- Ao Deus Único - http://aodeusunico.com.br -

O Evangelho Eterno e o Juízo de Deus

Clique aqui e ouça o programa completo Rádio Cultura do Brejo, 87,9 FM, Sábado 26.09.2020, 17 às 18 h.

Você já parou para pensar a respeito do que é de fato o evangelho eterno? No capítulo 24 de Mateus, o Senhor Jesus ao falar sobre os eventos finais da história da terra contaminada pelo pecado, afirmou que seria pregado o evangelho do reino. Seria este evangelho do reino, o mesmo evangelho eterno descrito pelo profeta João em Apocalipse 14, nos versos 6 e 7? Certamente, pois o evangelho do Reino, pregado por Cristo e também por Seus apóstolos, não é outro senão aquele que apresenta a mensagem que dará vida eterna a todo aquele que crê. Orando ao Pai, o Senhor Jesus afirmou que a vida eterna consiste em conhecer ao Deus Criador de todas as coisas, Àquele que por amar tanto a humanidade que sofre as consequências do pecado, enviou a nós o Seu Único Filho para morrer em lugar do homem pecador, sendo Ele, Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. A mensagem que dará um fim a história do pecado, é, portanto, aquela que identifica o verdadeiro caráter de Deus. A Bíblia trás muitas afirmações maravilhosas a respeito do nosso Criador. É dito que Ele é Longânimo, Compassivo, Misericordioso, Terno, Verdadeiro e muito mais. Porém, duas características distintas definem o caráter de Deus: na primeira carta de João, capítulo 4:8, lemos que Deus é Amor e o mesmo apóstolo, no verso seguinte, afirmou que o amor desse Deus consiste em ter Ele enviado o Seu Filho Unigênito para vivermos por meio dEle. Mas as Escrituras Sagradas, no Salmo 7:11, também nos ensina que Deus é um Juiz Justo. Durante muitos anos, o Grande Conflito entre a verdade e o engano tem se intensificado, e na medida em que o homem perde o conhecimento do Seu Criador, distancia-se cada vez mais da imagem e semelhança perdida no Éden, passando a assemelhar-se cada vez mais com o originador do pecado, aquele que por usurpação tornou-se o príncipe deste mundo. A mensagem do evangelho eterno expõe o problema criado por Satanás e trás a solução para o mesmo. Mas o que é o pecado? De acordo com a Bíblia, lemos em 1 João 3:4 (na versão revista e atualizada), que “pecado é a transgressão da Lei. Mas, a que Lei se refere João? A mesma Lei defendida por Cristo. Sim, lemos em Mateus 5, a partir do verso 17, o Senhor Jesus ensinando que não veio revogar a Lei. De forma alguma! Ele disse que veio para cumprir a mesma e que até que a terra passem, nenhum i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra. Se você continuar lendo o capítulo 5 de Mateus, perceberá que ao invés de abolir a Lei, um engano que tem sido ensinado por muitas instituições religiosas, o Senhor aprofunda de forma espiritual a prática da Lei. É objetivo do Evangelho do Reino expor a situação do pecador, aquele que transgride a Lei, levando o homem a olhar para Aquele que tem a solução para o problema criado pelo pecado. Escrevendo aos Gálatas, no capítulo 3, verso 24,  o apóstolo Paulo afirma que a Lei nos serviu de aio, pois é ela que nos ensina e revela a necessidade de Cristo a fim de sermos justificados pela fé em Cristo.  A Lei, portanto, não salva, mas conduz o pecador a Cristo, uma vez que faz com que o homem enxergue sua condição diante de um Deus Puro e Santo. Dessa forma, a justiça de Cristo no homem, mantida pela presença do Espírito de Cristo, produzirá frutos de justiça, as boas obras que serão uma honra para Deus. Assim, sendo as obras o resultado de uma fé prática, lemos em Tiago 2:24, que o homem é justificado por obras e não por fé somente, porque assim como o corpo sem espírito é morto, assim também a fé sem obras é morta. Este é, portanto, o evangelho eterno que deve ser apresentado a todos que se assentam sobre a terra, e a cada nação, e tribo, e língua e povo. Esta mensagem prepara então o mundo para a hora do juízo de Deus. Em Apocalipse 14, no verso 7, o mundo é convidado a temer a Deus e dar a Ele glória. Mas o que significa temer a Deus? Estaria o Senhor interessado em que o homem tenha medo dEle? É certo que não. A essência da mensagem é que “o temor do Senhor é o princípio da sabedoria; e o conhecimento do Santo é o entendimento.” Provérbios 9:10. Logo, o recado é direto e objetivo: o homem torna-se sábio na medida em que teme ao Senhor, conhecendo o Seu caráter e dando a Ele glória através de uma vida transformada por Cristo. Dessa forma, fica claro que somente será absolvido nesse juízo aquele que tem um conhecimento experimental do Deus Criador de todas as coisas, que de acordo com Tiago 4:12, é o Único Legislador e Juiz, o autor da Lei escrita por Seu próprio dedo, conforme Deuteronômio 9:10. Ele mesmo disse, através de Salomão, em Eclesiastes 12:13 e 14, que é dever de todo homem guardar os seus mandamentos porque o próprio Deus há trazer a juízo todas as obras, até as que estão escondidas, quer sejam boas, quer sejam más. Assim todo homem comparecerá diante do tribunal de Deus, conforme lemos em Romanos 14:10. Dessa forma, o convite é para que adoremos juntos Àquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas. Adoramos a este Deus Criador quando por amor, conforme as palavras de Cristo em João 14:15, Lhe obedecemos e guardamos os Seus mandamentos. Quando santificamos o sábado do sétimo dia da semana da criação, estamos cumprindo o quarto mandamento que nos convida a lembrar da ordem divina dada através do exemplo do Senhor quando santificou e descansou no sétimo dia, conforme lemos em Gênesis 2:3 e Êxodo 20:8-11. O Senhor Jesus te convida hoje a permitir que Ele viva em você, pois, conforme lemos em Romanos 8:1, para aqueles que estão em Cristo, apesar de enfrentarem o juízo, nenhuma condenação haverá. Como resultado então da pregação do evangelho que tem consequências eternas, todo indivíduo tem a oportunidade de posicionar-se ao lado da Verdade ou do Engano, de Cristo ou Satanás. De qual lado você estará? A todos é feito o convite para o recebimento da bendita promessa:  Este é o pacto que farei com eles depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, e as escreverei em seu entendimento (Hebreus10:16). Permita que, pela fé, Cristo habite em seu coração e Ele, por meio do Seu Espírito, gravará a Lei de Deus em seu coração.

Daniel Carvalho