- Ao Deus Único - https://aodeusunico.com.br -

Trindade (2a parte) Fatos inegáveis, mas desconhecidos da maioria dos adoradores da mesma

É esse o Deus da Bíblia Sagrada? 3 em 1?

E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. – Romanos 1:23

Pelo fato de nós, seres humanos, sermos um com o Pai e o Filho em caráter e propósito, não passamos a ser deuses, isto é, que sejamos iguais a Deus, possuindo os mesmos atributos.

A trindade, além de destruir a personalidade do Pai, um Deus incorruptível, ao mesclá-lo e representá-lo pela natureza humana, fazendo do Pai uma trindade, por meio desta doutrina, faz de Maria uma deusa (pois que a faz mãe do próprio deus), faz do homem (papado) deus, e finalmente do espírito santo a quem foi representado como uma ave, deus também.

Esta doutrina não é senão uma nova versão da doutrina romana que fazia dos imperadores deuses, com o cumprimento à divindade do Ave César, e da idolatria à ave, no símbolo romano da águia, simbolo de orgulho altivo daquela nação.

A mesma saudação do Ave Cesar apenas deu lugar ao Ave Maria e a águia deu lugar à pomba, também ora perpetuada por esta doutrina paganizada como o deus espírito santo.

Não por acaso, este texto bíblico que condena o fazer do Deus incorruptível semelhante a homens ou aves, é um chamado de Deus exatamente a “vós que estais em Roma”, ou seja, a todos os cristãos em qualquer lugar do planeta, mas que ainda estão espiritualmente ligados a roma, ensinando doutrinas romanas, das quais a trindade é claramente a principal.

Jesus sempre reconheceu que Seu Pai é maior do que Ele.

Ainda que na forma de Deus, NÃO USOU COMO USURPAÇÃO O SER IGUAL A DEUS, quanto mais como homem, jamais o faria.

Isto claramente expõe o fato de que Jesus não pode ser parte de um Deus triuno.

“Meu Pai…é maior do que todos; …” João 10:29.

“…porque o Pai é maior do que Eu.” João 14:28.

“…o homem a cabeça da mulher e Deus a cabeça de Cristo.” I Coríntios 11:3.

“…então também o próprio Filho se sujeitará Àquele que todas as coisas Lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos.” I Coríntios 15:28.

Esta última passagem bíblica refere-se à sujeição de Cristo ao Seu Pai depois de haver sido completada a obra redentora e depois de haver destruído todo domínio e toda a autoridade e todo o poder na Terra. Quando todos os inimigos estiverem debaixo de Seus pés e quando o último inimigo, a morte, for destruído, Deus (o Pai de Jesus) será supremo; será tudo em todos.

Jesus viveu como Servo de Deus. Ele rendeu perfeita obediência à Seu Pai, sempre fazendo aquilo que agradava a Deus.

“…eis que Eu farei vir o Meu Servo, o Renovo.” Zacarias 3:8.

“Eis aqui o Meu servo que escolhi…” Mateus 12:18.

“Mas esvaziou-Se a Si mesmo, tomando a forma de Servo…” Filipenses 2:7-8.

“Disse-lhes Jesus: A Minha comida é fazer a vontade dAquele que Me enviou…” João 4:34

“…porque não procuro a Minha vontade, mas a vontade dAquele que Me enviou.” João 5:30.

“Porque Eu desci do céu, não para fazer a Minha vontade, mas a vontade dAquele que Me enviou.” João 6:38.

Sobre a questão da hierarquia do Senhor Jesus em relação ao Pai, os teólogos trinitarianos dizem que está aplicada unicamente enquanto o Senhor Jesus assumiu a natureza humana, em virtude de suas limitações como ser humano.

Todavia, os mesmos teólogos ensinam que Jesus não deixou de ser Deus quando assumiu a forma humana.

Jesus em si mesmo não é Deus, e menos ainda parte de um Deus triúno.

Deus é infinito e perfeito em todos os Seus atributos.

Em todas estas coisas, Deus é imutável; Sua perfeição infinita não pode nem aumentar, tão pouco diminuir.

O que Ele tem sido, sempre será.

Deus é onisciente e perfeito em conhecimento. Jesus, por outro lado, não era onisciente. Jesus crescia em sabedoria:

“E crescia Jesus em sabedoria…” Lucas 2:52.

Se Jesus continuava sendo Deus com conhecimento infinito, como poderia Ele ter “crescido em sabedoria”?

Jesus recebeu Seu conhecimento de Deus:

“…e que nada faço de Mim mesmo; mas como o Pai Me ensinou, assim falo.” João 8:28.

O conhecimento de Deus inclui todas as coisas, presentes, passadas e futuras. Ele conhece todas as coisas:

“(Jesus) respondeu-lhes: A vós não vos compete saber os tempos ou as épocas, que o Pai reservou à Sua própria autoridade.” Atos 1:7.

Jesus aprendia em conhecimento inclusive com relação à data de Sua volta:

“Quanto, porém, ao dia e à hora, ninguém sabe, nem os anjos no céu nem o Filho, senão o Pai.” Marcos 13:32.

Deus é onipotente. Ele é Todo-Poderoso; tem poder infinito. O poder de Deus originou-Se dEle próprio. Através de Seu poder, Deus executa todas as Suas obras.

Jesus, por outro lado, não era onipotente. O poder que Cristo exercia quando operava milagres era recebido de Deus:

“…A Jesus, o nazareno, varão aprovado por Deus entre vós com milagres, prodígios e sinais, que Deus por Ele fez no meio de vós, como vós mesmos bem sabeis.” Atos 2:22.

“Disse-lhes, pois, Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que o Filho de si mesmo nada pode fazer,…” João 5:19.

“Eu não posso de Mim mesmo fazer coisa alguma; …” João 5:30.

“…e que nada faço de Mim mesmo; …” João 8:28.

Deus sempre existiu. Nunca houve um tempo no qual Deus não existisse.

Deus não somente viverá para sempre no futuro, mas também viveu eternamente no passado.

A vida de Deus foi sem começo:

“Aquele que possui, ELE SÓ, a imortalidade, e habita em luz inacessível; a quem nenhum dos homens tem visto nem pode ver; ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém.” I Timóteo 6:16.

A vida de Cristo, no entanto, teve um começo definido; houve um tempo, em que Jesus pré-existia.

Se não fosse por Deus, Cristo jamais teria pré-existido, nos céus foi gerado do seio do Pai, portanto, Sua vida foi derivada de Deus, e este mesmo poder fez com que Maria concebesse e desse à luz à um FILHO feito carne.

“Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a Sua sombra; pelo que também o Santo que de ti há de nascer será chamado Filho de Deus.” Lucas 1:35.

O Senhor Jesus não tinha vida eterna em Si mesmo. Esta vida foi dada pelo Pai. Sua vida foi lhe dada por Deus:

“Pois assim como o Pai tem vida em Si mesmo, assim também deu ao Filho ter vida em Si mesmo.” João 5:26.

Depois de morrer no Calvário, Jesus também recebeu vida ressurreta do Pai levantando-o dos mortos através de Seu poder:

“Ao qual Deus ressuscitou, rompendo os grilhões da morte,…” Atos 2:24.

“Ora, a este Jesus, Deus ressuscitou, do que todos nós somos testemunhas.” Atos 2:32.

“A este ressuscitou Deus ao terceiro dia e Lhe concedeu que Se manifestasse.” Atos 10:40.

“Mas Deus O ressuscitou dentre os mortos.” Atos 13:30.

“…como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, …” Romanos 6:4.

“Ora, Deus não somente ressuscitou ao Senhor, mas também nos ressuscitará a nós PELO SEU PODER.” I Coríntios 6:14.

“E assim somos também considerados como falsas testemunhas de Deus, pois testificamos de Deus que Ele ressuscitou a Cristo,…” I Coríntios 15:15.

“Sabendo que Aquele que ressuscitou o Senhor Jesus, nos ressuscitará a nós com Jesus, e nos apresentará convosco.” II Coríntios 4:14.

Jesus não ressurgiu dos mortos por Si mesmo. Ele foi levantado da morte através do poder de Deus, pois somente Ele é a fonte de toda a vida. Acreditar nisto é uma questão de vida eterna:

“…se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus O ressuscitou dentre os mortos, será salvo.” Romanos 10:9.

Porque é importante este estudo, revela o conhecimento do primeiro mandamento.Não terá outros deuses diante de MIM. Que possamos atribuir a verdadeira DIVINDADE, AO PAI E AO FILHO. Deus os abençoe.

Lembre-se! De graça recebeste, de graça, dai…então…

Comente, curta, COMPARTILHE!

YouTube – https://www.youtube.com/user/averdadesobreofim
Página Oficial – http://www.averdadesobreofim.com.br/
Facebook – https://www.facebook.com/averdadesobreofim/
Instagram – https://www.instagram.com/averdadesobreofim/?hl=pt-br