- Ao Deus Único - http://aodeusunico.com.br -

Tarde Sabática. 19.02.2021. Mateus 23 – Convivência com os Religiosos II

MATEUS 23

18 Também dizeis: “Qualquer um que jurar pelo altar, isso nada vale; mas quem jurar pela oferta que está sobre ele, é obrigado a cumprir o que jurou”.

Qualquer um que jurar pelo altar (compare com Mt 5:33-34Tg 5:12), isso nada vale (compare com Mt 15:5-6Mc 7:10-13). Nosso Senhor parece referir-se mais especialmente aos juramentos ligados a votos, dos quais ele já havia falado (Mt 15:5-6). A distinção intencional entre juramentos era um exemplo de cegueira moral. Um juramento pelo altar não era obrigatório; poderia ser quebrado ou evitado impunemente. [Pulpit, 1895]

é obrigado a cumprir o que jurou (compare com Gl 5:3).

mais.

19 Tolos e cegos! Pois qual é maior: a oferta, ou o altar que santifica a oferta?

Tolos (compare com Sl 94:8) – algumas traduções (A21, ARA, NVI) entendem que esta palavra não faz parte do original.

o altar que santifica a oferta (compare com Ex 29:3730:29).

mais.

20 Portanto, quem jurar pelo altar, jura por ele, e por tudo o que está sobre ele.

Um juramento sempre pressupõe uma pessoa que o testemunha, e que castigará por falso testemunho; portanto, quer eles jurassem pelo templo ou pelo ouro (Mt 23:16), ou pelo altar ou a oferta colocada sobre ele (Mt 23:18), o juramento necessariamente supõe o Deus do templo, do altar, e das ofertas, que testemunhou tudo, e puniria, mesmo em seus casos isentos, o falso testemunho. [Clarke, 1832]

mais.

21 E quem jurar pelo templo, jura por ele, e por aquele que nele habita.

e por aquele que nele habita (compare com 1Rs 8:13,272Cr 6:27:2Sl 26:8132:13,14Ef 2:22Cl 2:9) – isto é, Deus. O templo era sua casa, a sua habitação. No primeiro, ou templo de Salomão, Ele habitou entre os querubins no lugar santíssimo. Ali se manifestou por um símbolo visível, na forma de uma nuvem que repousava sobre o propiciatório (1Rs 8:10,13Sl 80:1). [Barnes, 1870]

mais.

22 E quem jurar pelo Céu, jura pelo trono de Deus, e por aquele que sobre ele está sentado.

pelo trono de Deus (compare com Mt 5:34Sl 11:4Is 66:1At 7:49Ap 4:2,3). O céu é o seu trono (Mt 5:34). É assim chamado como o lugar onde ele se senta na glória. Jesus diz, aqui, que todos os que juram, de fato, juram por Deus, ou o juramento é em vão. Jurar por um altar, uma oferta ou um templo não tem valor, a menos que seja para apelar ao próprio Deus. O mais importante em um juramento é chamar Deus para testemunhar nossa sinceridade. Se um juramento verdadeiro é feito, portanto, apela-se a Deus. Caso contrário, é tolice e maldade jurar por qualquer outra coisa. [Barnes, 1870]

mais.

23 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Porque dais o dízimo da hortelã, do endro, e do cominho, e desprezais o que é mais importante da Lei: a justiça, a misericórdia, e a fé; estas coisas devem ser feitas, sem omitir aquelas.

Por que alguns assuntos da lei são mais importantes do que outros? (23:23)

dais o dízimo da hortelã, do endro, e do cominho (compare com Lc 11:42). Dt 12:17 parece considerar apenas os grãos, o vinho e o azeite, entre os produtos da terra, como sujeitos à lei dos dízimos. O fariseu, em sua minuciosa cautela (baseado, talvez, na linguagem mais geral de Lv 27:30), fez questão de recolher o décimo ramo de cada erva do jardim e apresentá-lo ao sacerdote. Uma vez que isso foi feito a pedido de uma consciência imperfeitamente iluminada, nosso Senhor não o censura. Não era uma perversão direta da lei como no ensino dos juramentos e do Corbã. O que Ele censurou foi a substituição do inferior pelo superior. Com os três exemplos do “infinitamente pequeno”, Ele contrasta as três obrigações éticas que eram infinitamente grandes, “justiça, misericórdia e fé”. [Ellicott, 1905]

e desprezais o que é mais importante da Lei: a justiça, a misericórdia, e a  (compare com Mt 9:1312:722:37-401Sm 15:22Pv 21:3Jr 22:15,16Os 6:6Mq 6:8Gl 5:22,23) – ou então, “fidelidade” (NVI).

sem omitir aquelas (compare com Mt 5:19,20).

mais.

24 Guias cego! Coais um mosquito, e engolis um camelo!

Um provérbio que significa que os escribas cuidam para não violar pontos insignificantes da Lei, enquanto continuamente quebram seus grandes mandamentos.

Coais um mosquito [do vinho quando vão bebê-lo]. O “mosquito” aqui é provavelmente um inseto proveniente da fermentação do vinho e considerado impuro pelos rabinos. O camelo também era impuro (Lv 11:4). [Dummelow, 1909]

Compare com Mt 7:415:2-619:2427:6-8Lc 6:7-10Jo 18:28,40.

mais.

25 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque limpais o exterior do copo ou do prato, mas por dentro estão cheios de extorsão e cobiça.

Limpais o exterior do copo ou do prato, mas por dentro estão cheios de extorsão e cobiça (compare com Mt 15:19,20Mc 7:4Lc 11:39,40Is 28:7,8) – “mas por dentro estes [o copo e o prato] estão cheios de coisas que vocês conseguiram pela violência e pela ganância” (NTLH).

mais.

26 Fariseu cego! Limpa primeiro o interior do copo e do prato, para que também o seu exterior fique limpo.

Ou seja, que o seu copo e prato sejam preenchidos com os frutos de um trabalho íntegro, e então o exterior e o interior realmente ficarão “limpos”. Por meio dessa alusão ao copo e ao prato, o Senhor os ensinou que era necessário primeiro limpar o coração, para que a conduta externa fosse realmente pura e santa. [Barnes, 1870]

Limpa primeiro o interior (compare com Mt 12:33Is 55:7Jr 4:1413:27Ez 18:31Lc 6:452Co 7:1Hb 10:22Tg 4:8).

do copo e do prato. Algumas traduções omitem “e do prato” (A21, ARA, NAA).


27 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem belos, mas por dentro estão cheios de ossos de cadáveres, e de toda imundícia.

sois semelhantes aos sepulcros caiados (compare com Nm 19:16Is 58:1,2Lc 11:44At 23:3) – ou seja, pintados de branco. Para evitar a contaminação cerimonial de tocar em um túmulo sem saber, os judeus pintavam cuidadosamente os túmulos ou os marcaram com cal em um dia fixo todos os anos – o décimo quinto dia de Adar. O costume ainda existe no Oriente. Um das estratégias dos samaritanos contra os judeus era remover a cal dos sepulcros para que os judeus ficassem  contaminados ao pisar neles. [Cambridge, 1893]

28 Assim também vós, por fora, realmente pareceis justos às pessoas, mas por dentro estais cheios de hipocrisia e de injustiça.

Assim também vós, por fora, realmente pareceis justos às pessoas (compare com Mt 23:51Sm 16:7Sl 51:6Jr 17:9,10Lc 16:15Hb 4:12,13).

mas por dentro estais cheios de hipocrisia e de injustiça (compare com Mt 12:34,35Mt 15:19,20Mc 7:21-23).

29 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque edificais os sepulcros dos profetas, adornais os monumentos dos justos,

edificais os sepulcros dos profetas (compare com Lc 11:47,48At 2:29), adornais os monumentos dos justos. Uma parte das ofertas do Templo foi dedicada a esse propósito. [Cambridge, 1893]

30 e dizeis: “Se estivéssemos nos dias dos nossos pais, nunca teríamos sido cúmplices deles no derramamento do sangue dos profetas”.

derramamento do sangue dos profetas (compare com Mt 23:34,3521:35,36Jr 2:30).

31 Assim vós mesmos dais testemunho de que sois filhos dos que mataram os profetas.

vós mesmos dais testemunho [contra si mesmos] (compare com Js 24:22Jó 15:5,6Sl 64:8Lc 19:22).

sois filhos [espirituais] dos que mataram os profetas (compare com At 7:51,521Ts 2:15,16).

32 Completai, pois, a medida de vossos pais.

Em outras palavras, “Vão e terminem o que seus antepassados começaram” (NVT).

Completai, pois. Um imperativo, expressivo da ironia Divina, contendo praticamente uma profecia. Conclua sua obra maligna, termine aquilo que seus pais começaram (compare com Jo 13:27).

a medida (compare com Gn 15:16Nm 32:14Zc 5:6-11). Existe um certo limite para a iniquidade; quando este é alcançado, vem o castigo. A metáfora é derivada de uma taça cheia, que uma única gota a mais fará transbordar. Essa gota adicional seria a morte de Cristo e a perseguição de seus seguidores. Compare com Gn 15:161Ts 2:16. [Barnes, 1870]

33 Serpentes, raça de víboras! Como escapareis da condenação do inferno?

Serpentes, raça de víboras (compare com Mt 3:7Mt 12:34Mt 21:34,35Gn 3:15Sl 58:3-5Is 57:3,4Lc 3:7Jo 8:44Ap 12:9).

Como escapareis da condenação do inferno? (compare com Mt 23:14Hb 2:310:2912:25).

34 Por isso, eis que eu vos envio profetas, sábios, e escribas; a uns deles matareis e crucificareis, e a outros deles açoitareis em vossas sinagogas, e perseguireis de cidade em cidade;

eu vos envio (compare com Mt 10:1628:19,20Lc 11:4924:47Jo 20:21At 1:81Co 12:3-11Ef 4:8-12).

profetas (compare com At 11:27At 13:1At 15:32Ap 11:10), sábios (compare com Pv 11:301Co 2:61Co 3:10Cl 1:28) e escribas (compare com Mt 13:52). Os apóstolos, profetas, mestres, evangelistas, e outros ministros da Igreja Apostólica. Observe que aqui, como em Mt 13:52, nosso Senhor fala dos ministros cristãos sob títulos judaicos como “sábios” (isto é, rabinos) e “escribas”. [Dummelow, 1909]

35 para que venha sobre vós todo o sangue justo que foi derramado sobre a terra, desde o sangue do justo Abel, até o sangue de Zacarias, filho de Baraquias, ao qual matastes entre o templo e o altar.

Zacarias – Uma vez que não há nenhum registro de qualquer assassinatos correspondente a esta descrição, provavelmente a alusão não é a qualquer homicídio recente, mas a 2Cr 24:20-22, como o último caso registrado e mais adequado para ilustração. E como as últimas palavras de Zacarias foram: “O Senhor requer isso”, então eles estão aqui avisados que daquela geração deve ser requerido. [JFU]

36 Em verdade vos digo que tudo isto virá sobre esta geração.

Compare com Mt 24:34Ez 12:21-28Mc 13:30,31Lc 21:32,33. A destruição de Jerusalém ocorreu cerca de quarenta anos depois que isto foi falado. Veja o próximo capítulo.

Lamentação por Jerusalém e adeus ao Templo

37 Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! Quantas vezes eu quis ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo das asas; porém não quisestes!

Jerusalém, Jerusalém (compare com Jr 4:146:8Lc 13:34Ap 11:8).

que matas os profetas (compare com Mt 23:305:1221:35,3622:62Cr 24:21,22Ne 9:26Jr 2:3026:23Mc 12:3-6Lc 20:11-14At 7:51,521Ts 2:15Ap 11:717:6).

Quantas vezes eu quis ajuntar os teus filhos (compare com 2Cr 36:15,16Sl 81:8-11Jr 6:16,1711:7,825:3-735:1542:9-1344:4Zc 1:4).

como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo das asas (compare com Dt 32:11,12Rt 2:12Sl 17:836:757:163:791:4).

porém não quisestes (compare com Mt 22:3Pv 1:24-31Is 50:2Os 11:2,7Lc 14:17-2015:2819:14-44).

38 Eis que vossa casa ficará deserta.

Compare com Mt 24:22Cr 7:20,21Is 64:10-12Jr 7:9-14Dn 9:26Zc 14:1,2Mc 13:14Lc 13:3519:43,4421:6,20,24At 6:13,14.

Eis que vossa casa – o Templo, sem dúvida; agora a casa deles, não a do Senhor. Veja em Mt 22:7.

ficará deserta (“ficará completamente abandonada”, NTLH) – isto é, do seu Divino Habitante. Mas quem é esse? Veja o versículo seguinte. [JFU, 1871]

39 Pois eu vos digo que a partir de agora não me vereis, até que digais: ‘Bendito aquele que vem em nome do Senhor’.

a partir de agora não me vereis (compare com Os 3:4Lc 2:26-3010:22,2317:22Jo 8:21,24,5614:9,19).

até que digais. Obviamente, há uma referência ao fato de que as palavras do Sl 118:26 foram pronunciadas pela multidão poucos dias antes, em Sua entrada triunfal em Jerusalém. Só quando essas palavras fossem proferidas mais uma vez — não em uma explosão momentânea de excitação, não com Hosanas fingidos, mas em espírito e verdade — é que voltariam a olhar para Ele como olhavam agora. [Ellicott, 1905]

Bendito aquele que vem em nome do Senhor (compare com Mt 21:9Sl 118:26Is 40:9-11Zc 12:10Rm 11:252Co 3:14).

Pois eu vos digo – e estas foram Suas últimas palavras à nação impenitente, veja em Mc 13:1, abrindo observações.

Fonte: https://www.apologeta.com.br/mateus-23/