- Ao Deus Único - http://aodeusunico.com.br -

Como Jesus, Por Seu Espírito, Trabalha no Coração de um Jovem Fazendo um Novo Homem

Mesmos Deuses, Nomes Diferentes

“A sala estava cheia de atividade: risos, música e animação juvenil. Na frente da sala, dois grandes alto-falantes tocavam a música das últimas bandas de rock. Eu havia organizado uma festa para comemorar com um grupo de amigos – pelo menos havia tentado. Fui sentar em um canto da sala onde um adolescente animado descrevia uma cena de um dos filmes mais recentes. Eu me acomodei e tentei absorver a atmosfera, mas algo simplesmente não estava certo. Levantei-me e fui para o pátio nos fundos e me juntei a alguns jovens ‘Romeus’ que estavam discutindo suas últimas façanhas em capturar as mulheres dos seus sonhos. Não, eu também não gostei disso. Garoto, o que há de errado comigo? A música estava começando a me dar nos nervos, e olhei para o outro lado da sala e vi uma cena de vídeo que estava passando, que achei muito ofensiva. O pensamento me atingiu como um trem de carga: Eu odeio essas coisas!

 

Minha mente acelerou com possíveis cenários. Até aqui, essa havia sido minha definição de diversão, mas agora não as suportava mais. Algo tomou conta do meu coração e tornou impossível desfrutar este “status”. Em algum lugar fora do abismo veio o pensamento hediondo de que minha alegre vida havia terminado e que eu nunca mais seria capaz de me divertir. Corri para frente da casa para o gramado frontal, sacudi o punho no ar e gritei: “Você destruiu minha vida!”

 

Algumas semanas depois da minha ‘experiência na estrada de Damasco’ com Jesus, minha vida foi revirada. Eu nunca havia sentido tanta paz, e a Bíblia apenas começava a fazer parte da minha vida. Eu estava bebendo da água da vida e experimentava uma liberdade que nunca havia conhecido antes. Quando Jesus entrou na minha vida, as mudanças foram imediatas; De repente percebi que parte da minha linguagem era inadequada, que algumas das minhas piadas eram bastante vulgares e que certos aspectos do meu estilo de vida eram incompatíveis com a nova direção que eu agora estava seguindo. Eu

estava em uma jornada para o novo reino. Era como ir a um país totalmente estrangeiro e aprender o idioma e os costumes partindo do zero. Eu queria aprender porque amava o Senhor daquele reino, mas havia estudado em um reino diferente, e levaria algum tempo para me adaptar.

 

Não foi senão na noite da festa que eu percebi o quão radical era esta transformação. Visto que Jesus conquistou meu coração por Seu amor, não pude resistir a Ele quando me chamou. Então, na noite da festa enquanto fazia o que achava que era bom, eu podia sentir que Ele estava me chamando para longe desse tipo de vida. Como não sabia de mais nada, fiquei com medo de que o que substituiria este estilo de vida não seria tão bom. É fácil ter medo do desconhecido, mesmo quando sabemos que é o certo. Felizmente, escolhi confiar que Jesus cuidaria de mim, e era melhor confiar Nele do que nos meus sentimentos.

 

Quando aceitei Jesus como meu Salvador, fiquei flutuando por semanas”.

Adrian Ebens. Guerras de Identidade. Caminho à Liberdade. páginas 89 e 90.