- Ao Deus Único - http://aodeusunico.com.br -

IGREJA ADVENTISTA SE UNE À IGREJA CATÓLICA PARA A PRODUÇÃO DE “BÍBLIAS ECUMÊNICAS”

“As verdades da Bíblia de novo se tornarão obscurecidas pelos costumes, tradições e doutrinas falsas. Os ensinamentos errôneos da teologia corrente têm feito milhares sobre milhares de céticos e infiéis. Há erros e incoerências que muitos denunciam como sendo ensinos da Bíblia, mas que não passam, em realidade, de falsas interpretações da Escritura, adotados durante os séculos das trevas papais. …Meus irmãos, que a Palavra de Deus permaneça exatamente tal qual é. Que nenhuma sabedoria humana presuma diminuir a força de uma só declaração das Escrituras. Testemunhos Seletos, Vol. 2, pág. 315.

Outubro de 1999

A Igreja Adventista está entre as dez denominações que se uniram à Igreja Católica para a produção da primeira tradução interconfessional da Bíblia na Polônia. A decisão foi interpretada como “uma demonstração do poder das Escrituras para unir os cristãos”.

Para o bispo católico romano Wladyslaw Miziolek, a maior prova da eficácia dessa parceria ecumênica está sendo a adoção dessa nova Bíblia nos cultos e reuniões dessas igrejas. Ele explicou também que essa tradução só se tornou possível após o Concílio do Vaticano Segundo, em que se definiu que a uniformização da Bíblia, através da produção de traduções interconfessionais, seria o melhor caminho para unir a cristandade.

Em maio de 97, durante uma reunião ecumênica que fez parte da programação do 46º Congresso Eucarístico em Varsóvia, o Papa João Paulo II elogiou a cooperação das igrejas participantes do projeto, destacando o trabalho do Pastor Zachariasz Lyko, presidente e departamental de Educação e Liberdade Religiosa dos dez mil membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Lyko coordenou a tradução da nova versão do Evangelho de Mateus lançada em fevereiro daquele ano. Ele é professor de filosofia na Academia Teológica Cristã de Varsóvia, além de professor do Seminário Teológico Adventista em  Podkowa Lesna.

O líder máximo do catolicismo afirmou que a publicação e utilização dessa tradução interconfessional representa uma encorajadora iniciativa ecumênica. “Já que optamos pelo ecumenismo, não há mais retorno e era necessário que os cristãos apresentassem um sinal tangível dessa unidade. Que espécie de irmãos somos nós que não podemos aceitar uns aos outros com as suas diferenças?” ele perguntou. “É nosso dever testemunhar em comunhão por Cristo, que está presente, virá outra vez.” (Obviamente, João Paulo II referia-se a si mesmo ao dizer que Cristo estava presente.)

Traduções Espúrias

Essa tradução interconfessional de que a IASD participa na Polônia é só uma amostra de um grande grande plano de deturpação e obscurecimento do conteúdo das Escrituras liderado por Roma. No www.adventistas.net , há denúncias de traduções interconfessionais em espanhol e português. Denúncia-se também uma “Bíblia Adventista”, cujo autor (Pastor Jack Blanco) pretendeu eliminar todos os versículos aparentemente contraditórios, substituindo-os por sua interpretação pessoal.

Há pouco, no Brasil, encomendou-se novamente a publicação de milhares de Bíblias para venda a interessados, em cujas páginas finais acrescentou-se uma série de estudos bíblicos denominacionais. Embora não se trate de uma tradução interconfessional, é como se disséssemos que estava faltando esse detalhe para que o Livro Sagrado fosse mesmo perfeito. Doutrinas de homens em pé de igualdade com a Palavra de Deus!

Sites relacionados (em inglês):
http://www.biblesociety.org/wr_319/new319-3.htm

http://www.biblesociety.org/wr_322/new322-2.htm

http://www.sda.org/pages/mar97_news.html
http://www.umr.org/HTecumen.htm

FONTE: http://www.adventistas.com/outubro/registr00499.htm