- Ao Deus Único - http://aodeusunico.com.br -

Os salvos por Jesus vão ou não para o céu?

Embora a internet seja um instrumento muito importante no âmbito da comunicação, também contêm muita informação “trash”, a qual está desviando almas preciosas do reino de Deus, para as trevas, para a perdição e muitos estão entrando por essa porta, infelizmente.

É preciso muita comunhão com Deus, jejum, oração, quebrantamento, estudo da Bíblia, não dos vídeos “religiosos” superficiais do Youtube, onde qualquer um pode publicar, tenha ou não base escriturística, com doutrinas falsas, que estão encaminhando pessoas para a perdição, o que muito nos entristece.

A promessa de Jesus aos discípulos fiéis é reforçada em toda a Escritura: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.

Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.

E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também”. João 14:1-3

Quando o apóstolo João, o mesmo escritor do evangelho que recebe seu nome no Apocalipse descreve a cena do Selamento do povo de Deus, faz uma revelação preciosa, relata os salvos no céu:

1) os 144 mil especiais que cremos estarão vivos por ocasião da breve volta de Cristo, e,

2) uma grande multidão “Depois destas coisas, vi, e eis grande multidão que ninguém podia enumerar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do trono e diante do Cordeiro, vestidos de vestiduras brancas, com palmas nas mãos; e clamavam em grande voz, dizendo: Ao nosso Deus, que se assenta no trono, e ao Cordeiro, pertence a salvação. Todos os anjos estavam de pé rodeando o trono, os anciãos e os quatro seres viventes, e ante o trono se prostraram sobre o seu rosto, e adoraram a Deus, dizendo: Amém! O louvor, e a glória, e a sabedoria, e as ações de graças, e a honra, e o poder, e a força sejam ao nosso Deus, pelos séculos dos séculos. Amém! Apocalipse 7:9-12

“Terminado o selamento João contempla uma inumerável multidão que, em arrebatamento, adora a Deus perante o Seu trono. Esta vasta multidão é constituída pelos salvos de toda nação, povo, tribo e língua, que foram ressuscitados na segunda vinda de Cristo, mostrando que o selamento é a última obra realizada em favor do povo de Deus antes da trasladação”. Uriah Smith. Comentário de Daniel e Apocalipse, p. 298.

“Um dos anciãos tomou a palavra, dizendo: Estes, que se vestem de vestiduras brancas, quem são e donde vieram? Respondi-lhe: meu Senhor, tu o sabes. Ele, então, me disse: São estes os que vêm da grande tribulação, lavaram suas vestiduras e as alvejaram no sangue do Cordeiro, razão por que se acham diante do trono de Deus e o servem de dia e de noite no seu santuário; e aquele que se assenta no trono estenderá sobre eles o seu tabernáculo. Jamais terão fome, nunca mais terão sede, não cairá sobre eles o sol, nem ardor algum, pois o Cordeiro que se encontra no meio do trono os apascentará e os guiará para as fontes da água da vida. E Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima”. Apocalipse 7:13-17.

O texto do Apocalipse 7:13 destaca as vestiduras brancas. Embora “Todas as nossas justiças [são] como trapos de imundícia” (Isaías 64:6), somos aconselhados a comprar o contrário dos trapos de imundícia, ou seja, vestes completas, sem mancha. A mesma figura é empregada em Zacarias 3:3, 4 e João em Apocalipse 19:8, onde lemos com clareza que “o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos”.

Esse é o caráter que devemos, sob o poder de Deus e do Seu Filho Jesus Cristo, cultivar dia após dia, se desejamos um dia estar na Pátria celestial e depois de mil anos vivermos eternamente com Deus, o Cordeiro, os anjos e os santos de todos os tempos.

Em Apocalipse 19:1-3, vemos mais uma vez João descrevendo a grande multidão resgatada por Cristo, no céu: “Depois destas coisas, ouvi no céu uma como grande voz de numerosa multidão, dizendo: Aleluia! A salvação, e a glória, e o poder são do nosso Deus, porquanto verdadeiros e justos são os seus juízos, pois julgou a grande meretriz que corrompia a terra com a sua prostituição e das mãos dela vingou o sangue dos seus servos. Segunda vez disseram: Aleluia! E a sua fumaça sobe pelos séculos dos séculos”.

“O apóstolo continua considerando o tema de Apocalipse 18 e introduz aqui o cântico de triunfo que, acompanhando com suas harpas vitoriosas, os remidos cantam, quando presenciam a completa destruição do sistema da grande Babilônia, que se opõe a Deus e ao Seu verdadeiro culto. Esta destruição tem lugar e este cântico é cantado em relação com a segunda vinda de Cristo no começo do milênio”. Uriah Smith. Comentário de Daniel e Apocalipse, p. 471.

O texto de Apocalipse 19, a partir do verso 4 (semelhante ao que foi descrito sobre o trono do Deus e Pai de Jesus no capítulo 4 de Apocalipse) prossegue descrevendo cenas do céu onde já está a grande multidão de salvos: “E os vinte e quatro anciãos, e os quatro animais, prostraram-se e adoraram a Deus, que estava assentado no trono, dizendo: Amém. Aleluia!

5E saiu uma voz do trono, que dizia: Louvai o nosso Deus, vós, todos os seus servos, e vós que o temeis, assim pequenos como grandes.

6E ouvi como que a voz de uma grande multidão, e como que a voz de muitas águas, e como que a voz de grandes trovões, que dizia: Aleluia! pois já o Senhor Deus Todo-Poderoso reina.

7Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória; porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou.

8E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos.

9E disse-me: Escreve: Bem aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E disse-me: Estas são as verdadeiras palavras de Deus.

10E eu lancei-me a seus pés para o adorar; mas ele disse-me: Olha não faças tal; sou teu conservo, e de teus irmãos, que têm o testemunho de Jesus. Adora a Deus; porque o testemunho de Jesus é o espírito de profecia.

A seguir, nos versos 11 em diante, João descreve cenas da volta de Cristo e como ele “regerá com vara de ferro” as nações ímpias que rejeitaram a sua salvação:

11E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga e peleja com justiça.

12E os seus olhos eram como chama de fogo; e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo.

13E estava vestido de veste tingida em sangue; e o nome pelo qual se chama é A Palavra de Deus. (Em João 1:1, alguém se “esqueceu” de colocar a preposição de, como está no texto em hebraico: No princípio era o verbo, o verbo estava com Deus e o verbo, a palavra, era de Deus)

14E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro.

15E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso.

16E no manto e na sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis, e Senhor dos senhores.

17E vi um anjo que estava no sol, e clamou com grande voz, dizendo a todas as aves que voavam pelo meio do céu: Vinde, e ajuntai-vos à ceia do grande Deus;

18Para que comais a carne dos reis, e a carne dos tribunos, e a carne dos fortes, e a carne dos cavalos e dos que sobre eles se assentam; e a carne de todos os homens, livres e servos, pequenos e grandes. (O texto fala em TODOS e detalha quem são esses ímpios que rejeitaram a salvação oferecida por Cristo. Nos versos a seguir estão mais detalhes, sobre a besta e seus exércitos)

19E vi a besta, e os reis da terra, e os seus exércitos reunidos, para fazerem guerra àquele que estava assentado sobre o cavalo, e ao seu exército.

20E a besta foi presa, e com ela o falso profeta, que diante dela fizera os sinais, com que enganou os que receberam o sinal da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre.

21E os demais foram mortos com a espada que saía da boca do que estava assentado sobre o cavalo, e todas as aves se fartaram das suas carnes. (No verso 21, temos a descrição do “tiro de misericórdia”, ou seja: sobrou alguém? Foram mortos também, não restando um ímpio sequer!)

Apocalipse 19:4-21

Apocalipse 20, versos de 1 a 3 descreve de forma didática, facilitando a compreensão do leitor, o veredito de Satanás durante o milênio.

Ou seja, como a função única de Satanás é tentar, é desviar as pessoas de Deus e de Jesus, levando-as à perdição, como TODOS  os salvos (144 mil mais a grande multidão de todas as nações e todos os tempo) já foram levados aos céus (I Tess. 4:17, Apoc. 7:9-17; 19:1-3) e TODOS os ímpios foram mortos na volta de Cristo (Apocalipse 19:14-21), logo, Satanás não mais poderá tentar e enganar às nações, até que os mil anos se acabem, quando importa que seja solto por um pouco de tempo, subentende-se que algo ocorrerá após os mil anos, para que ele volte a tentar e a enganar às pessoas ímpias – pois estará preso pela cadeia de circunstâncias por não poder enganar e tentar – a saber, a 2ª ressurreição, da qual só participam os ímpios que permaneceram ou foram mortos na 2ª vinda de Cristo (Apoc. 20:5).

“E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão.

Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos.

E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo”.

Apocalipse 20:1-3

Alguns que tem lido a Bíblia apressadamente, sem a devida dedicação e o devido espírito, tem advogado três destinos: salvos, perdidos e nem salvos nem perdidos.

Na Bíblia Jesus ensinou: “Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha”. Mateus 12:20

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

João 3:16

Além disso, quando Jesus voltar, todos os destinos estarão decididos. A Bíblia não apresenta uma 3ª classe de pessoas, além dos justos e dos ímpios: “Quem é injusto, seja injusto ainda; e quem é sujo, seja sujo ainda; e quem é justo, seja justificado ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.

Apocalipse 22:11

Afinal, os salvos vão ou não vão para os céus conforme as Escrituras sagradas?

Dois destinos estão diante de nós:

Passar o Milênio na terra, morto, perdido para sempre e não sepultado, por não haver sobreviventes para essa tarefa e servir de comida no banquete das aves, a Ceia do Grande Deus (Apocalipse 19:17), ou,

Passar o Milênio no céu, em vida feliz e eterna com Deus, o Cordeiro, os anjos, os salvos de todos os tempos, inclusive nossos familiares redimidos por Cristo (I Tess. 4:17, Apoc. 7:9-17; 19:1-3).

Qual desses destinos escolheremos?

“Vês aqui, hoje te tenho proposto a vida e o bem, e a morte e o mal;

Porquanto te ordeno hoje que ames ao Senhor teu Deus, que andes nos seus caminhos, e que guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos, para que vivas, e te multipliques, e o Senhor teu Deus te abençoe na terra a qual entras a possuir”.

Deuteronômio 30:15,16

Amém, Aleluias.