- Ao Deus Único - http://aodeusunico.com.br -

Libertos da Lei

Clique aqui ou na imagem acima, ouça o áudio, Medite, Compartilhe.

LIBERTOS DA LEI.

Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra. Romanos 7:6.

O texto acima é entendido como se ensinando que estávamos retidos à lei de Deus, e que agora, não precisamos mais dela, porque estamos debaixo da graça.

Mas será isso mesmo que está Paulo querendo dizer?

Vejamos o texto, dentro do seu devido contexto.

Não sabeis vós, irmãos (pois que falo aos que sabem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive? Romanos 7:1.

Ao abrir o texto, Paulo já deixa claro…VOCÊS NÃO SABEM QUE A LEI TEM DOMÍNIO SOBRE O HOMEM POR TODO O TEMPO QUE VIVE? E acrescenta….FALO AOS QUE SABEM A LEI…É como uma vacina, para que não se entenda errado o que ele vai escrever.

É como se dissesse. Não se engane, nada de conclusões precipitadas, vamos deixar claro que estou falando AOS QUE SABEM A LEI (aos que conhecem e que a praticam).

Sabedoria é conhecimento aplicado, e…aos que sabem que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive…coloca um exemplo do casamento, e continua…

Assim, meus irmãos, também VÓS ESTAIS MORTOS PARA A LEI pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus. Romanos 7:4.

Atenção aqui, VÓS ESTAIS MORTOS PARA A LEI, não é a lei que está morta ou morreu.

Não confundamos. Pergunta: Um morto pode ser condenado pela lei? Não.

Morto, já pagou a dívida. Aqueles que morreram com Cristo, NO BATISMO, estão mortos para a lei, porque ESTA LEI, NÃO MAIS OS CONDENA. Vejamos:

Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido PARA AQUILO em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra. Romanos 7:6.

Libertados da lei DA CONDENAÇÃO, porque a lei, isenta de Cristo, somente condena o homem.

Vejamos Paulo esclarecendo este raciocínio em Corintios… sirvamos em novidade de espírito e não na velhice da letra…

O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica.

…Porque, se o ministério DA CONDENAÇÃO foi glorioso, muito mais excederá em glória o ministério da justiça. 2 Coríntios 3:6-9.

…Agora (depois que Cristo morre)…nenhuma CONDENAÇÃO há para os que estão em Cristo Jesus…O texto não diz, agora, não há mais lei para os que estão em Cristo Jesus…A lei foi dada no Sinai com um objetivo.

Nossos irmãos do passado, e nós também, deveriam ver que não poderiam por si mesmos escapar da condenação que ela impõe, e deveríamos entender que somente pelo cordeiro podemos escapar desta condenação.

Porém, não entendendo o propósito da manifestação entre trovões e fogo no cume, disseram:

Tudo que Deus disse, faremos: Entenderam errado e imaginaram que poderiam por eles mesmos guardar a lei. Condenação certa, já que é da alçada da lei condenar apenas, mas não justificar.

Mas, antes que alguém novamente pudesse imaginar que Paulo está falando que a lei perdeu seu vigor ou vigência, novamente alerta para que ninguém entenda mal, continuando sua exposição…

Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum.

Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás. Romanos 7:6,7.

Está bem, a lei, dada para condenar, não me condena mais, então para que serve? É a lei pecado, já que a lei requer obras, e tudo que não é de fé é pecado? NÃO, A LEI NÃO É PECADO…Embora não condene mais o cristão verdadeiro, QUE ESTÁ EM CRISTO, ela ainda tem ainda seu papel.

Eu não conheceria o pecado da cobiça se a lei não me dissesse…

Então a lei ainda tem o papel de mostrar o que é pecado, pois pecado, “É A TRANSGRESSÃO DA LEI”, e sem lei, não há pecado…

E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri. Romanos 7:9.

Prestem atenção amados e amadas de Deus.

Paulo, fariseu de fariseus, judeu, está dizendo que em algum tempo vivia sem lei…mas ele nasceu sob um povo que tinha a lei…como fariseu era estrito observador da lei.

Segundo o zelo, perseguidor da igreja, segundo a justiça que há na lei, irrepreensível. Filipenses 3:6

Ele diz que segundo a justiça que havia na lei, segundo o que entendia, era irrepreensível.

Porque então diz que vivia sem lei? Porque somente a entendia na letra.

Não a entendia no espírito. Matava os cristãos e não entendia que estava transgredindo o sexto mandamento, que proíbe o matar.

Quando a entendeu em espírito, quando entendeu como Jesus a explicou, que aquele que odiar seu irmão já matou, entendeu que era um pecador, e que necessitava de Cristo.

E o que aconteceu? E o mandamento que era para vida, achei eu que me era para morte. Romanos 7:10.

Milhares de Cristãos, hoje, como Saulo, antes da verdadeira conversão, ACHAM que o mandamento é para morte.

“A lei é pesada”, é um jugo que não se pode carregar, nós vivemos na graça, vocês vivem na lei…

E O MANDAMENTO QUE É PARA VIDA, acham que é para morte.

Ocorre que o mandamento é para vida, porque o objetivo dele É TE CONDENAR, TE MATAR, apenas para que você possa então buscar a vida QUE SÓ PODE SER ACHADA COM AQUELE QUE É A VIDA ETERNA, CRISTO JESUS.

Veja Paulo novamente: E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri. Romanos 7:9.

Apenas na letra, Paulo não entendia que estava condenado, quando entendeu quão vasta é profunda é a lei, MORREU.

O cristão, antes de receber a graça da vida em Cristo, PRECISA MORRER, precisa ser condenado, para que possa dar real valor ao médico dos médicos. E isto ocorreu com Paulo.

Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou. Romanos 7:11.

O pecado se aproveita do mandamento que é para vida, mas engana as pessoas e os cristãos, dizendo que o mandamento é apenas para morte, quando em realidade ela apenas opera a morte, PARA GERAR UMA NOVA VIDA em Cristo Jesus.

Não que o mandamento faça isso em sí, mas é o instrumento para tal.

De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fôssemos justificados. Gálatas 3:24.

Veja, a lei serve de tutor, de condutor, nos condenando, para nos levar à vida que está em Cristo Jesus.

Mas um cristão, assim como a semente, lançada ao solo (morte) não pode gerar frutos se primeiro não morre.

E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom. PONTO PACÍFICO.

A lei é santa (e será usada para santificar o homem que a pratica), é justa (e será usada para tornar o homem justo) e É BOA, (e será usada para tornar o homem bom).

Como alguém que se diz cristão pode achar que é ruim, e que estar na graça nos livra de procurar guardá-la, é difícil entender.

Em tempo, Cristo cumpriu a lei, tirou a nota que a lei requer, 10, de nós é pedido que pratiquemos, guardemos, porque nenhum de nós até hoje foi capaz de cumpri-la, nenhum ser humano, excetuando Cristo, tirou a nota 10.

Logo tornou-se-me o bom em morte? De modo nenhum; mas o pecado, para que se mostrasse pecado, operou em mim a morte pelo bem; a fim de que pelo mandamento o pecado se fizesse excessivamente maligno. Romanos 7:12,13.

Aquilo que é bom se tornou em morte? DE MODO NENHUM.

O PECADO, para que fosse mostrado em toda sua virulência, operou em mim a morte PELO QUE É BOM, A LEI.

Para que pelo mandamento, o pecado se fizesse excessivamente maligno.

Quando Paulo entendeu que aquele que odeia já matou, o pecado se tornou excessivamente maligno.

Todos devemos entender que a lei nos mantém humildes.

Crentes se acham justos, se acham bons, se acham santos, UNICAMENTE porque não conhecem a lei de Deus, que revela o caráter de um Deus Santo, Justo e Bom.

Se a conhecessem, veriam que ao ficar com raiva, de quem quer que seja, estão matando, e violando a lei.

Veriam que a lei lhes mostraria pecados que não imaginam que tem.

Aceitando a lei, veriam quão longe estão da norma perfeita, e aproximariam-se mais de Cristo, comparando seu caráter com o Dele, e não com o caráter dos pecadores ou dos irmãos que crêem ser inferiores a eles mesmos.

Resta que: Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; Romanos 7:22.

Paulo, segundo o homem interior, o homem espiritual, depois de convertido, TINHA PRAZER NA LEI DE DEUS.

E você? Ainda acha que a lei de Deus é pesada? Que é um jugo? Veja Davi e o nosso exemplo maior, Cristo Jesus.

Oh! quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia. Salmos 119:97.

Pense nisso, e que Deus seja contigo.

Comente, Compartilhe, CURTA!

YouTube – https://www.youtube.com/user/averdadesobreofim
Site Oficial – http://www.averdadesobreofim.com.br/