Header
Header
Header
Header
Header

O TEXTO BASE É DANIEL 5, COMENTADO POR JÚLIO NERES DO JN MINISTÉRIOS.

ACESSE http://sdrv.ms/18gBwGv E OUÇA OS ÁUDIOS.

EM http://aodeusunico.com.br/?p=3365 VOCÊ LÊ O TEXTO DO COMENTÁRIO.

 

SONHO: O BEBÊ QUE FALAVA PELOS PÉS

setembro 29th, 2013 | Posted by Paulo Pinto in Artigos - (0 Comments)

Uma das promessas bíblicas para os últimos dias é a de que os jovens terão visões e os velhos, sonhos. Como a promessa de Joel 3:1-2 é extensiva a “todos os viventes”, costumo prestar atenção também no conteúdo de meus sonhos. E em duas ou três ocasiões, ao longo destes dois anos de Adventistas.Com, partilhei aqui mensagens deduzidas a partir deles.

Nesta madrugada, um breve sonho causou-me profunda e dolorosa impressão. Sonhei que tinha nos braços um bebezinho recém-nascido, cuja voz saía dos pés, embora fosse possível perceber que seus pequeninos lábios se moviam. Aquilo me intrigou e perguntei, em sonho, a quem estava próximo, por que aquilo acontecia. Em resposta, disseram-me que os próprios pais dele haviam produzido aquela inversão macabra através de uma cirurgia!

A revelação me agitou interiormente. E segundo minha esposa, revirei-me de maneira brusca na cama, gesticulando como se protestasse. Quando acordei, estava caído fora da cama, com fortes dores na base da coluna…

Para que não aconteça como em outras ocasiões, quando sonhos que me pareciam significativos terminaram esquecidos irrecuperavelmente por não os haver transcrito, escrevo este breve relato seguido do que me parece ser a interpretação do tal sonho.

Interpretação

O bebê recém-nascido é a “nova” igreja adventista do sétimo dia que pode surgir aqui na América do Sul, através desse despertamento que resultou no congresso da Associação Brasileira de Adventistas Leigos. Uma iasd livre, cuja cabeça é apenas Cristo. 

O problema é que essa igreja renovada, que acaba de nascer, erra por repetir em aspectos de sua reestruturação e procedimentos a mesma inversão de valores que se vê na IASD. Pés que pretendem pensar e falar em lugar da cabeça, que é Cristo.

Instituições e siglas, decisões de comissões, opiniões e crenças de alguns, práticas tradicionais, regulamentos e exigências não-bíblicos continuam sendo colocados acima do discernimento individual, que só deve submeter-se à autoridade divina, conforme revelada na Bíblia.

Na iasd livre, que Deus está suscitando, adventista algum estará subordinado a marcas registradas, templos, congregações específicas, … contribuições compulsórias ou cargos e funções hierarquizados. 

Liberto por Deus dos cordões manipuladores da estrutura oficial, o adventista livre será o senhor de sua religião. “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará… Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” João 8:32-36. 

O conhecimento da verdade em Cristo liberta tanto do erro e de suas conseqüências quanto das estruturas e práticas opressoras. “Ora, o Senhor é o Espírito; e, onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.” II Coríntios 3:17.

Cuidado, irmão, com os hierarquizantes, que propõem comissões representativas em lugar de grupos de estudo e oração. Que exigem a continuação da obrigatoriedade dos dízimos, embora saibam que o sacerdócio levítico perdeu seu sentido na cruz e o conselho apostólico foi: “Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria.” II Coríntios 9:7.

Cuidado com os que pretendem preservar privilégios, conservar poderes e mecanismos de controle herdados do injusto e antibíblico sistema denominacional vigente. Que formulam credos, conclusões e documentos em caráter definitivo, enquanto a Bíblia afirma que a revelação e a compreensão da verdade e da vontade do Senhor se dão de forma transformadora e crescente. “Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.” Provérbios 4:18.

Novas Bem-Aventuranças

Bem-aventurados os adventistas-livres, a quem a Organização exclui e remove de seus registros meramente terrestres. Sobre eles, já não poderá haver controle nem ameaças de perda de cargos ou desligamento. E seus nomes permanecem nos livros do Céu!

Bem-aventurados os adventistas livres, a quem Deus libertou de obrigações e rotinas desmotivadoras, aos domingos, quartas e sábados, e abriu a possibillidade de a cada semana, infiltrarem-se como sal em outras congregações, partilhando com outros a verdade que liberta. 

Bem-aventurados os adventistas livres, porque podem reunir-se em dias, horários e locais alternativos, tendo os dias e horários tradicionais de reunião livres para permanecer em contato com os antigos irmãos e atraí-los para a liberdade que Cristo oferece.

Bem-aventurados os adventistas livres, porque podem submeter-se com maior facilidade aos planos divinos e serem usados por Deus nos locais e momentos em que Ele escolher. Deus mesmo lhes conduzirá aos lugares certos, criando oportunidades para dizerem o que precisar ser dito.

Bem-aventurados os adventistas livres, porque podem iniciar classes bíblicas ou grupos de estudo sem necessitar da autorização de homem algum. Eles não doutrinarão nem forçarão decisões prematuras, para que outros alcancem alvos ou se promovam na Revista Adventista.

Bem-aventurados os adventistas livres, porque recuperarão para si o trabalho e prerrogativas de apóstolos. Eles próprios batizarão seus interessados, ministrarão santas ceias e servirão aos irmãos, conforme lhes indicar o Espírito.

Bem-aventurados os adventistas livres, porque, libertos do controle e da padronização de pensamento, podem estudar, pesquisar e descobrir nova luz ou redescobrir preciosas verdades bíblicas a qualquer momento, sem ter de reformular credos ou aguardar pela avaliação de terceiros. 

Bem-aventurados os adventistas livres, porque se libertaram da salvação negociada pelos novos mercadores do templo, que condicionam a entrada no Céu ao pagamento de tributos sacros a uma casta mercenária que se interpõe entre os homens e Deus.

Bem-aventurados os adventistas livres, porque prestam contas unicamente a Deus relacionando-se diretamente com Ele, através de Cristo, Seu advogado e sumo-sacerdote. Assim, sem a interferência de homem algum, a religião volta a ser um assunto entre o indivíduo e Deus.

“Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão.” Gálatas 5:1.

Robson Ramos

FONTE: http://www.adventistas.com/novembro2001/congresso/sonho_robson.htm

 

por Jarbas Aragão

Rumores sobre terceiro templo fazem palestinos declarar guerra a IsraelRumores sobre terceiro templo fazem palestinos declarar guerra a Israel

Centenas de palestinos se reuniram este mês para alertar o mundo árabe: Israel quer destruir a mesquita de al Aqsa para construir seu templo.

Enquanto o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas discursa na Assembleia Geral da ONU, vários grupos palestinos estão se preparando para uma terceira intifada contra Israel. Intifada é o termo que significa “revolta”, anunciado toda a vez que os palestinos desejam um ataque mais forte contra os judeus. A primeira foi em 1987 e a segunda em 2000, quando foi provocada pela visita  à caminhada de à caminhada de Ariel Sharon pela Esplanada das Mesquitas. Nos meses seguintes os conflitos deixaram muitos mortos e feridos.

A convocação desta vez foi um sinal de protesto contra a visita de grupos judeus ao Monte do Templo e a divulgação recente de que todos os preparativos já foram feitos para reerguê-lo.

Vários grupos de palestinos saíram às ruas após as orações da sexta, seu dia santo, para expressar sua “solidariedade com a Mesquita Al Aksa em face da agressão israelense”. Na semana passada, milhares de árabes israelenses participaram da manifestação “Al-Aksa está em perigo” no estádio de futebol em Umm al-Fahm. O evento teve cobertura da rede Al Jazeera.

O Sheikh Husam Abu Lil declarou diante das câmeras de TV que o governo de Israel está aproveitando que os olhos do mundo árabe estão voltados para situações no Egito e na Síria para tentar destruir o Domo da Rocha. O sheik Katib questionou o governo israelense “Por que vocês estão iniciando uma guerra santa na qual seu povo será o primeiro a ser exterminado?”

Ontem, (27), o grupo terrorista Hamas, ameaçou retomar os atentados suicidas contra Israel. Seu porta-voz Abu Obaida, disse aos jornalistas “Estamos prontos para ensinar uma lição a eles caso ocorram novos ataques contra a Faixa de Gaza”. Aproveitou para anunciar seu desejo de travar uma nova intifada, contra os esforços de Israel para “judaizar Jerusalém”.

O líder do grupo extremista Jihad Islâmica, Ahmed al-Mudallal, também exortou os palestinos “A nova intifada deve entrar em efeito contra o inimigo sionista. Acreditamos que o nosso povo tem a vontade e a capacidade de libertar a Palestina desde o rio até o mar”.

Acusando Israel de fazer novos esforços para retomar o Monte do Templo, destruindo assim os lugares sagrados para os muçulmanos, o líder da Jihad Islâmica pediu à Autoridade Palestina que encerre as atuais conversações de paz.

Um grupo palestino denominado Coalização Jovem também fez coro à Intifada, pedindo que os palestinos demonstrem sua indignação contra as visitas judaicas ao Monte do Templo. Ele diz que tem o apoio do Fatah, Hamas, Jihad Islâmica, Frente Popular para a Libertação da Palestina e da Iniciativa Nacional Palestina.

Os soldados pertencentes às Brigadas dos Mártires de Aksa, apareceram em imagens divulgadas na internet armados e mascarados, ameaçando lançar ataques contra Israel em breve. “O inimigo logo irá pagar um alto preço por seus crimes em Jerusalém”, disse um porta-voz do grupo.

A mídia israelense questiona a falta de divulgação das ameaças contra a paz em Israel, enquanto grande parte da imprensa divulga declarações do governo iraniano e da Autoridade Palestina. Com informações de Jerusalém Post.

FONTE: http://noticias.gospelprime.com.br/terceiro-templo-guerra-israel-palestina/

 

 

aceite-de-marihuana-gratis-salud-medicina-natural-Jah-cancer-memoria-descarga

Escrito  por Moreh Ahmed

¿Hay algún apoyo bíblico para el ungimiento masivo de enfermos durante un servicio de adoración?

La Biblia menciona muy poco acerca del ungimiento de los enfermos. Es muy probable que, en la Kehilah (casa de estudios), haya sido una ceremonia privada. Cuando los discípulos de Yahshua vieron a una persona enferma mientras estaban predicando, la ungieron y oraron por su curación (Mar. 6:13). Pero el pasaje más importante acerca de este tema se encuentra en Santiago 5:14, 15.

1. Instrucciones para el ungimiento de enfermos.
La única instrucción bíblica específica con respecto al ungimiento de los enfermos se encuentra en el análisis de Santiago de la oración. El apóstol enumera una serie de pasos para el ungimiento del enfermo, dando a entender que este tipo de oración debe ser ofrecida de una manera ordenada. Primero, una persona enferma invita a los ancianos, los líderes de la congregación, a que vengan a orar de rodillas por ella. Esta es, claramente, una ocasión privada, y sucede en el hogar de una persona. Segundo, los ancianos oran sobre la persona enferma. Si bien la práctica de imposición de manos sobre la persona no es mencionada, la frase oren sobre él (BJ) implica que esto era hecho. De todas maneras, el ungimiento requiere algún contacto físico con la persona. Tercero, el acto de ungir está combinado con la oración. El aceite de Cañamo era utilizado durante la ceremonia. El significado del aceite no está claro, pero el hecho de que el aceite era utilizado con propósitos médicos (ver Isa. 1:6) puede sugerir que era usado para indicar que esta es una oración por sanidad. También podría ser que el aceite sea un símbolo de la presencia del Espíritu Santo (Yahshua), el agente divino dador de la vida, Isa. 61:1-3 “El Ruaj de YAHWEH está sobre mí; por lo tanto, me ha ungido para anunciar las Buenas Noticias a los pobres; me ha enviado a proclamar libertad a los cautivos, y vista renovada a los ciegos, a proclamar el año del favor de YAHWEH.”Y el día de venganza de nuestro Elohim;para consolar a todos los que lloran, para proveer para aquellos en Tziyon que están de luto,dándoles gloria en lugar de cenizas, el aceite de gozo en lugar a los enlutados, manto de alabanza en lugar de ruaj abatido, para que sean llamados generaciones de justicia [Je 24:6; plantados por YAHWEH para gloria.

Cuarto, durante la oración, el nombre de Yahshua es invocado. Esta es otra manera de decir que los que oran no están confiando en su propio poder sino en el poder del Mashaij resucitado. Su solicitud reconoce que se es incapaz de satisfacer las necesidades de la persona enferma. Esto excluye la autoglorificación y todo sentido de orgullo o superioridad religiosa.

2. Significado de la ceremonia.

Varias cosas son significativas con respecto a esta importante ceremonia. Primero, el aceite  tiene propiedades medicinales La curación ocurre por medio de la intervención del Mashaij en respuesta a la oración que se le ofrece, a logrando curar a muchos pacientes enfermedades como CÁNCER, alergias en la piel, diabetes, infecciones, glaucoma, artritis, dolor crónico, quemaduras, ulceras, nacidos, migrañas, insomnio, asma, ansiedad, depresión y muchas enfermedades mas. (crianças, enxaqueca, insônia, asma, ansiedade, depressão e muitas mais doenças).

También le ayuda regular su peso, cura los tejidos de las heridas, rejuvenece órganos vitales y aliviar todo problema en los ovarios.

Invocar su Nombre (Yahshua) es indispensable en esta ceremonia. Los que oran ofrecen la oración con fe, confiando en la sabiduría y el poder de Yahweh. El aceite es simbólico y señala el poder de Yahshua para sanar.

Santiago deja en claro que el enfermo será sanado, y esto sucede muchas veces. Sin embargo, permanece el misterio de la oración, porque en algunos casos la oración de fe requiere que confiemos en la sabiduría de Yahweh cuando escoge actuar de otra manera. Segundo, la enfermedad no necesariamente es el resultado del pecado en la vida de una persona. Santiago escribió: Si hubiere cometido pecados, le serán perdonados (Sant. 5:15), dejando abierta la posibilidad de que la enfermedad tenga una causa natural.

La referencia al perdón indica que la sanidad por la que se ora tiene una naturaleza holística, de tal manera que la oración traiga sanidad tanto física como espiritual a la persona. La vida espiritual también es renovada a través del poder del Espíritu y la confesión del pecado.
La oración no se hace en favor de una persona que está agonizando, sino por una persona enferma que requiere sanidad. La práctica de la extrema unción no puede ser sustentada a partir de Santiago 5:14 y 15.

3. Implicaciones prácticas.

No existe apoyo bíblico para la práctica del ungimiento de enfermos en grandes cantidades durante una reunión religiosa pública. Santiago deja en claro que esta es una ceremonia religiosa privada. Una práctica mal informada del ungimiento podría conducir fácilmente a un énfasis excesivo en lo milagroso y emocional. Cuando esto sucede, la confiabilidad de una experiencia religiosa generalmente está determinada por un supuesto encuentro con el Espíritu Santo (Yahshua), independiente del testimonio de las Escrituras. Somos el pueblo de la Palabra, y deberíamos continuar dándole su papel principal en la vida de la congregación. La fe y la práctica deben ser juzgadas por la clara instrucción de las Santas Escrituras.

FONTE: http://feedproxy.google.com/~r/LosEventosFinalesProfecasBblicas/~3/cBK7HZ5YoZw/?utm_source=feedburner&utm_medium=email

 

Hoje em dia, Satanás parece tão bem sucedido, como nunca o foi antes, não apenas em levantar adversários, a fim de perseguir e destruir o povo de Deus, mas também em privá-los da fé na Palavra de Deus, usando a crítica textual naturalista ao Novo Testamento  e o modernismo dela resultante. Será que, finalmente, o astuto Satanás vai ter sucesso?  Não, porque a sua batalha já está perdida.

A Bíblia mostra que Satanás foi, certa vez, a mais bela das criaturas de Deus. Ele era “o querubim, ungido para cobrir, estabelecido no monte santo de Deus, o qual  estava no meio das pedras afogueadas… Estrela da manhã.” Mas ele caiu, por causa do orgulho, levando com ele uma multidão de espíritos rebeldes  (2 Pedro 2:4Judas 1:6). E, após sua queda, ele iniciou uma ousada guerrilha contra Deus.

No Jardim do Éden, Satanás, conhecido como Diabo,  persuadiu nossos primeiros pais a violarem a Aliança de Obras, tendo, assim, envolvido toda a raça humana em sua ruinosa conspiração.

Mas Deus estava pronto a neutralizar o estratagema de Satanás. Mesmo antes de ter criado o mundo, Ele já havia providenciado um remédio para o pecado de Adão. Através da eterna Aliança da Graça, Deus nomeou o Seu Filho Jesus Cristo para ser o Segundo Adão e fazer o que o primeiro Adão havia deixado de fazer, ou seja, cumprir a Aliança das Obras, que fora quebrada, para salvar o Seu povo da condenação.  Conforme a 1Co 15:21-22,  “Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem. Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo”.

Pela Sua vida de perfeita obediência e pelos Seus sofrimentos e morte, o Senhor  Jesus cumpriu perfeitamente as exigências da Aliança das Obras, e pagou a penalidade do pecado causado pela sua violação. Pela Sua obediência, Cristo ganhou para o Seu povo o dom da justificação e o livrou da culpa do pecado de Adão, conforme Romanos 5:19: Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos”.

Pelo poder do Espírito Santo (de Deus), Cristo une o Seu povo a Si mesmo e o constitui uma nova raça. Conforme a 2 Co 5:17 “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”.

 E, finalmente, Sua obra salvadora vai culminar na restauração de todo o universo, segundo Apocalipse 21:5: “… Eis que faço novas todas as coisas.”

Em Seu eterno plano e propósito, Deus decretou a queda de Satanás  e a neutralização do pecado de Adão, a fim de que Ele possa revelar a Sua ira, o Seu poder, a Sua longanimidade e o Seu amor e misericórdia em favor da nossa redenção. Em Romanos 9:22-24, lemos: E que direis se Deus, querendo mostrar a sua ira, e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita paciência os vasos da ira, preparados para a perdição; para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que para glória já dantes preparou, os quais somos nós, a quem também chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios? –

Os ataques de Satanás contra  a Bíblia Sagrada estão destinados ao fracasso, porque a Bíblia é o Livro da Aliança (Êxodo 24:7). Ela é eterna,  infalível, pura e correta. Nela Deus revela tudo que Lhe diz respeito e também Se revela como o Deus de Abraão, Isaque e Jacó.

Ele Se revela como o Deus Criador e Todo Poderoso, como  o fidelíssimo Deus da Aliança, …Salvador da humanidade. Ele é o Deus da História, o Deus da Salvação.  Nela, o Seu Filho Jesus Cristo Se revela aos pecadores como Profeta, Sacerdote e Rei.

“Creio que Jesus morreu por mim!” Esta confissão é o fundamento de todo o sistema de pensamento cristão, o princípio da lógica da fé.  E porque o Evangelho é verdadeiro e necessário à salvação das almas, a Bíblia, que o contém, foi infalivelmente  inspirada e tem sido providencialmente preservada através das eras.  

Então, caros leitores cristãos, continuem com esta lógica. Fiquem espiritualmente cônscios dos ataques à Bíblia, principalmente os da crítica textual ao Novo Testamento. Coloquem-se firmes ao lado de Cristo e recebam das mãos de Deus o legítimo texto da Escritura Sagrada contido na V.A. da Bíblia King James. E, conforme as palavras de Efésios 6:14-18, Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da  justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos”, prosseguindo na vitória contra Satanás e seus asseclas”.

Jesus nos garantiu: “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar” (Mateus. 24:35).

Texto adaptado da obra  The King James Version Defended, de Dr. Edward F. Hills. http://av1611.com/kjbp/articles/hills-why-satan-can-not-win.html

Mary Schultze, 26/09/2013.

LEIA TAMBÉM:

A Versão do Rei Tiago, a qual Deus endossou e abençoou por quase 400 anos, deve ser mantida, pois é a verdadeira Palavra de Deus. A tradução em português que mais se aproxima da ‘King James’ é a Almeida Revista e Corrigida Fiel, editada pela SBTB do Brasil. (Ver ultima página)
Devido à sua pureza, o Texto Majoritário foi usado por todos os reformadores protestantes dos séculos 15, 16 e 17, para suas traduções. Isto atraiu a ira da Igreja Romana, e dezenas de milhares dos verdadeiros crentes que estudavam e publicavam a Bíblia verdadeira foram martirizados.

http://www.adventistas-historicos.com/arquivos/As_Versoes_Biblia.PDF

 

O BARBEIRO !!! Muito Boa!!!!!?

setembro 27th, 2013 | Posted by Paulo Pinto in Artigos - (0 Comments)
RECEBI DE UMA AMIGA E PARTILHO COM VOCÊ:
BARBEIRO
O florista foi ao barbeiro para cortar seu cabelo.
Após o corte perguntou ao barbeiro o valor do serviço e o barbeiro respondeu:
– Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
O florista ficou feliz e foi embora.
No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um buquê com uma dúzia de rosas na porta e uma nota de agradecimento do florista.
Mais tarde no mesmo dia veio um padeiro para cortar o cabelo. Após o corte, ao pagar, o barbeiro disse:
– Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
O padeiro ficou feliz e foi embora.
No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um cesto com pães e doces na porta e uma nota de agradecimento do padeiro.
Naquele terceiro dia veio um deputado para um corte de cabelo.
Novamente, ao pedir para pagar, o barbeiro disse:
– Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
O deputado ficou feliz e foi embora.
No dia seguinte, quando o barbeiro veio abrir sua barbearia, havia uma dúzia de deputados fazendo fila para cortar cabelo.

Essa é a diferença entre os cidadãos e os políticos.

“Os políticos e as fraldas devem ser trocados frequentemente e pela mesma razão.”
(Eça de Queiróz)
NA PRÓXIMA ELEIÇÃO TROQUE UM LADRÃO POR UM CIDADÃO.

A MELHOR MANEIRA…

setembro 24th, 2013 | Posted by Paulo Pinto in Artigos - (0 Comments)

LUZ

Os cristãos andam desanimados com os acontecimentos mundiais, que atestam a iniquidade do ser humano através da imoralidade, dos assaltos, dos sequestros e de outros tipos de pecados grosseiros.

As pessoas estão se tornando impacientes e muitas nos empurram nas ruas, exigindo passar, porque têm pressa de chegar a algum lugar, e nem se dão ao trabalho de pedir desculpas. 

Muitas pessoas sofrem e ficam indagando: ”Por que eu, Senhor?”  Mas Ele nunca responde, a não ser através da oração ou da Sua Palavra, a qual nos machuca e nos consola, ao mesmo tempo.

Quando éramos pequenos, sempre apelávamos aos nossos pais, nos momentos difíceis. Por que, então, não apelar agora ao Pai Celeste, que nos ama com amor eterno?

Gosto de evangelizar as pessoas que encontro nas ruas, nas lojas e nos mercados da cidade. Quando chegar a hora do meu arrebatamento …, espero estar em condição de encarar o meu Senhor, em vez de ter ficado diante da TV, tentando esquecer os problemas do dia a dia, através das novelas e dos musicais. 

A mídia tem cheiro de morte, especializando-se em más notícias. Ela é um vampiro, que se alimenta de sangue e ninguém percebe. Aliás, vivemos tão desapercebidos dos perigos que nos rondam como se fôssemos crianças de colo. Quando eu tinha cinco anos de idade, a babá me pegou brincando com uma cobra coral, na maior calma, como se fosse um brinquedo de Natal. Deus a enviou porque iria me usar no futuro, para falar do Seu Filho Jesus.

O perigo nos ronda, sinistramente. 

O Ocidente (e principalmente a Europa) está sendo invadido pelos muçulmanos. Os alimentos estão contaminados com agrotóxicos e não o percebemos. Precisamos nos salvar da poluição moral, social e religiosa. E somente quando nos entregamos nas mãos de Jesus é que ficamos protegidos. A fé é o escudo que nos protege do mal que ronda a humanidade.

Em geral, só nos lembramos de Deus, quando acontece uma crise em nossa vida. John Knox costumava orar: “Senhor, dá-me a Escócia, senão eu morro!”. Eu nuca orei assim: “Senhor leva toda a minha família a Cristo, senão eu morro!”, contentando-me em pedir a conversão de cada um…

Tentamos nos apresentar como bons cristãos, usando as melhores roupas e levando a Bíblia na mão,… quando vamos à igreja. Eu sou tão vaidosa que levo a Bíblia King James no original e nunca acompanho a leitura responsiva. …percebo que não fiz sequer uma boa obra que pudesse atravessar o fundo de uma agulha. 

A maioria dos cristãos ocidentais é de gente covarde, com exceção dos missionários, que se aventuram nos países muçulmanos, para ali pregarem o evangelho, como Ladjane e alguns outros.

A vida folgada dos cristãos ocidentais impede que avistemos os demônios que nos rondam, e que “olhemos somente para Jesus, autor e consumador da nossa fé”.

Quem economizar dinheiro no banco vai receber juros; mas quem economizar na pregação do evangelho vai receber uma boa reprimenda no Tribunal de Cristo (2 Coríntios 5:10). 

Não devemos esperar pela manhã …, a fim de testemunhar da nossa fé em Jesus. A hora é agora… ou nunca! Ele foi claro, quando disse:  “E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem. Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro; Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra. Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor”. (Mateus 24:37-41).

Quantos milhares de iludidos têm se acotovelado, para ver e escutar os roqueiros que estão fazendo shows no RJ… Posso imaginar o calor do “heavy metal” em seus corações. Mas, bem pior será o calor que irão sentir, quando estiverem mergulhados nas profundezas infernais, junto com os seus ídolos!

Todos nós vamos morrer, mas a melhor maneira de morrer é levando na bagagem alguma coisa que tenha sido feita em favor do Evangelho… Vamos contribuir para Missões, enquanto pregamos sobre Jesus, através de palavras e de um bom exemplo de vida.

Mary Schultze, 24/09/2013.

 

PROFESSOR REPROVA CLASSE INTEIRA

setembro 24th, 2013 | Posted by Paulo Pinto in Artigos - (0 Comments)

PROFESSOR

Um professor de economia em uma universidade americana disse que nunca
havia reprovado um só aluno, até que certa vez reprovou uma classe inteira.

Esta classe em particular havia insistido que o socialismo realmente  funcionava com um governo assistencialista intermediando a riqueza  ninguém seria pobre e ninguém seria rico, tudo seria igualitário e justo.

O professor então disse, “Ok, vamos fazer um experimento socialista  nesta classe. Ao invés de dinheiro, usaremos suas notas nas provas.?

Todas as notas seriam concedidas com base na média da classe e,  portanto, seriam ‘justas’. Todos receberão as mesmas notas, o que  significa que em teoria ninguém será reprovado, assim como também  ninguém receberá um “A”.

Depois de calculada a média da primeira prova, todos receberam “B”.
Quem estudou com dedicação ficou indignado, mas os alunos que não se esforçaram ficaram muito felizes com o resultado.

Quando a segunda prova foi aplicada, os preguiçosos estudaram ainda menos – eles esperavam tirar notas boas de qualquer forma. Já aqueles  que tinham estudado bastante no início resolveram que eles também se  aproveitariam do trem da alegria das notas. Como um resultado, a  segunda média das provas foi “D”. Ninguém gostou.

Depois da terceira prova, a média geral foi um “F”. As notas não  voltaram a patamares mais altos, mas as desavenças entre os alunos,  buscas por culpados e palavrões passaram a fazer parte da atmosfera  das aulas daquela classe. A busca por ‘justiça’ dos alunos tinha sido  a principal causa das reclamações, inimizades e senso de injustiça que  passaram a fazer parte daquela turma. No final das contas, ninguém queria mais estudar para beneficiar o resto da sala. Portanto, todos os alunos repetiram aquela disciplina… Para sua total surpresa.

O professor explicou: “o experimento socialista falhou porque quando a recompensa é grande o esforço pelo sucesso individual é grande. Mas  quando o governo elimina todas as recompensas ao tirar coisas dos outros para dar aos que não batalharam por elas, então ninguém mais vai tentar ou querer fazer seu melhor. Tão simples quanto o exemplo de
Cuba, Coréia do Norte, Venezuela, Brasil e Argentina, que estão chegando lá.”

1. Você não pode levar o mais pobre à prosperidade apenas tirando a prosperidade do mais rico;

2. Para cada um recebendo sem ter de trabalhar, há uma pessoa trabalhando sem receber;

3. O governo não consegue dar nada a ninguém sem que tenha tomado de outra pessoa;

4. Ao contrário do conhecimento, é impossível multiplicar a riqueza tentando dividi-la;

5. Quando metade da população entende a ideia de que não precisa trabalhar, pois a outra metade da população irá sustentá-la, e quando esta outra metade entende que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira metade, então chegamos ao começo do fim de uma nação.

Estas premissas são, praticamente todas, inspiradas no Decálogo de Abram Lincoln (1809 – 1865), 16º Presidente dos Estados Unidos da América:

1 – Você não pode criar prosperidade desalentando a Iniciativa Própria;

2 – Você não pode fortalecer o fraco, enfraquecendo o forte;

3 – Você não pode ajudar os pequenos, esmagando os grandes;

4 – Você não pode ajudar o pobre, destruindo o rico;

5 – Você não pode elevar o salário, pressionando a quem paga o salário;

6 – Você não pode resolver seus problemas enquanto gasta mais do que ganha;

7 – Você não pode promover a fraternidade da humanidade, admitindo e
incitando o ódio de classes;

8 – Você não pode garantir uma adequada segurança com dinheiro emprestado;

9 – Você não pode formar o caráter e o valor do homem lhe tirando sua independência (liberdade) e iniciativa;

10 – Você não pode ajudar aos homens permanentemente, realizando por eles o que eles podem e devem fazer por si mesmos.

“Quando você perceber que, para produzir precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que
estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada.?

(Frase da filósofa russo-americana Ayn Rand (judia, fugitiva da revolução russa, que chegou aos Estados Unidos na metade da década de 1920), mostrando uma visão com conhecimento de causa).

balança

JN Ministries – Pr. Julio Neris

Texto: Daniel 5:27.

“ Tequel ;”pesado fostes na balança e achado em falta “.

Viver é encontrar os pontos de equilíbrio. Em nossa curta passagem por esta terra, Deus nos dá a oportunidade de nascer, crescer amadurecer e morrer. Não existe como alguns pensam a oportunidade de viver outras vidas para amadurecer, é somente aqui, no planeta terra que podemos ‘ viver e aprender “ chegando a ser filhos “ maduros “ de Deus.

Muitos crentes pensam que DEUS só lida com os crentes, e os ímpios são deixados ao acaso ou domínio de satanás. Na realidade todos os seres humanos são criaturas que Deus ama ao ponto de enviar Jesus para morrer na cruz. O ímpio de hoje pode ser o pio (crente) de amanhã. O trabalho da igreja na terra se concentra em chamar os ímpios para Deus.

Este texto de Daniel 5, nos prova biblicamente que Deus lida com os ímpios, dando-lhes a oportunidade de mudar, de se arrepender, de ter uma nova vida, de ser humilde e não arrogante, de ser pio e não ímpio, de amar a Deus e não ao mundo.

A FESTA DE BELSAZAR

O contexto da balança de Deus, começa No capítulo 5:1,onde Belsazar o rei da babilônia na época deu uma grande festa. Nabucodonosor morreu em 562 a.C, foi sucedido por Abel Marduque ou Evil-Merodaque, este foi assassinado por Nergal Sarezer, seu cunhado que subiu ao trono em 560 a.C. Em 556 a.C ele foi sucedido por seu filho Labahi-Marduque, que foi assassinado no mesmo ano por um grupo que incluia Nabonido,que depois fora sucedido por seu filho Belsazar.

Deus já havia tratado no passado com Nabucodonosor e agora lida com outro monarca. Belsazar deu um grande banquete a “mil dos seus grandes”, ele se esqueceu de fazer uma festa para o maior de todos do universo, Deus, por isto sua festa foi uma tragédia. Nós, o povo de Deus, festejamos diariamente, nossa saúde, trabalho, família, amigos, salvação, etc. Quando festejamos, nosso principal convidado é Deus, os demais são secundários. Amado ouvinte você já viu algumas das festas que se realizam pelo mundo, as chamadas “baladas”, onde além de convidados normais, vêm os que negociam com droga como êxtase, cocaína, maconha e outras drogas, além de bebidas alcóolicas de todo o tipo. Você tem idéia de como pode uma festa desta terminar? Se não terminar em brigas, pelo menos alguns dos convidados terminarão viciados.

Amados, como é bom fazer cultos de ações de graça e convidar nossos irmãos em Cristo, o violonista da igreja, os jovens e um servo do Senhor traz uma mensagem bíblica. O resultado de uma festa como esta é a alegria e a comunhão com os irmãos. Amados, que tipo de festas você realiza? Que tipo de festas seus filhos frequentam? Este texto de Daniel também é uma reflexão sobre este tema.

ENQUANTO BELSAZAR BEBIA E APRECIAVA O VINHO

Como é bom estar sempre sóbrio, desta forma raciocinamos e tomamos decisões corretas. Quem bebe socialmente ou não, está colocando em risco sua sobriedade e problemas graves podem surgir.O primeiro erro de Belsazar foi festejar para os “ seus grandes “ e não a DEUS. O segundo erro foi beber e apreciar o vinho. Agora ele está começando a agir irresponsavelmente. Não me venham falar em demônio da bebida, não é demônio é uma bebida alcóolica que se ingerida tem efeitos no organismo humano. A culpa do que Belsazar fez é dele somente, a bebida só foi ingerida por que ele quis. Existem pessoas que nunca assumem seus erros, culpam demônios, pessoas, mas nunca assumem suas culpas. O grande segredo do crescimento e amadurecimento humano é o reconhecimento dos erros, e o desejo de não mais repeti-los.

MANDOU TRAZER OS UTENSÍLIOS DO TEMPLO

Belsazar comete a loucura de não dar valor as coisas sagradas. Coisas ou pessoas sagradas são separadas para Deus e seu serviço. Um crente é sagrado e santo para Deus. Portanto sua vida não pode se usada para o contato com outras divindades. Os instrumentos da igreja, as taças da ceia do Senhor, os objetos que foram consagrados a Deus, não podem ser usados para outros fins.

O rei e seus “grandes” beberam vinho nas taças sagradas. Outro grande erro de Belsazar foi “ dar louvores aos deuses de ouro, de prata, de bronze, de ferro de madeira e de pedra”. Deus estava vendo tudo o que Belsazar fez e não interveio, pois cada ser humano com sua inteligência e sobriedade tem naturalmente consciência do que é certo e do que é errado. Belsazar estava dando louvores, ou seja, elogiando deuses que não existiam usando utensílios do templo do verdadeiro Deus. Amado, tudo o que acontece em nossa vida é consequência de DEUS agir em nossas vidas permitindo, desejando ou consentindo, ainda que seres humanos sejam usados por Deus para nos trazer algum benefício, DEUS sempre deve ser elogiado ou louvado por nós. Os deuses e semideuses humanos são criações nossas e não de DEUS. No universo só existe um Deus. Amado louve a DEUS diariamente, por tudo o que acontece com você. Algumas coisas parecem negativas, apenas parecem, no final algum proveito teremos.

NO MESMO INSTANTE APARECERAM UNS DEDOS DE MÃO DE HOMEM

A paciência de Deus tem limite. Ele permitiu que Belsazar organizasse a festa, permitiu que se embriagasse, permitiu que usasse os utensílios do templo, permitiu que louvasse aos deuses inexistentes, mas agora Deus vai lhe dar um limite. A festa de Belsazar está prestes a terminar sem a alegria prevista pelo anfitrião.

Deus não foi convidado para a festa, mas apareceu assim mesmo. Foi para dizer algumas coisas importantes para Belsazar. A mão apareceu defronte do candeeiro, ou seja, bem perto da luz para que todos pudessem ver. Observe como Deus age. Belsazar estava tendo uma visão espiritual mesmo sem ser servo de Deus. Deus mostrou a ele a mão e ele a viu. Belsazar mesmo embriagado sabia que algo de ruim estava prestes a acontecer, o seu semblante mudou, os seus pensamentos se turbaram, as juntas dos seus lombos se relaxaram, os seus joelhos batiam um no outro.

Hoje o mesmo ocorre com muitas pessoas. Alguns vivem como se Deus não existisse. Como se fossem donos de suas próprias vidas pecam e vivem dissolutamente, vivem a dizer que Deus é bom e misericordioso, porém se esquecem que Deus quer que cresçamos e amadureçamos da mesma forma que nossos pais terrestres querem ver-nos grandes, saudáveis e felizes, mas existem momentos na vida destas pessoas em que Deus começa a agir. Deus surge para impedir que estas pessoas continuem a fazer as coisas erradas. Deus fez isto com o mercenário profeta Balaão que queria ir a Moabe para amaldiçoar o abençoado povo de Israel. Deus usou um anjo que impediu o jumento de seguir viajem. Deus interveio através do seu Filho Jesus Cristo no caminho de Saulo de Tarso ao ir para Damasco (que está sob bombardeio nos dias atuais), que estava indo a cidade maltratar e prender os servos de DEUS. Deus fez o mesmo com Jonas, jogando-o no mar o qual foi engolido por um grande peixe, porque ele queria fugir para Társis em vez de ir a Nínive pregar o evangelho.

Amado não espere que a mão de Deus comece a escrever nas paredes de nossa vida os julgamentos que Deus tem reservado para os desobedientes, mas que possamos nos antecipar e ler, meditar, praticar os ensinamentos escritos na bíblia sagrada em nosso próprio idioma. Benção para a obediência e maldição para a desobediência aos preceitos de Deus.

Belsazar estava alegre e animado no começo da festa, mas quando ele viu a mão de DEUS ficou completamente abalado, corpo, alma e espírito.

SURGE UM HOMEM QUE TEM O ESPÍRITO DE DEUS (não dos deuses, como eles pensavam)

 

 

Com o fim da festa, Belsazar deseja que alguém decifre a visão da mão escrevendo na parede. Ele prometeu premiar o intérprete, dando até o cargo de terceiro no reino. Todos os sábios vieram, mas ninguém pode ler a escritura.

A escritura de Deus só pode ser entendida pelos servos de DEUS cheios do Espírito de Deus. Amado, você é um privilegiado entre os habitantes da terra. Você que é a habitação do Espírito de Deus tem o privilégio de compreender os segredos por trás das Escrituras sagradas. Deus tem usado os seus servos para nos ensinarem lições maravilhosas que nenhum Ph.D. pode aprender nas melhores universidades do mundo.

Vemos aqui um dos motivos pelos quais Deus permitiu que Daniel e seus amigos fossem para o cativeiro na Babilônia. Deus precisava de um representante seu naquele lugar. Era como uma luz no meio das trevas, um servo de Deus no meio dos ímpios. Amado, às vezes Deus nos leva a lugares e situações aparentemente negativas, que no início não entendemos, mas, Deus sempre sabe o que faz, e podemos confiar plenamente NELE ao conduzir nossas vidas.

Deus sempre se lembra dos seus servos. Os sábios da Babilônia eram ímpios, portanto não tinham a inspiração do Espírito para entender o significado espiritual das palavras na parede. A rainha-mãe lembrou ao rei, que no reino tinha alguém que na sua concepção tinha o espírito dos deuses, mas o que ele tinha na verdade era o ESPÍRITO DE DEUS, o mesmo espírito que todos os servos de DEUS têm. A rainha viu nele luz, inteligência e sabedoria. Daniel recusou os presentes para realizar a obra de DEUS, e lembrou a Belsazar o que DEUS tinha feito com o ancestral dele, Nabucodonosor, que por causa da soberba foi morar com os jumentos monteses. Daniel lembrou ao rei que o mesmo ocorrera com ele, e que Deus agora não iria agir com misericórdia, pois o tempo agora era de julgamento.

MENE: “CONTOU DEUS O TEU REINO E DEU CABO DELE“

Daniel informou a Belsazar, que DEUS não era um deus inerte como alguns que ele conhecia. Ele é o verdadeiro DEUS do universo, aquele que tudo vê, aquele que sabe quantos grãos de areia existem em todas as praias do planeta. Aquele que sabe quantos fios de cabelo existem em nossas cabeças. Portanto Deus contou o reino de Belsazar. DEUS avaliou cada coisa feita pelo rei, e como o rei fora reprovado, Deus daria cabo dele, ou seja, outro monarca deveria ser levantado. É interessante observarmos este relacionamento de DEUS com Belsazar. Parece que Belsazar deve contas a Deus, mas é exatamente isto o que acontece, os reis, presidentes, governadores e autoridades do mundo inteiro, devem prestar contas a Deus da forma como administram, da forma como tratam os seus cidadãos. Em Romanos 13, Paulo diz que as autoridades são ministros de Deus para o nosso bem.

É por isto que ditadores corruptos e maus administradores estão com os dias contados, em algum momento a mão de DEUS começará a escrever julgamentos nas paredes de seus palácios e outros governantes são colocados em seus lugares.

TEQUEL: “PESADO FOSTES NA BALANÇA E ACHADO EM FALTA”

Deus é Deus de justiça e ser justo é dar a cada um o que cada um merece, cada pessoa colhe o que planta. Belsazar plantou pecado e desrespeito pelas coisas sagradas e colheu a perda do reino. Um dos símbolos do direito é a deusa Ártemis com uma balança na mão. A justiça dos homens é sempre imperfeita, pois é exercida por homens imperfeitos, mas a justiça de Deus é corretíssima. Deus tem uma balança não como a de Ártemis, mas uma balança perfeita. A cada dia Deus nos pesa e avalia o que pensamos e o que fizemos.

Amado, desde o momento em que você acorda até o seu deitar você tem considerado o que tem pensado, sentido ou feito? Nos seus relacionamentos com sua esposa, esposo, filhos, amigos, colegas de trabalho, qual tem sido o seu peso, você tem demonstrado equilíbrio? Você tem dosado suas emoções, você tem se irritado constantemente e tratado o seu próximo com agressividade? Na área financeira como está o seu peso? Voce gasta mais do que ganha? Você vai ao shopping e usa o cartão de crédito como se fosse de crédito, quando na realidade ele é um cartão de débito que pode levar você a falência? Na área espiritual, você é daqueles que todos os dias vai a igreja e não dá atenção ao seu marido, esposa e filhos? Voce é daqueles que só estudam a bíblia, mas não ora? Você é daqueles que fala muito da bíblia e de Deus, mas seu testemunho jamais confirmará suas palavras? Amado precisamos encontrar o equilíbrio em nossas vidas. Crentes equilibrados são crentes maduros que servem ao próximo e agradam a Deus. Belsazar foi pesado na balança de Deus e achado em falta. Ele estava pendendo de mais para um lado da balança.

PERES: “DIVIDIDO FOI O TEU REINO E DADO AOS MEDOS E PERSAS“

Peres é o singular de Parsim (Verso 25) e significa “divisão”. O grande império Babilônico agora seria dividido por DEUS. Deus o criador e administrador do universo determinou o fim da era da Babilônia e o surgimento de um monarca de outra nação. Ciro o rei dos medos e Persas, que mudou o curso do rio Eufrates e entrou na cidade pelas portas, colocando ali o seu representante Dario. Belsazar mandou que Daniel fosse vestido de púrpura, e recebesse uma cadeia de ouro no pescoço, e passasse a ser o terceiro no reino. De nada adiantaria esta instrução pois seu reino acabara e o próximo monarca estava chegando. Amado, Belsazar teve oportunidade de mudar de vida, o que hoje chamamos de porta da graça. Um dia esta porta se fechará, e a misericórdia de Deus não poderá ser mais exercida, a porta do julgamento se abrirá e cada um receberá conforme merecer. Amado e amada, ainda há tempo de avaliarmos nossa vida e nos ajustarmos aos padrões bíblicos de DEUS. Deus quer nos abençoar e nos ver felizes. Amado (a), obrigado por me acompanhar em minhas reflexões bíblicas, que Deus te abençoe abundantemente.

Pr.  Julio Neris

JN Ministries

FONTE: http://jnministries.blogspot.com.br/2006/08/na-balana-de-deus-qual-o-seu-peso.html

LIVINSTONE

Reeditado! Livro muito esclarecedor, com informações até então desconhecidas para nós brasileiros. A pesquisa feita por Neil Livingston é profunda, e ele mostra os fatos, e confirma com os escritos, tudo dentro da literatura adventista oficial. O livro 1888 Re-Examinado mostra um lado da rejeição da verdade pela igreja, mas este livro mostra quase tudo que foi alterado em nossa igreja desde a morte da irmã White. Para termos uma idéia da abrangência deste livro de 853 páginas, o dogma da trindade representa uma página somente! “Temos muito mais a temer de dentro do que de fora”, Ellen White afirmou. “Os obstáculos à força e ao êxito são muito maiores da parte da própria igreja do que do mundo.” (Mensagens Escolhidas I, página 122). Como podemos nos livrar de sermos enganados? Deveríamos deixar de estudar, receando sermos enganados? Existe algum conselho na Bíblia e no Espírito de Profecia para esses tempos perigosos e enganosos? Sim! Deus nunca permitiria que morrêssemos afogados em um oceano de contrafações. “Então, irmãos, estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa.”, o apóstolo Paulo argumenta. (II Tessalonicenses 2: 15, grifo nosso). Deus aconselha: “Estai firmes, retende a tradição [verdade] que vos foram ensinadas.” Estude a história do Movimento do Segundo Advento e apegue-se à verdade histórica dos Adventistas do Sétimo Dia. (Prefácio do autor.)

Capítulo XVI: Projeto Secreto Avental
As concessões da guerra biológica Adventista do Sétimo Dia
(1953-1973)
Os guardiões da Igreja Adventista… estão satisfeitos com a moralidade da forma sem substância, na qual a arte do engano pode ser apresentada como remédios medicinais e na qual a guerra biológica pode ser abraçada em pia obediência às determinações de Deus contra a morte. Roses, pp. 179 e 180
Sidney Katz registrou a mais secreta arma nos arsenais tanto do Leste como do Oeste – “veneno mental”, Maclean afirmou em uma reportagem no Canadá. “O propósito deles é conquistar sem carnificina e já alguns líderes militares estão chamando-lhes ‘humanitário’” (Maclean, 21 de Abril de 1962).
“Não é sem risco utilizar voluntários humanos para testar os novos agentes químicos e biológicos”, Katz afirmou. “Os experimentos ingleses resultaram em, no mínimo, uma morte a qual foi discutida na Câmara dos Comuns.” (Sidney Katz, Maclean, 21 de Abril de 1962).

Leia todo o capítulo em http://adventistas-historicos.com/arquivos/A_Grande_Conspiracao.PDF  a partir da página 320 A 349.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=504514836304390&set=a.119135581508986.25796.100002376349221&type=1&ref=nf

Chegamos aos dias de que falou Rui Barbosa?

“De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”.

Afirmam as Escrituras Sagradas:

“Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.
Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,
Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons,
Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,
Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.
Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências;
Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade”.

2 Timóteo 3:1-7.

 

 

OUÇA UM BREVE ÁUDIO, CLICANDO NO LINK A SEGUIR:

http://sdrv.ms/1aTbFWd

VEJA O VÍDEO COM O IRMÃO ALEXANDRE BOTELHO EM http://aodeusunico.com.br/?p=70

Se essa mensagem tocou o seu coração e desejar receber gratuitamente um curso bíblico, escreva-nos para aodeusunico@gmail.com.

OUÇA O PROGRAMA A VOZ E A VERDADE, 2A A 6A, 13:15H, SÁB E DOM. 14 H RÁDIO JUAZEIRO, OU PELA WEB; http://www.radiojuazeiro.com.br

O texto é de Hernandes Dias Lopes no Boletim 184.

A mensagem é belíssima e edificante.

Áudios: 1a. e 2a. parte.

https://skydrive.live.com/redir?resid=4F466522D8375EE8!2504&authkey=!ALnVOwP3r_L4ecw

https://skydrive.live.com/redir?resid=4F466522D8375EE8!2505&authkey=!AFAk2SM7-sRWTl0

Se essas mensagens tocaram o seu coração e desejar receber gratuitamente um curso bíblico, escreva-nos para aodeusunico@gmail.com.

OUÇA O PROGRAMA A VOZ E A VERDADE, 2A A 6A, 13:15H, SÁB E DOM. 14 H RÁDIO JUAZEIRO, OU PELA WEB; http://www.radiojuazeiro.com.br

“Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si. Isaías 53:11.

Na tarde de sábado, 27.07.2013, na comunidade de Serra da Esperança, às margens do Lago de Sobradinho, município de Casa Nova, BA, foi realizado um abençoado batismo em nome do Senhor Jesus, nas águas do Lago.

VEJA NOVAS FOTOS DOS BATIZADOS:

https://skydrive.live.com/redir?resid=4F466522D8375EE8!2493&authkey=!AFmPxuMzaYJYa-g&v=3

https://skydrive.live.com/redir?resid=4F466522D8375EE8!2494&authkey=!AChHd4dHrVlLjw0&v=3

https://skydrive.live.com/redir?resid=4F466522D8375EE8!2495&authkey=!APNINdqOhNuEp5g&v=3

https://skydrive.live.com/redir?resid=4F466522D8375EE8!2497&authkey=!ADMo_fRd93sg_9s&v=3

https://skydrive.live.com/redir?resid=4F466522D8375EE8!2498&authkey=!AM6oN7tcP-b5T6Y&v=3

https://skydrive.live.com/redir?resid=4F466522D8375EE8!2496&authkey=!AK8_LXcAs1fk9ic&v=3

 

OUÇA O ÁUDIO: O BATISMO DEVE SER EM NOME DE JESUS. AFIRMA PASTOR NEUMOEL STINA

ESTUDE SOBRE AS MUDANÇAS HISTÓRICAS NO BATISMO PARA ADEQUAR-SE AO ECUMENISMO:
http://www.adventistas-historicos.com/arquivos/O_Batismo-3.pdf

http://aodeusunico.com.br/?p=2527

http://aodeusunico.com.br/?p=2103


http://aodeusunico.com.br/?p=660

 

 

Conforme UOL Notícias:

“Poucos dias após o confronto armado entre as forças pró-governo e opositores ter chegado à capital do país, Damasco, um atentado suicida atingiu nesta quarta-feira o centro nervoso do regime de Bashar al-Assad, causando a morte de alguns dos principais nomes de sua cúpula de segurança.

Segundo a imprensa estatal síria, morreram no ataque o ministro da Defesa do país, general Dawoud Abdelah Rayiha, seu vice-ministro, general Assef Shawkat (cunhado de Assad), e o general sírio Hassan Turkmani, chefe do grupo governamental encarregado da crise, ex-ministro da Defesa e até então assistente do vice-presidente.

A CRISE NA SÍRIA EM FOTOS

  • AFP

Outros membros importantes do governo sírio também teriam ficado “gravemente” feridos, como o ministro do Interior, Mohammad Ibrahim al-Shaar, e o o chefe do serviço de Inteligência, Hisham Ikhtiar.
Analistas já consideram a investida contra o alto escalão do governo como um prenúncio da derrocada do regime.

Veja abaixo um série de perguntas e respostas sobre o conflito na Síria.

Como os protestos começaram?

As manifestações contra o governo começaram na cidade de Deraa, no sul da Síria, em março de 2011, quando um grupo de pessoas se uniu para pedir a libertação de 14 estudantes de uma escola local.

Os alunos haviam sido presos e supostamente torturados por terem escrito no mural do colégio o conhecido slogan dos levantes revolucionários na Tunísia e no Egito: “As pessoas querem a queda do regime”.

O protesto reivindicava maior liberdade e democracia na Síria, mas não a renúncia do presidente Bashar al-Assad.

A manifestação, pacífica, foi brutalmente interrompida pelas forças do governo, que abriram fogo contra os opositores, matando quatro pessoas.

No dia seguinte, em meio ao funeral das vítimas, o governo sírio fez uma nova investida contra os moradores de Deraa, causando a morte de mais uma pessoa.

A reação desproporcional do governo acabou por impulsionar o protesto para além das fronteiras de Deraa.

Cidades como Baniyas, Homs e Hama, além dos subúrbios de Damasco, juntaram-se a partir desse episódio aos protestos contra o regime.

Quantas pessoas já morreram? Qual a extensão dos estragos?

Segundo a ONU, mais de 9 mil pessoas foram mortas por forças de segurança e, pelo menos, outras 14 mil foram presas.

Já o governo estima o número de mortos em cerca de 4 mil – aproximadamente 2,5 civis e o restante integrantes das forças de segurança.

O que pedem os manifestantes? O que conseguiram até o momento?

Inicialmente, a principal reivindicação dos manifestantes era por um sistema político mais democrático e maior liberdade de expressão em um dos países mais repressivos do mundo árabe.

Contudo, ao passo em que as forças pró-governo abriram fogo contra protestos originalmente pacíficos, os opositores ao regime começaram a pedir a renúncia do presidente Bashar al-Assad.

Assad, por outro lado, afirmou que não deixaria o poder, porém, nas poucas declarações públicas que fez desde o início do conflito, o presidente sírio anunciou algumas concessões e prometeu reformas.

Como resultado, o estado de sítio, que durou 48 anos, foi abolido em abril de 2011 e uma nova Constituição, propondo eleições multipartidárias para além do partido dominante Baath, foi aprovada mediante um referendo em fevereiro deste ano.

O governo também alega que concedeu anistia a presos políticos. Na versão oficial, milhares foram libertados, mas cerca de 37 mil ainda permanecem trancafiados nas penitenciárias do país, segundo agências humanitárias.

Para ativista de oposição, as promessas de Assad têm pouco efeito diante da violenta repressão que continua a ser imposta pelo regime.

Existe uma oposição organizada?

As autoridades sírias sempre restringiram a atuação de partidos políticos de oposição e ativistas. Por essa razão, analistas avaliam que esses grupos tiveram um papel pouco preponderante na eclosão do levante popular.

Porém, à medida que as manifestações ganharam contornos nacionais, os grupos de oposição começaram a declarar seu apoio às reivindicações dos manifestantes e, em outubro do ano passado, anunciaram a formação de uma frente unida, o Conselho Nacional Sírio (CNS), composto, em sua maioria, pela comunidade de muçulmanos sunitas, há décadas perseguida por Assad.

O CNS é liderado pelo dissidente sírio Burhan Ghalioun, atualmente radicado em Paris, e pela Irmandade Muçulmana.

A principal frente de oposição síria, no entanto, não conta com o apoio dos cristãos e dos alauítas (minoria muçulmana à qual pertence Assad), que, juntos, correspondem a 10% da população síria e até agora têm se mantido leais ao governo.

A primazia do CNS, todavia, tem sido desafiada pelo Comitê de Coordenação Nacional (CCN), um bloco de oposição liderado por antigos dissidentes do regime, alguns dos quais são avessos à presença de islamitas no CNS.

A desunião frustou a comunidade internacional. Em meados de março deste ano, os grupos de oposição concordaram em colocar suas diferenças de lado e se comprometeram a atribuir ao CNS o papel “de interlocutor e representante formal da população síria”.

Ainda assim, a frente de oposição tem tido dificuldade de angariar o apoio do Exército Livre Sírio (ELS), que reivindicou a autoria do atentado contra a cúpula de segurança de Assad.

O ELS tem sede na Turquia e, equipados com melhor armamento, apesar de inferior ao do governo, tem lançado uma série de ataques contra as forças de segurança do regime.

O líder do ELS, Riyad al-Asaad, afirma que suas tropas somam 15 mil homens, ainda que estimativas oficiais deem conta de que o número não passa de 7 mil.

Quem apoia Assad?

Assad é apoiado majoritariamente pela minoria alauíta, da qual faz parte, e por cristãos, que temem perseguições religiosas.

A maioria dos opositores, entretanto, é de origem sunita, que já foi massacrada pelo regime no início dos anos 1980.

Qual a posição da comunidade internacional?

Especialistas apontam a Síria como um dos países mais importantes do Oriente Médio, uma vez que temem um “efeito-ricochete” em nações vizinhas devido à proximidade do governo de Assad com grupos como o Hezbollah, no Líbano, e o Hamas, nos territórios autônomos da Palestina.

O país também é um dos principais aliados do Irã, arqui-inimigo dos Estados Unidos, de Israel e inclusive da Arábia Saudita, o que pode levar qualquer conflito armado na região a uma crise de grandes proporções internacionais.

A Liga Árabe inicialmente permaneceu em silêncio diante do conflito, mas acabou impondo sanções econômicas à Síria em uma tentativa de forçar Assad a renunciar ao poder.

Em janeiro de 2012, a entidade divulgou um ambicioso plano de reforma política para a Síria, que propunha a substituição do presidente sírio pelo seu vice-presidente, o início das conversas com setores da oposição e, finalmente, a convocação de eleições multipartidárias supervisionadas por observadores internacionais.

A Liga pediu então apoio do Conselho de Segurança da ONU. Mas a resolução elaborada pelas Nações Unidas, que propunha, em última análise, uma intervenção militar, foi vetada pela China e pela Rússia, que possui laços militares e econômicos estreitos com a Síria.

Em 12 de março deste ano, após aproximadamente um mês de intensos bombardeios na cidade de Homs que deixaram mais de 700 mortos, ao norte de Damasco, a ONU e a Liga Árabe enviaram Kofi Annan, o ex-secretário-geral do organismo multilateral, ao país.

Annan propôs a Assad um plano de paz com seis pontos, que reivindicava, entre outras coisas, um cessar-fogo entre todas as partes e a libertação de presos. Assad, por sua vez, concordou com o plano no dia 27 do mesmo mês, apesar do ceticismo mundial. A violência, no entanto, não cessou.

Recentemente, o Brasil, que havia se posicionado contra a intervenção estrangeira, subiu o tom das críticas em comunicados divulgados pelo Itamaraty, condenando o massacre de civis.

Qual o papel da Rússia no conflito?

A Rússia tem ligações econômicas e militares estreitas com a Síria. Segundo o Instituto Internacional de Pesquisas para a Paz de Estocolmo (SIPRI, na sigla em inglês), sediado na Suécia, o país liderado por Vladimir Putin é o principal fornecedor de armas ao governo de Assad, seguido pelo Irã.

Mas, na análise do comentarista político Konstantin von Eggert, da rádio russa Kommersant, ao apoiar Damasco, o Kremlin diz ao mundo que nem a ONU ou qualquer outro grupo de países tem o direito de dizer quem pode ou não governar um Estado soberano.

Segundo o comentarista, desde a queda de Slobodan Milosevic, até então presidente da extinta Iugoslávia, em 2000, e especialmente depois da “Revolução Laranja” de 2004 na Ucrânia, a liderança russa é obcecada pela idéia de que os Estados Unidos e a União Europeia arquitetam a queda dos governos que, por algum motivo, julgam inconvenientes.

Eggert avalia que Putin e sua equipe temem que algo parecido possa também acontecer na Rússia.

Além disso, diz o comentarista, a crise líbia no ano passado teria reforçado a desconfiança russa sobre a retórica humanitária ocidental, que não passaria, segundo Moscou, de “camuflagem para a troca de regimes”.

Muitos dirigentes russos, incluindo Putin, consideram a abstenção do então presidente Medvedev na votação do Conselho de Segurança da ONU que autorizou uma zona de exclusão aérea sobre a Líbia um desastre.

A Al-Qaeda está envolvida no conflito?

Em entrevista à BBC, Nawaf al-Fares, ex-embaixador da Síria no Iraque e até agora o político mais importante ligado ao governo de Assad a ter desertado, disse que o regime colaborou com militantes sunitas da rede Al-Qaeda em uma série de atentados atribuídos às forças opositores ao governo sírio.

Fares também afirmou que a Síria possui um grande estoque de armas químicas de destruição em massa e que Assad não descartaria usá-las caso sua queda fosse prenunciada.

A alegação, no entanto, causa surpresa, uma vez que Assad é da minoria alauíta (um ramo do islamismo xiita). Mesmo assim, Fares afirmou que “há suficiente evidência na história de que muitos inimigos se unem quando há um interesse comum”.

“A Al-Qaeda está buscando espaço para atuação e novas fontes de apoio, ao passo que o regime quer encontrar formas de aterrorizar a população síria”, disse o ex-embaixador de Assad à BBC”.

FONTE: http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2012/07/18/entenda-o-conflito-na-siria.htm

 

JESUS CRISTO É A PORTA

setembro 18th, 2013 | Posted by Paulo Pinto in Artigos - (0 Comments)

PORTA
Dentro e fora do tempo existe um Deus

contra o pecado que o diabo criou.

Ele é sempre gracioso com os Seus

e por isso o Seu Filho nos doou.

Dentro e fora do tempo Deus opera

de maneira sublime e elevada;

é o Seu grande amor que sempre impera,

focalizando a alma desgarrada.

Ao Céu eu vou chegar um certo dia,

com Jesus Cristo em minha caminhada;

Ele me traz conforto e alegria,

quando me sinto triste e atribulada.

Jesus é fonte, é vida, é direção

para cada pessoa neste mundo;

única porta para a salvação,

no sentido mais lato e mais profundo!

Mary Schultze, 17/09/2013.

E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Mateus 24:6


E, quando ouvirdes de guerras e de rumores de guerras, não vos perturbeis; porque assim deve acontecer; mas ainda não será o fim. Marcos 13:7

BÍBLIA 

“E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” disse Cristo, o filho único do Deus único em João 8:32 para alertar a você e a mim, para que não sejamos mais escravos do pecado nem de sistemas religiosos afastados da verdade. 

A Bíblia ou Sagradas Escrituras está traduzida em 2.212 línguas diferentes e todo ano a lista é acrescida de 40 novas traduções. “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça” II Timóteo 3:16. Assim, devemos ler a Bíblia para entendê-la (I Timóteo 4:13).

Devemos comparar os textos para entender a Bíblia (I Coríntios 2:13; Isaías 28:10-13).

Mas surge uma dúvida: É a Bíblia confiável? Vejamos o que escreveu a senhora EGW: “Vi que Deus havia de uma maneira especial guardado a Bíblia, ainda quando da mesma existiam poucos exemplares; e homens doutos nalguns casos mudaram as palavras, achando que a estavam tornando mais compreensível, quando na realidade estavam mistificando aquilo que era claro, fazendo-a apoiar suas estabelecidas opiniões, que eram determinadas pela tradição”. – (Primeiros Escritos. 5ª. ed. 1995. pp. 220-221).

Eu creio na inerrância bíblica, na sua forma original, pois Deus é exato e verdadeiro. Entretanto, ao longo do tempo tem sido feitas alterações no livro sagrado. Existe um livro, que lhe recomendo: “O que Jesus disse e o que Jesus não disse. Quem mudou a Bíblia e porque o fez? Erman Barth, tido como a maior autoridade mundial em Bíblia, escreveu que houve vários tipos de erros, desde os devidos a descuidos até aos intencionais para dar apoio a dogmas como o da trindade e outros desvios da verdade.

Alguns desses erros na Bíblia: Mat. 28:19 que manda batizar em nome de uma trindade. Como saber que esse foi um erro intencional? Se você ler a Bíblia de Jerusalém em Mat. 28:19, verá que há uma nota de rodapé explicando como o erro surgiu somente após o estabelecimento do dogma romano da trindade. Também se você ler todos os evangelhos, Atos dos apóstolos e cartas de Paulo, verá que nunca um discípulo batizou alguém em nome de uma trindade.

Outro erro que está no texto sagrado é I Jo. 5:7 e 8. É chamado a coma joanina e entendido pelos comentaristas bíblicos inclusive os adventistas de que se trata de um erro acrescentado.

Assim, meu amigo e minha amiga, meu irmão e minha irmã, se você é sincero (a) não errará, mas se beneficiará do estudo da Bíblia. Escreveu EGW: “Vi, porém, que Palavra de Deus, como um todo, é uma cadeia perfeita, prendendo-se uma parte à outra, e explicando-se mutuamente. Os verdadeiros inquiridores da verdade não devem errar; pois não somente é a Palavra de Deus clara e simples ao explanar o caminho da vida, mas o Espírito Santo é dado como guia na compreensão do caminho da vida ali revelado”. – (Primeiros Escritos. 5ª ed. 1995. pp. 220-221.). Deus seja louvado!

Paulo Pinto

RESGATE  VERDADES BÍBLICAS E HISTÓRICAS.

CONHECE NOSSOS PROGRAMAS DIÁRIOS PELA RÁDIO JUAZEIRO:

DE 2ª A SEXTA-FEIRA, 13:15 H. AOS SÁBADOS E DOMINGOS, 14 H ou  pela www.radiojuazeiro.com.br  E DOMINGOS Ouça o Programa A Voz e A Verdade DAS 14 ÀS 15H?

 

 

RATO EM GARRAFA DE COCA-COLA

setembro 15th, 2013 | Posted by Paulo Pinto in Artigos - (0 Comments)

VEJA O VÍDEO EM: https://www.facebook.com/photo.php?v=10201846256979100

A história da Coca-Cola em Portugal

  • 1928 Fernando Pessoa escreveu o slogan de lançamento da Coca-Cola: “Primeiro, estranha-se. Depois, entranha-se”. A coca-cola viria a ser interdita pelas autoridades, por, alegadamente, se tratar de um produto susceptível de criar habituação.

O director de Saúde de Lisboa – Ricardo Jorge – mandou apreender o produto existente no mercado e deitá-lo ao mar. Ricardo Jorge justificava o seu entendimento argumentando que se do produto faz parte a coca, da qual é extraído um estupefaciente, a cocaína, a mercadoria não podia ser vendida ao público, para não intoxicar ninguém; mas se o produto não tem coca, então anunciá-lo com esse nome para o vender seria burla, o que igualmente justificava que ele não fosse permitido no mercado. Perante o «slogan» de Fernando Pessoa, o médico entendia que ele era o próprio reconhecimento da toxicidade do produto, pois que, se primeiro se estranhava e depois se entranhava, isso é precisamente o que sucede com os estupefacientes que, embora tomados a primeira vez com estranheza, o paciente acaba por adquirir a sua habituação”. (destaque acrescentado)

FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Coca-Cola

 

 

SAL MARINHO VERSUS SAL COMUM

setembro 15th, 2013 | Posted by Paulo Pinto in Artigos - (0 Comments)

SAL

SALA MARINHO X SAL COMUM

LEIA TAMBÉM:

Brasileiro consome o dobro do sódio indicado pela OMS

FERNANDA BASSETTE

da Folha de S.Paulo

O consumo diário de sódio pela população brasileira está duas vezes e meia acima do limite preconizado pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Diferentemente de países desenvolvidos –em que a principal fonte de sódio são os alimentos industrializados–, o vilão da mesa dos brasileiros é o tempero adicionado à comida, o que inclui o sal de cozinha propriamente dito e condimentos feitos à base de sal, que correspondem a 76% de todo o sódio consumido.

Os dados são de uma pesquisa realizada na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e publicada neste mês na “Revista de Saúde Pública”. Os pesquisadores apontam que a quantidade diária de sódio disponível para consumo é de 4,5 g por pessoa, sendo que a ingestão máxima recomendada pela OMS é de 2 g”. Leia mais em http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u533419.shtml

 

 

el-ciclo-reproductivo

Escrito por Moreh Ahmed

La actitud de la sociedad hacia el sexo ha oscilado de un extremo al otro. “La persona de la época victoriana, escribe Rollo May, buscaba tener amor sin caer en la relación sexual; la persona moderna busca tener la relación sexual sin caer en el amor”.1 Del punto de vista puritano que consideraba el sexo como un mal necesario para la procreación, hemos arribado a la popular visión del playboy sobre el sexo como una cosa necesaria para la recreación.

Ambos extremos son incorrectos y no están de acuerdo con las intenciones de Yahweh acerca de las funciones del sexo. El punto de vista negativo crea en los casados sentimientos de culpabilidad acerca de sus relaciones sexuales; el punto de vista permisivo convierte a la gente en robots, comprometiéndose con el sexo sin mucho significado y satisfacción.

¿Cómo deberían, pues, relacionarse los seguidores del Mashiaj con el sexo? ¿Qué dice la Biblia acerca de la sexualidad?
Como un seguidor del Mashiaj que confía en las enseñanzas bíblicas, los siguientes siete principios me han resultado muy útiles para entender cómo deberíamos relacionarnos con el sexo.

Principio 1: La Biblia se refiere a la sexualidad humana en forma positiva.
Empecemos por el principio: “Y creó Dios al hombre a su imagen, a imagen de Yahweh lo creó; varón y hembra los creó” (Génesis 1:27).* Después de cada acto creativo, Dios dijo que “era bueno” (Génesis 1:12, 18, 21, 25), pero después de la creación del ser humano como hombre y mujer, Yahweh dijo que “era bueno en gran manera” (Génesis 1:31). Esta apreciación divina inicial de la sexualidad humana como “bueno en gran manera” demuestra que las Escrituras consideran la distinción sexual de hombre/mujer como parte de lo bueno y perfecto de la creación original de Yahweh.

Nota también que la dualidad sexual humana como hombre y mujer está explícitamente relacionado con el hecho de haber sido ambos creados a la imagen de Yahweh. Como la Escritura distingue al ser humano de otras criaturas, los teólogos generalmente han pensado que la imagen de Yahweh en la humanidad se refiere a las facultades racionales, morales y espirituales que Yahweh ha dado al hombre y a la mujer.

Sin embargo, hay otra manera en que podemos entender implícitamente la imagen de Yahweh, según Génesis 1:27: “A imagen de Yahweh los creó; varón y hembra los creó”. Por eso la masculinidad y la feminidad humana, reflejan la imagen de Yahweh en que un hombre y una mujer tienen la capacidad de experimentar la unidad en el compañerismo como el que existe en la unidad. Nuestro Elohim no es un ser solitario simple que vive en aislamiento eterno sino que es un compañerismo unidos íntima y misteriosamente y a quien adoramos como un solo Yahweh. Esta misteriosa unidad en la relación de la deidad es reflejada como una imagen divina en la humanidad, en la dualidad sexual de masculinidad y feminidad, unida misteriosamente como “una carne” en el matrimonio.

Principio 2: La relación sexual es un proceso por el cual dos llegan a ser “una carne”.
En Génesis 2:24 se expresa el compañerismo íntimo entre un hombre y una mujer: “Por tanto, dejará el hombre a su padre y a su madre, y se unirá a su mujer y serán una sola carne”. La expresión “una sola carne” se refiere a la unidad total de cuerpo, alma y espíritu entre parejas casadas. Esta unión total puede ser experimentada especialmente por medio de la relación sexual cuando el acto es la expresión de un amor genuino, de respeto y de compromiso.

La frase “serán una sola carne”, expresa la idea de Yahweh con respecto a la relación sexual en el matrimonio. Nos dice que Yahweh ve el sexo como un medio por el cual un marido y una esposa pueden alcanzar una nueva unidad. Es digno de notar que la expresión “una carne” nunca se emplea para describir la relación entre un niño con su padre y su madre. Un hombre debe “dejar” a su padre y a su madre para llegar a ser “una carne” con su esposa. Su relación con su esposa es diferente de la relación con sus padres, porque consiste de una nueva unidad consumada en la unión sexual.

Llegar a ser “una sola carne”, también implica que el propósito del acto sexual no es solamente el de procreación (para producir 10 hijos) sino también psicológico (llenar las necesidades emocionales de consumar una nueva relación de unidad). Esa unidad implica la voluntad de revelar el más íntimo yo físico, emocional e intelectual al otro. En la medida en que llegue a conocerse en la forma más íntima, la pareja experimenta el significado de llegar a ser una sola carne. La relación sexual no asegura automáticamente esta unidad; más bien consuma la intimidad de una reciprocidad perfecta que ya se desarrolló.

Principio 3: El sexo implica conocerse mutuamente en lo más íntimo.
La relación sexual dentro del matrimonio permite a la pareja a conocerse mutuamente de una manera que no puede serlo de ninguna otra forma. Participar en la relación sexual no solamente significa descubrir el cuerpo de uno sino también el interior de uno frente al otro. Por esta razón las Escrituras a menudo describen la relación sexual como “conocer” (ver Génesis 4:1), que es el mismo verbo empleado en hebreo para referirse a conocer a Yahweh.

Obviamente Adán llegó a conocer a Eva antes de su relación sexual, pero por medio de la relación sexual llegó a conocerla más íntimamente. El revelarse ante el otro mediante la relación sexual invita al descubrimiento de sí mismo en todos los niveles de la existencia personal. Esta es una revelación exclusiva única de los integrantes de una pareja. Ellos se conocen a sí mismos más que a cualquier otra persona. Este conocimiento único es equivalente a reclamar al otro como genuina pertenencia en el amor. La desnudez y la relación física es un símbolo del hecho de que nada está oculto o sustraído entre ellos.

El proceso que conduce a la relación sexual es de un aumento de conocimiento mutuo. Desde el encuentro inicial, pasando por la amistad especial, el noviazgo, el matrimonio y la relación sexual, la pareja va logrando un conocimiento mayor de cada uno. La relación sexual representa la culminación de ese conocimiento recíproco profundo e íntimo. Como lo dice Elizabeth Achtemeier: “Sentimos como si las más ocultas profundidades internas de nuestra existencia fueran traídas a la superficie y reveladas y ofrecidas a cada uno como la expresión más íntima de nuestro amor”.

Principio 4: La Biblia condena el sexo fuera del matrimonio.
Ya que el sexo representa la más íntima de todas las relaciones interpersonales, el expresar la unidad de “una sola carne” en total compromiso, no puede ser expresada o experimentada en una unión sexual casual donde la interacción es puramente recreativa o comercial. La única experiencia de unión en relaciones tales es la de inmoralidad.

La inmoralidad sexual es seria, porque afecta al individuo más profunda y permanentemente que cualquier otro pecado. Como lo dice Shaul (Pablo): “Cualquier otro pecado que el hombre cometa, está fuera del cuerpo; mas el que fornica, contra su propio cuerpo peca” (1 Corintios 6:18). Algunos podrían decir que también la glotonería y las borracheras afectan a la persona por dentro. Sin embargo, estos no tienen los mismos efectos permanentes sobre la personalidad como los que produce el pecado sexual.

La indulgencia en el comer o beber puede ser superada, las cosas robadas pueden ser devueltas, uno puede retractarse de las mentiras y reemplazarlas por la verdad, pero el acto sexual, una vez cometido con otra persona, no puede deshacerse. Ha ocurrido un cambio radical en la relación personal de la pareja involucrada que no podrá deshacerse nunca. Las Escrituras nos dan la seguridad por medio del ejemplo y del precepto de que si confesamos nuestros pecados, el Yahweh es leal y justo para perdonarnos todos nuestros pecados y “limpiarnos de toda maldad” (1 Juan 1:9). Cuando David se arrepintió de su doble pecado de adulterio y asesinato, Yahweh lo perdonó (ver Salmos 51 y 32).

Principio 5: El sexo sin compromiso reduce a una persona al nivel de ser usadas.
Las relaciones sexuales fuera del matrimonio no asumen responsabilidad. Las relaciones casuales de este tipo destruyen la integridad de la persona al reducir al nivel de un objeto de gratificación personal. A veces, algunas personas que se sienten heridas y usadas después de una relación sexual, se sustraen definitivamente de toda actividad sexual por temor de ser usadas nuevamente, o tienden a usar su cuerpo egoístamente, sin ninguna consideración por los sentimientos del otro componente de la pareja. En cualquier caso, la sexualidad de uno queda distorsionada porque él o ella han destruido la posibilidad de emplearla para relacionarse genuina e íntimamente con la persona que aman. No debiera usarse la relación sexual con el objeto de meramente divertirse en una ocasión y como forma de expresar amor genuino y compromiso con otro compañero o compañera en otra ocasión. La perspectiva bíblica de unidad, intimidad y amor genuino no puede consumarse practicando el sexo fuera del matrimonio o practicándolo con múltiples compañeros. Las parejas comprometidas probablemente dirán que están compartiendo un amor genuino cuando se activan sexualmente antes del matrimonio. Desde una perspectiva creyente, una pareja comprometida para casarse debe respetarse mutuamente y mirará el compromiso como un tiempo de preparación para el matrimonio, y no como si fuera ya un matrimonio. Hasta que no se tomen los votos matrimoniales, existirá la posibilidad de romper con la relación. Si una pareja ha tenido relaciones sexuales premaritales, ha comprometido su relación y cualquier disolución subsecuente dejará cicatrices emocionales permanentes. Sólo cuando un hombre y una mujer tienen la voluntad de llegar a ser uno, no sólo verbal sino legalmente, asumiendo también responsabilidad por el compañero, es cuando pueden sellar su relación por medio de la relación sexual. En ningún otro campo la moral del creyente ha sido más atacada que en el vasto ámbito de la sexualidad fuera del matrimonio. Lamentablemente, aunque la condenación bíblica de los actos sexuales ilícitos es muy clara, es ignorada por la introducción y el uso de “términos suaves” o eufemismos. Por ejemplo, muchos se refieren a la fornicación como “sexo premarital”, acentuando el “pre” en vez de acentuar el “marital”. Al adulterio se lo define como “sexo extramarital” y no como un pecado en contra de la ley moral de Yahweh. Se suaviza la homosexualidad separándola de las serias perversiones mediante expresiones que van de la “desviación” a la “variación homosexual”. Más y más creyentes caen en el engañoso razonamiento de que “si es amor, está bien”. Se reclama que si un hombre y una mujer están profunda y genuinamente enamorados, tienen el derecho de expresar su amor por medio de la unión sexual sin casamiento. Algunos alegan que el sexo premarital libera a la gente de sus inhibiciones morales, dándoles una sensación de libertad emocional. La verdad es que el sexo premarital añade presión emocional, porque reduce el amor sexual a un nivel puramente físico sin el compromiso que tienen dos personas enlazadas.

Principio 6: El sexo sirve tanto para la procreación como para la relación.
Hasta principios de nuestro siglo, los creyentes generalmente creían que la función primaria de la relación sexual era el de la procreación. Otras consideraciones concernientes a la unidad de la pareja, la relación y el placer, eran consideradas secundarias. Pero ese orden fue invertido en el transcurso del siglo XX. Desde un punto de vista bíblico, la actividad sexual dentro del matrimonio tiene que ver no sólo con la reproducción sino también con la relación personal. Como creyentes, debemos recuperar y mantener el equilibrio Bíblico entre estas dos funciones del sexo. La relación sexual es un acto placentero de perfecto intercambio que engendra un sentido de unión, al mismo tiempo que ofrece la posibilidad de traer una nueva vida a este mundo.Debemos reconocer que el sexo es una dádiva divina que puede ser disfrutada legítimamente dentro de los vínculos matrimoniales.Pablo urge a los esposos y a las esposas a consumar sus responsabilidades matrimoniales juntos, porque sus cuerpos no les pertenecen a ellos solamente, sino al otro. Por esa razón, ninguno debe privar al otro de esta relación, a excepción de que haya mutuo consentimiento por un determinado período de tiempo, para dedicarse a la oración. Entonces deben llegarse de nuevo el uno al otro, para no ser tentados por Satanás, por falta de control propio (1 Corintios 7:2-5; ver también Hebreos 13:4).

Principio 7: El sexo capacita al hombre y a la mujer a reflejar la imagen de Yahweh en una actividad creativa.

De acuerdo con la enseñanza bíblica, el sexo no solamente engendra una misteriosa unidad del espíritu, sino que también ofrece la posibilidad de traer hijos a este mundo. “Fructificad y multiplicaos”, dice el mandamiento del Génesis 1:28.

Por supuesto, no todas las parejas tienen la capacidad o la justificación de tener hijos. La vejez, la infertilidad y las enfermedades genéticas son algunos de los factores que tornan imposible, o no aconsejable, que se tenga hijos. Sin embargo, para la gran mayoría de las parejas, el tener hijos es parte normal de su vida matrimonial. Esto no significa que todo acto de unión sexual debería terminar en una concepción. David Phypers escribe que “no estamos hechos para separar el sexo de la procreación y aquellos que lo hacen en forma radical y definitiva, meramente por razones personales, se quedan cortos con respecto a los propósitos de Yahweh en sus vidas y corren el peligro de que sus matrimonios y su actividad sexual se conviertan en autogratificantes. Solamente mirarán hacia adentro para su satisfacción propia, en vez de mirar hacia afuera, hacia la experiencia creativa de traer una nueva vida al mundo y nutrirla hasta la madurez”. 4

La procreación como parte de la sexualidad humana levanta una gran controversia sobre la contracepción. ¿Significa acaso el mandamiento de fructificar y multiplicarnos, que debemos dejar el asunto de la planeación familiar a la misericordia de Yahweh? La Biblia no contiene ninguna experiencia explícita sobre el asunto. Creo que la relación sexual es tanto relacional como procreacional. El hecho de que la función del sexo en el matrimonio no es solamente para producir hijos, sino también para expresar y experimentar el amor mutuo y la dedicación, implica la necesidad de ciertas limitaciones sobre la función reproductiva del sexo. Es decir, la función relacional del sexo, puede solamente permanecer como una experiencia dinámica viable, si su función reproductora es controlada. Esto nos lleva a otra pregunta: ¿Tenemos derecho de interferir con el ciclo reproductivo establecido por Yahweh?La respuesta histórica de la Iglesia Católica ha sido un rotundo “¡NO!” Sin embargo, la posición católica tradicional ha sido templada por el Papa Pablo VI en su encíclica Humanae Vitae (Julio 29, 1968), en la cual reconoce la moralidad de la unión sexual entre marido y mujer, inclusive en la no dirigida hacia la procreación de hijos. 5 Es más, la encíclica, al mismo tiempo que condena los contraceptivos artificiales, permite los métodos naturales de control de la natalidad como el conocido “método del ritmo”, el cual consiste en confinar la relación sexual a los períodos no fértiles del ciclo menstrual de la esposa. La intención de la encíclica Humanae Vitae de distinguir entre los contraceptivos “artificiales” y “naturales”, considerando el primero inmoral y el último moral sugiere en sí mismo un sentido artificial. En cualquier caso, es la inteligencia humana la que previene la fertilización del huevo. Es más, rechazar como inmoral el uso de contraceptivos artificiales, puede conducir al rechazo como conducta inmoral, del uso de cualquier vacuna artificial, hormona, o medicación que no es producida naturalmente por el cuerpo humano. David Phypers escribe: “Como la mayoría de las invenciones humanas, la contracepción es moralmente neutral: lo que cuenta es lo que hacemos con ella. Si la usamos para practicar el sexo fuera del matrimonio, o en forma egoísta dentro del matrimonio, o si por medio de ella invadimos la vida privada de otros matrimonios, podríamos efectivamente estar desobedeciendo la voluntad de Yahweh y distorsionar la relación matrimonial. Sin embargo, si la empleamos con el propio respeto por la salud y el bienestar de nuestro cónyuge y nuestras familias, entonces puede elevar y fortalecer nuestros matrimonios. Por medio de los contraceptivos podemos proteger nuestro matrimonio de las tensiones físicas, emocionales, económicas y psicológicas que pueden producirse por embarazos frecuentes, y al mismo tiempo podemos usar el acto del matrimonio en forma reverente y amorosa, como fue la intención original, para una unión permanente”. 6

Conclusión
La sexualidad humana es parte de la hermosa creación de Yahweh. No hay nada pecaminoso en ella. Sin embargo, como todas las buenas dádivas de Yahweh para los seres humanos, la relación sexual ha llegado a formar parte del perverso plan de Satanás para alejar a la humanidad de las intenciones de Yahweh. En la relación del hombre y la mujer que se acercan para llegar a ser “una sola carne”, la función del sexo es unificadora y procreadora. Cuando se viola esa relación, cuando el sexo ocurre fuera de la relación matrimonial, sea premarital o extramarital, violamos el séptimo mandamiento. Eso es pecado, un pecado en contra de Yahweh, en contra de la otra parte y en contra del cuerpo de uno mismo. Pero la Biblia no nos deja sin esperanza. Nos presenta la gracia de Yahweh y el poder para reponernos de todo pecado que nos acosa, inclusive el sexual. A pesar de que el pecado sexual deja una cicatriz en la conciencia, y le produce dolor a la otra persona, el verdadero arrepentimiento puede abrir la puerta al perdón de Yahweh. No hay pecado, por grande que sea, que la gracia de Yahweh no pueda sanar y restaurar. Todo lo que tenemos que hacer es asirnos de esa gracia, porque ella nos capacita a utilizar el potencial que Yahweh ha puesto en nosotros. Lo cual se aplica también al sexo. En una época permisiva en la cual prevalecen la promiscuidad sexual y la licencia, es imperativo que reafirmemos como creyentes nuestro cometido al punto de vista bíblico respecto al sexo como una dádiva divina para ser gozada solamente dentro del matrimonio.

Notas y referencias

1.   Rollo May, “Reflecting on the New Puritanism”, en Sex Thoughts for Contemporary Christians , ed. Michael J. Taylor, S.J. (Garden City, New York: Doubleday, 1972), p. 171.

2.   Dwight H. Small, Christian: Celebrate Your Sexuality (Old Tappan, N. J.: Revell, 1974), p. 186.

3.   Elizabeth Achtemeier, The Committed Marriage (Philadelphia: Westminster, 1976), p. 162.

4.   David Phypers, Christian Marriage in Crisis (Bromley: Marc Europe, 1985), p. 38.

5.    Humanae Vitae , paragraph 11.

6.   Phypers, p. 44.

http://ahmedministerio.org/blog/los-creyentes-y-el-sexo/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+LosEventosFinalesProfecasBblicas+%28Los+Eventos+Finales+Profec%C3%ADas+B%C3%ADblicas.%29

ESTUDO BÍBLICO

setembro 14th, 2013 | Posted by Paulo Pinto in Artigos - (0 Comments)

BÍBLIA2AMADOS IRMÃOS,

GRAÇA E PAZ VOS SEJAM MULTIPLICADAS.

NO LINK http://www.igrejacrista.com/documentos/estudos1/ VOCÊ ENCONTRA UM CONJUNTO DE LIÇÕES DA BÍBLIA PARA SEU ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL.

E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. 2 Timóteo 3:15

MARANATA.

Paulo A. da C. Pinto

OUÇA A VOZ E A VERDADE, 2A A 6A, 13:15 H, após o Agente policial 459, SÁB E DOM. 14 H RÁDIO JUAZEIRO, OU PELA WEB; http://www.radiojuazeiro.com.br

 

 

imagem

Prezado(a) irmão(ã) Rogerio Luiz Nascimento em Cristo Jesus,
Estivemos no ultimo final de semana, sábado 07 de Setembro, na cidade de Espirito Santo do Pinhal, interior de São Paulo, quase na divisa do Sul de Minas.

Em cada cidade, a verdade chega de uma forma diferente, mas todos chegam a mesma conclusão. Observe como esses nossos irmãos em Cristo descobriram a verdade presente.

 

No final de 2011 alguns irmãos sinceros começam a descobrir a verdade sobre o sábado, e conhecem a igreja adventista. Mas foi no ano de 2012, após a inauguração da igreja mais bonita de Espirito Santo do Pinhal, (na qual as freiras doaram as poltronas para a igreja), que os irmãos começam a desconfiar que alguma coisa estava errada, e iniciam então uma pesquisa mais forte sobre a verdade.

 

Em meados daquele ano, alguns já descobrem toda a verdade sobre a história da igreja, e de como algumas doutrinas tinham sido modificadas nos últimos anos. Foram então expulsos da igreja no final do ano, e já no inicio de 2013 estavam reunindo-se em pequenos grupos.

 

No mês de Junho agendamos então esta data, e ontem, 07 de Setembro de 2013, 10 irmãos e irmãs selam sua fé no batismo verdadeiro, em nome do Senhor Jesus. Que o Deus único e verdadeiro continue com todos vós, serão as nossas orações por vocês, e por todos os perseguidos por causa da verdade de Cristo, no Brasil e em todo o mundo.
Veja neste pequeno vídeo de 2 minutos, filmado pela TV Novo Tempo,a inauguração da IASD de Espirito Santo do Pinhal, no ano de 2012:http://www.adventistas-historicos.com/video.php?video=137

Compartilhe com seus amigos esta notícia, enviando a eles o link logo abaixo, para verem com seus próprios olhos como a obra leiga está se propagando por todo o Brasil. Que toda a glória e honra seja dada únicamente a Deus o Pai, e a Seu amado Filho Jesus Cristo. http://www.adventistas-historicos.com/noticias.php?id_not=120

Seu irmão em Cristo,

—————
Silas Jäkel
———————————————-
Adventistas Históricos (Leigos)
Visite e Divulgue nosso site:
http://www.adventistas-historicos.com
———————————————–

Detalhes do Evento

imagem
imagem
imagem

Palestras no sábado de manhã, no sitio em Minas Gerais.

imagem
Leitura do voto batismal de 1922 da IASD.
imagem

Grupo de batizandos, logo após o batismo.

imagem

Local das palestras do dia de domingo.

AMÉRICASEUROPA

A Europa se tornou um país totalmente incrédulo, como todo país pós-cristão, o que nos faz lembrar uma passagem da 2 Pedro 2:20-22, referindo-se aos apóstatas: “Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro. Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado;  Deste modo sobreveio-lhes o que por um verdadeiro provérbio se diz: ‘O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama’”.

Os muçulmanos já estão enchendo as cidades e o Islamismo começa a ser ensinado nas escolas. Se Jesus não voltar dentro de poucos anos, teremos uma Europa dominada pelo Islamismo, realizando o diabólico sonho de Maomé, de conquistar o mundo para a sua maldita religião. Minha neta conta que as universidades têm mais alunos muçulmanos do que europeus e americanos do Norte e do Sul,  sinal de um futuro nebulosamente perigoso para os cristãos…

E como entrei na fase do pensamento negativo, acho que o Brasil já est[u1] á cometendo o mesmo erro dos Estados Unidos e da Europa, deixando as cidades à mercê da gula religiosa dos muçulmanos. Dirigidos por governantes totalmente incrédulos, os quais tudo permitem em nome da Democracia, brevemente seremos  escravizados pelo Islamismo, legando uma herança de dor e sofrimento aos nossos filhos e netos. Nesse tempo, os homossexuais, que agora se gloriam de liberdade e simpatia por parte da mídia liberal, serão dizimados, conforme aconteceu no regime nazista, pois os fanáticos filhos de Maomé não respeitam pessoa alguma. Meu marido costumava dizer que “a pior inimiga da Democracia é ela mesma; porque, permitindo que os inimigos cresçam e se fortaleçam, ela está assinando a própria sentença de morte”.

Hoje, nós nos queixamos do alto custo de vida, dos impostos escorchantes, da corrupção governamental; pois, se o Brasil não fosse tão agraciado pela natureza, já teria falido, por causa da roubalheira dos maus políticos. Mas, dias piores virão, quando os muçulmanos tomarem conta do nosso território. Quando eu penso em meus netos (e no bisneto Paul) sendo forçados a aprender a língua árabe e a se prostrarem diante do nada, obrigados pelas leis de Maomé, sinto um calafrio.

Provavelmente,  não estarei mais aqui – nesse tempo de horror –  o qual será bem pior do que aquele que a Europa atravessou, sob o esquizofrênico domínio de Hitler, nos anos 1939-1945. Se um povo culto e bem informado como o alemão deixou-se fascinar pelo canto da sereia hitlerista, pior seria com o nosso povo inocente e hospitaleiro, que ama os estrangeiros e até os bajula! Observo, ao viajar pelos países europeus, que o brasileiro é conhecido pela hospitalidade. Somos um povo bom, humilde e prestativo, imaginando que todos os outros povos são iguais a nós!!!

Infelizmente, muitos estrangeiros têm sido assassinados por bandidos perigosos, que se escondem na zona sul do RJ, a fim de roubar, matar  e destruir, comportando-se como verdadeiros demônios. Mas, a chama da esperança é a última a se apagar.

Viva o Brasil!!!

Mary Schultze, 14/09/2013.

 

IDOLATRIAIASD FLÓRIDA IASD-FLÓRIDA“O destino inexorável da Igreja Adventista é a FRAGMENTAÇÃO em 2 grupos:

– Gente que a organização Adventista ainda consegue manter enganada, e

– gente informada, que a organização não consegue mais enganar”. 

“A IGREJA DE CRISTO, não é um conglomerado de edifícios feitos de tijolos, em diversas partes.— São pessoas que “adoram a Deus em espírito e em verdade”, e aceitam a Jesus como seu Salvador”Ennis Meier.  http://www.adventistas.ws/

“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores ADORARÃO O PAI em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim O ADOREM”. JESUS CRISTO. João 4:23

 

Amadeo Pulley foi diagnosticado com câncer de rim por conta das toxinas do Marco Zero, local dos ataques terroristas Reprodução/nydailynews.com

Nos últimos anos, o câncer se tornou uma realidade para mais de 1.000 homens e mulheres que sacrificaram a própria saúde durante os trabalhos que sucederam os atentados de 11 de setembro de 2001 — e esse número deve crescer.

Tina Engel, uma enfermeira oncologista de um hospital no Queens, em Nova York, trabalha no local há apenas dois meses e já identificou 12 novos casos de câncer, além de 25 pacientes que aguardam o resultado de seus diagnósticos.

Amadeo Pulley, um policial de 47 anos, foi diagnosticado com câncer de rim em maio.

— Dá um nó na garganta quando você primeiramente precisa contar para sua mulher. Mas eu disse para minha família e meus dois filhos que ficarei bem. Nós vamos superar isso.

De acordo com o jornal New York Daily News, 12 anos após os ataques terroristas que deixaram quase 3.000 mortos, um estudo do Mount Sinai Medical Center encontrou uma taxa de câncer 15% maior entre os socorristas da tragédia do que entre as pessoas não expostas às toxinas do Marco Zero, resultantes da fumaça tóxica.

FONTE: http://noticias.r7.com/internacional/doze-anos-apos-ataques-de-11-de-setembro-mais-de-1000-socorristas-sao-diagnosticados-com-cancer-11092013

 

DEZ FALSAS PROFECIAS DO FIM DO MUNDO

setembro 11th, 2013 | Posted by Paulo Pinto in Artigos - (0 Comments)

The end

A previsão de fim do mundo do pastor evangélico californiano Harold Camping não se confirmou. A revista ‘Time’ fez o “top 10” das falsas profecias.
Uma das mais conhecidas, diz a revista norte-americana, é a de William Miller. Em 1840, começou a dizer que o mundo ia acabar e Cristo regressaria, prevendo um grande incêndio entre 21 de Março de 1843 e 21 de Março de 1844. Quando a data passou, disse que afinal era até Outubro. O fim nunca chegou, mas os seus seguidores formaram a Igreja Adventista do Sétimo Dia.
Esta também não é a primeira vez que Camping erra a previsão. Antes, tinha estabelecido a data do fim do mundo como sendo 6 de Setembro de 1994. As suas previsões são sempre baseadas em cálculos a partir de acontecimentos da Bíblia.
A profecia de 2012 já fez correr muita tinta. Baseia-se no calendário maia, que termina a 21 de Dezembro de 2012. Mas há também quem acredite que no próximo ano a Terra vá colidir com um planeta, apelidado Nibiru, ou ser sugada por um buraco negro.
Outro profeta norte-americano foi William Branham, da igreja pentecostal. Depois de dizer que recebeu a visita de sete anjos, em Fevereiro de 1963, indicou que o fim do mundo seria em 1977. Mas não viveu para assistir a esse dia. Morreu em 1965, depois de um acidente de carro.
A lista da ‘Time’ continua com os anabaptistas de Munster (protestantes alemães) do século XVI e segue com uma série de livros sobre profecias do fim do mundo. Lembra ainda o famoso Y2K (segundo o qual todos os computadores seriam destruídos na passagem do milénio) e a seita Branch Davidians, da América dos anos 1990.
http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=1857965

O certo é que todos os que ferindo as Sagradas Escrituras se arriscam a estabelecer a data do Fim do Mundo, têm falhado fragorosamente.
Que dizem as Escrituras?
Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai. Mateus 24:36 (ESSA É MAIS UMA, DENTRE MILHARES DE PROVAS CONTUNDENTES DA INEXISTÊNCIA DE UMA TRINDADE CELESTE, AFIRMADA PELO FILHO UNIGÊNITO DO PAI, MAIOR AUTORIDADE CELESTE, DEPOIS DO PAI)

Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai. Marcos 13:32

Virá o senhor daquele servo no dia em que o não espera, e numa hora que ele não sabe, e separá-lo-á, e lhe dará a sua parte com os infiéis. Lucas 12:46.

Biblicamente, virá e não deverá tardar, pelos sinais, o fim da atual civilização com o retorno glorioso de Cristo para buscar os seus escolhidos.

Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão?2 Pedro 3:12

Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. 2 Pedro 3:10

É, portanto, imperioso, estar preparado, fundamentado em Cristo e Sua Palavra e não nas empresas “religiosas” com nome de “Igrejas”, que estão aí mais para o benefício delas mesmas, do que da salvação dos seus membros, os quais estão direcionando para o inferno ao invés do céu!

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós. Mateus 23:15.

Por isso, estai vós apercebidos também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis. Mateus 24:44

Portanto, estai vós também apercebidos; porque virá o Filho do homem à hora que não imaginais. Lucas 12:40

Amém, aleluia!