- Ao Deus Único - http://aodeusunico.com.br -

Como você está usando o seu tempo? Sabia que vamos prestar contas desse uso perante Deus?

Clique aqui e ouça o áudio completo. Medite, Comente, Compartilhe.

Deus nos deu a vida e deseja que a usemos da melhor forma possível para nossa felicidade real aqui e na eternidade. Assim, devemos cuidar do 1) Templo do Espírito de Deus, nosso corpo; 2) do Tempo; 3) dos Talentos (aptidões, dons) 4) dos Tesouros (nossos bens materiais).

Hoje falaremos sobre A mordomia do tempo

Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu. Eclesiastes 3:1

2.1 INTRODUÇÃO

Há um presente que recebemos cada dia de nossa vida, que vem de uma fonte real, radiante e vivo, absolutamente intacto, novo. Que presente é esse? O inestimável dom do tempo. Todos os dias recebemos um suprimento de 24 horas, 1.440 minutos, 86.400 segundos. Vinte e quatro horas que ainda não vivemos, vinte e quatro horas que nunca mais tornaremos a viver.

Deus tem um plano eterno que inclui os propósitos e atividades de toda pessoa na terra. A mordomia do tempo requer que saibamos aproveitar bem a vida que temos, vivendo para Deus, com temor, sabedoria e paciência.

Portanto, o segundo pilar da mordomia cristã trata justamente do uso do tempo. O tempo foi um presente que Deus disponibilizou para que o homem pudesse exercer sua mordomia.

2.2 PRESTANDO CONTAS DO TEMPO

“Nosso tempo pertence a Deus. Cada momento é Seu, e estamos sob a mais solene obrigação de aproveitá-lo para Sua glória. De nenhum talento que nos concedeu requererá Ele mais estrita conta do que de nosso tempo.” Parábolas de Jesus, pág. 342

O tempo é dádiva de Deus! Veja o que o salmista escreveu no Salmo 90:12:

Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos coração sábio.

O Tempo é presente de Deus para nós, para que o aproveitemos de maneira a agradá-Lo, sempre nos dispondo para o serviço que nos foi proposto.

“É precioso o talento do tempo. Dia a dia ele nos é concedido como um legado, e seremos por Deus chamados a contas quanto a ele. Deve ele ser usado para a glória de Deus, e se queremos prolongar nossa vida, se queremos alcançar a vida que se mede pela vida de Deus, temos que dar à mente alimento puro. Não se deve esbanjar tempo algum que poderia ser usado de modo correto.” Manuscrito 15, 1898.

Para nós a vida terrena é medida pelo tempo de vida por aqui, isto é, como, onde, quando, de que maneira gastamos nosso tempo. Com certeza Deus nos deu um tempo, e devemos fazer o máximo possível para que este seja suficiente e muitas almas possam ser salvas através de nossa pregação, vida, atos e atitudes.

“O tempo é um talento confiado a nós que pode ser vergonhosamente mal usado. Todo filho de Deus — homem, mulher, jovem ou criança — deve considerar e apreciar o valor dos momentos do tempo… Quão pouco se pensa sobre esse assunto. Muito maior prosperidade poderia resultar dos empreendimentos missionários se esse talento do tempo fosse atentamente considerado e fielmente usado. Cada um de nós é responsável diante de Deus pelo tempo que tem sido intencionalmente desperdiçado, pelo uso do qual devemos dar conta a Ele. Esta é uma responsabilidade que tem sido pouco apreciada. Muitos pensam que não é pecado gastar horas e dias nada fazendo para beneficiar a si mesmos ou para abençoar outros.” Jesus, Meu Modelo, págs. 80, 81

Precisamos administrar o tempo que Deus nos dá. Todo o tempo que Jesus tinha disponível estava sempre usando no serviço de Deus. É nossa responsabilidade administrar o tempo que é de Deus e para Ele deve ser dedicado. É a maneira de mostrar sabedoria ao mundo.

2.3 O USO NEGATIVO E POSITIVO DO TEMPO

Como usar o tempo? Podemos usá-lo positivamente ou negativamente.

2.3.1 O uso negativo do tempo.

  1. a) É utilizar o tempo para coisas que não edificam e farão diferença negativa em nossa comunhão com Deus.
  2. b) Desperdiçar o tempo com coisas fúteis:

2 Timóteo 2:16 : “Mas evita os falatórios profanos, porque produzirão maior impiedade

Tiago 5:8, 9 : “Sede vós também pacientes, fortalecei os vossos corações; porque já a vinda do SENHOR está próxima. Irmãos, não vos queixeis uns contra os outros, para que não sejais condenados. Eis que o juiz está à porta.

 

Efésios 4:29 : “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem. ”

O tempo não volta. Cada minuto perdido é tempo desperdiçado e irrecuperável. “Cada minuto de vida nunca é mais, é sempre menos”.

2.3.2 O uso positivo do tempo.

  1. a) Planeje seu tempo. “Tudo tem seu tempo determinado”, Eclesiastes 3:1. Sempre que alguém aprende a planejar seu tempo, este alguém se destaca na obra de Deus e no poder de Deus.
  2. b) Cultive a pontualidade. “Não sejais vagarosos no cuidado”, Romanos 12:11. A pontualidade indica caráter, compromisso com Deus e valorização do outro que está à espera.
  3. c) Procure remir o tempo.Não significa diminuí-lo, nem aumentá-lo. Medir o tempo e encaixar cada atividade dentro de seu devido tempo, é uma arte para todo o crente que tem comunhão com o Pai e o Filho (I João 1:3)

2.4 O DOM DO TEMPO NA OBSERVÂNCIA DO SÁBADO

Como forma de expressar seu cuidado com o bem estar da criatura, o Criador estabeleceu um dia de descanso para comunhão e celebração: O Sábado.

O sétimo dia da semana foi reservado para que a humanidade se encontrasse com Deus. Foi criado por sua causa (Marcos 2:27), para ser um dia de descanso e deleite e não um dia de jugo e tristeza. Jesus advertiu a falta de entendimento dos judeus de seu tempo acerca do sábado e, ainda hoje, encontramos pessoas que não conseguem visualizar o quanto o Messias desejava restaurar a verdadeira importância desse dia sagrado.

Enquanto o sábado lembra nossa origem nobre, os demais dias lembram-nos que tudo o que fazemos e produzimos é resultado de uma doação dAquele que nos criou. O tempo é um dom, e devemos usá-lo da melhor maneira possível, aproveitando-o com atividades lucrativas, nobres, honestas e que beneficiem o máximo de pessoas.

2.5 TEMPO PARA DEUS

Esta é uma pequena história, que se desenrola em oito pequenos capítulos, de um homem que nunca achou tempo para Deus. Talvez você se reconheça na história desse homem, quem sabe? Mas quem sabe você possa mudar alguns capítulos da história da sua vida quando conhecer a história da vida dele!

1° capítulo: Quando criancinha quiseram ensiná-lo a orar a Deus, mas alguém objetou: “É muito cedo para pensar em Deus. Ele não compreende nada ainda. Quem sabe quando crescer um pouco!”

2° capítulo: Quando virou um menino cheio de saúde, pensaram em mandá-lo para uma escola  de ensinos religiosos, para começar a aprender de Deus, mas logo veio a resposta: “É muito criança para pensar em Deus.”

3° capítulo: Quando era jovem, recebeu um convite para um encontro de jovens que andavam com Jesus. Porém, ele estava bastante entretido com sua namorada, paixão da sua mocidade. Alguém respondeu por ele: “Muito apaixonado para pensar em Deus.”

4° capítulo: Quando homem feito, casado e bem sucedido nos negócios, sua esposa suplicava-lhe que fosse à igreja com ela, mas ele sempre respondia: “Estou muito ocupado para pensar em Deus.”

5° capítulo: Havia um grande momento na vizinhança em que todos se reuniriam para orar a Deus. Quiseram acordá-lo numa madrugada, a fim de que pudesse participar, mas os amigos responderam por ele: “Deixem-no. Está muito cansado para pensar em Deus. 

6° capítulo: Uma vez, estando ele absorvido pelos negócios, convidaram-no para participar de uma programação especial da Páscoa, para que comemorasse o sacrifício de Jesus Cristo pelos nossos pecados. Ele, porém, respondeu: “Estou muito preocupado, para poder pensar em Cristo e Seus sacrifícios.”

7° capítulo: Quando, já bem idoso, quiseram levar um pastor até sua casa para uma visita, mas os netos objetaram: “Está muito velho para pensar em Deus.”

8° capítulo: Quando estava sendo levado para o cemitério, o inimigo gargalhou maldosamente no rosto dele: “Muito tarde para pensar em Deus!”

2.6 DAR CONTA DO TEMPO

 

O Tempo / Por: Laurindo Rabello da Silva

 

“Deus pede estrita conta do meu tempo,

É forçoso do tempo já dar conta,

Mas, como dar em tempo tanta conta,

Eu, que gastei sem conta tanto tempo?

Para ter minha conta feita a tempo,

Dado me foi bom tempo e não fiz conta;

Não quis, sobrando tempo, fazer conta,

Quero hoje fazer conta e falta tempo.

Oh! vós, que tendes tempo sem ter conta,

Não gasteis vosso tempo em passatempo;

Cuidai, enquanto é tempo, em fazer conta.

Mas, oh! se os que contam com seu tempo

fizessem desse tempo alguma conta,

Não choravam sem conta o não ter tempo.”

 

Na narrativa a seguir, apresenta-se algo também sobre a valorização do tempo:

 

“Para você perceber o valor de “um ano”, pergunte a um estudante que repetiu o ano.

Para você perceber o valor de “um mês”, pergunte para uma mãe que teve seu bebê prematuramente.

Para você perceber o valor de “uma semana”, pergunte a um editor de um jornal semanal.

Para você perceber o valor de “uma hora”, pergunte aos namorados que estão esperando para se encontrar.

Para você perceber o valor de “um minuto”, pergunte a uma pessoa que perdeu um trem.

Para você perceber o valor de “um segundo”, pergunte a uma pessoa que conseguiu evitar um acidente.

Para você perceber o valor de “um milésimo de segundo”, pergunte a alguém que ganhou uma medalha numa Olimpíada. Então: Valorize cada momento que você tem! Ontem é história. O amanhã é um mistério. Hoje é uma dádiva, por isso é chamado PRESENTE.

Aproveite ao máximo este presente dado por Deus, pois o tempo caminha para frente, jamais voltará atrás.

Faça sempre o melhor que puder para que jamais se arrependa dos seus atos.

Não faças do amanhã o sinônimo de nunca, nem o ontem te seja o mesmo que nunca mais.

Teus passos ficaram. Olhes para trás… Mas vá em frente, pois há muitos que precisam que chegues para poderem seguir-te.

Enquanto você não valorizar a si mesmo, você não valorizará o seu tempo. Enquanto você não valorizar o seu tempo, você não fará nada com ele.”
                     

2.7 CONCLUSÃO

Na mensagem de hoje aprendemos que o tempo que temos é dado por Deus. Os nossos dias de vida se passam rapidamente e precisamos prestar contas de nosso tempo diante de Deus. Uma boa administração do tempo de vida, é buscarmos em Deus a sabedoria para melhor aplicarmos os nossos momentos. Deus deseja que sejamos pessoas que aproveitemos com maior cuidado cada momento da vida. Família, descanso, lazer, boas conversas, Igreja e serviço ao próximo, são bons motivos para gastarmos o tempo de acordo com a vontade do Senhor.

Que o Senhor nos ajude! Amém!

Fonte: https://www.crescermais.org/sermoes/ler/a-mordomia-do-tempo-2018