja síria.

O QUE APRENDI NA IASD

Não aconselho ninguém a afirmar que a formula trinitária de Mateus 28:19 é apócrifo ou um enxerto na Palavra de Deus, até porque não possuo provas materiais e indiscutíveis para afirmar tal coisa, mas uma coisa eu aprendi na Igreja Adventista do Sétimo Dia, é que não se apoia uma doutrina bíblica por um único  versículo quando houver vários outros que indiquem o contrário.

Fraternalmente,

Heráclito Fernandes da Mota

ACESSE E LEIA

ACESSE CLICANDO AQUI. VEJA A LISTA

Ouça o áudio

2015 É O ANO INTERNACIONAL DO SOLO

fevereiro 22nd, 2015 | Posted by Paulo Pinto in Artigos - (0 Comments)


PARTILHE COM SEUS AMIGOS.
A TERRA QUE ESTÁ SENDO EXAURIDA E MALTRATADA, TRAZENDO CONSEQUÊNCIAS GRAVES AO PLANETA. VAMOS PRESERVÁ-LA.

Postado pelo Presbítero André Sanchez em: VocêPergunta
Você Pergunta: Olá, tudo bem? Sou casado há 5 anos e não consigo ficar sem ver pornografia. Nunca conversei sobre isso com minha esposa, nem sei se ela sabe se faço isso, pois faço escondido. Alguns amigos com quem comentei acham isso normal, pois dizem que nós homens temos necessidades sexuais muito fortes. O que a Bíblia diz sobre isso? Tenho um amigo de outra igreja que acha normal acessar pornografia, que não vê nenhum problema. Estou meio perdido.

Caro leitor, hoje em dia, pelas facilidades da tecnologia, é muito comum vermos jovens cristãos ainda solteiros viciados em pornografia. Eles muitas vezes justificam esse ato com o argumento de que os hormônios estão à flor da pele, que ainda falta muito tempo para casarem e terem uma vida sexual ativa, etc., etc.

Um homem casado pode ver pornografia ou há algum problema nisso?

Não entrarei hoje nesse artigo no mérito do argumento dos jovens serem ou não aceitáveis. Dentro dessa questão de ver pornografia em suas muitas formas, hoje gostaria de falar sobre outra realidade muito presente: Homens casados que veem pornografia. Esse comportamento seria aceitável? A Bíblia dá apoio a esse comportamento? Por causa das suas necessidades sexuais os homens teriam esse direito?

Em primeiro lugar, os homens casados que acessam pornografia se dividem em dois grupos: O primeiro grupo são aqueles que aceitam que de alguma forma a pornografia não é algo que agrada a Deus e lutam contra essa prática. O segundo grupo é de homens que acham essa prática normal e aceitam que a pornografia possa dividir espaço normalmente dentro do casamento.

Visando orientar esses dois grupos de homens casados, vejamos o que a Bíblia diz sobre essa questão:

(1) O acesso à pornografia dentro do casamento é um pecado grave e foi claramente condenado por Jesus Cristo: “Eu, porém, vos digo: qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela.” (Mateus 5.28). Esse texto é claramente direcionado aos casados, já que só quem é casado pode cometer adultério. O fato de ver pornografia faz da pessoa um adúltero, segundo ensina Jesus. É uma traição para com a esposa. Alguns acreditam que o adultério só é consolidado com o ato físico fora do casamento. Mas Jesus diz que não é bem assim! O adultério não é apenas a quebra da aliança do casamento através de um ato sexual com outra pessoa fora do casamento. Jesus aprofunda essa questão, mostrando que aquilo que fazemos dentro de nossa mente também está debaixo do julgamento de Deus. Nossa mente não é uma “terra de ninguém”.

(2) A Bíblia mostra claramente que a pessoa que é casada deve conservar seu compromisso imaculado, sob a pena de ser julgada (e claro, sendo adúltera), condenada por Deus: “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros.” (Hebreus 13.4). A seriedade com que a Bíblia trata esse assunto mostra que não é possível sequer imaginarmos que seja do agrado de Deus que um homem mantenha uma rotina de acesso à pornografia dentro de seu casamento.

180 5 8
(3) A figura usada na Bíblia para comparar uma relação de casamento é a própria relação de Jesus Cristo com a Sua igreja: “Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela…” (Efésios5.25). Será que esse padrão de amor e abnegação apresentado pela Bíblia poderia ser exercido com o marido acessando pornografia dentro do casamento? Será que o marido acessando pornografia estaria amando sua esposa com quem casou como Cristo amou a Sua igreja? Sinceramente não, concorda?!

(4) Aos homens que acham que é possível manter essa vida dupla digo que estão enganando a si mesmos. Tenho quase 100% de certeza que tentam manter essa vida escondido da esposa ou se a esposa sabe de alguma forma, não aprova tal comportamento, se sentindo muitas vezes mal amada e trocada por imagens que tomam o lugar que deveria ser dela na vida sexual com o marido. Isso é como um câncer que corrói o relacionamento e destrói tudo aquilo que outrora havia unido esse casal. Vale a pena continuar com esse pecado e destruir algo que se levou tanto tempo para construir? O homem que acessa pornografia e não se arrepende e luta contra esse ato caminha para destruir seu relacionamento, já que não há comunhão alguma da luz com as trevas.

(5) Aos homens que sabem que isso é errado, mas ainda mantém essa vida, lutando contra a pornografia, digo que precisam se fortalecer e deixar essa prática. A desculpa que damos de que “é mais forte do que eu” não é aceita por Deus, pois ele mesmo declara: “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.” (1 Coríntios 10.13). Isso significa que temos capacidade suficiente para resistir, só não resistimos porque de alguma forma não queremos plenamente fazer isso. Talvez o prazer seja maior que a vontade de resistir a ele. Em outro lugar é claramente declarado: “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” (Tiago 4.7). Deus dá condições ao homem de vencer essa prática, mas o homem precisa fazer a sua parte!

(6) Alguns homens culpam a esposa por esse comportamento alegando que a mulher não é “quente” o bastante ou não lhe dá a atenção devida na área sexual. Esse não é um argumento válido para justificar o acesso à pornografia. Se a esposa está devendo algo, a melhor forma de resolver isso é dialogando. Infelizmente alguns homens veem suas esposas apenas como uma máquina de fazer sexo que deve estar ao seu dispor. Se quer que sua esposa te satisfaça, seja um marido que mereça isso e você terá isso. Invista na melhoria da sua vida sexual ao invés de embrenhar nos caminhos da pornografia.

(7) Homens casados que acessam pornografia: Arrependam-se enquanto é tempo! Caiam aos pés do Senhor e busquem a misericórdia e o perdão Dele. E a partir dai lutem com todas as suas forças para que esse pecado não entre mais em seus corações. Lutem, lutem, lutem! Seu casamento e sua vida com Deus valem cada esforço para se manter fora desse mundo imundo criado pelo diabo para enlamear os homens e levá-los para longe de sua família e de Deus.

Para ajudar de alguma forma nessa luta, no próximo artigo darei 10 dicas de como evitar cair no pecado da pornografia dentro e fora do casamento. Acesse o blog em alguns dias para ler esse artigo!

LEIA A MATÉRIA CLICANDO AQUI

Mas a Bíblia diz: “Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.
Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro”. Romanos 1:25-27

Está publicado em http://www.rondoniadinamica.com/

Publicada em 21/02/2015 – 21h38min   /  Autor:  Bloomberg Flavia Krause-Jackson e Alessandra Migliaccio

“Em menos de dois anos no cargo, ele desviou os holofotes dos padres abusivos e utilizou a imagem renovada para entrar de sola nos conflitos, por exemplo, ajudando a restaurar os vínculos entre Cuba e os EUA e até fazendo lobby para um acordo global sobre o clima

(Bloomberg Business) – Ele se reuniu com um homem transgênero, disse aos católicos que eles não devem se reproduzir como coelhos e lavou os pés de uma mulher muçulmana. Embora tudo isso possa soar como se ele estivesse prestes a anular os dogmas, o verdadeiro interesse do papa Francisco é a geopolítica.

Em menos de dois anos no cargo, ele desviou os holofotes dos padres abusivos e utilizou a imagem renovada para entrar de sola nos conflitos, por exemplo, ajudando a restaurar os vínculos entre Cuba e os EUA e até fazendo lobby para um acordo global sobre o clima. Em setembro, ele se tornará o primeiro líder religioso que atua como chefe de Estado a discursar para uma sessão conjunta do Congresso dos EUA.

“Ele está aproveitando o fascínio que ele exerce”, disse John Wauck, professor da Pontifícia Universidade da Santa Cruz em Roma. “Ele chamou a atenção do mundo e está utilizando-a”.

Ao deixar de lado as discussões sobre aborto, casamento gay e sexo, Francisco se prestou a exercer uma função nas questões mundiais, desde as crises econômicas até as relações com a China, de acordo com o padre Thomas Reese, autor do livro “Inside the Vatican: The Politics and Organization of the Catholic Church” (Dentro do Vaticano: política e organização da Igreja Católica).

O papa João Paulo II só pensava em acabar com o Comunismo na década de 1980, e o papa Bento XVI era um rato de biblioteca que tendia a cometer gafes e se preocupava com o relativismo. Francisco, por sua vez, adota uma agenda política abrangente fora dos limites do Vaticano.

Seguindo os passos da administração de Obama, ele está até dando uma volta pela Ásia. Ele já foi duas vezes à região ignorada por seu antecessor, não só para tentar encher novamente os bancos das igrejas, mas também para ganhar impulso entre os poderes crescentes.

Chamado de Pequim

O desafio para Francisco – que provém de uma ordem religiosa que catequisou na China durante o século 16 – é tentar repetir seu sucesso cubano com um inimigo comunista mais importante. A Santa Sé e o país mais populoso do mundo estão em desacordo desde 1951 sobre, entre outras coisas, o direito de ordenar bispos.

O caminho provavelmente será longo. Para persuadir a espinhosa China, o papa precisaria abandonar Taiwan, que a China há muito reivindica. Não há muitos indícios de que a China esteja disposta a interromper sua prática de nomear bispos independentemente da Santa Sé. A China tem cerca de 12 milhões de católicos – três vezes mais do que a Irlanda – em comparação com meros 300.000 fiéis em Taiwan.

Há limites para o alcance do suave poder papal, e uma visita à China não parece ser iminente. Em comparação, João Paulo II fez história em menos de um ano de papado, quando visitou a Polônia comunista, sua terra natal, desafiando a União Soviética.

Quando Francisco foi eleito, poucos imaginavam que ele fosse um caxias da política. Ao contrário de antecessores como João XXIII e Pio XII, que eram representantes do Vaticano, o passado de Francisco não demonstrava tal preparação – embora esse interesse sempre esteve presente. Eduardo Valdez, um diplomata argentino que conheceu o papa quando ele era arcebispo de Buenos Aires, disse que eles nunca conversaram sobre religião, só sobre política internacional.

A brecha entre o conhecimento e a efetividade pode ser grande. Francisco mergulhou em conflitos internacionais difíceis, como a Coreia, Cuba e a Palestina, e nem tudo deu certo.Silêncio de Pyongyang

Seu pedido de reconciliação entre as Coreias foi respondido com o silêncio de Pyongyang; no dia em que ele chegou na península, a Coreia do Norte disparou mísseis ao mar.

Francisco conseguiu convencer o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, e o então presidente de Israel Shimon Peres a se cumprimentarem com beijos, agarrarem pás e abrirem um buraco para plantar uma oliveira nos jardins do Vaticano. Embora ele tenha chamado a atenção para as dificuldades dos palestinos ao rezar em Belém, ao lado de um grafite que dizia “Palestina livre”, sua visita foi ofuscada por um ressurgimento da violência.

Ele foi muito mais bem-sucedido com Cuba, hospedando secretamente delegações cubanas e americanas e cumprindo um papel fundamental nas trocas de prisioneiros que levaram à renovação dos vínculos depois de meio século.

A perspectiva internacional do papa também evidencia-se na reorganização do Colégio dos Cardeais, que escolherá seu sucessor, que aumenta as probabilidades de que o próximo líder de 1,2 bilhão de católicos seja da Ásia ou da África.

Cuidadosamente planejadas

Drew Christiansen, ex-diretor da Secretaria para a Justiça e a Paz Mundial da Conferência dos Bispos Católicos dos EUA, elogiou a abertura do papa, mas acrescentou que, embora as declarações dele pareçam ser improvisadas, elas são cuidadosamente planejadas.

“A espontaneidade dele é muito bem pensada”, disse Christiansen, que assessorou a Igreja em suas negociações diplomáticas com a China. “A reformulação cultural significa que, quando o papa fala, as pessoas prestam atenção”.

Nem todos concordam. Tradicionalistas dizem que ele atacou as doutrinas. Alguns liberais dizem que ele é puro papo-furado. As modificações que ele realizou no Vaticano lhe renderam inimigos internos, ao passo que suas expressões de tolerância aos gays geraram, em alguns setores, poucos elogios, pois chegaram tarde demais para fazer muita diferença: o papa que se recusou a julgar os homossexuais ainda não está com pressa para permitir que eles se casem, como a Igreja Anglicana.

Mesmo assim, seus ataques carismáticos parecem estar afetando o rebanho. Mais pessoas estão frequentando a Igreja, a quantidade de doações voluntárias conhecida como óbolo de São Pedro aumentou 20 por cento, e ele adicionou 8 milhões de seguidores a suas contas plurilíngues do Twitter no período de um ano. Suas aparições atraem um público em geral três vezes maior do que as do seu antecessor.

Primeira visita

Nascido em uma família de imigrantes italianos abastados que fugiram do fascismo, o papa, Jorge Bergoglio, é o mais velho de cinco irmãos criados em um bairro de classe média no centro de Buenos Aires. Sua avó, Rosa, além de contar-lhe histórias sobre a vida dos santos, também moldou suas opiniões sobre os excessos do capitalismo e ensinou-lhe que “mortalha não tem bolso”.

Essas opiniões só se fortaleceram à medida que ele amadureceu uma “economia de redistribuição de renda”, para a tristeza de alguns possíveis candidatos republicanos à eleição presidencial de 2016. Chegado setembro, ele irá a Nova York para a reunião anual das Nações Unidas e, depois, para o Congresso. Será sua primeira visita aos EUA.

Se o discurso que ele deu aos legisladores da União Europeia servir de indício, Francisco não hesitará em castigar no Capitólio. Ele disse ao Parlamento que a Europa estava “um pouco envelhecida e empachada, sentindo-se menos protagonista em um contexto que frequentemente observa-a com indiferença, desconfiança e, por vezes, com suspeita”.

Na viagem de volta das Filipinas no mês passado, ele brincou dizendo que adoraria entrar nos EUA pela fronteira mexicana, em homenagem aos imigrantes.

Com Wall Street na mira, o papa deixou claro que a avareza corporativa e a desigualdade de renda são prioridades. Ele também disse que emitirá uma encíclica sobre o aquecimento global – outra primeira vez papal – e usará sua visita aos EUA para explicar que “foi o homem quem deu um tapa na cara da natureza”. Ele poderia pedir que a Casa Branca incentive um acordo climático em Paris em dezembro.

O objetivo de concretizar as coisas rapidamente não se deve apenas às diversas crises da Igreja. Com apenas um pulmão funcionando e já perto dos 80, Francisco tem um senso de urgência pessoal.

“Na minha idade”, disse ele ao jornal espanhol La Vanguardia, “não tenho muito a perder”.

Tí”

 

www.msn.com/pt-br/noticias/mundo/do-sexo-%c3%a0-pol%c3%adtica-do-mundo-real-a-igreja-do-papa-francisco/ar-AA9aM4v

 

OUÇA O ÁUDIO DE AVEAV E O PARTILHE COM AMIGOS. CLIQUE NO LINK E, AO ABRIR A PÁGINA COM O MP3, CLIQUE DUAS VEZES E OUÇA A MENSAGEM.

“E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” João 8:32.

UM ENGANO DUPLO LEVA MEMBROS DE IGREJAS A CONTRIBUÍREM COM R$20 BILHÕES EM UM SÓ ANO NO BRASIL

E o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo. Marcos 15:38.

Desde que fiz parte de uma denominação, sempre pensei que os líderes religiosos falassem a verdade sobre a Bíblia Sagrada.

Sempre me ensinaram que o Dízimo era um dever de todo o crente e que quem não pagava ou devolvia o dízimo era ladrão, pois assim está no livro do profeta Malaquias. Deixam de ensinar que este texto refere-se à Antiga Aliança.

ENGANO DUPLO LEVA MEMBROS DE IGREJAS A CONTRIBUÍREM COM R$20 BILHÕES EM UM SÓ ANO NO BRASIL, algo correspondente a metade do orçamento da cidade de SP, ou a 90 % do disponível para o bolsa família deste ano, conforme está publicado na Folha de SP, de 18 de fevereiro de 2015.

Primeiro engano: Os líderes “religiosos” ensinam aos membros que o Dízimo ainda está em vigor para os crentes sob a nova aliança. Na realidade, o sacerdócio levítico acabou na cruz de Cristo. Não há mais sacerdócio levítico, não há mais dízimo. Não existe um só verso no Novo Testamento, após a cruz, onde a primitiva igreja de Cristo e dos apóstolos pratique o dízimo. Nem um só verso.

Segundo grande engano: Os líderes “religiosos” ensinam que o Dízimo é em dinheiro. O Dízimo na Bíblia, nos tempos do Antigo Testamento, sob a velha aliança, sempre foi em alimentos do campo, manufatura de Deus, vegetais ou animais do campo, NUNCA dinheiro, ouro ou prata, mesmo nos tempos primitivos quando havia moeda corrente (Alguns líderes maliciosos enganam os irmãos humildes e de pouca leitura dizendo que o dízimo era em dinheiro porque naquele tempo o dinheiro era sempre alimentos do campo. MENTIRA DESLAVADA. Confira em Gen. 23:16.

Os líderes são muito espertos, astutos; ensinam que não é preciso mais fazer circuncisão, sacrifícios de animais, etc. mas, o dízimo do levita está em vigor, menos o dízimo que era usado para os pobres, os estrangeiros, os órfãos e viúvas, conforme Deuteronômio 14:28 e 29, que sempre incluía o levita.

Por não estudar as Escrituras sagradas como faziam os bereanos de Atos 17:11 e os bereanos dos dias modernos, milhões continuam sendo enganados pelo sistema religioso que deixou a verdade, enquanto milhares, pouco a pouco estão sendo despertados pelo Espírito Santo de Deus e buscando servir a Deus e a Jesus em espírito e em verdade, em liberdade.

NÃO É À TOA QUE A RELIGIÃO SE TORNOU REPUGNANTE JÁ NOS DIAS DE CRISTO.

E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas; Mateus 21:12

E achou no templo os que vendiam bois, e ovelhas, e pombos, e os cambiadores assentados. João 2:14

E vieram a Jerusalém; e Jesus, entrando no templo, começou a expulsar os que vendiam e compravam no templo; e derrubou as mesas dos cambiadores e as cadeiras dos que vendiam pombas. Marcos 11:15

E tendo feito um azorrague de cordéis, lançou todos fora do templo, também os bois e ovelhas; e espalhou o dinheiro dos cambiadores, e derribou as mesas; João 2:15

DEUS ABRA OS OLHOS DE TODOS OS SINCEROS.

Veja a reportagem da FOLHA DE SÃO PAULO

LEIA TAMBÉM: O DÍZIMO NO VELHO TESTAMENTO E O DADIVAR NO NOVO TESTAMENTO

Igreja Mórmon arrecada US$ 7 bilhões de dízimo por ano nos EUA

JOÃO 8:32 E 36. DEPOIS DE SER ESCRAVO DA IASD POR 41 ANOS, HÁ 12 ANOS DEUS ME LIBERTOU, À MINHA FAMÍLIA E A MILHARES NO MUNDO INTEIRO.

LEIA EM AGROSOFT BRASIL